O Jornal do Poder

27/06


2012

Veto a refinarias enfurece Sarney, Cid e Roseana

 Caiu como uma bomba no gabinete da presidência do Senado a notícia de que a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, decidiu suspender a construção de refinarias no Maranhão e no Ceará, informa Gerso Camarotti no seu blog. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não esconde a contrariedade com essa decisão. Isso porque a construção dessas refinarias tinham sido prometidas pelo ex-presidente Lula. Além de Sarney, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, foram surpreendidos pela notícia. Avaliação feita no gabinete do presidente Sarney é de que puxaram o tapete do ministro Lobão com essa  decisão de adiar as obras das duas refinarias. A notícia também foi mal recebida pelo governdor do Ceará, Cid Gomes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

27/06


2012

Interesses contrariados, Maia tem pacote de maldades

 Bem que Marco Maia avisou que iria abrir sua caixa de ferramentas para cima de Guido Mantega. Na reunião de líderes desta tarde, sem consultar ninguém (Ideli Salvatti e Arlindo Chinaglia estão tentando anotar a placa até agora), Maia pautou uma lista de projetos que representa um verdadeiro pacote da desgraça para a Fazenda, a Saúde e, claro, para o Planalto. Se tudo correr como Maia planejou, a Câmara votará amanhã o projeto que determina novas regras de distribuição dos royalties do petróleo, a regulamentação das cooperativas de trabalho, a Política Nacional de Irrigação, os projetos da jornada de trinta horas para enfermeiros (Alexandre Padilha já está ligando para todos os líderes para tentar barrar a votação) e os projetos que tratam do salário de periculosidade para vigilantes, empregados em transporte de valores.(Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilson Belarmino Pereira do Nascimento

Esse é o velho e conhecido PT, onde prefeitos, governadores e presidentes NÃO PRECISAM de oposição nem de inimigos. Já estão no partido.


Banco de Alimentos

27/06


2012

Dilma e Cristina prevenidas contra golpes disfarçados

DO BLOG DE CHRISTINA LEMOS

De todos os aspectos preocupantes relacionados à crise no Paraguai, o precedente político é o que mais temor causa entre os parceiros sulamericanos. Nesta sexta-feira, em Mendoza, Argentina, as nações do Mercosul devem emitir o sinal mais duro possível de reprovação ao empeachment de Fernando Lugo, como forma de se precaver da repetição de rupturas democráticas na região. Apesar do alarde que tentarão fazer os governantes reunidos em Mendoza, o efeito da eventual suspensão do Paraguai do Mercosul e da Unasul, terá resultado principalmente simbólico. A possibilidade de reversão do quadro no Paraguai é nula, mesmo porque a reação popular ao empeachment não chega sequer a pressionar o Congresso.

Assim sendo, o recado dos vizinhos ao Paraguai será dado: as relações só serão normalizadas com o resgate das regras democráticas. Mas o estrago está feito.  A direita tomou de volta o poder de um presidente sem respaldo congressual, ignorando o resultado eleitoral que o colocou no posto.

Com novas eleições previstas para abril, espera-se que a “normalidade democrática” seja restabelecida no Paraguai, que, no entanto, deve enfrentar um turbulento processo eleitoral. A presidente Dilma e seus colegas do Mercosul, membros titulares ou associados, marcarão posição para tentar evitar novos retrocessos. Mas estão distantes da vacina para golpes brancos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Arnaldo Amaral

A presidente Dilma, como cristã redimida ( disse isso na campanha), deve apelar mesmo pra nossa senhora em geral( também falou assim na campanha), prá livrá-la das influências da louca da Casa Rosada e do bufão venezuelano et caterva lat(r)ina. O ex-padre tarado caiu face à Lei paraguaia. Ponto !



27/06


2012

Chávez incitou levante militar contra governo paraguaio

 Em busca de apoio do Brasil para o governo de Federico Franco, uma comissão do Congresso e de empresários paraguaios acusou o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de ter tentado levantar os militares do Paraguai contra os congressistas, para impedir o impeachment de Fernando Lugo, na semana passada. Os senadores Miguel Saguier (Partido Liberal Radical) e Miguel Carrizosa (Movimento Pátria Querida) e o deputado Davi Ocampo (União Nacional de Cidadãos Éticos) afirmaram que, na quinta-feira, o chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, visitou os quartéis paraguaios e propôs aos militares que cercassem o Congresso para evitar o processo.

"As Forças Armadas nos disseram que Maduro pregou a sublevação", disse Carrizosa. O impeachment foi votado na sexta-feira à tarde.  Já Saguier, disse que o processo foi legal e sua rapidez ocorreu porque havia o risco de que Lugo ordenasse aos militares que impedissem a reunião do Senado. "Corríamos o risco de ter dois presidentes: Lugo e Chávez."   (O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/06


2012

Palocci livre do processo por lavagem de dinheiro

 A Justiça paulista arquivou o inquérito em que o ex-ministro Antônio Palocci era investigado por suspeita de lavagem de dinheiro na locação de um apartamento na capital paulista. O arquivamento foi pedido pelo próprio Ministério Público Estadual em maio, que alegou falta de provas para levar a apuração adiante. O advogado de Palocci, José Roberto Batochio, disse que a decisão não repara o dano causado à imagem do ex-ministro, mas ''restabelece a verdade''. Para o advogado ''''o desgaste à imagem é irrecuperável e irreparável, mas, se conheço o ministro, ele não vai querer levar adiante essa discussão.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

E as consultorias, e os bacanais em mansão em brasília, e o caseiro Francenildo, e ribeirão preto isso será que ele deve comentar?



27/06


2012

Paraguai: ''golpe democrático'' pode virar moda

 Ninguém no Planalto aposta no retorno de Fernando Lugo ao poder no Paraguai, é óbvio, mas muita gente acha que se não houver uma reação forte aos acontecimentos no Paraguai, outros governos sofrerão tentativas de afastamento via Congresso, adverte Lauro Jardim, na Veja. Argumenta o colunista que no curto prazo, avalia-se no Planalto, este tipo de deposição poderia atingir o boliviano Evo Morales, mas no médio pode atingir todo o continente, inclusive a turma não-bolivariana.

Na hipótese de a oposição vencer as eleições na Venezuela – o que pode ocorrer se a saúde do coronel Chávez fraquejar – este tipo de manobra atingiria o candidato Henrique Capriles, que dificilmente terá maioria no Congresso. Na Colômbia, o atual presidente Juan Santos sofre forte oposição do seu antecessor, Álvaro Uribe, que tenta ser candidato de novo. Nos três casos, a reação popular seria muito maior que no Paraguai.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/06


2012

Câmara aprova reajuste de R$ 18 mil para verba de gabinete

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), aprovou um reajuste de 30% na verba de gabinete destinada ao pagamento dos salários dos funcionários contratados sem concurso público pelos deputados. De acordo com a Agência Estado, a verba passará de R$ 60 mil para R$ 78 mil por mês, a partir de 1º de julho, mas ainda não se sabe qual será o impacto na folha de pagamento da Casa.

 

Além do aumento na verba de gabinete dos 513 deputados, o reajuste tem impacto nos gastos com férias e encargos trabalhistas. A presidente Dilma Rousseff , no entanto, liberou créditos de R$ 150 milhões para bancar o reajuste até o final do ano. "Deem a manchete com letras garrafais: a Câmara vai conceder reajuste para os servidores dos gabinetes. Já disse isso lá atrás", afirmou Maia.

 

O presidente da Câmara argumenta que os assessores têm os salários mais baixos e estão sem reajuste há quase cinco anos. Líderes de partidos governistas e de oposição apoiaram o aumento com a mesma justificativa do presidente da Casa. Atualmente, os salários dos assessores de gabinete podem chegar a R$ 8.040, considerando as gratificações. Sem elas, a maior remuneração é de R$ 4.020. O menor valor é o salário mínimo. Cada deputado pode contratar até 25 assessores sem concurso público para trabalhar no gabinete em Brasília ou nos escritórios nos Estados. A Câmara tem em torno de 10.200 secretários parlamentares, como são conhecidos os assessores de gabinete.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/06


2012

SP: Ex-tucano será vice de petista em São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O médico e vereador Normando Lima (PV) será o vice do candidato à reeleição para a Prefeitura de São Carlos (SP), Oswaldo Barba (PT). Com a aliança com o PV, o Partido dos Trabalhadores rompe o ciclo de vices do PMDB. Com a entrada do PV, a coligação já contabiliza o apoio dez partidos.

 

Normando se elegeu em 2008 pelo PSDB, com 4.449 votos, maior número atingido por um vereador naquela eleição. Deixou o partido no meio do mandato e pediu transferência para o PV.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/06


2012

Julgamento do mensalão será no dia 2 de agosto

O início do julgamento do mensalão foi confirmado nesta terça-feira (26), pelo ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Ayres Britto, para o dia 2 de agosto. A informação é do site de Cláudio Humberto.

 

Isso porque não foi possível publicar hoje, no Diário Oficial da Justiça, a revisão do ministro Ricardo Lewandowski. "Com essa liberação, finalmente está definido o cronograma de julgamento do processo, embora com um dia de atraso", comemorou Britto.

 

Segundo Ayres Britto, "consultados, vários ministros, a partir do relator (Joaquim Barbosa), avaliaram que a edição extra de um Diário da Justiça não seria conveniente porque poderia ensejar alegações de casuísmo e, por consequência, de nulidade processual em matéria penal”, justificou.

 

O regimento interno do STF diz que é necessário o prazo de 24 horas após depois esta publicação para considerar que os réus estão avisados sobre o fato. Assim, o prazo começa a contar na quinta (28) e terminará no dia 1º de agosto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/06


2012

Fernando Haddad terá vice do PCdoB na chapa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O candidato à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anuncia amanhã (27), o nome de Nádia Campeão, presidente estadual do PCdoB para o cargo de vice na sua chapa. De acordo com o site IG Último Segundo, Nádia foi secretária municipal de Esportes na gestão Marta Suplicy (2001-2004) e ocupará o lugar deixado pela deputada Luiza Erundina (PSB-SP), que desistiu da candidatura depois que o ex-presidente Lula posou para fotos ao lado de Paulo Maluf (PP), adversário histórico do partido.

 

A especulação é que o PSB, aliado na chapa, estava resistindo à indicação do nome de Nádia, chegando, inclusive, a oferecer outro candidato do próprio partido. Até o nome do senador Eduardo Suplicy (PT) teria sido ventilado pelos socialistas como alternativa ao nome do PCdoB.

 

De acordo com coordenadores da campanha petista, o fato que mais pesou a favor de Nádia Campeão foi a discrição. Em 2006, ela foi candidata à vice de Aloizio Mercadante na disputa pelo governo de São Paulo e teve comportamento considerado impecável. Depois da crise causada pela desistência de Erundina, o PT decidiu optar por um quadro político mais confiável. O PCdoB abriu mão da candidatura de Netinho à Prefeitura de São Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha