O Jornal do Poder

09/08


2007

Grupo abril: ''''Acusação é fruto do desespero do senador''''

 Em nota, o Grupo Abril classifica de “leviana” a acusação feita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre irregularidades na transação comercial entre a operadora de televisão a cabo e via satélite TVA e a empresa espanhola Telefonica. A operação foi aprovada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e foi critica pelo senador como sendo ''imoral'' e ''ilegal''.

Segundo a nota, a acusação é “fruto do desespero do senador”, que enfrenta duas denúncias no Conselho de Ética, ambas motivadas por denúncias em reportagens da revista Veja. A nota do Grupo Abril informa que a Anatel aprovou a parceria entre a TVA e a Telefônica por meio de seu Conselho Diretor após nove meses de tramitação e análise e que a transação está “rigorosamente dentro da lei”.

A grupo informou ainda que a revista Veja “confirma integralmente” as denúncias sobre o senador Renan Calheiros, que foram “rigorosamente apuradas”. “As aflições e problemas do senador derivam de suas condutas. Estas foram consideradas suficientemente problemáticas pelos seus pares e pelo Procurador-Geral da República”, diz o texto.(De O DIA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

carlos eduardo venção

Fala sério, esse tenorio trabalha na fazenda do renan? Se ele reconhece que ele não é santo, que saudades tenho da época do Geisel,

carlos eduardo venção

Renan vai arrumar briga com a Abril, piada, e com a Globo que também o atacou? Ela sabe de tudo, de todos os senadores e deputados, então fica quietinho, sai logo e depois disputa a prefeitura de Maceio. Quem sabe o lula cria um ministério das bebidas, porque de cerveja ele também entende.

Raimundo Eleno dos Santos

Onde andará o MPF? Deus do Céu, Onde andará? Será que está na Patagônia, ou está em alto mar, ou quem sabe nas caatingas pras bandas do Ceará?!

francisco sales

Ibsen Pinheiro ? estamos falando de alho e não bugalhos ! o caso é que esse cara-de-pau tem um patrimônio incondizente com a função, exerce autoritarismo e trafico de influência, tem comprovadamente irregularidades graves em suas operações e não pode exercer o cargo que oculpa em hipótese alguma

AVeja está de parabéns, pois graças a seu jornalismo sério conseguiu desmascarar essa "gang petista". Lamentavelmente ainda encontramos pessoas que defendeme ssa desagregação ética que assola o país.


Potencial Pesquisa & Informação

09/08


2007

Renan acusa grupo Abril de negócio ''''ilegal e imoral''''

 O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acusou o Grupo Abril, responsável pela publicação da revista Veja, de negociar uma operação “ilegal” e “imoral” para vender a operadora de televisão TVA, de sua propriedade, para a empresa espanhola Telefonica. O parlamentar subiu ao plenário para se defender das acusações formuladas pela revista e contra-atacou com as acusações. Renan justifica que uma transação desse porte é considerada proibida pela legislação brasileira.

Segundo ele, foram encaminhados ofícios solicitando investigações à Polícia Federal, ao Conselho Administrativo de Defesa do Direito Econômico (Cade), Ministério das Comunicações, Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e ao governo e ao parlamento espanhol, autoridades da nação da sede da Telefonica. A operação de venda da TVA pelo Grupo Abril envolveria valores de cerca de R$ 922 milhões.

Renan Calheiros afirmou que a operação em andamento pretende repassar, do Grupo Abril para a Telefonica, 100% da operadora da TVA em São Paulo com transmissão por microondas (MMDES), 86,7% da operadora comercial cabo em São Paulo, e 91,5% da TVA Sul, que transmite para Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC) e Camboriú (SC). “A transferência destes percentuais para grupos estrangeiros é ilegal, imoral e o método subrrepitício é absolutamente reprovável”, critica o senador.

Na última edição, a revista Veja publicou uma reportagem com uma nova acusação ao senador - a de que ele teria utilizado o nome de outras pessoas (“laranjas”) na compra da emissora de rádio JR, que funciona em Murici, em Alagoas. A capa da edição traz uma montagem em que ele aparece sentado em uma laranja. “Para ludibriar a lei, a editora [Abril] recorre a métodos pouco ortodoxos de formação de um verdadeiro pomar, verdadeiro laranjal, tamanha a quantidade de laranjas criadas se a proposta for adiante”, afirmou, mas sem citar quem eles seriam exatamente. Renan Calheiros também anunciou que requereu formalmente todos os votos do conselheiros da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que trataram desse assunto. A agência reguladora é responsável por aprovar a negociação. (Informaçoes do CorreioWeb)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Desqualifica o acusador para esconder seu "laranjal" em muryci


Banco de Alimentos

09/08


2007

Vereador é preso sob suspeita de assassinato

Uma operação envolvendo 42 policiais e sete delegados cumpriu oito mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão hoje pela manhã, nas cidades de Garanhuns, Brejão e Jucati, no Agreste do Estado. O agente da delegacia de Jucati, João Batista Bezerra, de 47 anos, também vereador da cidade, foi um dos presos. Ele teria planejado o assassinato do pecuarista Inácio Bezerra de Brito, no dia 17 de março deste ano, e fornecido armas para o grupo.

De acordo com a polícia, o assassinato foi motivado por uma briga de família. Um dos primos dos acusados morreu no mês de outubro do ano passado depois de uma surra que teria o envolvimento do pecuarista.

Durante a operação, a polícia apreendeu três revólveres, uma espingarda e um rifle. A polícia estava investigando o caso desde o mês de maio.(Informações do portal pernambuco.com)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/08


2007

Renan diz que cheques provam venda de gado

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), disse, em discurso realizado na tribuna da Casa nesta quinta-feira, que estão chegando hoje à Polícia Federal (PF) os primeiros lotes de cheques recebidos por ele pela venda de gado de suas fazendas. "Os senhores verão que minha defesa está amparada em provas", afirmou.

O senador disse que não há irregularidades em seus negócios. "Não sou dado a roubos e não seria algoz de ninguém", disse o presidente do Senado.

Calheiros disse ainda que recebeu da empresa Schincariol e encaminhou ao Conselho de Ética do Senado um documento desmentindo a reportagem publicada pela revista Veja, que afirmou que o parlamentar interferiu na transação de compra de uma unidade da cervejaria no Nordeste.

"Em documento, a Schincariol diz que está em dia com o governo, não tem nenhum débito", disse o presidente do Senado. Do Portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

A "consistencia " das provas que esse senhor apresentou foi a de um " mingau". Forjou outras falcatruas para justificar a primeira. Assim , de passo em passo isso vai longe



09/08


2007

Lula: o mesmo discurso serve para os dois lados

 Vocês já repararam que tudo, tudinho mesmo, o que Lula diz sobre o caso Renan pode ser interpretado pelos dois lados? Para os opositores de Renan, o presidente está prestes a dar um dá-ou-desce no presidente do Senado quando diz que a Casa não pode parar por causa de uma questão individual e que o caso tem de ser resolvido logo. Segundo esses, o Planalto já estaria até articulando a substituição de Renan. O próprio, porém, interpreta as palavras de Lula de outra forma. Para Renan, que recebeu telefonema do presidente e pode até, quem sabe, ter outros elementos que reforcem sua avaliação, a advertência de Lula é para a oposição, que está ameaçando obstruir e paralisar o Senado por causa do processo contra seu presidente.

E assim, de frase em frase, de declaração em declaração, Lula continua onde sempre esteve: apoiando Renan, mas sem se comprometer. Se as coisas começarem a ficar ruins de verdade, entrará na negociação em torno do nome de um substituto. Mas não avalia ainda que se tenha chegado a este momento. E prefere que não chegue. Do Blog dos Blogs.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

É um absurdo o Lulla continuar a defender esses marginais.

Cátia Santos

Vamos todos nos unir em prol de um Brasil DECENTE E LIVRE DE CORRUPÇÕES... http://www.youtube.com/watch?v=1s8g6KHZDVE Viva o Brasillllllllllllll!!!!



09/08


2007

Renan: "Lula chefia um Poder. Eu chefio outro"

O presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que é o "chefe" do Senado e que Lula não cobraria nada. "Ele chefia um Poder. Eu chefio outro", disse. A declaração do senador é uma resposta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, na última terça-feira, em Honduras, ameaçou cobrar explicações dos líderes da Casa caso houvesse paralisação das votações, como ameaçou a oposição (DEM e PSDB).
 
O presidente do Senado afirmou também que Lula manifestou apoio a ele em uma ligação telefônica na noite da última terça-feira. "Mais do que uma relação político-partidária, a relação é pessoal. Somos amigos", afirmou Renan, que responde a processo no Conselho de Ética e vem sendo acusado de outras irregularidades. Do Estadão.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Zé mané

Queridos Paulo e Cátia! Vocês esqueceram de uma gangue - a do judiciário.

Cátia Santos

Isso mesmo Paulo... Duas gangues formadas... Viva ao nosso Brasil com decência...

Paulo Kigrer

Não é bem assim... o Inácio chefia sim, uma quadrilha e você outra!!!



09/08


2007

Avião da Gol faz pouso de emergência em Guarulhos

Um Boeing da Gol, que fazia o vôo 1205, de Brasília para São Paulo, sofreu uma pane no sistema de freio, há pouco, quando se preparava para pousar no aeroporto de Congonhas. O piloto comunicou o problema aos passageiros e tripulação, anunciando em seguida que iria tentar o pouso em Guarulhos.

 

Lá, foi montado um sistema especial para a aeronave aterrissar, com diversas viaturas do Corpo de Bombeiros e equipamentos de emergência da Infraero. O comandante, entretanto, conseguiu pousar, embora com dificuldades, derrapando ao longo da pista. O avião estava lotado. Entre os passageiros, 12 deputados, como o ex-presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP).

 

“Foi um baita susto. Ficamos sobrevoando Guarulhos por mais de 30 minutos”, conta o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), que estava a bordo. Segundo ele, também estavam no avião os deputados Ricardo Izar (PTB-SP), Benedito Lira (PP-AL), Frank Aguiar (PTB-SP) e Júlio César (DEM-PI).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Essa Anac fiscaliza o que? Mais boquinha para esses petistas mamarem.

guilherme alves

Esse é uma caso tipico de responsabilidade da empresa, ou seja, realizar as revisões com mais atenção.

Raimundo Eleno dos Santos

Uma mini-assembléia foi salva por um triz. Será que o susto vai contagiar e os outros se mostrarão mais dispostos a votarem as matérias sobre segurança, no geral? Da vez passada morreu um, infelizmente. Iso já foi uma grande dose. E agora seria doze!



09/08


2007

Jarbas: "Renan reduziu a credibilidade do Senado "

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) revelou hoje (09.08) que disse aos líderes da Oposição no Senado - José Agripino (DEM-RN) e Artur Virgílio (PSDB-AM) - que discutir a sucessão na Casa agora é "fazer o jogo de Renan (Calheiros, PMDB-AL, presidente do Senado)", é se apequenar". Jarbas vem sendo apontado como o nome de consenso entre os oposicionistas para a disputa da presidência do Senado, no caso do afastamento de Renan. Mas o senador pernambucano, em entrevista à Rádio Eldorado, considerou esse tipo de especulação como "inoportuna".

"Ninguém me procurou. Até porque eu tenho uma posição muito clara. É preciso primeiro resolver esta situação (as denúncias contra Renan). A instituição está muito ruim. Este caso de arrasta desde os últimos dias de maio e hoje já é 9 de agosto". Questionado se descartava a candidatura à presidência do Senado, Jarbas afirmou que não era esta questão, mas que ela ocorre no momento inapropriado.

Para Jarbas, o presidente do Senado deveria ter se licenciado do cargo logo após o surgimento das denúncias ou quando o caso foi encaminhado ao Conselho de Ética. "Ele (Renan) fez o contrário. Nomeou uma tropa de choque e promoveu uma série de trapalhadas no Conselho de Ética. Baixou o nível, reduziu a credibilidade do Senado Federal e isso se arrasta até os dias atuais", argumentou o peemedebista. Para Jarbas Vasconcelos, tratar de sucessão atende a estratégia traçada pelo presidente do Senado, "que diz sofrer uma perseguição política, que é a mídia está interessada em desestabilizá-lo, que são os derrotados por ele na eleição de fevereiro para presidir a Mesa".

Jarbas Vasconcelos voltou a defender a ampliação da pressão para que Renan deixe a presidência. Ele também propôs que o Conselho de Ética agilize o processo de investigação. "Mas sem atropelar prazos, sem jogar fora o regimento da casa". Com relação à estratégia de obstruir as votações em plenário, definida pelo DEM e pelo PSDB, o senador pernambucano disse que é um "gesto extremo, mas necessário". "É impossível o presidente Renan continuar presidindo os trabalhos da Casa".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Alem dos ja citados abaixo, continuam lá roseana sarney e a mala de dinheiro do seu marido (ou ex), o caso do geraldo mesquita que o obrigou sair do psol, o sr malta que recebeu uma "doação" e foi absolvido, o nobre sen juca e seus processos no stf, quem mais???

guilherme alves

O Senado que tem Agripino - o RN sabe das hostórias- Mão Santa - o Piauí sabe das histótias -, o Antero - o Mato Grosso sabe da história, - e outras espécimes, não pode só colocar a culpa no Renm. Há outros operadores e denome lá. O Brasil conhece.



09/08


2007

Suposto ''Laranja'' de Renan vira réu em Alagoas

A Justiça Federal de Alagoas transformou em réu, nesta quinta-feira (9), Ildefonso Antônio Tito Uchôa Lopes. Conhecido apenas como Tito Uchôa, ele é primo de Renan Caheiros (PMDB-AL). Está no epicentro da nova denúncia que atazana a rotina do presidente do Congresso. É apontado como testa-de-ferro de Renan em três emissoras de rádio alagoanas.

Tito Uchôa foi denunciado pelo Ministério Público Federal no final do ano passado. É acusado de ter cometido “improbidade administrativa” à época em que chefiou, por indicação de Renan, a DRT (Delegacia Regional do Trabalho) de Alagoas. Deu-se entre 2000 e 2002, ainda sob o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso.

A juíza Cíntia Brunnetta, titular da 3a Vara Federal de Maceió, encontrou na denúncia da Procuradoria da República indícios suficientes para a abertura de um processo. E, nesta quinta, acomodou Tito Uchôa na cadeira de réu, junto com outras 14 pessoas –sete ex-servidores da DRT alagoana e sete empresários. Do Blog do Josias de Souza.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

E os casos que acontecem hoje aconteciam no probo governo FHC. A doação da Vale do Rio Doce quem se responsabiliza?



09/08


2007

Crise aérea: FHC diz que governo Lula dormiu no ponto

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta quinta-feira que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria ter previsto a crise no setor aéreo e tomado medidas para evitar o caos. "O governo dormiu no ponto. Estava evidente que havia desconexão, que faltava comando", afirmou o tucano.

FHC preferiu não comentar as medidas tomadas pelo ministro Nelson Jobim (Defesa) e pelo Conac (Conselho de Aviação Civil), como a redução do número de slots --pousos ou decolagens-- no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.

"O ministro [Jobim] tomou medidas, mas eu não sou capaz de julgar se são boas ou ruins. Vamos ver ao longo do tempo", afirmou o ex-presidente, que hoje participa em São Paulo de um seminário do PSDB Nacional. Da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

Esse cidadão se ficasse calado prestava um bom serviço à nação. O que fez o mesmo em oito anos? Estava em coma?

Paulo Kigrer

Este Fernando, é a imagem perfeita do "bundão" paulistano!