FMO janeiro 2020

16/09


2006

Humberto ou Eduardo? Não tenho bola de cristal

 Ao analisar, ontem, a pesquisa do Vox Populi, que apontou um crescimento de quatro pontos para o candidato do PT a governador de Pernambuco, Humberto Costa, lembrei que o levantamento ainda não indicava um cenário claro em relação ao candidato que enfrentará o pefelista Mendonça Filho no segundo da eleição.

Ressaltei que a diferença de Humberto para Eduardo Campos, candidato do PSB, era muito pequena, dentro da margem de erro, daí a razão de não fazer um prognóstico seguro sobre segundo turno. A pesquisa que o Diário de Pernambuco publica amanhã, antecipada, ontem, por este blog, só confirma o que havia abordado antes.

Ao contrário do Vox Populi, a sondagem do DP traz um quadro diferente, mostrando Eduardo Campos na frente de Humberto. Estão vendo que o jogo está mesmo embolado? Mesmo ultrapassando Humberto, Eduardo põe apenas três pontos de diferença, o que, convenhamos, é muito pouco, está na chamada margem de erro.

O que podemos concluir, portanto, é que o eleitor está dividido em relação aos candidatos da oposição. Uma hora declina preferência para Humberto, outra para Eduardo e assim vamos neste batido até as urnas em 1 de outubro. Pelo andar da carruagem, a decisão de Eduardo e Humberto será voto a voto, na apuração final.

Tanto pelos números do JC quanto pelos do DP era preciso ter bola de cristal para afirmar, com toda segurança e clareza, qual dos dois candidatos da oposição chegaria ao segundo turno. Assim, como cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, é melhor aguardar a reta final.

Reta final de duas semanas, que nos reservam muitas emoções e, seguramente, uma radicalização, mesmo que restrita aos bastidores, no duelo dentro da oposição entre Humberto e Eduardo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Tem-se que observar entre os dois o menos número de rejeição.Hoje, o quadro seria outros se as oposições tivesse optado por unirem-se:ARMANDO,HUMBERTO E EDUARDO.Gov.Vice e senado, assim nessa ordem.Essa chapa venceria no 1ºturno.Agora, todos querem ser estrelas!

Pelo que estamos vendo nas ruas de Pernambuco com a campanha de Eduardo Campos, temos a certeza que chegaremos ao segundo turno, pedimos à militância, que continue com esse compromisso e determinação pela campanha até às 17:00h de 01.10.2006, para consolidarmos esta vitória.


Cabo de Santo Agostinho

16/09


2006

Mendonça enfrenta reduto fechado de Eduardo

 O governador-candidato Mendonça Filho (PFL) fez carreata, ontem, em Sertânia, reduto de Eduardo Campos, candidato do PSB. Desta vez, ele estava acompanhado não apenas do ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), mas também dos senadores Marco Maciel (PFL) e Sérgio Guerra (PSDB). Apesar do bom volume de veículos nas carretas, o território estava bem demarcado.

Na maioria das casas se via muito material de campanha do rival Eduardo Campos (PSB), e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para o pefelista, a grande concentração de eleitores contrários não poderia ser considerado um problema. “A aposta é no conjunto do Estado. Não centrada em uma determinada região. E queremos crescer homogeneamente. É natural (presença de adversários). Você tem aqui um candidato local, você tem uma base local deles. Respeito. Mas aonde a gente vai fortalece a posição”, avaliou, referindo-se aos candidatos que apóiam Eduardo em Sertânia.

Mendonça Filho isentou-se das narrações que vêm acompanhado os eventos da União. Em cada local, o locutor propaga o indiciamento de Humberto Costa (PT) pela Polícia Federal - ontem sem o “forrozão do vampiro” - e o escândalo dos precatórios. O pefelista também negou saber da apreensão de um mini-trio da aliança, ou o porquê. “Eu não vi. Não sei do que vocês estão falando. Eu não tenho condição de comentar uma informação que estou sabendo por vocês. Não estou descrendo do que vocês estão informando, mas não fica legal pra mim”, justificou. As informações são da Folha de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Se o esvasiamento da campanha de Mendonça está nesse pé, no interior, precisando levar até Marco Maciel à tiracolo, ele(Mendonça) está ferrado. Vai haver 2t e vai perder.

prudencio godoy de melo galvao

Prezado Magno, gostaria q o nobre jornalísta, desse uma olhadinha, no depoimento do senador Mercandante na folhaonline, hoje sobre as acusaões contra o ministro José Serra, e se possível for e se isto lhe convíer, dê a sua opinião, muito obrigado.

O interiorano que tem possibilidade de saber melhor sobre a gestão Jarbas Mendonça, já decidiu, É Eduardo Campos, para que agora eles tenham vez.


Prefeitura de Serra Talhada

16/09


2006

Ideli, a "mala" do Congresso

 Os jornalistas que cobrem o Congresso escolheram os ganhadores do troféu “Os Malas da Legislatura”. Venceu, com 30 votos, a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti. Em segundo não foi um parlamentar, mas um assessor do senador Amir Lando (PMDB-RO), Cid Furtado, especialista em atrapalhar repórteres. Os demais foram os senadores Wellington Salgado (PMDB-MG), com 21, e Eduardo Suplicy (PT-SP), com nove votos. A informação é da coluna de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Francisco Filho

ESSA ILUSTRE SENADORA ME FAZ RECORDAR A FRENÉTICA DEFESA FEITA POR ELA EM PARCERIA COM OUTRO MALA O MAURICIO HANDS, DURANTE O MAR DE LAMA EXPOSTO NA CPI. ESSA DUPLA É DIGNA DE UM "RDD" NA PRES. BERNARDES

Paulin de Caruaru.

Essa daí junto com o Maurício Rands,mesmo não sendo Heloísa Helena,dá vontade de vomitar.


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

16/09


2006

Operação por um triz

No Mato Grosso, a Polícia Federal passou a noite de quinta trabalhando e não encontrou um só juiz federal que emitisse mandados de busca para a operação que apreendeu fotos e vídeos do ex-ministro da Saúde, José Serra, na Planam. A operação, revelada ontem neste site, mostrou que Luiz Antônio Vedoin, chefe da máfia, negociava o material com o PT por R$ 2 milhões. O dinheiro do negócio foi apreendido em São Paulo. A informação é manchete da coluna de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O T I P E R = NO JUDICIÁRIO HÁ JUÍZES QUE SÃO POLÍTICOS E POLÍTICOS QUE SÃO JUÍZES. O juiz é juíz 24 horas por dia.Terá sempre um plantonista à disposição das pessoas e das instituições. Essa de não encontrar juíz vejo razão(momento político).A PF estava trabalhando.



16/09


2006

Fotos de tucanos seriam vendidas a R$ 2 milhões

A Polícia Federal apreendeu vídeo, DVD e fotos que mostram o candidato a governador em São Paulo pelo PSDB, José Serra, na entrega de ambulâncias da máfia dos sanguessugas em Cuiabá em 2001.

O material, segundo a PF, seria vendido por R$ 2 milhões por Luiz Antônio Vedoin, chefe dos sanguessugas, ao petista Valdebran Carlos Padilha da Silva, preso pela PF hoje de madrugada no aeroporto Congonhas (SP).

O superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso, Geraldo Pereira, disse que foram encontrados mais de R$ 1,8 milhão, em dinheiro (dólar e real) em um hotel de São Paulo. A quantia seria usada no pagamento do material.

O presidente municipal do PT em Cuiabá, Jairo Rocha, disse que Valdebran está filiado ao partido desde agosto de 2004. Ele só não assumiu uma diretoria da Eletronorte no início do governo Lula porque uma ala petista enviou à estatal dossiê em que aponta suposta fraude de Valdebran em licitação de uma prefeitura em 2001, disse Rocha.

Também foi preso em São Paulo o advogado Gedimar Pereira Passos, ex-agente da PF, informou Pereira. A operação da PF começou no aeroporto de Cuiabá às 23h30 de ontem.
Paulo Roberto Trevisan, primo de Vedoin, foi detido, embarcando para São Paulo, quando subia a escada do avião com uma pasta azul levando uma fita, um DVD e várias fotos que registram a presença de Serra e de outros tucanos na solenidade de entrega de 41 ambulâncias em Cuiabá, no mês de maio de 2001.

As ambulâncias, entregue a prefeituras, foram vendidas por empresas da máfia de sanguessugas.

Não há acusações do envolvimento de Serra com o esquema da liberação de verbas para o esquema de Vedoin. No DVD, Serra aparece discursando, assim como o deputado Lino Rossi (PP-MT), apontado com o campeão no recebimento de propina: R$ 3 milhões.

Levado à PF, Paulo Trevisan disse que iria entregar o material em São Paulo a pedido de Vedoin a uma pessoa que o reconheceria pela pasta azul. Em seguida, Trevisan foi liberado.

A PF então acionou agente de São Paulo que prenderam Valdebran e Pereira Passos. Depois foi apreendido o dinheiro. Outra providência da PF foi pedir a prisão de Vedoin, o que acabou ocorrendo hoje.

Conforme o superintendente da PF, os policiais receberam uma informação de que Paulo Trevisan estava levando o material a São Paulo. A Justiça Federal havia determinado escutas telefônicas para monitorar Vedoin. Ainda segundo o superintendente, a PF descobriu a manobra de Trevisan ao abrir novo inquérito numa segunda fase de investigação da máfia dos sanguessugas.

''No vídeo aparece José Serra. Tem fotos do [candidato a presidente Geraldo] Alckmin [PSDB] e do [senador tucano] Antero [Paes de Barros] e deputados daqui'', afirmou o superintendente da PF. Não há informação de que Alckmin tenha participado do evento. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

16/09


2006

Rondônia: governador se reelege no primeiro turno

 Pesquisa Ibope divulgada ontem aponta que Ivo Cassol (PPS) se reelegeria governador de Rondônia já no primeiro turno das eleições. Segundo o levantamento, encomendado pela Rádio TV do Amazonas Ltda (afiliada da Rede Globo), Cassol tem 54% da preferência do eleitorado. Na primeira pesquisa, divulgada em 29 de agosto, ele tinha 57%. Nos votos válidos, Cassol atinge 65%.

No segundo lugar está a senadora Fátima Cleide (PT), que passou de 10% para 15%. Em relação à primeira pesquisa, houve uma mudança entre as terceira e quarta colocações. Carlos Camurça (PSB) passou de 8% para 9%. Já Amir Lando (PMDB) passou de 8% para 5%.

Os votos brancos e nulos somaram 3%. O percentual de eleitores que não opinaram ou afirmaram não saber em quem votariam foi de 13%. Para o Senado, Expedito Júnior (PPS) ampliou a vantagem na pesquisa, passando de 27% para 38% das intenções de voto. Em seguida, aparecem Melki Donadon (PMDB), com 17%, e Acir Gurgacz (PDT), com 14%

A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 13 de setembro. Foram entrevistados 812 eleitores em 30 municípios. A margem de erro é de três pontos percentuais. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia sob o número 12841/2006.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

16/09


2006

Lula volta a atacar Alckmin em comício de Aracaju

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à reeleição, voltou a atacar o seu antecessor, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), a quem chamou de ''doutor''.

 ''O doutor está bravo. Deve ser porque, no governo dele, foram criados em média oito mil empregos por mês, enquanto que, no governo desse operário, a média é de 103 mil empregos por mês'', afirmou Lula, num comício realizado ontem,  na praça Dom José Tomás, em Aracaju (SE).

Segundo Lula, o tucano ''pode ter lido muito mais livros. Mas não soube ler a alma do povo''. Menos de duas horas antes, Lula já havia atacado FHC num comício em Natal. O comício em Aracaju reuniu cerca de 20 mil pessoas, segundo o site do candidato.

Nas disputas eleitorais entre Lula e FHC, em 1994 e 1998, o PSDB freqüentemente comparava a escolaridade formal de Lula, que nem chegou a iniciar um curso superior, com a carreira acadêmica cheia de títulos do tucano.

Lula agora inverte o jogo e tenta usar a mesma argumentação a seu favor. Em contraponto ao saber escolar e supostamente elitista do ''doutor'' tucano, o presidente tenta se mostrar como um homem simples e de saber prático. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

Pelo texto O Lula visou o FHC. Sutileza de estratégia política. Chamando O FHC para o centro do debate esquece o Geraldo, e aí na mídia só aparece o Lula, e coloca, sempre, em segundo plano o Geraldo. Busca, também, que Geraldo saía da toca para defender FHC, mal avaliado pelo povo. Entendí assim.

Raimundo Eleno dos Santos

o doutor (Alck, FHC, Serra...) ...''pode ter lido muito mais livros. Mas não soube ler a alma do povo''. ESSE É O MEU PRESIDENTE. O CONDOR DAS AMÉRICAS. Esse tem sentimento e sinceridade. Só não ver quer não quer. E não são meras palavras. Ele pensa também com o coração.



16/09


2006

Wilma e Garibaldi empatados no Rio Grande do Norte

 A segunda pesquisa Ibope para o governo do Rio Grande do Norte, divulgada ontem pela Globonews, mostra que o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) e a governadora Wilma de Faria (PSB) estão técnicamente empatados. Garibaldi segue na liderança com 46% das intenções de voto.

Wilma aparece em segundo com 42%. José Geraldo (PSL) tem 2%. Marconio Cruz do Nascimento (PSDC) e Humberto Maurício da Silva (PTC), 1%. Sandro de Oliveira Pimentel (Psol) e Zé Bezerra (PCB) não somaram 1%. Votos brancos e nulos somam 4%, não souberam responder também são 4%.A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa, encomendada pela TV Cabuji, ouviu 802 eleitores entre os dias 12 e 14 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 13883/2006. Na comparação com a pesquisa anterior, divulgada em 23 de agosto, Garibaldi perdeu três pontos, caindo de 49% para 46%. Já Wilma subiu de 41% para 42%. As informações são do portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

É trocar 6 por 1/2dz O povo potiguar sofre com essas dinastias.



16/09


2006

Empreiteiro que envolveu Serra é filiado ao PT

O empreiteiro Valdebran Carlos da Silva Padilha, detido pela Polícia Federal com US$ 109,8 mil e R$ 758 mil ontem, às 6h, em um hotel da capital paulista, é filiado ao PT, segundo o jornal Folha de S. Paulo. Com ele, estava Gedimar Pereira Passos, detido com US$ 139 mil e R$ 410 mil. Os dois são acusados de intermediar a compra de vídeos, fotos e documentos que mostrariam suposto envolvimento dos candidatos tucanos Geraldo Alckmin e José Serra com a máfia dos sanguessugas.

O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, disse por meio de sua assessoria de imprensa que não iria comentar o caso. Segundo a Folha, Berzoini disse que apesar de filiado ao PT, Padilha não é dirigente e nem foi tesoureiro do partido. As informações são do portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

Eu falei desde ontém que vinha baixaria por aí e podem esperar que nestes 15 dias vem mais.Como dizia o finado Brizola em 89,esta turma pisa no pescôco da mãe pra ficar no poder.Só não tá pior porque o Lula tem uma certa folga,senão vocês iam ver.



16/09


2006

Sanguessuga foi preso porque atrapalhou investigações

 O empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, 31, chefe da máfia dos sanguessugas, foi preso, ontem, pela Polícia Federal, em Cuiabá (MT), por ''ocultação e venda de provas'' e por ''chantagear pessoas envolvidas em crimes'', ou seja, no esquema de venda de emendas ao Orçamento que envolve ao menos 90 parlamentares.

A ordem de prisão partiu do juiz da 3ª Vara Federal de Cuiabá, Cesar Augusto Bearsi, a pedido da PF. ''É inadmissível que o réu [Vedoin] disposto a participar de uma delação premiada venha a ocultar provas importantes e ainda usá-las para chantagear as pessoas, vendendo-lhes tais provas'', afirmou o juiz em sua decisão. A prisão de Vedoin --que estava escondido em um motel de Cuiabá, segundo a PF-- ocorreu um dia depois de seu primo Paulo Roberto Trevisan ter sido preso pelo órgão.

Trevisan foi detido no aeroporto de Cuiabá, na noite de quinta-feira, com uma fita de vídeo, um DVD e fotos que registraram evento em maio de 2001, em Cuiabá, onde o ex-ministro da Saúde José Serra, candidato do PSDB a governador de São Paulo, participa de entregas de ambulâncias vendidas por Vedoin a prefeituras.

Vedoin foi encaminhado depois para a delegacia da Polinter, onde já ficou preso quando a PF deflagrou a operação Sanguessuga, em maio deste ano. Ainda de acordo com a PF, Vedoin mandou entregar o material a duas pessoas em São Paulo que, em troca, pagariam R$ 2 milhões em dinheiro.

Em São Paulo, segundo a PF de Cuiabá, estão detidos o empresário Valdebran Carlos Padilha da Silva e Gedmar Pereira Passos, advogado e ex-agente da PF. Padilha já foi tesoureiro das campanhas eleitorais do PT no Mato Grosso e Passos se apresentou como advogado do diretório do PT naquele Estado. A suspeita é que o material seria ''vendido'' para eles.

Preso no mês de maio na Operação Sanguessuga, Vedoin estava em liberdade desde o dia 11 de julho, após colaborar com a Justiça no sistema de delação premiada. Em seu depoimento de nove dias, Vedoin revelou o pagamento de propina a parlamentares em troca de emendas ao Orçamento destinadas a compra de ambulâncias.

Esses veículos, adquiridos por prefeituras em licitações fraudadas, eram fornecidos pela Planam e Santa Maria, empresas de Vedoin sediadas em Cuiabá. As revelações do empresário levaram a CPI dos Sanguessugas a pedir a cassação de 69 deputados e três senadores por venda de emendas ao Orçamento.

Em agosto e neste mês, ao dar entrevistas a revistas, Vedoin envolveu novos congressistas que não havia citados nos depoimentos à Justiça e à CPI. Um novo nome adicionado à lista de parlamentares foi o do senador tucano, candidato ao governo de Mato Grosso, Antero Paes de Barros, que nega envolvimento e acusou o empresário de negociar depoimentos.

O superintendente da PF em Mato Grosso, Geraldo Pereira, disse que a prisão de Vedoin foi pedida porque ''ele estava sonegando prova e atrapalhando as investigações''.

''Interceptação [escuta] telefônica regularmente decretada gerou entre seus frutos o conhecimento de que Luiz Vedoin está negociando provas, em especial documentos que mantém ocultos'', afirmou o juiz ao decretar da prisão do empresário.

Anteontem, Vedoin entregou novos documentos ao Ministério Público Federal sobre depósitos bancários que seriam comprovantes de pagamento de propina em troca de liberação de verbas no Ministério da Saúde no governo anterior, em 2001 e 2002.

Em uma entrevista à revista ''IstoÉ'', o empresário afirmou, ao falar sobre os documentos, que a melhor época para ele foi quando Serra era ministro. O procurador da República em Cuiabá Mário Lúcio Avelar disse hoje que os documentos não apontam envolvimento de Serra com o esquema da máfia dos sanguessugas.

Padilha e Passos depuseram para a PF em São Paulo. A PF, em Cuiabá, informou que iria pedir a prisão temporária dos dois. Até as 20h desta sexta-feira, os dois continuavam na sede da PF de São Paulo. A Justiça, entretanto, ainda não havia autorizado a prisão deles. A expectativa é que a autorização seja dada até o final da noite. Não se sabe se eles serão transferidos para Cuiabá ou se continuarão em São Paulo. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/09


2006

Pesquisa do DP: Eduardo passa Humberto Costa

 Na pesquisa que o Diário de Pernambuco publica na edição deste domingo sobre a sucessão estadual há um fato bombástico: pela primeira vez, o candidato do PSB, Eduardo Campos, passa o petista Humberto Costa. Outro dado importante: Mendonça Filho também cresce a consolida a sua liderança. A queda de Humberto deve ser fruto, certamente, do estrago na sua imagem provocado pelo seu indiciamento na máfia dos vampiros. Mendonça cresce de 35% para 38%, Eduardo de 18% para 21% e Humberto cai de 21% para 18%, três pontos, portanto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Francisco Filho

ESSA PESQUISA MERECE UMA ESPECIAL ATENÇÃO. MUOTI ESQUESITA. MAS COMO POLITICA É SEMELHANTE AS NUVENS DO CÉU, MUDA EM QUESTÃO DE MINUTOS. VAMOS VER! UMA COISA É CERTA, SEJA QUEM FOR PARA O SEGUNDO TURNO, ACHO QUE MENDONÇA FILHO LEVA ESSA. O ELEITOR JÁ DECIDIU, É LULA LÁ E MENDONÇA CÁ!

Nunca tivemos dúvida queiremos para o segundo turno com o Mendonça Filho, garupeiro de Jarbas, que aliás vem dispencando nas pesquisas. Pernambuco já escolheu, Eduardo Campos governador e Jorge Gomes senador, pois Ariano será o 1º suplente de respeito e orgulho de Pernambuco.

José Carlos-Serra Talhada

porque uma inversão do vox populi o Diário confunde mais do que esclarece.

Madison Luis Canejo da Silva

Só sei de uma coisa, Mendonça Filho é o próximo governador de Pernambuco, ele é o mais capacitadio a estar nesse cargo.

guilherme alves

Esaa pesquisa quanto ao segundo colocado inverteu o resultado Da Vox Populi publicada no JC.