O Jornal do Poder

26/09


2006

Alckmin cresce, mas Lula ainda vence no primeiro turno

 A nova pesquisa realizada pelo instituto Sensus, encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), mostra crescimento do candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB), mas o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à reeleição, ainda ganha no primeiro turno, segundo o levantamento.

Lula obteve 51,1% das intenções de voto. Alckmin tem 27,5%. Heloísa Helena (Psol) ficou com 5,7% e Cristovam Buarque, 1,4%. Ana Maria Rangel (PRP), 0,6%. Luciano Bivar (PSL), José Maria Eymael (PSDC) e Rui Pimenta (PCO) têm, cada um, 0,1%. Votos brancos, nulos e indecisos, 13,5%. A pesquisa, realizada entre os dias 22 e 24 de setembro, entrevistou 2 mil pessoas. A margem de erro é de três pontos percentuais para cima ou para baixo. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 19329/2006.

Na pesquisa anterior, realizada em agosto, Lula tinha 51,4% e Alckmin, 19,6%. Heloísa Helena, 8,6%. Cristovam Buarque aparecia com 1,6%. Ana Maria, 0,3%, Bivar, 0,7%, Eymael, 0,2%, Pimenta, 0,2%. Os votos brancos, indecisos e nulos somavam 17,7%.

Segundo Ricardo Guedes, diretor do instituto Sensus, o crescimento de Alckmin não retira os votos de Lula e sim os de Heloína Helena e indecisos. "Mas ainda assim o Lula ganha no primeiro turno", ressaltou. Considerando apenas os votos válidos, Lula tem 59,9% dos votos. Alckmin tem 38,8% dos votos válidos e Heloísa Helena, 6,6%.

Na simulação do segundo turno entre Lula e Alckmin, o petista fica com 55,6%. Alckmin obtém 33,7%. Os votos brancos, indecisos e nulos alcançam 10,8%. Antes, Lula tinha 56,7% e Alckmin, 30,8%. Indecisos, brancos e nulos, 12,6%. As informações são do portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

E se não ganharmos no primeiro turno, daremos uma goleada histórica nesse garupeiro, pois teve 7,5 anos de governo e não fez nada a não ser estradas e obras de const. civil, que são importantes, mais temos outras prioridasdes sociais para o estado. Tivemos um prejuízo de R$54.800.000,00 na saúde.

Valeu Brasileiros, muito me orgulha ver que nós continuamos a creditar em uma pessoa que está mudando a história desse país, na condição de homem simples e deteminado com objetivos claros em ver o social, essa miséria que foi sempre rejeitada pelo FHC. Essa vitória é do povo.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Lula é um fenõmeno, merece uma estátua! Nem com todas as manipulações dos meios de comunicação mancomunados com a direita mais porca deste país eles estão conseguindo desbancar o primeiro operário presidente. Só resta mesmo agora o golpismo para esta canalha. Adios fascistas!

prudencio godoy de melo galvao

Acabei de chegar da feira da sulanca em Caruaru, fiz também a minha "pesquisa científica", não tem + jeito, nem com todos os meios de comunicações, fazendo campanha abertamente pro Alkimim, pelo q tô vendo por aqui, vai ser de lavagem, de cada 10 sulanqueiro q perguntei, 8 disseram q votam LULA.

VOTANDO EM LULLA, O MAIOR FARSANTE DE TODA HISTÓRIA POLITICA BRASILEIRA, ESTAREMOS DANDO AVAL A CORRUPÇÃO NO PAÍS. O PAÍS ATRAVESSA UMA DESAGREGAÇÃO ÉTICA E MORAL JAMAIS IMAGINADA.


Potencial Pesquisa & Informação

26/09


2006

BA: Força - tarefa vai garantir lisura das eleições

Uma força-tarefa composta por agentes da Polícia Federal, Polícia Militar e Polícia Civil deverá garantir a lisura do processo eleitoral na Bahia, neste domingo. O reforço policial foi solicitado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), com o objetivo de coibir, sobretudo, a tradicional boca-de-urna no dia do pleito. Diferentemente de outras eleições, desta vez a Justiça Eleitoral promete fazer cumprir rigorosamente a prática vetada pela Lei 9.504/97, que passou a ser tipificada como crime pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir de 2006, através da minirreforma política.

 Hoje, a Corregedoria do TRE encaminha a todos os juízes zonais ofício dando ampla efetividade ao que determina a lei em vigor, que afirma que “constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de R$ 5.320,50 a R$ 15.961,50, a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca-de-urna”. Na opinião do corregedor eleitoral, juiz Eliezé Bispo dos Santos, a eleição de 2006 será considerada um verdadeiro divisor de águas. “O TRE baiano não vai permitir a prática da boca de urna, como determina o Tribunal Superior Eleitoral”, assegurou. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

26/09


2006

Publicitário diz que empresário é "um trambiqueiro"

Do publicitário Eden Wildemann, que ontem foi ao Paço Alfândega desqualificar o empresário Saulo Batista, que acusa o presidente do PSB, Milton Coelho, de cobrar propina para a campanha de Eduardo Campos, recebi o seguinte e-mail: ''Acredito que saiba quem sou, ou ao menos conheça meu nome, visto que me citou em seu blog por conta do meu aparecimento na suposta “coletiva” do TRAMBIQUEIRO Saulo Batista. No post você se refere a mim como um homem que se apresentou como sendo Eden Wiedemann. Pois bem, eu SOU Eden Wiedemann, publicitário, diretor de criação e sócio da WS consultoria.

Quero que fique claro e evidente que parti para desmascarar esse mentiroso compulsivo não por motivação política, visto que não estou alinhado com Eduardo Campos ou qualquer um envolvido em sua campanha, mas por acreditar que este TRAMBIQUEIRO – reforço esta palavra – não merece aparecer perante a mídia como um “empresário” ou mesmo como um cidadão com aspirações a desmascarar alguém ou mesmo combater a corrupção.

Saulo Batista é um mentiroso, golpista, que se dizia – até antes de surgir das profundezas do inferno – braço direito de Sérgio Guerra, Militante do PSDB e atuante na campanha de José Serra em São Paulo.  Investiguei esse golpista desde de que ele nos envolveu em um evento falso, o CONPETUR (que pode ser verificado junto a secretaria de Turismo e as faculdades do Recife), e prejudicou não só a minha empresa como outras empresas envolvidas, como a LIZ eventos.

Durante este tempo descobri que o mesmo teria sido expulso do PSDB local justamente por se passar por assessor de Sérgio Guerra, que teria também sido expulso do PCdoB, aplicado golpe similar ao do CONPETUR em outros estados. O azar de Saulo aqui em Recife foi que as faculdades, desconfiadas do time de estrelas que se apresentariam no evento, passaram a checar a veracidade do mesmo. Descoberto o engodo ele fugiu para Brasília deixando para trás contas e cobradores.

Movi sim uma ação contra ele, que inclusive já se encontra nos comentários de seu blog, e possuo sim uma foto onde ele encontra-se ao meu lado, trabalhando no material do suposto evento. 

Enquanto caçava Saulo, postando em seu Orkut mensagens onde contava o que ele havia feito aqui, fui abordado por Andréa Borges, que se dizia seu braço direito. E aí começou a segunda parte de toda essa história. Se houver interesse entre em contato e posso contar os detalhes. 

Verifique este perfil antes que suma

http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=539252197099057235

E verifique estes scraps:

http://www.orkut.com/Scrapbook.aspx?uid=2697862486585140613

Atenciosamente, 

Eden Wiedemann

Direção de Criação

AVESSOAGÊNCIA


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Agora, está explicado a origem do canalha, Saulo Batista, só poderia ser ligado aos peesedebistas, como Sérgio Guerra, e outros, agora temos certeza que este mau caráter apareceu para prujudicar a campanha vitoriosa de Eduardo, coitado o feitiço virou contra o escroto. É Lula lá e Eduardo cá.

Raimundo Eleno dos Santos

Não sei o que está acontecendo. Deve ter um "come-come" no Blog. Está anunciado que tem 12 comentários e só se encontram 7.(?) Que é que é isso?

Severino Isidoro Fernandes Guedes

QUE VERGONHA HEIN PFL! Não conseguem ganhar nas urnas e contratam um trambiqueirozinho de quinta categoria para dretratar Eduardo Campos. Essa velha prática de vocês está caindo no descrétido. Ninguém acredita mais nessa gente. Arraes será vingado!

Prudencio, eu queria apenas que Roubalinho e Empréstimo das Galinhas juntos, tivessem apenas 10% do destaque na mídia que esse Caso das Sacolinhas teve!.. os dois juntos queria apenas 10%... quero muito não..

Ainda por cima nossos jornalistas ganham um mísero salário, tendo que fazer bicos em assessorias de imprensa para poder ter alguma coisa na vida. Infelizmente o preço da dignidade de muitos, vale tão pouco!



26/09


2006

Segurança reforçada para as eleições em PE

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco divulgou hoje o esquema especial montado para as eleições em todo o Estado. Cerca de 10 mil policiais militares e 1.870 policiais civis estarão de prontidão para coibir infrações eleitorais – assim como a boca de urna e a Lei Seca, que proíbe a venda de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes e outros estabelecimentos, das 5h às 18h do dia 1° de outubro.

 As tropas militares seguirão para o Interior do Estado nesta quinta-feira e ficarão de sobreaviso durante todo o dia eleitoral, em pontos de concentração ligados ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Segundo a SDS, serão 4.365 policiais militares na Região Metropolitana do Recife (RMR) e 5.541 no Interior do Estado. A Policia Civil, entre delegados, agentes e escrivães, disponibilizará 624 policiais civis na RMR e 1.246 no Interior. A escolta para transportar os disquetes e as urnas eletrônicas das seções, após as votações, será feita pela Polícia Militar.

 As pessoas que infringirem as leis serão detidas e encaminhadas para o ginásio da Academia da Policia Militar (Acadepol), localizada no bairro da Boa Vista, Centro do Recife, além da apresentação imediata ao juiz eleitoral da região. “A lei também vale para quem for pego consumindo bebida alcoólica em via pública, desde que esteja causando algum transtorno nas votações”, explicou o secretário Rodney Miranda. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/09


2006

Sacolinha: aliados de Mendonça recorrem à PF

Hoje, às 15 horas, deputados e presidentes dos partidos que compõem a coligação União por Pernambuco, liderada pelo governador e candidato à reeleição, Mendonça Filho, irão à Superintendência da Polícia Federal para uma audiência com o superintente Bergson Toledo e Silva com dois objetivos: liberar requerimento solicitando severidade na apuração do escândalo da sacolinha e pedir para que se intime Milton Coelho, ex-presidente estadual e candidato a deputado do PSB, para que ele informe qual agente federal estava lhe ajudando a investigar o empresário Saulo Batista.

Após esta audiência, os representantes da União por Pernambuco seguirão para o Fórum do Recife, em Joana Bezerra, onde impetrarão ação judicial contra o candidato a governador pelo PSB, Eduardo Campos, que agrediu o PFL, ao dar entrevistas em jornais, chamando o partido da Frente Liberal de ''gangue'' e também por afirmar que a sigla acolhe mafiosos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Eu estou enojado (ou será inojosamente inojado) com essa máfia do PFL (gang é para amadores). Só que desta vez, ao contrário com o que aconteceu com a farsa dos precatórios, eles vão levar uma surra nas urnas para vingar o que fizeram com um brasileiro com B maiusculo como Arraes.

Tem que desmontar essa gang do PSB urgente.

Fabio Henrique Cavalcanti Pedrosa

Mentira tem perna curta. Dia primeiro de outubro está chegando e junto chegará a verdade. Espero que os pernambucanos se toquem e digam um não a toda essa podridão. No próximo domingo, vamos votar em pessoas de bem. Afinal de contas, como diz o filósofo Faustão, urna não é pinico. É Eduardo 40!

LandRover

É bom que Mendonça e Jarbas aproveitem essa ida à Polícia Federal para, também, solicitar uma investigação profunda sobre o "Programa Leite de Pernambuco", um dos maiores escoadoros de corrupção do atual governo, encabeçado por Romário Dias e Estênioi Galvão, dono da Bom Leite, de São Bento do Una.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O PFL é mais do que uma gang. Gang é coisa para amadores, eles são é mafiosos mesmo. Não sabem conviver com a democracia e só se valem de expedientes rasteiros, como o denuncismo, a calúnia e a mistificação. E depois tudo fica por isso mesmo!



26/09


2006

Crise: militares alertam para perigo à democracia

Em meio à corrupção nos arraiais governistas, a cobra está  fumando nas entidades paramilitares representativas dos Oficiais Superiores das Forças Armadas. O último escândalo envolvendo o PT e o Governo, já  sendo previsível novos escândalos a cada semana, no caso da compra dos dossiês, provocou nota conjunta assinada pelos presidentes do Clube Naval, Clube Militar e Clube de Aeronáutica.

''A sensação é de perigo iminente à Democracia'', protestam, em síntese, o Almirante-de-Esquadra José Júlio Pedrosa (Clube Naval), General-de-Exército Gilberto Barbosa de Figueiredo (Clube Militar) e Tenente-Brigadeiro Ivan Moacyr da frota (Clube de Aeronáuitica). E mais: ''Já se torna evidente que a corrupção não é somente um ilícito do qual se  beneficiam pessoas e grupos, mas sim algo que se transformou em meio de conquista e manutenção do poder''. 

Deve ser salientado que os Clubes Militares congregam as elites pensantes  das Forças Armadas e traduzem as vozes silenciosas dos quartéis, cujos generalatos, almirantes e brigadeiros são impedidos de se manifestar  politicamente em obediência aos Regimentos Disciplinares.   

A íntegra da ''Nota dos Clubes Militares'' é a seguinte: 

''Em meados de 2005, explodiu o escândalo do chamado ''mensalão'', a partir do flagrante preparado contra um funcionário desonesto e das denúncias abertas de um Deputado ameaçado pela armação que se preparava para fazê-lo o ''bode expiatório''.

A Nação a tudo assistiu, aturdida pela desfaçatez de homens públicos e membros do governo. A partir de então, todos os dias são tornados públicos novos escândalos, sempre envolvendo pessoas próximas ao Governo, ao Presidente ou ao seu Partido.

As demissões, forçadas pelas circunstâncias e pelo constrangimento político, nunca foram acompanhadas de completa apuração e das punições necessárias. A sucessão de casos escabrosos e de atos de corrupção já não surpreende o brasileiro honesto.

Nesta semana, surge outro escândalo. Uma tentativa de comprometimento de dois cndidatos a cargos executivos com o ''caso da compra das ambulâncias'', mediante negociação fraudulenta de suposto ''dossiê''.

Chantagem ou denúncia, mas com a evidente intenção de desqualificar concorrentes eleitorais. Novamente, envolvendo assessor do Presidente, pessoas importantes na hierarquia do seu Partido e dinheiro de procedência duvidosa.

Já se torna evidente que a corrupção não é somente um ilícito do qual se beneficiam pessoas e grupos, mas sim algo que se transformou em meio de conquista e manutenção do poder.

A sensação é de perigo iminente à Democracia. Por isso os Clubes Naval, Militar e de Aeronáutica, por seus Presidentes, sentem-se no dever de manifestar, publicamente, sua indignação com esse estado de coisas e de ressaltar a importância das próximas eleições como instrumento à disposição do povo brasileiro para o saneamento da vida política nacional.

Almirante Esq José Julio Pedrosa

Presidente do Clube Naval

Gen Ex Gilberto Barbosa de Figueiredo

Presidente do Clube Militar

Ten Brig Ivan Moacyr da Frota

Presidente do Clube de Aeronáutica''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Governo corruPTo ou cai pelo voto ou cai pelas armas. É grande o segmento de militares descontentes com a roubalheira dos amigos de Lula. Deposição Já!

Raimundo Eleno dos Santos

Fernando Henrique Cardoso é filho de General do Exército. Vcs não sabiam? Pois é! Agora a direita tramoieira pode até querer fazer a cabeça dos milicos. Carlos Lacerda era mestre em fazer futricas.Hoje existem muitas encarnações de Lacerda. Que m...



26/09


2006

FHC diz que Lula é a encarnação do Judas

O discurso de Fernando Henrique ontem em São Paulo, durante o ato “Por um Brasil decente”, foi tão duro na forma que acabou ofuscando a participação de Geraldo Alckmin. O ex-presidente não deixou por menos: disse que Lula é o demônio em pessoa e deve ser enxotado do poder. Alckmin também pegou pesado: afirmou que Lula é a encarnação do Judas. Mas, seja porque na escala do mal, o traidor está abaixo do tinhoso, seja porque Fernando Henrique tem um estilo mais mitingueiro do que Alckmin, o candidato acabou ficando num segundo plano. Todas as manchetes realçaram o discurso do ex-presidente.

No entanto, os jornais não deram o devido destaque a um aspecto fundamental do discurso de Fernando Henrique. Ao lado das críticas duríssimas e dos arroubos de palanque, ele passou um recado claro: está jogando a carta eleitoral – e apenas ela. Não está no seu horizonte trilhar nenhum tipo de caminho heterodoxo no período pós-eleitoral. Depois de conclamar a platéia a se mobilizar para “expulsar” Lula do governo, botou os pingos nos ii: “Mas vamos fazer isso pelas urnas. É voto nas urnas o que queremos”.  E mais à frente: “Temos que acabar no voto com essa tentação que está havendo no Brasil de achar que tudo pode. Não pode, não''.

Já o presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati, falando no mesmo ato público, não foi tão feliz na forma que encontrou para lidar com o problema ao afirmar: ''Estou torcendo para que o impeachment do Lula seja através do voto. Se não for, infelizmente, teremos um presidente sub judice, sob suspeitas. Se a população não der um basta pelo voto, a coisa poderá ficar grave''. Vá lá que se chame a derrota eleitoral de um presidente de impeachment – raramente os políticos são rigorosos em cima dos palanques. Mas dizer que, se Lula vencer, ficará “sub judice” e que “a coisa poderá ficar grave”, deixa no ar a idéia de que outras cartas poderão vir a ser jogadas pela oposição no futuro, dependendo das circunstâncias. As informações são do Ultimo Segundo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

De Judas, não! Mais respeito com um dos doze apóstolos de Cristo. Lula é a encarnação do Satanás, isso sim! Um homem que omisso e irresponsável em que todos os escândalos lhe rodearam. Deposição Já!

Raimundo Eleno dos Santos

FHC está praticando po maior desserviço ao País. Ele é um deletério. Pratica um despautério que não tem remédio. É a andropausa se acentuando.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

FHC falar em Judas? Quá, quá, quá! Esse desastroso personagem quase afundou o Brasil e é tão bom que seu Geraldo Daslu não quer saber dele em sua campanha chuchulesca. O homem da PF chapa branca e do engavetador geral da República não merece crédito: ele é uma vergonha!

Vejam só, Fernando Henrique Cardodo, um presidente ausente, que pediu ao povo brasileiro que esquecesse o que escreveu, diz que Lula é Judas. Vai te catar FHC, quem é judas é a tua pessoa, pois quem traiu o povo brasileiro foi você.



26/09


2006

Procuradoria investiga ex-diretor do BB

O procurador da República em Cuiabá (MT) Mário Lúcio Avelar disse ontem que será investigada a possibilidade de que o ex-diretor de Gestão e Risco, do Banco do Brasil, Expedito Veloso tenha usado o cargo para levantar dados bancários contra o empresário Abel Pereira, supostamente ligado ao ex-ministro Barjas Negri, do governo Fernando Henrique Cardoso: ''É possível. Não há como afirmar concretamente''.

Um extrato de conta corrente --emitido pelo BB no dia 14 passado, quando era negociado em Cuiabá dossiê contra tucanos-- reforça a suspeita contra Expedito. Os indícios de que Abel teria recebido propina consistem em extratos da movimentação financeira de empresas de Luiz Antonio Vedoin, chefe da máfia dos sanguessugas. Os extratos foram entregues por Vedoin à Justiça e à revista ''IstoÉ'' no dia 14.

Com base nas informações, a revista publicou reportagem dizendo que Abel recebia propina por terceiros para liberação de verbas do Ministério da Saúde, na gestão de Barjas.

Vedoin afirmou que Expedito, ainda no cargo, estava presente na entrevista dada à revista em Cuiabá --no mesmo dia da emissão do extrato do BB que comprova transferência de R$ 20 mil para pessoa supostamente ligada a Abel. Vedoin mostrou outros três extratos, mas não há a data da emissão. Ele diz que conseguiu as cópias com o BB, e não com Expedito. A transação com os R$ 20 mil ocorreu em janeiro de 2003. Vedoin disse que requereu os extratos antigos ao BB.

Segundo o procurador da República, Expedito entregou no depoimento que deu à PF na sexta-feira em Brasília cópias de cheques das supostas transações de Abel. Isso, diz Avelar, mostra que o ex-diretor tinha mais dados do que os fornecidos por Vedoin à Justiça.

''Fui [a Cuiabá] para cumprir função técnica. [Explicar] depósitos de pessoas indicadas por Abel Pereira'', justificou Expedito em depoimento à PF.

O BB informou ontem que levantamento preliminar feito pela área de gestão de segurança da instituição mostra que Expedito Veloso não acessou ''diretamente as contas divulgadas na imprensa''.

Em depoimento à Polícia Federal na sexta-feira, Expedito Veloso disse que, ao longo da negociação com a família Vedoin para obter o dossiê contra Serra, o empresário Valdebran Padilha assumiria a responsabilidade de pagar R$ 1 milhão.

Segundo ele, em seu encontro com Darci Vedoin, Luiz Antonio Vedoin e Valdebran Padilha, disse ''que tinha em sua posse a relação dos pagamentos feitos a Abel [Pereira] ou em seu nome, e iria apresentá-los à Justiça de qualquer forma, e, fazendo isso, os Vedoin perderiam o benefício da delação premiada; que, em vista disso, o declarante teve a sensação de que os Vedoin não iriam discutir mais sobre dinheiro''. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Essa é a turma "ética" do PFL-PSDB? Além de conservadores são cínicos e dissimulados. E ainda adotam o slogan "por um Brasil decente!" para o seu candidato (Geraldo Daslu). Que cara de pau!



26/09


2006

Ibope sob suspeita em Alagoas

Uma pesquisa feita pelo Ibope e divulgada ontem à noite pela TV Gazeta, sobre intenções de voto para o Governo de Alagoas, lançou confusão sobre a realidade do quadro eleitoral no Estado. Vinte e quatro horas antes, havia sido divulgada uma pesquisa do Instituto Gape, em que o candidato do PTB, João Lyra, mantinha a tendência detectada em todas as pesquisas anteriores, de vitória no primeiro turno.

Na pesquisa Gape divulgada no domingo, Lyra aparece com 43% das intenções de voto e Teotônio Vilela Filho (PSDB) tem 32%. Lenilda Lima (PT) vem em terceiro, com 4%. Ricardo Barbosa (PSOL) tem 1%. Nessa pesquisa, João Lyra ultrapassa em seis pontos percentuais a soma de seus adversários, e tem 11 pontos percentuais de dianteira sobre o candidato tucano, seu principal oponente.

Já o resultado da pesquisa Ibope, divulgado ontem, surpreendentemente, contraria todos esses números. Téo Vilela aparece com 39% e João Lyra com 38%, em situação de empate técnico. A petista Lenilda Lima, por esse levantamento, teria subido para 7% - quase dobrando seu índice em relação a todas as pesquisas divulgadas anteriormente.

E Ricardo Barbosa também teria dobrado seu percentual, subindo do 1% que vinha obtendo para 2%. Na pesquisa do Ibope, até o candidato do PTN, Elias Barros, que em todas as pesquisas não havia pontuado, aparece agora com 1% das intenções de voto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/09


2006

Debate: Compromisso de Campanha no CE

O principal compromisso de campanha hoje dos candidatos a governador do Ceará é o debate às 22h30 na TV Verdes Mares (afiliada da Rede Globo). Quatros dos seis candidatos foram convidados. São aqueles que pertencem a partidos políticos com representação na Câmara dos Deputados. Com isso, os candidatos Salete Silva (PCO) e Horácio Gondim (PSDC) não participarão do debate. Estão confirmados os candidatos Lúcio Alcântara (PSDB), Cid Gomes (PSB), José Maria de Melo (PL) e Renato Roseno (PSol). O debate terá cinco blocos e deve durar cerca de duas horas. A mediação será da jornalista da Rede Globo Cláudia Bomtempo.

 Já os seis candidatos ao Senado participam, de meio-dia às 13h, na TV Jangadeiro (afiliada do SBT) do primeiro debate entre eles. Confirmaram presenças Moroni Torgan (PFL), Inácio Arruda (PCdoB), Tarcísio Leitão (PCB), Raimundo Castro (PSTU), Fernandes Filho (PSDC) e Nair Fernandes (PDT). As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha