FMO janeiro 2020

18/09


2006

Robalinho diz que oposição mente e calunia

O ex-secretário de Saúde de Pernambuco, Guilherme Robalinho, disse, há pouco, ao blog, que o suposto envolvimento do seu nome com a máfia dos vampiros não passa de uma tentativa desesperada da oposição para criar um fato político na campanha e tentar desestabilizar o Ministério Público, que está prestes a confirmar o indiciamento do ex-ministro Humberto Costa com a máfia dos vampiros.

''Sou um homem honrado. Servi 12 anos ao Estado como secretário de Saúde de Pernambuco e da Prefeitura do Recife e não há nada, absolutamente nada, que desabone a minha conduta moral'', desabafou, adiantando que sequer conhece o tal lobista e empresário Jaisler Jabour. O ex-secretário explicou que a sua luta incansável, na verdade, foi para trazer para Pernambuco a sede da Hemobras.

''O Hemone é o único laboratório no País que produz albumina humana e por essa condição especial Pernambuco detinha as melhores condições para ter uma planta de hemoderivados, aproveitando assim o plasma do sanque que é jogado fora hoje e que, vindo do Exterior, custa uma fortuna ao País, algo em torno de R$ 100 milhões por ano'', afirmou.

Robalinho disse que o projeto dessa planta foi aprovado, por unanimidade, pela Assembléia Legislativa e, posteriormente, levada ao então ministro da Saúde, Humberto Costa. ''Tínhamos pela frente uma batalha política enorme, porque estávamos concorrendo com vários Estados potenciais, como o Rio e São Paulo. Felizmente, ganhamos, mas o projeto não andou e o que existe é um terreno baldio em Goiana'', afirmou.

Contou, ainda, que na luta para trazer a Hemobras para o Estado reuniu a bancada federal e buscou, ainda, individualmente, deputados influentes em Brasília para ajudar no processo da sua consolidação, citando, dentre outros, o presidente da CNI, Armando Monteiro Neto.

''O projeto não foi meu, individual, nem objeto de nenhum lobby. O então governo Fernando Henrique deu a palavra de apoio, através do ex-ministro Serra, que estava convencido de que Pernambuco, tecnicamente, tinha as melhores condições'', afirmou.

Robalinho, por fim, disse que nunca foi citado pela Polícia Federal nem pela CPI em nenhuma instância e que coloca, a partir de agora, seus sigilos bancários, fiscal e telefônico a serviço de quem queira. ''É lamentável que algo tão importante para o Estado, que vem desde o Governo Arraes, passou pelo de Joaquim e se consolidou no de Jarbas venha, agora, sofrer uma manipulação política. Isso é uma grande calúnia'', desabafou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A verdade.O Jornalista tem o dever de buscar e divulgar a verdade.Ele não é juíz ou promotor de justiça,mas deve ser imparcial.Escamoteá-la ou dizê-la pela metade denota cumplicidade com um lado ou com o outro.Diz a Bíblia:CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.A verdade cabe em todo lugar.

roberto lima

Absurdo! Guilherme Robalinho é um homem honrado, acima de qualquer suspeita. Quem o conhece , sabe.

prudencio godoy de melo galvao

Tá certo, o Magno ouviu o Robalinho, e, ele deu sua versão, até prova em contrário, vamos acreditar em sua palavra, era isso que Jarbas/Mendonça, deveria ter feito em relação ao HUmberto, e o que foi feito, todo mundo ja sabe.


Prefeitura de Jaboatão

18/09


2006

Assessor envolvido em dossiê era segurança do "Sombra"

O agora ex-assessor especial de Lula, Freud Godoy, fazia a segurança do chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e de Sérgio Gomes da Silva, o “Sombra” em 2002, quando foi acusado em inquérito na Polícia Civil paulista de supostamente recolher propinas das empresas de ônibus em Santo André (SP).

Godoy admitiu no inquérito que era segurança dos dois, mas negou a intermediação do suborno e foi liberado. A informação é de um dos fundadores do PT, Rui Vicentini, que se desligou do partido. Diz Rui que o ex-assessor de Lula, acusado de pagar o dossiê contra José Serra, é muito amigo de Sérgio ‘Sombra’, investigado no assassinato do prefeito Celso Daniel, em 2003. As informações são do site de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

As peças começam a se encaixar.Aguardemos.


Cabo de Santo Agostinho

18/09


2006

José Jorge quer a foto da entrega do dinheiro

 O senador José Jorge (PFL-PE), candidato a vice-presidente na chapa do tucano Geraldo Alckmin (PSDB), apelou ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e ao diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Fernando Lacerda, pela divulgação da foto dos R$ 1,75 milhão que seriam supostamente usados por pessoas ligadas ao PT para comprar um dossiê com denúncias contra José Serra, candidato do PSDB ao Governo de São Paulo. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

prudencio godoy de melo galvao

Isso tá parecendo com aquela estória, lá do pina q a mulher do cadoca, tentou subornar uma pobre coitada, vcs lembram?Como é q um candidato tá com + de preferência do eleitorado, vai tá se preocupando em "fabricar"dossiê?, mas, que se apure e divulgue tudo, pra vê se o Zé jorge fica satisfeito


Prefeitura de Serra Talhada

18/09


2006

Humberto: "Tem gente infiltrada para atingir Lula"

 O candidato ao Governo de Pernambuco pelo PT, Humberto Costa (PT), disse, há pouco, desconhecer a participação de membros do Governo Lula no caso da compra de um dossiê contra o também ex-ministro da pasta, José Serra (PSDB), que é candidato ao Governo paulista.

Segundo Humberto, “isso parece mais coisa de alguém infiltrado dentro do PT”. “Não vejo qual interesse que o Governo teria nisso. (o presidente) Lula está bem nas pesquisas e não precisa criar factóides contra Alckmin (Geraldo Alckmin, do PSDB, candidato a presidente). Se isso foi feito por alguém, não deve ter sido gente do Governo. Deve ter sido feito por alguém infiltrado”, declarou. Para Humberto, o episódio trouxe prejuízos políticos para o seu partido. “Isso está trazendo problemas para todos nós do PT”, disse.

Sobre a possibilidade de ser indiciado pelo Ministério Público Federal por envolvimento na chamada Máfia dos Vampiros, o petista cobrou rapidez. “Quero que isso saia logo, para eu poder me defender na Justiça”. O MPF adiou de hoje para a amanhã o posicionamento sobre o indiciamento de Humberto pela Polícia Federal no caso. O candidato disse ainda que quer saber “qual será o teor da denúncia” que o Ministério Público deverá encaminhar contra ele.

 

Humberto comentou ainda o possível envolvimento de Serra na Máfia dos Vampiros. “O que se precisa é que seja investigado, porque essas pessoas que fizeram a denúncia são as mesmas que vieram dizer que tinham pessoas ligadas a mim pedindo dinheiro para a compra de ambulâncias, e depois retiraram o que disseram. Agora se tiverem provas, tudo bem, mas ele é um bandido, não é confiável”, disse, se referindo a Luiz Vedoin, dono da empresa Planam, que é acusado de chefiar o esquema da Máfia das Sanguessugas, que fazia a venda superfaturada de ambulâncias.

 

As declarações de Humberto foram dadas neste tarde, durante caminhada no bairro de Ibura de Baixo, na Zona Sul do Recife. Durante o evento, Humberto conversou com militantes e pediu votos de eleitores. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

elvanio jatoba de oliveira

Humberto a semana passada disse que seria muito burro se ele mandasse investigar ele mesmo, agora o assesssor especial admite que conhecia e falava com os implicados, e humberto diz que tem gente infiltrada? oque é isso companheiro///////////////

Cesar Augusto R. Cavalcanti

Por que haveria o PT, ou Lula, com uma eleição ganha, fácil, fácil, contra um zero à esquerda, aliás, dois(Alckmim e José Jorge), e com uma perdida, também de lavagem, a do chato do Mercadante(SP), tentar fraudar o processo? A direita podre desse país não se conforma, mas É LULA LÁ!!!!!

Francisco Filho

PRONTO. AGORA SÓ FALTA HUMBERTO COSTA DIZER QUE A CIA DEIXOU DE LADO OSAMA BIN-LADEN E A AL-QAEDA E AGORA QUER DESESTABILIZAR O GOVERNO LULA E SUA CANDIDATURA, FALIDA POR SINAL. É MUITA CARA-DE-PAU

prudencio godoy de melo galvao

Que comportamento elegante do Humberto, hem?Humilhado, pela união por Pe, dia e noite na rua, na televisão, nas rádios, quando nada existe de concreto contra ele, só suposições, e, ele da uma demonstração de grandeza desta, os adversários todos nos pernambucanos conhecemos, seus metódos, BRAVO HUMBE

Paulin de Caruaru.

A ânsia de igualar o nível é tanta que daqui a pouco vão está sugerindo que tem gente do PSDB infiltrada no PT...É demais...



18/09


2006

Governador reforça pedido de força federal para Alagoas

O governador Luis Abílio enviou ofício nesta segunda-feira, ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marcelo Ribeiro, manifestando a posição do Estado em concordar com o envio de tropas federais para garantir a segurança nas eleições em sete municípios alagoanos. As cidades que deverão ter tropas do Exército são Coruripe, Rio Largo, São Luiz do Quitunde, Batalha, Delmiro Gouveia, Minador do Negrão e Flexeiras.

No ofício, Luis Abílio disse já ter comunicado essa posição à presidência do TRE, defendendo também a presença de tropas federais nas sete cidades. “Duas razões me conduzem a defender essa posição: primeiro os municípios elencados pela Justiça Eleitoral possuem históricos de disputa acima do acirramento normal, registrando até em algumas ocasiões episódios marcados pela violência”, afirmou.

O segundo motivo, de acordo com o governador alagoano, é a necessidade de dotar essas cidades de um número superior ao efetivo policial destacado pelo plano de segurança elaborado pela Secretaria Coordenadora de Justiça e Defesa Social. O plano de segurança do Estado destacou seis mil homens para atender todos os 102 municípios.

“Esse reforço implicaria na redução do contingente de outras localidades, o que não é prudente, razões pelas quais considero justificada a necessidade de reforçar o efetivo estadual com a participação de tropas federais”, afirmou Luis Abílio, comunicando ainda ao ministro Marcelo Ribeiro que as últimas eleições em Alagoas transcorreram de forma tranqüila, sem o registro de incidentes violentos, graças ao planejamento operacional realizado pelo Estado, com a participação de tropas do Exército em alguns municípios.

Para o pleito deste ano, o governador informou ao TSE que a Defesa Social adotou novos procedimentos, como o de remanejamento de comandos regionais e outras medidas acautelatórias. Se o resultado da operacionalização for bem sucedido, é justo atribuir também tal sucesso às participações integradas de forças federais em municípios tradicionalmente marcados por turbulências patrocinadas por lideranças locais”, ressaltou. Cópia do ofício foi encaminhado ao presidente do TRE, desembargador Fernando Lima Souza. Informação da Gazetaweb. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

18/09


2006

Lobista afirma que teria financiado campanha em PE

Um grupo de deputados da oposição em Pernambuco denunciou, há pouco, que no mesmo inquérito que provocou o indiciamento do ex-ministro Humberto Costa na máfia dos vampiros, o nome do ex-secretário de Saúde do Estado, Guilherme Robalinho, é citado várias vezes por um empresário lobista chamado Jaisler Jabour.

Interessado numa planta de hemoderivados em Pernambuco, em parceria com a multinacional Octapharma, o lobista, que foi preso na operação vampiros, teria chegado, inclusive, a financiar campanha de alguns políticos no Estado, através de Robalinho.

Um dos deputados presentes ao encontro, o petista Paulo Rubem Santiago chegou a pedir o mesmo tratamento dado a Humberto Costa, por parte da Polícia Federal, para o ex-secretário de Saúde do Governo Jarbas, ou seja o seu indiciamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A verdade.O Jornalista tem o dever de buscar e divulgar a verdade.Ele não é juíz ou promotor de justiça,mas deve ser imparcial.Escamoteá-la ou dizê-la pela metade denota cumplicidade com um lado ou com o outro.Diz a Bíblia:CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.A verdade cabe em todo lugar.

Agora poderemos ter o Robalinhossuga, a mais nova criação de Jarbas, pelo que Jarbas bate no PT ele deverá pedir urgência nas investigações de Robalinho, por que se não, não terá moral para continuar batendo nos outros. É Jarbas, quem tem telhado de vidro não joga pedra no do vizinho.

prudencio godoy de melo galvao

Meus amigos, como diria o locutor da união po Pe, ISSO É MUITO RUIM PRA PERNAMBUCO,pôxa, Guilherme Robalinho, amigo pessoal do Jarbas, secretário na prefeitura, no governo, mas, não vamos , nos precipitarmos,vamos ouvi o q o Robalinho tem pra dizer, ligar pra ele Magno, ve o q ele tem a dizer.

Ruan Rodrigues

Interessante que o blogueiro não citou que Jarbas e Mendonça estão entre os políticos beneficiados. Bota o selo da campanha no blog, Magno!


Banco de Alimentos

18/09


2006

Dossiê: dono da IstoÉ e repórter vão depor em CPI

O presidente da Editora Três, Domingo Alzugaray, responsável pela publicação da revista IstoÉ, e o jornalista Mario Simas Filho, que assinou a entrevista com os Vedoin, pai e filho, na edição desta semana, devem depor ainda hoje ou no máximo amanhã pela manhã.

Eles devem levar à cena um novo personagem, segundo informou o site Quid Novi: um certo "Oswaldo", que teria feito contato com a revista e acompanhado Simas Filho a Cuiabá, para a entrevista com os Vedoin, e depois seguiu para Brasília. A Polícia Federal investiga a denúncia de que o dinheiro apreendido com os quatro vigaristas já presos se destinava também a pagar os Vedoin pela entrevista.

Luiz Vedoin havia exigido R$ 20 milhões para dar entrevista envolvendo no esquema sanguessuga o candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, mas acabou acertando tudo por R$ 2 milhões, incluindo fotos e imagens do ex-ministro Serra participando de solenidade pública de entrega de ambulâncias. As informações são do site de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

Há em outros blogs uma nota oficial da Istoé, seria interessante que esse blog a postasse. O contraditório é importante para que possamos ser justos na interpretação dos fatos.

Paulin de Caruaru.

Se fosse a Veja que tivesse publicado uma reportagem dessa que não se sustentou por 48 horas,ia ter muito neguinho fã da Carta Capital metendo o sarrafo até hoje.Das cartilhas do PT nem um piu.Ô raça...


O Jornal do Poder

18/09


2006

Vereador de Olinda é atropelado na rua

O Centro Dom Hélder Câmara de Estudos e Ação Social (Cendhec), em Pernambuco, divulgou, há pouco, que o coordenador-adjunto da entidade, o vereador por Olinda, Marcelo Santa Cruz, foi atropelado na tarde de hoje, por volta das 13h30, quanto estava atravessando a rua, nas imediações do Parque 13 de Maio, no bairro da Boa Vista, no Recife.

Ele foi socorrido por unidade do Samu e levado para o Hospital Santa Joana. Marcelo Santa Cruz teve fratura exposta em uma das coxas, fraturas na pélvis e no ombro e escoriações pelo rosto. Segundo a assessoria de comunicação do Cendhec, ele será submetido a uma cirurgia no Hospital Santa Joana, no início da noite de hoje. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

prudencio godoy de melo galvao

Minha solidariedade ao Marcelo Santa Crus, correto, vereador de OLInda, incansável defensor, dos menos favorecidos, e um vereador, atuante, presente, e o maís importante, LIMPO, nós Olindenses, vamos encaminhar pros céus, nossas preces, pela sua breve recuperação, GRANDE GUERREIRO.


Potencial Pesquisa & Informação

18/09


2006

Advogado sai em defesa de assessor de Lula

O advogado do assessor especial da Secretaria Particular da Presidência Freud Godoy, Augusto Botelho, afirmou que as acusações contra seu cliente são ''inverídicas e absurdas''. Ele não confirmou a acareação entre Godoy e o advogado Gedimar Pereira Passos e afirmou que seu cliente somente pediu afastamento temporário do cargo ''enquanto durarem as investigações''.

Passos foi preso pela PF (Polícia Federal) na sexta-feira em São Paulo juntamente com Valdebran Padilha, filiado ao PT do Mato Grosso. Com eles a PF apreendeu R$ 1,7 milhão. O dinheiro seria usado na compra de um dossiê que vincularia José Serra, candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, com a máfia das ambulâncias.

Segundo a PF, Gedimar teria dito que o dinheiro veio do PT e que seu contato no partido seria alguém chamado ''Freud''. Godoy pediu demissão do cargo nesta segunda-feira e confirmou que se encontrou com Gedimar, mas negou que tenham conversado sobre compra de dossiês. Segundo Godoy, Gedimar seria contratado para cuidar da segurança do comitê do PT em Brasília

''Isto é absurdo. Ele (Godoy) não intermediou nada e não sabe dizer porque o seu nome foi citado'', disse Botelho. ''Ele (Godoy) pediu afastamento temporário para que as investigações prossigam com a maior clareza possível'', disse o advogado, que também não confirmou se Godoy teria entrado em contato com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição.

Godoy se apresentou à Superintendência da PF por livre e espontânea vontade por volta das 14h30 de hoje e se retirou de lá às 17h20, sem falar com a imprensa. Segundo seu advogado, seu depoimento não durou mais que 20 minutos, sendo que por cinco minutos ele teria ficado frente a frente a Gedimar, porém não houve o confronto de depoimentos. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

Ele tem amor à vida meu caro.Estás lembrado que na sua opinião era um absurdo o envolvimento do governo na quebra de sigilo do caseiro Guilherme? E no entanto deu no que deu.Não se apresse em defender este governo.É muito perigoso.

guilherme alves

Tá lá no portal Terra que já houve a acareação, e o acusador ficou calado perante o acusado. Segundo o portal o depoimento demorou vinte minutos na PF.



18/09


2006

Novo escândalo: oposição já prevê segundo turno

A denúncia de que um assessor especial da Presidência da República seria o suposto operador da compra de um dossiê contra tucanos, mudou os ânimos na campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República. A avaliação é que o escândalo, pela proximidade com o gabinete de Lula, deve afetar a campanha do petista e pode garantir o segundo turno.

O líder do PSDB no Senado, José Agripino Maia (RN), disse que é um novo "Waldomiro" que surge, em referência a Freud Godoy. "Trata-se de um assessor direto do presidente. Essa bomba cai dentro do Palácio do Planalto. Freud é uma pessoa do Gilberto Carvalho [chefe de gabinete do presidente Lula]. Nós estamos com a reedição do caso Waldomiro, mas de forma mais explosiva", disse Agripino.

Waldomiro Diniz foi flagrado cobrando propina de empresários de casas de jogos. A denúncia veio à tona quando ele era assessor do então ministro José Dirceu.

Assessor da Presidência e ex-coordenador de segurança das últimas quatro campanhas de Lula ao Planalto, Freud foi apontado pelo advogado Gedimar Passos como o responsável pela operação que resultaria no pagamento de R$ 1,7 milhão pela compra de material contra José Serra, candidato do PSDB ao governo de São Paulo, e Geraldo Alckmin. O material teria sido encomendado pelo PT de São Paulo, que nega a denúncia. A divulgação do seu nome, o fez pedir demissão hoje.

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), disse que se o escândalo for "bem administrado" pela oposição pode trazer ganhos para a campanha de Alckmin. "Nós precisamos mostrar para o eleitorado que o modelo de corrupção do PT não se esgotou com as CPIs. É o modelo de corrupção implantado pelo PT, onde os fins justificam os meios", disse.

O menos entusiasmado é o vice na chapa de Alckmin, senador José Jorge (PFL-PE). "Não sei [se terá repercussão na campanha]. Acho que enquanto não aparecer a foto do dinheiro não pega", disse. Em discurso no plenário do Senado, José Jorge levantou suspeitas de que Freud também teve seu nome envolvido no escândalo do morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel.

A Folha Online entrou em contato com o deputado Romeu Tuma, na época delegado do caso, e o promotor de São Paulo Roberto Wider. Ambos negaram terem ouvido citação a Freud Godoy.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

edilson joao dos santos

Este dossiê, se existir, deve ser uma bomba pra valer tanto dinheiro. Serra deve está aflito.

Paulin de Caruaru.

Mais um homem do presidente que cai.Já virou rotina.Foi exonerado a pedido,depois vem o presidente dizer que afastou os suspeitos.É demais...

Allan

DESISTE CHUCHU, NÃO TEM JEITO PRA TU NÃO...HEHEHEH, JOSÉ JORGE JÁ JOGOU A TOALHA..

guilherme alves

Mesmo precipitadíssima a oposição tá no papel dela, inclusive orquestrada com os maiores jornais do país. Ao mesmo tempo, leio nota distribuida pela Istoé e tem um tópico que o deitor fala" deve-se ficar atento ao fator diversionista, tirando o foco das graves denúncias dos novos sanguessugas".


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores