FMO janeiro 2020

21/12


2011

Senado: de volta, Jader ganha dois meses sem trabalhar

 A pressa para tomar posse no próximo dia 28 vai render a Jader Barbalho (PMDB-AP) o ganho de R$ 30.283,13 - resultantes de uma ajuda de custo de R$ 26.723,13 paga aos senadores no início e no fim de cada ano legislativo (valores brutos), mais R$ 3.360 relativos a quatro dias de salário de dezembro, mesmo sem trabalho.

Numa iniciativa que não se vê mesmo para votar projetos de interesse do país, a Mesa Diretora do Senado, reunida nesta terça-feira sob o comando do presidente José Sarney , decidiu se reunir em caráter excepcional na próxima quarta-feira, em pleno recesso parlamentar, para dar posse ao senador Jader Barbalho.(O GLOBO)



Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

A globo está ensinando.

Luiz Gonzaga Neto

ESSE É O PAÍS EM QUE VIVEMOS "brasil". O QUE NOS PAIS DE FAMILIA DEVEMOS ENSINARMOS AOS NOSSOS FILHOS? FICA DIFICIL


Prefeitura de Jaboatão

21/12


2011

STF: ministro deu liminar contra o CNJ que o beneficia

 O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), está entre os magistrados que receberam pagamentos investigados pela corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) no Tribunal de Justiça de São Paulo, onde ele foi desembargador antes de ir para o STF. Lewandowski concedeu anteontem uma liminar suspendendo a investigação do CNJ, que tinha como alvo 22 tribunais estaduais. A liminar que ele concedeu suspende as inspeções programadas pelo CNJ. No caso de São Paulo, a equipe do conselho havia começado a cruzar dados da folha de pagamento do tribunal com as declarações de renda dos juízes. O trabalho foi paralisado ontem.

A corregedoria do CNJ iniciou em novembro uma devassa no Tribunal de Justiça de São Paulo para investigar pagamentos que alguns magistrados teriam recebido indevidamente junto com seus salários e examinar a evolução patrimonial de alguns deles, que seria incompatível com sua renda. Liminar concedida anteontem pelo ministro Marco Aurélio Mello impede que o conselho investigue juízes antes que os tribunais onde eles atuam analisem sua conduta -- o que, na prática, suspendeu todas as apurações abertas por iniciativa do CNJ.  (MÔNICA BERGAMO - FOLHA DE S.PAULO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

E vai ficar dessa forma.......

andre regidwitz

coisas de ladrão de galinha

Carlos Odair da Luz Sá

Eliana, enfim, estava certa em todos os seus comentários, daí a retaliação covarde e facínora contra ela.

José Cláudio Soares de Oliveira

Que vergonha! Onde vamos parar?


Cabo de Santo Agostinho

21/12


2011

Relatório aponta omissão da Caixa em fraude

 O relatório de investigação interna da Caixa Econômica Federal para apurar as causas de um apagão entre 2008 e 2009 em seu sistema apontou falhas gerenciais e "conduta omissiva" no banco. O apagão, como a Folha revelou no domingo, permitiu que uma empresa do Rio vendesse contratos de baixo ou nenhum valor por valores acima dos de mercado. As conclusões dessa apuração foram o estopim para azedar de vez o clima entre as alas do PT e do PMDB que estão no comando da Caixa.

À Caixa cabia zelar pelo registro de dívidas que esses papéis mantinham junto à União. Mas os papéis acabaram vendidos sem as dívidas, o que projeta um dano aos cofres públicos porque é o governo que os garante. O problema nos computadores atingiu R$ 1 bilhão em papéis, segundo a auditoria interna feita pela Caixa entre julho e outubro de 2011. O resultado da auditoria opôs o PT de Hereda ao PMDB do vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias do banco, Fábio Cleto, e do atual ministro Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), que, à época do problema, era o titular de Loterias da Caixa. (Da Folha de S.Paulo - (Natuza Nery, Dimmi Amora, Rubens Valente)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

21/12


2011

Vai explodir sozinha

 O tenso clima na hostes do Judiciário em Brasília é, em parte, descrito por Renata Lo Prete, na sua coluna de hoje, na Folha de S.Paulo:

''''Comentário ouvido ontem em Brasília, em referência à célebre frase da corregedora Eliana Calmon e à abortada investigação sobre o Tribunal de Justiça de São Paulo: ''Quando o Sargento Garcia estava chegando perto, o Zorro deu um jeito de escapar''. No entanto, quem teve acesso a algumas das descobertas da corregedoria em SP afirma: se insistirem em manter essa caixa trancada, ela simplesmente explodirá sozinha.

Lewandowski, que agora sustou as inspeções do CNJ sobre ganhos de servidores, magistrados e familiares em 22 tribunais do país, decidiu em liminar, um ano atrás, validar concurso promovido pelo TJ do Rio no qual o conselho encontrara uma série de indícios de fraude. O caso nunca mais retornou à pauta.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

andre regidwitz

Esse leva sei lá o que parece que é barra pesada . Os beira-mar passaram para o planalto central. Alergia ao ar salitroso da praia



21/12


2011

TRT: "Perfídia" prende família por desvio de 5 milhões

A Polícia Federal prendeu ontem em Brasília Márcia de Fátima Pereira e Silva Vieira, funcionária do Tribunal Regional do Trabalho, informa Tales Faria, no blog Poder Online:

''''A moça confessou chefiar uma quadrilha que desviou R$ 5,5 milhões em indenizações liberadas pelo TRT. O pai, a mãe e o irmão de Márcia de Fátima também foram presos. O TRT do Distrito Federal ainda não sabe como irá ressarcir as vítimas do golpe. A propósito, a PF batizou o caso de maneira bem apropriada: Operação Perfídia.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

Infeliamente, a corrupção está generalizada, e não é só nos meios politicos. A impunidade é a geradora desse caos, e o nosso dinheirinho suado indo para o ralo.


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

21/12


2011

Tempo esquenta a cada dia entre ministros do Supremo

 O tempo cada dia esquenta mais entre os ministros do Supremo Tribunal Federal, como conta Lauro Jardim, em sua coluna de Veja, citando mais um episódio:

''''O ofício que Cezar Peluso enviou a Joaquim Barbosa na semana passada, durante a licença médica de cinco dias do ministro relator do caso do Mensalão, não ficou sem resposta. No ofício, Peluso dizia que Barbosa deveria liberar os autos aos outros ministros para não retardar mais o processo.

Na resposta, Barbosa afirmou que todo o processo já foi digitalizado há quatro anos e está disponível para consulta por todo e qualquer ministro do STF – algo que Peluso deveria saber; é de se estranhar tamanha falta de intimidade com o assunto. Noutro trecho, Barbosa deixou claro que não é subordinado a Peluso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

21/12


2011

CNJ tem sim poder de investigar juiz, dizem senadores

 Logo após a decisão do STF de esvaziar o CNJ, Demostenes Torres e Randolfe Rodrigues ligaram para Eunicio Oliveira pedindo-lhe que, como presidente da CCJ do Senado, coloque em votação amanhã a proposta para deixar claro que o conselho tem sim poderes para investigar juízes a qualquer momento. Eunicio disse-lhes que não há como votar a proposta este ano. Alegou, entre outros motivos, que o projeto não entrou na pauta de votação da comissão em tempo hábil – 48 horas antes da reunião.

Mas existe uma exceção em que senadores vão tentar levar a proposta à votação: no caso de um parlamentar pedir para decidir a inclusão da matéria de última hora no voto. Desde a manhã há negociações em curso para isso.(Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

21/12


2011

Ditador coreano ''''pregou a paz'''', diz nota do PCdoB

O presidente do PC do B, Renato Rabelo, divulgou nesta terça-feira uma nota de pesar pela morte do ditador norte-coreano Kim Jong Il. A nota, endereçada ao ''estimado camarada'' Kim Jong Un, filho do ditador e herdeiro do governo, e ao Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia, o partido diz que, ''durante toda a sua vida de destacado revolucionário'', Kim Jong Il ''manteve bem altas as bandeiras da independência da República Popular Democrática da Coreia, da luta anti-imperialista, da construção de um Estado e de uma economia prósperos e socialistas, e baseados nos interesses e necessidades das massas populares''.

Ainda segundo o presidente do PC do B, Kim Jong Il ''deu continuidade ao desenvolvimento da revolução coreana'', ''defendendo com dignidade as conquistas do socialismo em sua pátria''.

''Patriota e internacionalista promoveu as causas da reunificação coreana, da paz e da amizade e da solidariedade entre os povos'', segue a nota.(Do blog Presidente 40 - Vera Magalhães)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alexandre A Barros

Este Partido perdeu uma excelente oportunidade de abster-se de falar besteira. Se há tanta paz na Coréia do Norte, com governantes tão benevolentes, MUDEM-SE TODOS, sem exceção, para lá.

Carlos Odair da Luz Sá

Paz para esse monstro ele só traz da maneira que atualmente se encontra: Morto...


Potencial Pesquisa & Informação

21/12


2011

Renan correu a avisar FHC: é contra CPI da Privataria

 Líder do PMDB no Senado e integrante da base do governo Dilma Rousseff no Congresso, Renan Calheiros (AL) também foi aliado — e até ministro da Justiça — do governo tucano de Fernando Henrique Cardoso.

Anteontem ele pegou o telefone e fez questão de falar com FHC.

– Achei importante desmentir diretamente com o ex-presidente os boatos de que estaria recolhendo assinaturas para uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) acerca das privatizações. Sou contra essa CPI. Estou fora — declarou Renan ao Poder Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Bartolomeu Lopes

Milagre! a mídia nativa noticiar que Renan Calheiros foi ministro da Justiça de FHC. Como se diz:"Raposa cuidando do galinheiro". E o PSDB ainda critica o ministério do PT. A disputa PSDB/PT é pra ver quem vai saquear a nação. É tudo farinha do mesmo saco. É isso.

Flavio

Porque se não vai sobrar pra ele também.



21/12


2011

Derrubou taxação de fortunas. Seu patrimônio é R$ 7 mi

 Na última quarta-feira (14/12), a Comissão de Seguridade da Câmara dos Deputados não votou o projeto que taxa grandes fortunas, velho pedido de quem defende a melhor distribuição de renda do país. Enquanto a oposição argumentava que seria melhor incluir o projeto na Reforma Tributária, seus defensores lembravam que o imposto já estava previsto na Constituição de 1988, mas tem sido ignorado desde então. A discussão, no entanto, não durou muito. O deputado Eleuses Paiva (PSD-SP) tratou de pedir a verificação do quórum da sessão, derrubando-a e adiando o andamento do projeto para o ano que vem.

Coincidência ou não, Eleuses Paiva seria um dos afetados diretamente pela taxação de grandes fortunas. Nascido em Santos, o deputado tem seis fazendas e clínicas de medicina nuclear no interior de São Paulo. No total, o patrimônio do parlamentar é de R$ 7,6 milhões.  Pelo projeto de lei, ele teria que passar a pagar R$ 14,4 mil em função da sua fortuna. (Do Informe JB - Jorge Lourenço)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha