FMO janeiro 2020

30/04


2007

Pagot é mico - e Lula, outra vez, não sabia de nada

(Do Blog do Noblat)

Lula indicou ao Senado para ocupar um dos mais cobiçados cargos da República quem por duas vezes incorreu em crime de falsidade ideológica ao omitir informações - de quem mesmo? Do Senado. Luiz Antônio Pagot, secretário de Educação do Mato Grosso, será o futuro Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Em respeito aos costumes, faça-se uma ressalva: Pagot somente cuidará de um orçamento de R$ 8 bilhões, superior ao de R$ 5 bilhões do Mato Grosso, se o Senado aprovar a mensagem de Lula que recebeu na última quinta-feira. Rapidinho, no dia seguinte, o PT do Mato Grosso se alinhou ao governador Blairo Maggi (PR), seu adversário histórico. Em troca, ganhará a secretaria de Educação ocupada por Pagot. 

Crime de falsidade ideológica, segundo o artigo 299 do Código Penal, ocorre quando se omite “em documento público ou particular declaração que dele devia constar”. Pena prevista: reclusão de um a cinco anos, e multa. A lei 8.112 de dezembro de 1990 “dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União”. Está lá no artigo 117 do capítulo "Das proibições":

- Ao servidor é proibido “participar de gerência ou administração de sociedade privada, personificada ou não personificada” (...)

Também é proibido “exercer quaisquer atividades que sejam incompatíveis com o exercício do cargo ou função e com o horário de trabalho”. A primeira vez que Pagot omitiu em documento público “declaração que dele devia constar” foi quando serviu ao Senado entre abril de 1995 e junho de 2002 como secretário parlamentar do senador Jonas Pinheiro (DEM-MT) - e, mais tarde, do suplente de Jonas. Quem era o suplente? Maggi.

Pagot escondeu que era acionista e diretor da Hermasa Navegação da Amazônia, empresa com sede em Itacoatiara, a 240 quilômetros de Manaus. Empresa de quem? De Maggi.

É de se supor que não desfrutasse do dom da ubiqüidade para estar ao mesmo tempo em Itacoatiara e em Brasília, separadas por 3.490 quilômetros de estrada. E que não ignorasse a natureza privada da Hermasa.

O acúmulo das funções foi ilegal, garantiu-me no último fim de semana um ministro do Supremo Tribunal Federal e dois ex-ministros do Superior Tribunal de Justiça. Agora, Pagot reincidiu no crime: sumiu do curriculum dele, que acompanha a mensagem de Lula ao Senado, o fato de que foi servidor público entre 1995 e 2002. Vai que algum senador descobre que no período ele era também acionista e diretor de uma empresa privada...

Em sua defesa, Pagot alega que ofereceu uma versão sucinta do seu curriculum a pedido do governo, e que é vítima de um complô de empreiteiros mineiros.

- Eles sabem que no DNIT serei um administrador rigoroso – promete Pagot com seu inseparável ar de seriedade.

Quanto a ter sido servidor público, acionista e diretor de uma empresa privada, jura que a direção do Senado foi consultada a respeito e que não viu nada demais.

Ora, ora. Brincadeira, seu Pagot! Mas ele é capaz de outras.

O Ministério Público do Mato Grosso investiga um negócio suspeito feito em 2003 entre Pagot, então Secretário de Infra-Estrutura do primeiro governo Maggi, e o secretário de Meio Ambiente Moacir Pires. Empresa de Pires ganhou licitações na secretaria de Pagot. Em 2005, Pires foi preso pela Polícia Federal e denunciado por extração ilegal de madeira.

Pois não é que Pagot confessou à Justiça ter morado de graça durante 22 meses em um apartamento de Pires? E que levou dois anos e seis meses para comprar o apartamento em suaves prestações? (Generoso, esse Pires.)

E que pagou por ele R$ 205 mil em dinheiro que preferia guardar em casa? E que entregou o dinheiro em mãos de Pires? E, por fim, que não tem um único recibo da transação?

Dá para acreditar?

Pagot é simplesmente impagável.

E Lula, que deve a Maggi alguns dos milhares de votos com os quais se reelegeu, é o quê?

Inocente mais uma vez - e mal informado, coitado.

Por inocência e a pedido de Maggi, Lula quis nomear o deputado Odílio Balbinotti (PMDB-PR) ministro da Agricultura. Gostou do jeitão caipira dele. Maggi é considerado o maior produtor de soja do mundo. Balbinotti, o maior produtor de sementes de soja. Os dois se preocupam com os destinos do Brasil e, eventualmente, fazem negócios juntos.

Balbinotti, O Breve, caiu antes de assumir o cargo porque se descobriu que respondia a processo por falsidade ideológica. Usara o nome de empregados de uma de suas fazendas para tomar um empréstimo do Banco do Brasil. Esqueceu de avisá-los.

Pagot não responde a processo por falsidade ideológica. E por conta disso, a Casa Civil da presidência da República informa que está tudo ok com ele.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detra maio 2020 CNH

30/04


2007

Secretários municipais se reúnem para traçar planos

 Secretários municipais de turismo e Cultura de todo o Estado foram convocados para discutir propostas nas duas áreas para as 12 regiões de desenvolvimento (RDs). O encontro, marcado para o próximo dia 3 de maio, no Recife Praia Hotel, no Pina, Zona Sul do Recife, também abordará os planos de ação das duas pastas estaduais para 2007. 

A iniciativa é do Governo de Pernambuco, numa ação conjunta das Secretarias de Educação, Turismo e Cultura, além da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe). A reunião também servirá para que os municípios iniciem a atualização de uma cadastro de manifestações locais da cultura, para assim alguns ícones concorrerem em projetos do Ministério da Cultura e à Lei do Patrimônio Vivo. As informações são do Pe360graus.com.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

magno bravo dantas

Eiiiiiiita, esquecí de falar de turismo. Turismo??? O que é mesmo isso???

magno bravo dantas

Num estado em que a educação vem em segundo plano e a maioria das prefeituras junta secretária de educação e cultura, tenho quase certeza que lá estarão mais secretários de educação do que de cultura.


Abreu e Lima - Maio

30/04


2007

Marina Silva: ''Ibama não está acéfalo''

 A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não está acéfalo, apesar da saída de grande parte dos diretores do órgão, em solidariedade a Marcus Barros, afastado da presidência do órgão depois de reformulado.

"O presidente do Ibama está lá, até que seja nomeado novo presidente. O Ibama não está acéfalo. Nós estamos repondo todos os diretores que pediram para sair, estamos fazendo novas nomeações e o presidente Marcus Barros ainda está na presidência do Ibama, ainda que ele pediu para sair", afirmou.

Marina Silva reafirmou que a reestruturação no Ministério do Meio Ambiente e no Ibama não tem qualquer relação com a demora na liberação do licenciamento ambiental para a construção de duas usinas hidrelétricas no Rio Madeira.

"A reestruturação é um processo que está em curso desde que eu assumi o Ministério do Meio Ambiente e que nos primeiros quatro anos (de mandato do governo Lula) nós preferimos conhecer a estrutura, trabalhar por dentro dela e ao continuar no Ministério do Meio Ambiente eu cheguei à conclusão de que ela era fundamental", disse. As informações são do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

magno bravo dantas

Tá tudo desta forma no reinado da PTZADA.


Prefeitura do Ipojuca

30/04


2007

Lula: ''Salário mínimo é pouco no mundo inteiro''

 O presidente Lula reconheceu hoje (30) pela manhã que o salário mínimo é baixo. “Obviamente que o salário mínimo sempre é pouco, sempre é pouco porque é o mínimo. Ele é pouco no Brasil e é pouco no mundo inteiro”, afirmou ele no seu programa semanal de rádio Café com o Presidente. Hoje, o salário mínimo é de R$ 380 – era R$ 350 até um mês atrás.

Mas ele se disse otimista ao fazer um balanço do dia do Trabalho, comemorado amanhã. “Tomamos a decisão de recuperá-lo [o mínimo]. É importante comparar o que ele poderia comprar de cesta básica em janeiro de 2003 e o que ele pode comprar hoje. Ou seja, praticamente dobrou o poder aquisitivo do salário mínimo no Brasil. Estamos reajustando o salário mínimo sempre acima da inflação para que a gente possa ter um poder de compra que permita um cidadão que ganhou o salário mínimo cuidar de si e da sua família”, afirmou Lula.

O presidente lembrou que 86% dos trabalhadores tiveram aumentos salariais maiores que a inflação no ano passado. Lula lembrou que, em seu tempo de sindicalista, era uma “grande conquista” obter um reajuste próximo ao da inflação.

Ele comentou que só o aumento do salário mínimo vai injetar R$ 15 bilhões na economia do Brasil. “É dinheiro que está circulando, gente que está consumindo. Quando há consumo, as lojas encomendam mais na fábrica, as fábricas produzem mais, geram mais empregos.”

Quanto ao ingresso de jovens no mercado de trabalho, Lula disse esperar que a economia cresça para haver maior geração de empregos. Para isso, ele citou que os “todos os números” indicam essa direção, graças ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e à isenção de impostos. “O Brasil que ficou praticamente 20 anos sem gerar emprego”, recordou dele antes de citar um fato positivo.

“No mês de março, a gente bateu o recorde na geração de emprego com carteira assinada, ou seja, foi 91% maior do que foi em março de 2006. E o maior número histórico desde que existe o Caged [Cadastro Geral de Empregados e Desempregados]. O presidente finalizou o programa prometendo um 1º de maio em 2008 melhor do que o deste ano. As informações são do Congresso em Foco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Tem razão o Presidente.Salário Mínimo não é menor porque já é mínimo.Tem razão também que o SM de hoje tem maior capacidade de compra.Basta e ver que quando FHC era o presidente o SM era abaixo de U$100,00-Dólares, hoje é de Rs$380,00 ou U$187,09. Com Lula o SM é bem maior.É isso.

magno bravo dantas

Acho que Lula tem razão. O mínimo é pouco em todo o mundo e talvez seja por isso que quase ninguém ganhe salário mínio no EUA, alías, os brasileiros que estão lá (em sua grande) maioria ganham. Acho que é sina de brasileiro ganhar salário mínimo, aqui e qualquer canto do mundo.



30/04


2007

Resumo da coluna de hoje no DIARIO

 

  Carlos Willson não teme CPI

Temendo a era em que os brigadeiros comandaram a empresa, a oposição ensaiou um movimento para excluir investigações na Infraero na CPI do Apagão, que deve se instalar esta semana. Mas, agora quem não quer a estatal de fora é o ex-presidente Carlos Wilson, o principal foco da pauleira, principalmente de tucanos que serviram ao Governo FHC.

“Vou para CPI como deputado, mesmo que o meu partido não me indique. Quem tem medo de investigação não sou eu. A Infraero tem 35 anos e há um ano que não ponho o pé lá”, desabafa Wilson. Para ele, a CPI não pode ser abafada. “Vou lá fazer a minha defesa e mostrar o que fiz pelos aeroportos brasileiros”, acrescenta. Wilson já está de posse de um verdadeiro dossiê que tem tirado o sono de muitos brigadeiros. Aos que imaginavam que estaria reticente, ele manda um recado: “Não tenho medo de nada, mas orgulho do que fiz”.

Terceiro mandato – Em entrevista à revista Algo Mais deste mês, o líder do Governo na Câmara, José Múcio Monteiro, garante que não há a menor hipótese de o presidente Lula tentar um terceiro mandato: “Recentemente alguém levantou essa questão para o presidente e ele disse que esse fulano não ia bem da cabeça. O modelo de Chávez (presidente da Venezuela) não funciona para o Brasil”, disse.

Pulga na orelha – Não se sabe movido por quais interesses, mas o secretário de Educação, Danilo Cabral, comprou uma briga gratuita com o Pólo de Informática de Pernambuco, hoje um dos maiores do País, ao optar por uma empresa cearense na contratação de um serviço que vai movimentar uma grana. No Estado, há empresas tão qualificadas que já atuam até no Exterior.

O apoio de Dirceu – Quando candidato, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), negou o tempo todo que o ex-ministro José Dirceu tenha sido o braço direito da sua campanha. Mas em entrevista à IstoÉ, ele assumiu: “É claro que José Dirceu tem influência no PT. Portanto, foi bom ele ter me apoiado para a Presidência da Câmara”. Os políticos nunca falam o que pensam.

Prestígio – O presidente do PTB, Armando Monteiro Neto, ficou impressionado com o ato que marcou, sábado passado, o ingresso do prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti, à legenda trabalhista. Cerca de seis deputados prestigiaram, entre eles Augusto Coutinho (DEM), que na eleição passada foi apoiado pelo prefeito. Com Zeca, o partido passa a ter 27 prefeitos no Estado.

Vapt-vupt

* Pesquisa publicada, ontem, no jornal Gazzeta do São Francisco, de Petrolina, aponta o Governo Eduardo Campos com uma aprovação de 49% na região. Mas 65% aprovam seu estilo de governar.

* A deputada Terezinha Nunes (PSDC) quer envolver a sociedade na coleta de assinatura de um abaixo assinado para a Termopernambuco ser encampada pelo Sistema Nacional de Energia. Com isso, cai a conta da luz.

* O grande concorrente de Sérgio Guerra, na briga pela presidência do PSDB, é Marconi Perillo, de Goiás, que teria o apoio do governador de Minas, Aécio Neves. Mas a tucanada paulista está fechada com Guerra.

* Ao incluir o IPEA na Secretaria Especial de Ações a Longo Prazo, o presidente Lula deu uma demonstração de que prestigiará Mangabeira Unger. A posse do ex-desafeto está marcada para a próxima sexta-feira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

Parabéns a coluna está otima no Diario de PE

Paulo Kigrer

Seria Milton um ingênuo, ou somente um "político" sem vez e voto?

milton tenorio pinto junior

Como a Dep.Terezinha é mesmo ridicula.Foi serviçal de um Governo que em 8 anos permitiu que a Celpe aumentasse em mais de 200% a conta de luz.E agora vem com essa historia ridicula de abaixo-assinado. Tá querendo subestimar nossa inteligência Deputada?!

milton tenorio pinto junior

...Vá para um templo.Aqui é lugar de politica.

Gilberto Carvalho Moura

SENTI FALTA DA CITAÇÃO BIBLICA.


Banco de Alimentos

30/04


2007

As " Mangabeiras transgênicas"

"Reza uma lenda da flora tropical que tudo que só existe no Brasil e não é jabuticaba não pode dar certo. O professor Mangabeira Unger é uma jabuticaba brasileira exportada para a Universidade de Harvard, oh yeah! Meio aloprado, Mangabeira vivia a chupar jabuticabas nos States e a dizer cobras, lagartos e arroz doce contra o governo. Mudaram as jabuticabas ou mudou o governo? Transformou-se numa mangabeira transgênica. Mas, um passarinho de Brasília me contou que a indicação de Mangabeira para o Ministério está periclitando em meio a essas controvérisa nacionais. Jeca Tatu, o gênio da roça, não falava "ingrês", mas poderia ser convidado para ensinar filosofia na Universidade de Harvard. Os gringos ficariam encantados com o sotaque caipira do caipora. No tempo das verminoses e do Biotônico Fontoura, Jeca decretou que ou o Brasil acabava com as saúvas ou as saúvas acabavam com o Brasil. Jeca Tatu e seu Biotônico é o nosso Popeye e o nosso herói." E vai por aí o comentário do jornalista José Adalberto Ribeiro, o falar sobre as "Mangabeiras transgênicas" e confessar ser macaco de auditório de Jeca Tatu, filho de criação do coração de Monteiro Lobato. Leia no Menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Um detalhe curioso sobre a mangabeira: o caroço so germina se for comido por um animal, em gera a l raposa.Razão? ao ficar no intestino do animal a temperatura elevada "quebra a dormencia" Agora não sei explicar porque a raposa gosta de mangabeira.

milton tenorio pinto junior

Adalberto é sem duvida um belo anarquista-filosófico. Parabéns Adalberto,suas leituras são sempre inteligentes e interessantes de se ler.


Prefeitura de Serra Talhada

30/04


2007

PF investiga desvio de R$ 1 milhão do TJ de AL

 A superintendência da Polícia Federal de Alagoas investiga um desvio de verbas, estimado em mais de R$ 1 milhão, de dentro do Tribunal de Justiça do Estado (TJ/AL). O dinheiro vinha sendo desviado por funcionário do TJ, com a ajuda de pelo menos um funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF).

Segundo a polícia, o principal acusado é Ivanildo de Oliveira Faria, assessor da Diretoria Adjunta de Contabilidade e Finanças do Tribunal de Justiça de Alagoas (Diconf), que trabalhava no TJ havia pelo menos 20 anos. Ainda de acordo com a polícia, o golpe vinha sendo aplicado nos últimos cinco anos.

O servidor desviava recursos liberados pela diretoria do Tribunal para o pagamento de contas como água, energia e telefone, além de diárias para juízes e desembargadores. O suspeito é serventuário do Poder Judiciário alagoano há pelo menos 20 anos e teria confessado o crime, ao ser ouvido pela PF. (Informações do Portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

30/04


2007

Sanguessugas roubaram dinheiro público em 15 estados

 O esquema montado pela máfia dos sanguessugas para fraudar a compra de ambulâncias com recursos do Orçamento da União não foi um fato isolado. Auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 21 municípios, distribuídos por 15 estados, revela a existência de quadrilhas locais ou regionais organizadas para fraudar contratos e desviar dinheiro público. Também são apontadas falhas no planejamento das obras, na celebração dos convênios, na sua execução e na fiscalização dos repasses pelos órgãos do governo. A maior parte das obras foi financiada com recursos de emendas de parlamentares ao Orçamento.

Os convênios foram assinados com 10 ministérios — Saúde, Educação, Cidades, Agricultura, Integração Nacional, Desenvolvimento Agrário, Esporte, Turismo, Cultura e Justiça — num custo total de R$ 15,3 milhões. Dinheiro investido em unidades móveis e equipamentos de saúde, casas populares, quadras esportivas, barragens, recuperação de estradas vicinais, pavimentação de ruas, perfuração de poços, capacitação de professores. Foram apontadas irregularidades em mais da metade dos 21 municípios, muitas delas graves.

O relatório dos auditores ressaltou a descoberta de fraudes de licitações mediante conluio de empresas, utilização de firmas fantasmas, uso de notas fiscais frias e “calçadas” (com valor diferente na primeira via), falsos boletins de medições para justificar pagamentos indevidos, superfaturamento e a identificação de teias de relações de empresas que fraudam licitações em diversos municípios do mesmo estado. “As constatações ultrapassam os limites de simples irregularidades administrativas e constituem autênticos crimes contra a administração pública”, diz o relatório.  (Informações do Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

30/04


2007

Feriadão de juízes e ministros patrocinado por bancos

 Um grupo formado por 44 juízes do trabalho e ministros do TST (Tribunal Superior do Trabalho) participam durante o feriado prolongado de 1º de maio de um congresso patrocinado pela Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), em Natal (RN). O transporte e a hospedagem em um hotel de luxo foram pagos pela entidade.

Grande parte dos magistrados ainda compareceu ao evento acompanhado das mulheres ou dos maridos. As despesas com a viagem e a hospedagem dos familiares também foi custeada pela Febraban. O pacote, de valor não revelado, inclui ainda alimentação e lazer.


Em entrevista à Folha, o vice-presidente do TST disse não via ''nenhuma incompatibilidade'' entre a atividade do juiz do trabalho e a participação dele em um evento pago por um de seus maiores interessados, os bancos. ''Os médicos vão a congressos patrocinados por grandes laboratórios, mas nem por isso eu acredito que o meu médico vá me receitar um remédio que não seja compatível com o que eu preciso, só para agradar um laboratório'', disse. (Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

São os Ary da vida, que nos impede de continuar sem crer no grande valor que contém qualquer honesta vida...

adolfo henrique nunes monteiro

a diferença é que médico não julga ninguem!

luis lins

QUAL A IMPARCIALIDADE DE UM MAGISTRADO DESSE AO JULGAR UMA AÇÃO QUE ENVOLVE BANCO?

Gostaria de saber, porque a FEBRABAN, não dá aos bancários uma big festa em edição nacional, no dia do bancário, em talvez porque ache que os bancários ganham muito bem, e aí são eles que terão que custear seus lazeres, no entanto os juízes ganham muito mal e terão que ser subsidiados para o lazer.



29/04


2007

Roseana surpreende como articuladora de Lula

 Errou quem apostou que o cargo de líder do governo no Congresso estaria para a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) como o cetro e a coroa estão para a rainha da Inglaterra. Com 50 dias à frente da liderança, inventada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso só para acomodar aliados, a filha dileta do clã dos Sarney entrou em evidência como articuladora política do Planalto, no governo e no Legislativo. “A Roseana é a embaixadora do Planalto no Congresso”, define um senador amigo dela.

Após saída forçada do PFL, para evitar expulsão pelo apoio dado e recebido do presidente Lula, Roseana deu a volta por cima. Hoje, circula entre antigos companheiros do DEM (ex-PFL), entra e sai do gabinete da presidência do Senado e do PMDB, além de trocar telefonemas com Lula. É assídua nos gabinetes dos ministros Paulo Bernardo (Planejamento), Tarso Genro (Justiça) e Walfrido Mares Guia ( Relações Institucionais) e recebida em casa por Dilma Rousseff (Casa Civil).

Roseana fez sua estréia na liderança com a reconciliação entre o presidente do PMDB, deputado Michel Temer, e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Foi com a bênção de seu pai e senador José Sarney (PMDB-MA) que Roseana pacificou os caciques peemedebistas. E entregou a Lula o que ele queria: a foto da unidade do PMDB no apoio ao governo.
 
“Ela tem sido eficiente e tem colaborado com o partido”, elogia Temer. “O trânsito que ela tem entre as diversas correntes do partido é surpreendente”, afirma Renan. E completa: “A Roseana não veio para cumprir tabela, veio para liderar o campeonato”. Para os peemedebistas, Roseana é a pessoa certa, no lugar certo e na hora certa.

A líder também reabriu o diálogo do governo com os tucanos. Foi ela quem marcou encontro do presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, com Lula há dez dias, acompanhando o tucano na visita. A avaliação do Planalto foi que o gesto distendeu o ambiente político no Congresso. (Informações do Jornal da Tarde)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha