FMO janeiro 2020

24/08


2011

Briga no PP ''''vai terminar em sangue'''', diz ministro

 O ministro das Cidades, Mário Negromonte, disse que “vai terminar em sangue” a briga interna no PP pelo controle da pasta, informa a Folha Online. Em entrevista a uma rádio de Salvador, ele culpou o grupo que apoiava a manutenção do seu antecessor no cargo -- Márcio Fortes, também do PP -- pelas informações publicadas na revista “Veja” desta semana. Segundo a revista, o atual ministro ofereceu um “mensalinho” de R$ 30 mil para políticos do grupo rival no PP. O valor seria pago em troca de apoio à permanência de Negromonte no cargo. A assessoria do ministério disse que, ao falar em “terminar em sangue”, Negromonte quis dizer que a disputa no PP pode ser prejudicial para o partido e acabar “respingando” nos congressistas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A briga toda é para tomar conta do cofre público.São calhordas da mesma laia; ladrões do mesmo covil...


Cabo de Santo Agostinho

24/08


2011

''''Exército não é empreiteira'''', diz general do DNIT

 O general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, indicado para a direção-geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), defendeu uma redução da participação do Exército em obras no País. Em sabatina no Senado, ontem, Fraxe afirmou que o Exército “não é uma empreiteira”. “Vamos diminuir a participação do Exército em obra pública e nos limitarmos a obras de um tamanho mínimo e necessário que assegure o adestramento que a nação cobra das suas Forças Armadas. Não é missão do Exército, jamais foi, competir com o mercado”.

Os nomes do general e de Tarcísio Gomes de Freitas foram aprovados por unanimidade pela Comissão de Infraestrutura da Casa. As indicações seguem agora para o plenário do Senado. “Esse voto de confiança significa que os líderes dessa Casa acreditam no seu Exército”, afirmou Fraxe, emocionado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Embora não sendo empreiteira, as Forças Armadas deveriam continuar fazendo essa tarefa, será muito bom para profissionalizar os recrutas. Isso seria muito importante, e que isso fosse de forma permanente.Uma escola de profissionais da construção em todos os setores.Deveria ser incentivado plenamente

poderia ser outro. Sabemos que obras de emergência com pontes de ação para ocasiões de extrema necessidade, como ocorreu em Palmares, sim o exército no quesito contrução está preparado, agora construção civil é difícil querer bons resultados.

Concordo em gênero número e grau com o general, pois os soldados do exército que trabalhavam nas obras da BR 101 sul no destino a João Pessoa, pude verivicar que além da falta de experiência, muitas vezes, pelo disciplinamento militar as roupas eram impróprias para a ocasiçao e o resultado não


Prefeitura de Serra Talhada

24/08


2011

O helicóptero e Sarney: o direito dos incomuns

O presidente do Senado, José Sarney, andou transportando empreiteiros para sua ilha particular no Maranhão no helicóptero da PM maranhense, por ordem da governadora - também conhecida como sua filha. Ficou bravo com a repercussão, disse que tem direito a transporte, como presidente do Senado. É verdade - mas não num helicóptero da Polícia, não num momento em que uma pessoa acidentada precisava de transporte até um hospital. Os ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffman enfrentam problema parecido: usaram aviões particulares de uma empreiteira amiga. Caso parecidíssimo com o do governador fluminense Sérgio Cabral, só o que avião dele era bem mais chique. O ministro Wagner Rossi caiu, entre outros motivos, por esses passeios.

Transgressões menores? Sim, são transgressões menores, mas são transgressões. Se servirem para que o país se livre dos chupins, ótimo. Afinal de contas, Al Capone, ladrão, assassino, chefe de quadrilha, caiu por uma transgressão menor do que essas, a sonegação de imposto de renda. E ficou fora de circulação.(Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

24/08


2011

E sobrou para os fumantes

 Demorou mas o Governo finalmente resolveu agir: os impostos sobre os cigarros, tão baixos que permitiam que o cigarro brasileiro fosse um dos mais baratos do mundo, sobem 20% em dezembro e 55% até 2015. As multinacionais que monopolizam o mercado gozam de uma vantagem exclusiva: a tributação é fixa, variando de R$ 0,764 a R$ 1,30 por maço ou caixinha, seja qual for o preço cobrado (nos demais produtos que existem no mercado, o imposto é uma porcentagem do preço). A alegação para este subsídio aos cigarros é o combate ao contrabando.

Bobagem: contrabando é caso de polícia. E manter o preço baixo (há dois anos não sobe) é estimular o consumo de um produto que as próprias fabricantes admitem que traz riscos à saúde.(Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2011

Mensalão do PP: governo diz que é grave o assunto

 O governo Dilma não recebeu bem a tentativa do ministro Mário Negromonte (Cidades) de tentar retomar o controle da bancada do partido na Câmara. A denúncia de mensalão é considera "grave", de acordo com um integrante da coordenação, e pode comprometer sua permanência no governo, "se for comprovada". Por isso, o que se diz é que "Negromonte vai ficando, por enquanto".

A tentativa do ministro de derrubar o líder Aguinaldo Ribeiro (PB) foi comunicada à ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) na quarta-feira (17), quando o deputado Esperidião Amin (PP-SC) lhe relatou o que estava acontecendo.(Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

24/08


2011

Genoino sonha com vaga de deputado e imunidade

 Enquanto não chega o dia de seu julgamento por envolvimento no chamado escândalo do mensalão, o ex-deputado José Genoino reza para que lhe surja uma vaguinha de deputado, já que é suplente, adquirindo, assim, uma questionável imunidade. É o que se deduz da nota abaixo, de Ana Paula Leitão, no blog Poder Online:

''''Segundo suplente da coligação, o assessor especial do Ministério da Defesa José Genoino (PT-SP) trabalha com afinco pela eleição do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) à vaga no Tribunal de Contas da União. É que, com a saída de Aldo, Genoino fica a um passo de voltar para a Câmara. Restaria convencer o primeiro suplente, Vanderlei Siraque (PT), a se licenciar do cargo.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Flavio

Que Vergonha!


O Jornal do Poder

24/08


2011

Livre, Battisti pode circular à vontade por todo o país

 Cesare Battisti, ex-ativista italiano, já pode andar sem receio pelas ruas do Brasil. Desde a semana passada ele está de posse da cédula provisória de estrangeiro, emitida pelo Ministério da Justiça, documento que lhe dá a garantia de que não será barrado, nem preso, como cidadão clandestino.  “Cesare Battisti pode agora levar uma vida absolutamente normal, sem nenhum risco”, declarou o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, artífice do processo que culminou com a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em não permitir sua extradição para a Itália, onde a Justiça o condenou por quatro assassinatos nos anos 70, quando integrava o grupo Proletários Armados pelo Comunismo. Na segunda-feira, 15 de agosto, Battisti foi à Polícia Federal, superintendência de São Paulo. Eram 17 horas. Pegou senha e fila. A delegada Bruna Menck, do setor de estrangeiros, o recebeu. Suas impressões digitais foram colhidas. Fotos do ex-ativista. Procedimento de rotina.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/08


2011

Deputado assaltado quer controle da natalidade de pobres

O deputado estadual de São Paulo Antonio Salim Curiati (PP), 83, que teve a casa assaltada na manhã desta terça-feira, criticou a política social do governo federal e defendeu o controle de natalidade da população pobre. "A Dilma [Rousseff] vem falar do Bolsa Família. Aí você agracia a comunidade carente, e eles começam a ter filhos à vontade. É preciso controlar a paternidade", disse. Curiati citou países onde o ladrão tem as mãos decepadas como punição, mas afirmou não apoiar a iniciativa. "Não sou tão radical assim." Membro da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, pediu valorização dos policiais. "A segurança pública está um desastre", disse.

Divulgação/Alesp
Deputado estadual Antonio Salim Curiati (PP), 83, que teve a casa assaltada pela segunda vez em dois anos
Deputado Antonio Salim Curiati (PP), 83, que teve a casa assaltada pela segunda vez em dois anos

A casa do deputado, que fica na rua dos Plátanos, no bairro Cidade Jardim (zona oeste de São Paulo), foi roubada por ao menos quatro bandidos. Quando entraram na casa, renderam também o deputado e a mulher dele. Ainda de acordo com a PM, as vítimas foram agredidas. Os ladrões ficaram cerca de 40 minutos no local e fugiram levando joias, celulares e dinheiro. Um quarto bandido aguardou fora da casa, em uma Hyundai Tucson, usado depois na fuga do grupo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

No oriente médio, de onde se origina o insigne deputado existe mais miseráveis que no Brasil. Aliás, os seus antepassados vieram para o Brasil para não morrerem de fome, e muitos dos seus tiveram as mãos decepadas...

Jose NIlton da Silva Senhorinho

FASCISTA!

josival Coelho de Amorim

O controle de natalidade é uma necessidade para todos e não somente para pobres. O ideal seria um sistema de controle da paternidade responsável. cada mãe precisa ser responsabilizada, quando não sabe quem é o pai do seu filho. Como isto será possível num mundo das drogas e da prostituição, não sei.



23/08


2011

"Só peguei carona", diz ministro sobre voo em helicoptero

 O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou na tarde desta terça-feira (23) que pegou “carona” nos aviões locados pela campanha ao Senado da sua mulher, a atual ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, em 2010. Em audiência na Subcomissão de Rádio Digital da Câmara dos Deputados para falar sobre radiodifusão, Bernardo respondeu a perguntas de deputados sobre as denúncias da edição do último final de semana da revista ''“Época''.

Segundo a reportagem, dois parlamentares teriam relatado que o casal foi visto em avião de uma construtora que supostamente financiou a campanha de Gleisi Hoffmann ao Senado e que tinha negócios com o governo. “''A campanha providenciava avião, mas eu não fui candidato. A campanha da candidata Gleisi tem registrados os pagamentos que correspondem ao que ela usou. Ela gastou em torno de R$ 8 milhões na campanha dela. O TRE aprovou. [...] Eu não fui candidato, não tenho prestação de conta alguma. Eu só peguei carona''”, afirmou o ministro.(Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/08


2011

OAB critica decisão que autoriza supersalários no Senado

 O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, criticou a decisão da Justiça que liberou o pagamento de comissões e gratificações além do teto salarial de R$ 26,7 mil a funcionários do Senado. Para o advogado, a decisão deve ser vista com preocupação.

"O correto para o gestor público é que efetue o corte pelo teto e que as pessoas que se sentirem prejudicadas procurem o Judiciário e não o contrário: o poder público defender o individual contra a Constituição e a sociedade", afirmou Ophir, lembrando que o teto salarial foi definido pela Constituição.

Ontem, o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Olindo Menezes, suspendeu uma liminar que impedia o Senado de pagar verbas como comissões, gratificações e horas extras acima do limite estabelecido pela lei. O teto de R$ 26,7 mil equivale ao salário de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

BRASILEIROS,DA OU NÃO DA PARA ENTENDER POR ONDE COMEÇA A INDECÊNCIA NO PAIS ?????ENQUANTO UM TRABALHADOR TRAB.8 HORAS E MUITOS GANHANDO UM POUCO MAIS DE UM SALARIO MINIMO OS DIGNÍSSIMOS SENS. E DEPUS.COM TANTAS MORDOMIAS RECEBENDO ATE 14°SALARIO E AGORA VEM MAIS ESTA FALTA DE VERGONHA.



23/08


2011

Mantega pede que Senado reprove projetos que elevem gastos

 O ministro Guido Mantega (Fazenda) pediu hoje que os senadores não aprovem projetos que aumentam gastos do governo. Ele citou o projeto que cria um piso salarial para policiais (PEC 300) e pediu que a DRU (Desvinculação das Receitas da União, que dá maior liberdade ao governo na gestão do Orçamento) seja prorrogada. ''Isso é delicado, acaba ameaçando a situação do governo'', afirmou.

Mantega disse que o controle das despesas correntes abrirá espaço para um aumento nos investimentos e para a redução dos juros. O ministro reforçou que o governo brasileiro continuará tomando medidas para atenuar os efeitos da crise e para combater a guerra cambial e artifícios como triangulação quando um produto exportado ao Brasil por um país que sofre sanções comerciais passa por um terceiro país para esconder sua origem.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

carlos eduardo

filha da p... este mantega so vive enchendo o bolso dos banqueiros que nao move um prego numa barra de sabão e nao deixa lucro para os brasileiro so impostos enquanto os policiais vivem com um salario miseravel deste TIRA ESTE PORRA DA DILMA!!!