O Jornal do Poder

09/02


2012

Planalto desvia Dilma do caminho de obra paralisada

Grades de proteção para afastar a multidão, toldos e um palanque foram desmontados às pressas na manhã de quarta-feira, 8, depois que a presidente Dilma Rousseff cancelou a viagem a Missão Velha, no sertão do Cariri, divisa do Ceará com Pernambuco, porque o palco da festa fora montado num trecho de obra paralisada da ferrovia Transnordestina. O Planalto abortou a escala da presidente no local para evitar constrangimentos, diante da constatação de abandono da obra.
Na obra da ponte 01 da ferrovia Transnordestina, em Missão Velha (CE), haviam somente 4 empregados - Andre Dusek/AE
Na obra da ponte 01 da Transnordestina, em Missão Velha (CE), haviam somente 4 empregados - Andre Dusek/AE

O Estado percorreu alguns trechos da obra em Missão Velha, que seria visitada nesta quinta-feira, 9, por Dilma. As cenas relembram o abandono já constatado pela reportagem do jornal em dezembro, quando percorridos trechos da transposição do Rio São Francisco. Na quarta-feira, ao inspecionar obras do projeto no Nordeste, Dilma afirmou que quer "obras controladas".

Nas obras da transposição, no Ceará, a situação é ainda pior: dos 1.525 trabalhadores registrados em novembro restaram só 299 em Mauriti, município visitado por Dilma ontem. (Informações de O Estado de S.Paulo - Tânia Monteiro)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

09/02


2012

Negada saída de general que festejou aniversário com PMs


General Gonçalves Dias, ex-chefe da seguranca de Lula e atual comandante da Sexta Região, foi homenageado pelos manifestantes no dia de seu aniversário
Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo

General Gonçalves Dias, ex-chefe da seguranca de Lula e atual comandante da Sexta Região, foi homenageado pelos manifestantes no dia de seu aniversário - Marcelo Carnaval / Agência O Globo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, negou nesta quarta-feira à noite que o general Gonçalves Dias tenha sido afastado do comando das operações na Bahia. Cardozo informou que o ministro interino da Defesa, general Enzo Perri, também assegurou que não haverá troca. Durante todo o dia, o general não foi encontrado para comentar uma possível troca de comando.

- Não há fundamento (sobre a troca). (O general) não sai do comando. Ele permanece - disse o ministro.

A informação do afastamento do general foi publicada no blog do jornalista Ricardo Noblat, e a demissão teria sido ocasionada pelo fato de o general ter aparecido recebendo de PMs grevistas um bolo de aniversário (Informações de O GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

09/02


2012

Caso Mantega é novo fantasma para o governo

 Nesse episódio da Casa da Moeda, um velho fantasma assombra os governistas. O presidente nacional do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson, afirma que seu partido foi “barriga de aluguel” do
ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2008, ao concordar com o suposto pedido do governo para assumir a indicação do economista Luiz Felipe Delucci para presidir a Casa da Moeda. Como se sabe, os embates entre Jefferson e os petistas costumam ser um jogo de perde-perde. Nesse caso, porém, o presidente do PTB não tem mais nada a perder. (Luiz Carlos Azedo - Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/02


2012

Greve: cabo preso ao chegar no Rio por crime militar

O cabo bombeiro Benevenuto Daciolo foi preso na noite desta quarta-feira, quando chegava no aeroporto do Galeão, no Rio. O bombeiro estava em Salvador participando das negociações da greve de policiais militares da Bahia. A prisão preventiva de Daciolo foi pedida pelo coronel Sérgio Simões, secretário de Defesa Civil do Rio, após conversas do militar, gravadas pela polícia baiana com autorização judicial, terem mostrados acertos para a paralisação se estender a outros estados, como Rio e São Paulo.Daciolo foi preso por policiais federais e bombeiros quando saía da aeronave e foi levado para o Quartel Central da corporação.

- Assim que cheguei ao aeroporto, fui abordado por policiais federais e bombeiros, antes mesmo de descer do avião. Ainda não sei quais são as acusações contra mim - disse Daciolo, por telefone, já no Quartel Central.

Nas gravações, ele aparece conversando com uma mulher, que pede para convencer os baianos a não encerrarem a greve para não enfraquecer uma eventual paralisação no Rio. E também se refere a uma pessoa “importantíssima” que poderia ajudar, no Congresso Nacional, a aprovar a PEC-300, que aumenta os vencimentos de policiais e bombeiros. Ao saber das gravações, o governador Sérgio Cabral pediu ao governador da Bahia, Jaques Wagner, cópias das fitas para investigar a participação de bombeiros e policiais do Rio na articulação para greve.(Do GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/02


2012

Eliana fortalecida: STJ mantém independência do CNJ

 O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu nesta quarta-feira o julgamento que confere ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a autonomia de investigar juízes suspeitos de desvio de conduta. Após três sessões de julgamento, os ministros do STF concluíram que o CNJ tem o poder de iniciar investigações, independentemente das corregedorias regionais.

Também decidiram que os magistrados não poderão ser afastados cautelarmente antes da instauração de processo disciplinar e que as sessões de julgamento dos magistrados devem ser públicas, além de definir como sanção máxima a juízes a aposentadoria compulsória, em vez da demissão, e que qualquer cidadão pode denunciar desvios de conduta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/02


2012

Sedução do poder: Serra já pensa na prefeitura de SP

 O poder seduz, e quem já o tiver exercido em sua plenitude jamais se sentirá satisfeito com a planície. É o que parece estar ocorrendo com o tucano José Serra, antes decidido a não disputar a prefeitura de São Paulo, ''''pinto'''' para ele, que já deu um ''''não definitivo'''' sobre isso a FHC, por estar é de olho, mais uma vez, na cadeira ocupada por Dilma Roussef. Mas parece que mudou ideia, a julgar pelo que informa Thaís Arbex, no blog Poder Online, transcrito abaixo:

''''Há alguns meses, o ex-governador José Serra achava uma verdadeira ofensa a pergunta sobre a possibilidade de ele ser o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo. Agora, Serra fala sobre isso com todos que o visitam em seu escritório em São Paulo.''''sobre isso a FHC,


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Jorge Pires Pereira

Vai te aquetar Serra!!!



09/02


2012

Couto quer o parlamento "com seriedade e respeito"

 A CCJ do Senado retoma os trabalhos nesta quarta-feira com uma lista de projetos polêmicos a analisar. Um deles permite que o Senado e a Câmara possam obter informações relativas à movimentação bancária, às comunicações telefônicas e aos dados fiscais de parlamentares investigados por quebra de decoro (se já estivesse em vigor, a proposta autorizaria a quebra dos sigilos de Jaqueline Roriz, por exemplo). Elaborada pelo enrolado Mário Couto, o projeto não tem a menor chance de prosperar no Congresso. Mas já imaginou? Eis a justificativa de Couto para a aprovação do texto:

- O parlamento precisa de medidas que tragam transparência às suas atividades, que lhe dê seriedade e respeito, que resgatem a sua credibilidade junto à opinião pública.(Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/02


2012

Bahia: confirmada filiação ao PSDB do líder da greve

Ex-governador da Bahia e ex-prefeito de Salvador, o deputado tucano Antonio Imbassahy já confirmou que o líder dos policiais militares amotinados da Bahia, Marco Prisco(foto), é filiado ao PSDB. Mas, em entrevista ao Poder Online, ele nega influência de seu partido no movimentos dos PMs. Imbassahy insiste em que o grande culpado é o governador petista Jaques Wagner, que “foi mal informado sobre o movimento” e teria agido com excesso de firmeza quando era melhor negociar.(Do blog Poder Online - Tales Faria)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/02


2012

Senador chamou de "safado" ministro Gilberto Carvalho

 Bastante exaltado, o líder do PR no Senado, Magno Malta (ES), usou a tribuna da Casa nesta quarta-feira para atacar o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência). Ele chamou o petista de "safado", "camaleão" e "mentiroso" e ainda recomendou que ele "lave a boca com álcool". Malta disse que o estopim foi uma declaração do ministro durante o Fórum Social de a próxima batalha ideológica seria com evangélicos que são conservadores que têm uma visão de mundo controlada por pastores de televisão. "Lave a sua boca com álcool seu Gilberto Carvalho. Você precisa aprender a respeitar as pessoas. Vá procurar sua turma. Está brincando com quem?", questionou o senador, que é evangélico.

Gilberto Carvalho negou, na noite de ontem que tenha criticado os evangélicos e disse que os ataques de Magno Malta devem ser resultado de um "problema de informação". "Seria uma temeridade e uma imbecilidade da minha parte [ter feito as supostas críticas]", afirmou. "Quem conhece minha trajetória sabe do carinho, do respeito que tenho pelo trabalho das igrejas evangélicas no Brasil''''. Carvalho disse propor uma "aliança" do governo com os evangélicos. Ele afirmou que irá procurar Malta para explicar seu ponto de vista. (Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Saulo Alves

O imbecil do Gilberto tem mais é que respeitar os evangélicos, agora tirando os edis macedos da vida que não são evangélicos.

GLACIDELSON ANTONIO DA SILVA

Se o Min. Gilberto Carvalho falou isso, esteve bem próximo da verdade. É só assistir (?) Silas Malafaia, Edir Macedo e R. R. Soares para ter uma idéia do caráter desses pastores.

andre regidwitz

devia estar "calibrado".



08/02


2012

Vandalismo: PF grava políticos insuflando PM grevista

 

Garotinho aparece nas escutas da PF

A Polícia Federal passou a monitorar mais de perto ainda os líderes dos movimentos grevistas no Rio de Janeiro e na Bahia. Escutas telefônicas com autorização judicial flagraram Marco Prisco, presidente da Associação dos Policiais, Bombeiros e dos seus Familiares da Bahia, e Benevenuto Daciolo, cabo do Corpo de Bombeiros e líder do movimento no Rio de Janeiro, combinando a nacionalização das reivindicações nos próximos dias.

As gravações telefônicas também já flagraram políticos de vários partidos em conversas com os militares. Em uma delas, que já está nas mãos da cúpula da segurança pública da Bahia, aparece Anthony Garotinho incentivando Daciolo e seus pares a entrar em greve no Rio de Janeiro. Noutra, a deputada estadual Janira Rocha (PSOL) faz a mesma pregação com Daciolo.(Lauro Jardim - VEJA)

Portal G1

Conversas gravadas entre os chefes dos PMs grevistas na Bahia mostram acertos para realização de ações de vandalismo na cidade. As gravações mostram também articulações para que a paralisação se estenda ao Rio de Janeiro, a São Paulo e outros estados. Os PMs envolvidos negam participação em ações violentas.

O Jornal Nacional teve acesso a gravações feitas com autorização da Justiça de conversas de líderes dos movimentos grevistas da Bahia e do Rio de Janeiro.

No primeiro trecho, o presidente de uma associação que reúne bombeiros e policiais baianos, Marco Prisco, combina uma ação de vandalismo com um de seus liderados. Prisco nega ter participado de atos de violência.

Leia abaixo um dos trechos de conversa:
- Prisco: Alô, oi. Desce toda a tropa pra cá meu amigo. Caesg e você. Desce todo mundo para Salvador, meu irmão... Tou lhe pedindo pelo Amor de Deus, desce todo mundo para cá...
- David Salomão: Agora?
- Prisco: Agora, agora. Embarque...
-
David Salomão
: Eu vou queimar viatura... Eu vou queimar duas carretas agora na Rio/Bahia que não vai dar tempo...
- Prisco: fecha a BR aí meu irmão. Fecha a BR.

Em outra gravação, quem aparece falando é o cabo bombeiro do Rio de Janeiro, Benevuto Daciolo. Ele já foi candidato a deputado estadual no Rio e foi um dos líderes do movimento grevista da corporação no ano passado.

Daciolo conversa com um homem a quem ele classifica de "importantíssimo" a respeito de uma possível votação da PEC 300, a emenda constitucional que garantiria um piso salarial único para bombeiros e policiais de todo o Brasil. Nesta conversa fica claro que o objetivo é estender a greve de policiais e bombeiros a Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados com o objetivo de prejudicar o carnaval.

Dacilolo: Pergunta ao senhor que é pessoa importantantissima a respeito da nossa PEC...pergunto: qual é a verdadeira possibilidade de nós conseguirmos passarmos em segundo turno na semana que vem? Não sei se o senhor sabe. Eu estou com uma assembleia Geral amanhã no Rio de Janeiro, com a abertura de uma greve geral no Rio também, com probabilidade de não ter carnaval nem na Bahia nem no Rio esse ano. E São Paulo acho que está para dar uma resposta agora e os outros estados também. Nós acreditamos que, se tivesse uma resposta do governo, assinalando numa possibilidade de votação no segundo turno da PEC, acalmaria muito, muito o que está acontecendo na Federação.

Em outro trecho, o cabo Daciolo, que estava em Salvador, ouve de uma mulher uma recomendação para que tente influenciar o movimento dos grevistas baianos a não fechar um acordo com o governo. Segundo esta mulher, isto enfraqueceria uma possível greve no Rio.

Mulher: Daciolo, Daciolo, presta atenção. Está errado fechar a negociação antes da greve do Rio...
Daciolo: Tudo bem, tudo bem... sabe o que vou fazer agora??? Ligue para ele que eu vou embora daqui, não vou ficar mais aqui.
Mulher: Eles não querendo que você avalize um acordo antes da greve do Rio. Depois da greve do Rio, muda tudo. Sabe como você vai ajudar eles? Voltando para o Rio, garantindo aqui. O governo vai fazer uma propostinha rebaixada para vocês, vai melhorar um pouquinho esse negócio que eles colocaram. E acho...se vocês garantirem a greve aqui, a mobilização aqui, vocês vão ajudar eles a liberar o Prisco, a ter uma negociação...

Outro lado
Ouvido pela equipe do Jornal Nacional por telefone, o cabo Daciolo disse não se recordar da conversa gravada e alegou estar participando de um movimento pacífico na Bahia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Pasmei! Eu não sei mais em quem confiar: Na polícia, no judiciário, nos médicos do SUS, na direção das escolas, nos guardas de trânsito, na polícia rodoviária sucateada...Estamos todos ferrados. Valha-nos Deus. Tende piedade de nós!