FMO janeiro 2020

24/04


2007

Prefeito pressiona Câmara contra emendas oportunistas

 A pressão do prefeito do Recife, João Paulo (PT), sobre a sua base aliada na Câmara Municipal no processo de votação da Lei Orgânica da cidade foi decisiva na sessão de ontem, quando apenas as propostas consensuais foram apreciadas e aprovadas. Nas entrelinhas, o Executivo está empenhado em barrar duas emendas que afetam diretamente os cofres do município. Uma se refere aos servidores de nível superior. Outra incorpora gratificações aos salários dos funcionários da PCR.

O relator da matéria, vereador Vicente André Gomes (PCdoB), confirmou ter sido procurado pelo líder do PT da Casa, Mozart Sales, que falou na condição de porta-voz do prefeito. ''O prefeito queria fazer uma consulta sobre a viabilidade de retirada dessas emendas, já que entende que elas são prejudiciais ao município'', relatou o petista, que diz ter negado o pedido: ''Se eu fizesse isso estaria quebrando o princípio da técnica legislativa. Ou você apresenta uma emenda supressiva ou encaminha o projeto para votação. Não tem outro jeito''.

Vereadores relataram, em reserva, que as duas propostas de emenda beneficiariam diretamente quatro colegas da Câmara, incluindo o próprio autor do projeto. Eles seriam funcionários de carreira da PCR ou integrantes do primeiro escalão do Executivo ''emprestados'' pela Câmara. Procurado pela reportagem por telefone, em duas ocasiões, Antônio Luiz Neto informou que estava em reunião de urgência e não poderia falar.

(Diario de Pernambuco) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detra maio 2020 CNH

24/04


2007

Assessor de Eduardo recua e não sai mais do PSB

 Depois de ameaçar deixar o PSB, o secretário de articulação do partido, Adilson Gomes, voltou atrás. Ontem, ele entregou uma carta ao presidente estadual da legenda, Milton Coelho, manifestando o desejo de permanecer. Na última quinta-feira, também através de carta, Adilson comunicara à comissão executiva sua intenção de sair do partido. Usou como justificativa o cancelamento da agenda 40 (uma série de nove reuniões que seria iniciada sábado passado em Salgueiro) e problemas de saúde (labirintite). Segundo Adilson, a decisão de adiar os encontros foi tomada sem o seu prévio conhecimento. ''Soube do cancelamento por terceiros. Foi isso que me irritou. Mas agora está tudo bem'', garantiu.

A mudança de comportamento do socialista não é novidade dentro do PSB. Segundo informações de bastidores, essa seria a quinta vez que Adilson ameaça sair do partido. Seria uma forma de demonstrar sua insatisfação quando diverge dos companheiros de sigla. Ontem, ele procurou desfazer a informação de que desta vez os motivos seriam brigas por espaço no PSB e no governo do estado. A maior polêmica teria lugar no interior porque integrantes de grupos adversários estariam ocupando funções em detrimento dos aliados diretos do governador Eduardo Campos.

''Não existe nada disso. Algumas pessoas estão descontentes por conta do retardamento das indicações, mas não existe disputa'', afirmou Adilson. Ele disse, ainda, que a promessa do presidente do partido é de retomar as atividades da agenda 40. ''Ele (Milton) explicou que o cronograma precisava ser ajustado'', comentou. Na verdade, Milton Coelho não quer iniciar as reuniões antes da conclusão do recadastramento dos filiados e das instalação das comissões provisórias. ''É nesse aspecto que divergimos. Acho que a executiva tem que procurar a base. O pessoal precisa de informação'', destacou Adilson.

(Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Emanoel Bernardino Chá,Niel

Pernambuco em primeiro lugar. solicitaria há todos credenciados socialistas mais empenho no sentido de creatividade para lidar com a juventude e necessidade dos bairros da área metropolitana,havera muito trabalho para ser realizado não devemos perder espaço. o futuro é hojé..................niel

Emanoel Bernardino Chá,Niel

Pernambuco em primeiro lugar. parabéns aos 2 irmaos do PSB, Adilson Gomes e Milton Coelho. sai fortalecido o povo a sigla e a Paz. tem muita gente falando pelo partido, no futuro teremos de ter um porta voz credenciado para falar pelo PSB. viva o partido,muito obrigado. prevaleceu o diálogo......

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O PSB precisa mesmo ser um partido mais plural. E precisa de dar vez aos adesistas de ocasião para evitar o que aconteceu após a derrota eleitoral de doutor Arraes em 1998.


Abreu e Lima - Maio

24/04


2007

Costa Filho: ''''Oposição foi irresponsável''''

 Na avaliação do deputado governista Silvio Costa Filho, a postura do líder da oposição na Assembléia Legislativa, contra a decisão do governador Eduardo Campos de interditar escolas estaduais por medida de segurança foi irresponsável porque se nenhuma medida fosse tomada poderia haver risco de vida nas escolas.

''Ele está provando que não respeita o povo. É preciso deixar claro o descompromisso do governo anterior nos últimos oito anos em relação à educação. Quando assumimos o déficit era mais de 40 mil carteiras. Vários alunos tiveram que fazer rodízio de freqüência da aula em 2006 porque não tinha bancas escolares'', criticou.

(Diario de Pernambuco) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O caos na educação em PE foi produzido por Jarbolas e Companhia.Quando se levanta a questão, sem estardalhaço,vem os palhaços de plantão dizer que é postura equivocada de Dudu.Alto lá!A roupa seja alguém tem que lavar e mostrar e registrar a sujeira.Dudu não sabia.Agora sabe e tem que mostrar.É isso


Prefeitura do Ipojuca

24/04


2007

Coutinho: ''''Mesquinhez contra governo Jarbas/Mendonça''''

 O líder do DEM(Ex-PFL), Augusto Coutinho, rebateu os governistas que defenderam a medida do governador interditando escolas no Estado, assegurando que a Escola Bento Américo, em Belo Jardim, foi recentemente reformada. ''A informação que temos é que o piso de uma sala cedeu. Isso é normal em engenharia. Pode ser feito o reparo sem interditar. É mais uma mesquinhez para tentar desqualificar a gestão anterior'', comentou.

Propostas da oposição

l Que o Ministério Público Estadual (MPE) solicite o laudo técnico emitido pela Secretaria de Educação para justificar a interdição em 72 escolas estaduais. Pelo decreto do governo, as escolas estão em situação de emergência, com telhados apresentando riscos de desabamentos

l Que MPE acompanhe a dispensa de licitação para a compra de 22.850 bancas escolares. A empresa escolhida para a dispensa foi a Suplay Comercial Ltda. Segundo a oposição, a empresa é desconhecida do mercado local

l A oposição critica a dispensa de licitação para compra de 69 mil kits escolares (fardamento, mochila e material) e pede apuração pelo MPE. O governo garante que houve pregão eletrônico

(Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Calma deputado, Muito brevemente será de fartas motivações, sua crítica! Colocaram na Segurança um boneco (Romero) enganador submetido aos desejos de um Ratton ( rato grande). As quantidades de bobagens, advindas desta "consultorias" serão certamente hilárias... seguranção é ação e não oração...



24/04


2007

Deputado chama oposicionistas de ''''abutres'''' e ''''hienas''''

 A presidente da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa, deputada Teresa Leitão (PT), rebateu as críticas da oposição à interdição das escolas sob ameça de desabamento,  alegando que no início de seu mandato, em 2003, propôs uma comissão especial para fiscalizar as obras nas escolas estaduais, mas seu pedido foi negado no governo Jarbas/Mendonça. ''Se essa comissão tivesse sido levada adiante, poderíamos ter evitado muito do que está acontecendo hoje'', disse a parlamentar.

Para ''minar'' as críticas da oposição, Teresa Leitão e o vice-líder do governo, Sílvio Costa Filho (PMN), convocaram para amanhã uma audiência pública com o secretário de Educação Danilo Cabral (PSB). Munido com data-show (equipamento multimídia), o socialista pretende exibir fotos retratando a precária situação das escolas encontrada pela atual gestão. ''O secretário vai tirar as dúvidas dos deputados'', afirmou Leitão. Segundo o líder do governo, Isaltino Nascimento (PT), Deus ajudou que os telhados caíssem no final do ano, quando não tinha aulas, evitando uma tragédia. ''Se tivesse atingindo algum estudante, os ''abutres'' e as ''hienas'' (oposição) estariam na tribuna para dizer que o governador Eduardo Campos não tomou conta das escolas'', criticou.

O petista chegou a convocar a oposição para que os 49 parlamentares montassem uma comitiva com o intuito de visitar as escolas. O desafio foi aceito pela oposição, mas sob uma condição. ''Aceitamos, porém não vamos visitar apenas as escolas que vocês quiserem. Vamos nas unidades que nós também indicarmos'', afirmou Maviael Cavalcanti (DEM).
(Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

24/04


2007

Oposição na Assembléia critica interdição das escolas

 A decisão do governo de interditar 72 escolas estaduais por risco iminente de desabamento se transformou ontem num debate ''acalorado'' na Assembléia Legislativa. Durante a discussão em plenário, a bancada de oposição anunciou que ingressará hoje com uma representação na Procuradoria Geral de Justiça. O grupo pedirá que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) solicite o laudo técnico que deu origem à interdição nos colégios públicos do estado.

A bancada de oposição também solicitará que o MPPE acompanhe a dispensa de licitação para compra de 69 mil kits escolares e a aquisição de 22.850 mil carteiras colegiais. A empresa Suplay Comercial Ltda., escolhida para a dispensa, é desconhecida do mercado local. ''Fomos tomados de perplexidade com mais uma medida escandalosa, espalhafatosa e carnavalesca. O novo governo está há quase 120 dias, mas não justifica fechar as escolas dizendo que recebeu uma herança maldita. A Escola Padre Luiz Gonzaga (Araripina), por exemplo, tem uma sala no anexo com cupim. Mas isso nãojusitifica a interdição de uma escola inteira'', criticou o líder da oposição, deputado Pedro Eurico (PSDB).
(Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

24/04


2007

Oposição critica interdição das escolas em Pernambuco

A decisão do governo de interditar 72 escolas estaduais por risco iminente de desabamento se transformou ontem num debate "acalorado" na Assembléia Legislativa. Durante a discussão em plenário, a bancada de oposição anunciou que ingressará hoje com uma representação na Procuradoria Geral de Justiça. O grupo pedirá que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) solicite o laudo técnico que deu origem à interdição nos colégios públicos do estado.

A bancada de oposição também solicitará que o MPPE acompanhe a dispensa de licitação para compra de 69 mil kits escolares e a aquisição de 22.850 mil carteiras colegiais. A empresa Suplay Comercial Ltda., escolhida para a dispensa, é desconhecida do mercado local. "Fomos tomados de perplexidade com mais uma medida escandalosa, espalhafatosa e carnavalesca. O novo governo está há quase 120 dias, mas não justifica fechar as escolas dizendo que recebeu uma herança maldita. A Escola Padre Luiz Gonzaga (Araripina), por exemplo, tem uma sala no anexo com cupim. Mas isso nãojusitifica a interdição de uma escola inteira", criticou o líder da oposição, deputado Pedro Eurico (PSDB).
(Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2007

Nilton vence no TJ. Pode contratar parentes à vontade

 O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Nilton Carneiro (PSB), conquistou ontem uma vitória no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O desembargador Luiz Carlos de Barros concedeu liminar suspendendo os efeitos de uma ação do Ministério Público Estadual (MPE) que pedia o afastamento de parentes de 3º grau do Executivo. A medida permite que tios, tias, sobrinhos, sobrinhas e até bisnetos possam ser mantidos ou contratados como cargos de confiança. Segundo o procurador geral do município, Aldemar Santos, a decisão mantém em situação legal qualquer familiar nesta linha de parentesco vinculado ao prefeito, ao vice-prefeito, aos secretários e a presidentes de empresas. A lista com os 18 nomes e funções dos que lá estão, contudo, não foi divulgada até o fechamento desta edição.

O desembargador Luiz Carlos de Barros entendeu que a lei anti-nepotismo em vigor no município (de autoria da Câmara de Vereadores) só proibe a contratação de parentes até 2º grau e não pode ser ampliada, como queria o MPE. Para ele, comoa cidade já tem projeto que dispõe sobre o assunto, o MPE não poderia interferir. ''Eu já esperava que o TJPE se pronunciasse desta forma. Pela existência de norma prévia e seu cumprimento integral por parte de Nilton, não poderia ser diferente'', argumentou Santos, recebendo apoio de um deputado de oposição, André Campos (PT). ''Realmente, o MPE não pode interferir nesta questão. Não existe na lei proibição para contratação de parentes de 3º grau'', declarou o petista, autor da idéia para acabar o nepotismo na cidade, quando vereador.

Segundo o procurador, a prefeitura tomou outra decisão ontem. Embora polêmica, ele disse que a Fundação Yapoatan não será extinta, como recomendou o Tribunal de Contas do Estado. Aldemar recebeu ofício do prefeito solicitando a elaboração de projeto para criar cargos efetivos - um concurso deverá contratar cerca de 10 ou 20 profissionais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

24/04


2007

Consumidor: energia mais cara hoje. Talvez até 16,92%

 Consumidor, segure os bolsos! A Companhia de Energia Elétrica de Pernambuco (Celpe) anuncia nesta terça-feira o índice de reajuste na conta de luz. A divulgação de quanto será o aumento acontece durante uma audiência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília. A expectativa é que o reajuste seja de até 16,92%.

A Comissão Especial de parlamentares pernambucanos que acompanha os aumentos na tarifa estará presente. A Celpe já anunciou a solicitação de um reajuste de 6,43%, porém, a Aneel dará a palavra final. O argumento dos deputados estaduais para derrubar o índice é de que ele ultrapassa o acumulado de inflação nos últimos meses, segundo o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), que ficou em 4,26%.

A audiência está marcada para as 10h. Há ainda a expectativa de que o reajuste dos clientes residenciais fique abaixo do percentual pedido pela Celpe, como já ocorreu em anos anteriores. Já os grandes clientes - como a indústria - deverão ter um aumento maior que o percentual médio. O novo preço entra em vigor no dia 29.
(Pernambuco.com)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Eduardo de Souza Cavalcanti

Cade a principal promessa de campanha do nosso gov.,, vai ver que foi a propria CELPE que foi um dos seus coloboradores financeiros da sua campanha,,,, por isso o aumento ja no começo do seu mandato,,, e ele nem se quer se pronucia mais!!!!

Fabio Lira

Só quem não entende os regimes políticos pode falar que somos um capitalismo.. economia de mercado... essas asneiras... Cadê a concorrencia da CELPE? Se tivesse talvez tivessemos um preço mais justo! Sem concorrência não há livre mercado! Isso é idiotice!!!!!!

irania Olivia Benicio

Guilherme você é bobo assim mesmo ou faz tipo, menino? Capitalismo!? Mercado Livre!? Ora Guilherme, vai te catar, vai...

guilherme alves

Estamos sob um regime capitalista, onde o mercado é livre. A CELPE é uma empresa privada, tem seus custos e adora ganhar dinheiro. O problema é que sou consumidor . e tou ferrado. O resto é baboseira de politico.

Fabio Lira

Estes marginais da CELPE estão mandando e desmandando nos governos, seja ele de quem for... Fazem o que bem entendem e nossos representantes nada fazem! ESTATIZAÇÃO JÁ!!!!!! Cadê os nossos políticos socialistas? Tá na hora de fazer valer o ideário socialista e não apenas falácias!



23/04


2007

Prefeito de Carpina depõe nesta terça no Ministério

Às 9h desta terça-feira, o prefeito de Carpina, Manuel Botafogo, presta esclarecimentos ao Ministério Público sobre o caso da servidora Gildete Valéria do Nascimento, que foi presa na última sexta-feira, acusada de negociar a agilização de processos, após cobrança de propina, no Fórum da cidade. Os promotores vão interrogar o prefeito para saber por que uma servidora do executivo municipal estava lotada no Poder Jjudiciário.

Gildete teve a sua prisão preventiva decretada a pedido do MPPE. Segundo o promotor Francisco Ortêncio de Carvalho, o Ministério Público vai investigar o ato de improbidade administrativa, enquanto a polícia vai apurar o crime. Segundo Carvalho, as pessoas que exercem cargos de confiança não podem ser cedidas a outros órgãos.

Na última semana, o MPPE requisitou a instalação de um inquérito policial para apurar os indícios dos crimes de corrupção passiva, concussão, prevaricação e tráfico de influência praticados por Gildete e comprovou os indícios. Cinco pessoas já foram ouvidas até agora. Um dos intuitos da investigação é comprovar se houve a participação de outras pessoas no esquema, configurando formação de quadrilha

(Pernambuco.com)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha