FMO janeiro 2020

27/04


2012

Lula receberá título de doutor de universidades do RJ

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá mais um título de doutor honoris causa, agora de universidades do Rio de Janeiro. O evento ocorrerá no dia 04 de maio, a partir das 10h, no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes. O título será entregue a Lula pelo governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e pelas universidades Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), UFF (Universidade Federal Fluminense) e UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

É O TÍTULO ARRASTÃO.COMO ESTÃO SE SENTINDO OS DOUTORES Q RECEBERAM ESTE MESMO TÍTULO POR MERECIMENTO DEPOIS DE TANTOS ANOS DE ESTUDOS E SERVIÇOS PRESTADOS NAS UNIVERSIDADES.

S. C. B. M.

ESTA MAIS PARA UM PAI DE SANTO DO QUE UM DOUTOR.


Abreu e Lima

27/04


2012

Vereador de Nova Friburgo investigado por compra de votos

A Polícia Federal (PF) de Macaé cumpriu mandado de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Nova Friburgo, na região serrana do Rio, por conta de investigação de suposta compra de votos nas eleições de 2008. O investigado é o presidente da Casa, vereador Luciano Campos Faria.

De acordo com a PF, o cumprimento do mandado foi solicitado pelo Ministério Público do Estado, por meio da 26ª Promotoria Eleitoral de Nova Friburgo. O juízo da 26ª Zona Eleitoral da cidade autorizou a vistoria, feita em salas de funcionários, e na qual fora apreendidos documentos e computadores no gabinete do vereador.

O processo criminal corre em segredo de Justiça e foi instaurado em 2011, depois que o MP recebeu denúncia de supostas irregularidades praticadas pelo parlamentar na campanha municipal passada. Em março deste ano, ele acabou denunciado por compra de votos. Segundo as investigações, Faria teria oferecido vantagens como cestas básicas, medicamentos e tratamentos médicos gratuitos em troca de votos. Conforme a denúncia, o vereador teria pessoas a serviço para cadastrar títulos dos eleitores beneficiados pelos supostos benefícios, em troca dos votos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/04


2012

TJ-SP pagou mais de R$ 7 milhões de verba extra

 

 

 

 

 

 

 

 

Quarenta e um juízes e desembargadores receberam quantias superiores a R$ 100 mil a título de pagamentos antecipados do Tribunal de Justiça de São Paulo, entre 2006 e 2010. Foram depositados R$ 7,13 milhões na conta dos magistrados por férias e licenças-prêmio não tiradas no seu devido tempo, com incidência de Fator de Atualização Monetária. A forma como os desembolsos ocorreram está sob inspeção da presidência e do órgão especial da corte.

Alguns receberam muito além do patamar de R$ 100 mil, como indica a Diretoria da Folha de Pagamento da Magistratura (DFM). O documento reúne cópias das planilhas com todos os ''pagamentos excepcionais'' concedidos ao grupo dos 41. Sob variadas alegações - saúde familiar, problemas financeiros, necessidade premente, implante malsucedido, entre outras versões e justificativas -, os magistrados pleitearam satisfação antecipada de créditos a que tinham direito.

Os pagamentos foram autorizados em sua maior parte na gestão dos presidentes Vallim Bellocchi (2008/2009) e Vianna Santos (2010), que morreu no exercício do mandato, em janeiro de 2011. Os dois são os que receberam maior quantia, em suas próprias administrações. Bellocchi levou R$ 1,44 milhão e Vianna Santos, R$ 1,26 milhão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tajmahal Cruz

A se confirmar as maracutaias que recaem sobre o TJ-SP, aquilo é um ardil. Uma verdadeira quadrilha sob o manto da toga. Ou se esclarece tudo isso ou todo o judiciário vai está em xeque.


Prefeitura de Serra Talhada

27/04


2012

Ministra diz que se Delta quebrar o problema é da empresa

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se a Delta Construções quebrar, "o problema é da empresa, não é do governo". A declaração foi feita pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, procurando afastar as especulações de que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) poderão sofrer atrasos ou paralisações por causa da CPMI que apura a atuação do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

 

A Delta é a maior executora de projetos do PAC diretamente contratados pelo governo federal. De 2007 até agora, a empreiteira recebeu do governo federal R$ 2,968 bilhões, segundo levantamento da ONG Contas Abertas. Somando os projetos de responsabilidade das estatais e demais contratos, o total chega a R$ 4,130 bilhões. Se a Delta for declarada inidônea, os contratos serão analisados caso a caso. "Vamos ver o que vai acontecer e quando acontecer veremos o que pode ser feito", desconversou a ministra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

A ministra está corretíssima, se dependesse do governo federal, a DELTA cada vez mais estava sólida, vai quebrar agora, que foi descoberto a farra do boi.



27/04


2012

Prefeito de Arcoverde anuncia nome para sucedê-lo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti (PTB), acabou de anunciar, durante entrevista à Rádio Itapuama FM, o nome da vice-prefeita Madalena Brito (PTB) para disputar a prefeitura do município, na condição de candidata do seu grupo político. Entre os aliados do prefeito, outros quatro nomes estavam no páreo para receber a indicação, mas Madalena foi escolhida porque aparece, nas pesquisas internas, com o melhor índice de intenções de votos. Esse fato não gerou insatisfação nos demais pré-candidatos e, segundo o prefeito, está mantida a união da base que o apoia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

27/04


2012

Grampo liga Cachoeira a verbas do BNDES para Goiás

 

 

 

 

 

 

 

Uma conversa entre Carlinhos Cachoeira e o ex-vereador de Goiânia, Wladimir Garcez, gravada pela Polícia Federal (PF) durante a operação Monte Carlo, mostra que ambos trataram de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinadas a obras no Estado de Goiás. Durante o diálogo, ocorrido em 26 de abril de 2011, Garcez diz a Cachoeira: “Eu não falei pro Cláudio ainda, mas... parece que... aquela hora que eu tava com você no carro o secretário de Finanças lá o... diretor financeiro que eu tinha ligado pra ele mais cedo, disse que o governador assinou o decreto, vai ser publicado, e que agora é rápido, aquele pagamento lá da... do BNDES entendeu? (sic).

O Cláudio citado no diálogo é Cláudio Abreu, ex-diretor da Delta Construções, preso anteontem durante operação do Ministério Público em Goiânia. Pouco antes de citar o BNDES, Garcez diz a Cachoeira que queria levá-lo à Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) no dia seguinte, antes que o contraventor fosse ao aeroporto, pois uma pessoa chamada Tiago lhe telefonara para informar que "agora sai o trem lá porque pegou o quadro lá tudo direitinho".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

27/04


2012

Rosalba Ciarlini quer prioridade no abastecimento de água

Rivânia Queiroz

A governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini Rosado, solicitou prioridade nos investimentos voltados para a implementação de mais poços para o abastecimento de água. Ela informou que atualmente no seu estado estão cadastrados 820 poços perfurados pendentes de trabalhos de conclusão. ''Temos condições de resolver isso, num prazo curto. A questão dos poços deve ser prioridade'', colocou.

A gestora ainda apoiou a proposta do colega Eduardo Campos de debater no conselho deliberativo a questão da guerra fiscal. "O fórum para isso deve ser a Sudene. Essa guerra fiscal tem que ser debatida aqui. Temos que acabar com ela e tornar os incentivos fiscais mais igualitários para os estados". Rosalba sugeriu um prazo de 15 anos para aniquilar a guerra fiscal entre as regiões do país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

27/04


2012

Marcelo Deda pede agilidade na liberação de recursos

 















Rivânia Queiroz

O governador de Sergipe, Marcelo Deda (PT), pediu ao ministro Fernando Bezerra Coelho que acelere o programa que vai liberar os recursos disponibilizados pelo Banco do Nordeste para as regiões afetadas pela seca.

Argumentou que é preciso que o ministro olhe com atenção o que na prática é emergência e calamidade. ''É preciso que esses recursos sejam liberados o mais rápido possível e de forma equitativa, dentro dos critérios do programa, mas levando em consideração a situação da seca em cada região''. O governador se referiu à proposta de R$1 bilhão de recursos que serão destinados aos Estados atingidos pela seca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Volta Já

PREFEITO DE SERGIPE??????? SANTA MÃE! SERGIPE É UM ESTADO MINHA SENHORA..............TEM PREFEITO NÃO, TEM G O V E R N A D O R!!!!!!!!!!! APRENDEU?????


Shopping Aragão

27/04


2012

OAB-RJ elogia aprovação do sistema de cotas raciais

Ao comentar hoje, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar constitucional o sistema de cotas raciais nas universidades, o presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous afirmou que “a enorme dívida social que o Brasil contraiu com os cidadãos negros e com os pobres em geral foi, ao menos em parte, paga com os votos dos dez ministros da Corte”. Damous lembrou que o sistema de cotas, de acordo com a opinião de diversos educadores, tem sido um sucesso. “Os estudantes cotistas vêm tendo um ótimo aproveitamento, o que desmente os que afirmavam que o sistema de cotas desqualificaria o rendimento escolar”.

Durante dois dias de julgamento, o Supremo discutiu a validade da política de cotas raciais adotada pela Universidade de Brasília (UnB), em 2004, que reserva por dez anos 20% das vagas do vestibular exclusivamente para negros e um número anual de vagas para índios independentemente de vestibular. O DEM, autor da ação contra as cotas raciais, acusou o sistema adotado pela instituição de ensino, no qual uma banca analisa se o candidato é ou não negro, de criar uma espécie de “tribunal racial”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Erivaldo Melo

Quanto ao Demóstenes, o cidadão parece meio desinformado, porque ele saiu do DEM, já que seria expulso, mas pergunto pela enésima vez: Quando o PT vai expulsar Agnelo? E quando vocês esquerdistas irão cobrar a expulsão? Parece que, para vocês, ética e moral só se aplica a direita.

Erivaldo Melo

A aprovação do sistema de cotas raciais foi uma vergonha, uma mancha para o STF, o que vi foi um espetáculo deprimente, Ministros do Supremo a tergiversar para esconderem o que realmente pensam, com medo de serem tachados de racistas.

Erivaldo Melo

Não me espantaria saber que tal decisão tenha sido exatamente porque o DEM foi o autor da Ação.

Erivaldo Melo

Não existe diferença, no Brasil, entre um jovem branco, pobre, que come mungunzá pela manhã, mora na favela e estuda em escola pública e um jovem negro que come mungunzá pela manhã, mora na favela e estuda em escola pública.

Erivaldo Melo

Com essa decisão tacanha, foi reservado o papel de menos inteligente aos negros, já que não conseguem aprender igual aos brancos, baixemos o nível das exigências para eles e só para eles. Logo vai haver o que hoje não existe, as pessoas não vão buscar um médico negro porque ele é menos inteligente.



27/04


2012

Humberto começa a elaborar parecer sobre Demóstenes

O relator do Conselho de Ética, senador Humberto Costa (PT-PE), iniciou hoje a elaboração do parecer que apresentará na próxima quinta-feira aos integrantes do colegiado sobre a possibilidade de abertura de processo de cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), por quebra de decoro parlamentar.

Os senadores votarão o parecer no dia 08 de maio. O relator encerrou ontem, a leitura da defesa por escrito entregue pelo advogado de Demóstenes, Antônio Carlos de Almeida Castro, ao Senado na quarta-feira. Humberto Costa frisou que a ação que tramita no Conselho de Ética da Casa é diferente da que está na Justiça, que se trata de um inquérito policial, com provas contundentes. "O que estamos analisando é quebra de decoro, ou seja, se a atitude do senador está de acordo ou não com os princípios da ética parlamentar".

Nesta fase preliminar dos trabalhos, analisa-se a possibilidade de abertura de processo de cassação com base nas denúncias de envolvimento de Demóstenes Torres em um esquema de corrupção e exploração de jogos ilícitos supostamente comandado pelo empresário goiano Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, que está preso em Brasília.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha