FMO janeiro 2020

19/03


2012

Coluna da segunda-feira

          Ruim para João da Costa

Apesar da forte presença na mídia, do noticiário positivo do Carnaval e do bombardeio publicitário, o prefeito João da Costa (PT) não melhorou sua performance eleitoral em busca de consolidar a reeleição no Recife. Pelo menos na pesquisa do Instituto Maurício de Nassau publicada ontem no JC. 

Apesar de aparecer ainda na liderança em todos os cenários, os números são amplamente desfavoráveis ao petista. No confronto com Mendonça Filho (DEM), o candidato mais competitivo da oposição, aparece empatado tecnicamente – 21% a 17%, respectivamente.

Como a pesquisa é analítica, as notícias são as piores para o prefeito. Um percentual altíssimo – 73% contra 75% na sondagem anterior – diz que ele não merece ser reeleito.  Na pergunta sobre qual o político que o eleitor tem medo que seja eleito, João da Costa oscilou negativo, de 34% para 42%.

O prefeito melhorou em alguns pontos, mas a sua gestão continua com uma rejeição altíssima – 45% contra 52% da pesquisa anterior.  Para sorte do prefeito, a oposição continua mais perdida do que cego em tiroteio, sem projeto para a cidade e sem um candidato capaz de unir o bloco.

Mendonça não se entender com Henry, este não avança uma aliança com Daniel Coelho porque brigou com Sérgio Guerra e Jungmann não agrega. A tese de Jarbas, de que as oposições deveriam ter dois candidatos, é lógica e sensata, mas os fatos vão mostrando que ninguém está querendo abrir mão da disputa e isso favorece João da Costa.

SEM ACORDO– Apesar do gesto de ir à festa dos 80 anos do ex-deputado Cintra Galvão, sábado passado em Belo Jardim, Mendonça Filho (DEM) não conseguirá selar um entendimento com o velho cacique, que divergiu a vida inteira do seu pai, o ex-deputado Mendonção, falecido ano passado. O elo do acordo seria a candidatura de Andrea, irmã de Mendonça, mas Cintra vai apostar na divisão do Democrata e tentar se eleger prefeito, para encerrar sua carreira. A divisão veio com o racha provocado pelo ex-prefeito João Mendonça.

O troco no Cabo - O senador Armando Monteiro Neto (PTB) não descarta a possibilidade de apoiar a candidatura do tucano Betinho Gomes a prefeito do Cabo. O líder trabalhista já superou as divergências com o deputado Sérgio Guerra nas eleições passadas e subir no palanque de Betinho, que lidera as pesquisas, seria a melhor alternativa para dar o troco ao prefeito Lula Cabral, que deixou o PTB.

Emancipação é bola murcha - Uma ducha fria aos deputados pernambucanos que insistem em emancipar distritos sem vocação econômica no Estado: 80% das cidades brasileiras não se sustentam e dependem de receitas da União para sobreviver, segundo estudo inédito da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Das 500 cidades com pior gestão fiscal em 2010, 75% estão no Nordeste.

Fiel da balança - O ex-prefeito de Araripina, Valdeir Batista, que também foi à festa de Cintra Galvão, disse ao blog que ainda não se definiu pelo apoio à reeleição do prefeito Alexandre Arraes (PSB), que assumiu o poder municipal com o afastamento do ex-prefeito Lula Sampaio (PTB). Empresário bem sucedido, Valdeir decide a eleição em Araripina para onde pender, por ser o fiel da balança.

O gesto de Lyra - O vice-governador João Lyra Neto (PDT), apesar de estar se recuperando ainda da cirurgia cardíaca a que se submeteu em São Paulo, fez um esforço sábado passado para dar um abraço no amigo Cintra Galvão, em Belo Jardim. Ao invés de ir à festa dos 80 anos do cacique, Lyra optou por uma prosa na casa do aniversariante. O Pavão misterioso adorou o gesto.

 

CURTAS

ABAIXO A LEI SECA– Se a Fifa exigiu e o Governo brasileiro terá que se dobrar às leis gerais da Copa, inclusive a liberação de bebida nos estádios, não teria sentido manter a Lei Seca durante o certame mundial. Afinal, como fazer blitz nas imediações dos estádios se a ordem geral é a bebedeira?

ALÔ, CONDADO!– Amanhã, retomo as minhas palestras sobre a internet na era da informação, voltada exclusivamente para estudantes, pelo município de Condado, na Zona da Mata pernambucana. O roteiro inclui também a Região Metropolitana e na próxima semana o Agreste Meridional.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Qual vai ser a reação do PT de Humberto Costa diante da pesquisa da Maurício de Nassau no Recife?

''As riquezas granjeiam muitos amigos, mas ao pobre, o seu próprio amigo o deixa''. (Provérbios 19:4)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

Eu diria que 100% dos municípios dependem do governo federal. tirem todos os órgãos públicos de Recife, como a CHESF, TRF5, TRT, TRE, MPF etc. Tire os investimentos que o governo federal está fazendo em Recife e o que resta é uma arrecadação pífia, incapaz de atender metade da população.

milton tenorio

Com a pecha de traidor , fica difícil para JC.

Jozildo Neto

Alguem pode me explicar como um prefeito, com a máquina na mão com orçamento milionario, gastando milhões em propaganda (enganosa, mas é propaganda),consegue se manter num indice de rejeição astronomico? Ou é muito burro ou incompetente.

Luiz

Vários países conseguiram controlar a violência sem banir bebidas em estádios.. Está muito claro que a violência é causada por gangs que são as torcidas organizadas. Elas usam outras drogas mais fortes antes, durante e depois dos jogos.. Essa proibição só prejudica os clubes e torcedores de boa fe.

Luiz

Esse argumento de relacionar a aprovação de consumo de bebidas em estádios a uma suposta contradição com a blitz lei seca é patetica.. O sujeito que bebe no estádio pode não estar dirigindo. Se fosse por isso nem restaurantes, bares poderiam servir bebida.. é cada uma...


IPTU Cabo

19/03


2012

PSOL sai na frente e lança hoje candidata a prefeita

 Enquanto a Frente Popular e os grupos oposicionistas não se definem em torno de um nome para disputar a prefeitura do Recife, em outubro próximo, no PSOL não tem briga nenhuma: sabe o que quer e lança hoje sua candidata ao cargo atualmente  ocupado pelo prefeito petista João da Costa. A candidata é a militante do partido, Noêmia Brito, de 43 anos, procuradora da prefeitura, que estará hoje, às 18 horas, no Centro Social da Soledade, em evento que contará com a presença da vereadora de Maceió e ex-candidata presidencial Heloisa Helena, ao lado de lideranças do partido, a exemplo de Edilson Silva, presidente estadual do partido, que será lançado candidato a vereador.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/03


2012

Serra completa 70 anos hoje: ame-o ou deixe-o

“Vou ser governador ou presidente”. Dita vinte e cinco anos atrás, sem ênfase ou emoção, mas com extrema naturalidade, nos tempos em que era deputado federal constituinte por São Paulo e Fernando Henrique Cardoso ainda não chegara à Presidência da República, a frase de José Serra podia soar como delírio, mas sempre despertou respeito entre os muitos interlocutores que a ouviram. Vinha de um atilado quadro político, que realizara rapidamente, no Brasil pós-anistia, suas primeiras ambições de poder e demonstrara uma surpreendente capacidade de angariar votos. Hoje, ao completar 70 anos de idade nesta segunda-feira 19, já está mais que comprovado que ele não estava blefando.

A exemplo do que vem ocorrendo ao longo de sua carreira, outra vez ele estará entre os que o idolatram e os que o odeiam – afinal, em relação ao inflexível, determinado e ambicioso José Serra não há meios termos. É na base do ame-o ou deixe-o mesmo.(Do portal BR247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Galindo do Pajeú

É, seria um grande estadista, se não fosse pela hipocrisia, sendo o maior beneficiado pelas propinas cobradas nas privatizações realizadas no governo FHC, a maior falcatrua da história política deste país, um "CRIME DE LESA PÁTRIA", e ainda tem gente querendo fazer dele um herói, que lástima!

andre regidwitz

Completa 70 anos e com muita grana."Entrou pobre na Secretaria do Planejamento do governo Montoro, saiu rico". Link:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=1696 titulo: "Procurador chama Serra de ladrão e tucano foge da verdade". Deveria pensar aqgora num lugar no cemitério.


acolher

19/03


2012

Tragédia: governo teme vazamento em série

 O segundo vazamento em quatro meses no campo de Frade, operado pela Chevron na Bacia de Campos, levou o governo a estudar a possibilidade de a exploração de petróleo na região ter abalado uma área com sete quilômetros de diâmetro do solo marinho. Com isso, novas fissuras e vazamentos ainda podem ser descobertos. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) e o Ibama já estariam trabalhando com o risco de parte do solo nessa área afundar. A Chevron admite que a estrutura do campo é complexa e diz que, por isso, pediu autorização para suspender a produção no local. Com os problemas enfrentados no Brasil, a matriz da empresa nos Estados Unidos já estaria estudando deixar de investir no país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/03


2012

Professor: Mercadante quer correção automática

 Mercadante defende correção automática do piso de professor

O terceiro edital do programa Brasil sem Fronteiras, que concede bolsas de estudos para brasileiros no exterior, sairá ainda neste mês e vai incluir parcerias com universidades do Japão, Coreia do Sul, Suécia e Holanda. A prioridade é conceder bolsas nas áreas do conhecimento em que é maior a carência de profissionais no Brasil - carreiras tecnológicas, de ciências médicas, física, química e matemática.

Esse é um dos exemplos citados pelo ministro da Educação, Aloízio Mercandante, ao Valor, para mostrar a preocupação do governo em preparar o país para a economia do conhecimento. ''Não seremos competitivos sem inovação, ciência e tecnologia. O Brasil, especialmente com o pré-sal, pode dar o salto estratégico nesse sentido. Ou simplesmente se acomodar com a doença holandesa - supervalorização da moeda como consequência do ingresso de divisas vindas da exportação de poucos ou um só produto - e agravar deficiências históricas''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

19/03


2012

Lula e o mundo: ordem é quase zerar ritmo internacional

 Decisão já tomada, com amplo apoio da família de Lula: diminuir o ritmo alucinado de participação em eventos e palestras pelo mundo. A agenda de Lula, antes da doença, estava lotada, praticamente sem intervalos para descanso. Lula planeja passar temporada em uma praia para se recuperar do tratamento contra o câncer de laringe a que se submeteu até o começo do mês. Se os exames indicarem que o ex-presidente está curado, ele deve tirar dez dias em abril para descansar antes de se engajar em campanhas eleitorais. Segundo amigos próximos, Lula está ''louco'' para tomar um banho de mar.  (Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

19/03


2012

PMDB: cresce briga entre caciques rebeldes e governo

 Bombeiros entraram em campo no fim de semana para promover a conciliação entre os grupos do PMDB: José Sarney (AP) e Renan Calheiros (AL), de um lado, e o líder do governo, Eduardo Braga (AM), de outro. Estavam previstas uma reunião na casa de Sarney, ontem à noite, e novas conversas hoje. A ideia é tentar estancar o que chamam de "demonização" da ala que comandava a articulação política no Senado. A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo. Acrescenta ela que o que mais se ouve no Palácio do Planalto é que Renan Calheiros tem de ser candidato ao governo de Alagoas em 2014, num sinal de que sua volta à presidência do Senado não tem simpatia do governo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

19/03


2012

STF atiça guerra fiscal entre Estados

 Governos estaduais que escaparam de decisão Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito de incentivos fiscais envolvendo a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços têm oferecido a empresas descontos de 90% a 100% da base de cálculo do ICMS, informa o repórter Lu Aiko Otta. O STF considerou inconstitucionais 23 formas de incentivo. Com a perspectiva de ver invalidadas políticas de desenvolvimento vigentes desde os anos 1970, os Estados correm para atrair o maior número de empresas – e estas promovem verdadeiros leilões para decidir onde se instalar. Para acabar com a guerra fiscal, especialistas avaliam que pode recair sobre o Tesouro a costura de um acordo entre Estados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

19/03


2012

Movimento quer derrubar ministra de todo o jeito

 Este é o início de uma semana crucial para a atual ministra da Cultura, Ana de Hollanda, informa o jornal O Estado de S.Paulo. Desde o final da semana passada, manifestos de artistas e intelectuais começaram a circular pedindo abertamente sua substituição à presidência Dilma Rousseff. São assinados por gente à direita e à esquerda, moderados e radicais, notáveis e anônimos militantes da cultura digital.

São manifestações desinibidas, calcadas no fato de que Ana de Hollanda desfruta hoje de uma rara unanimidade negativa. A gota d’água, na semana passada, foi a revelação (pelo blog Farofafá) de que o MinC advogou em favor do Escritório de Arrecadação e Distribuição de Direitos (Ecad) em um processo no qual a instituição autoral é acusada de cartelização e gestão fraudulenta. O processo está em julgamento no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O Ministério da Cultura recusou-se a comentar o caso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/03


2012

Agora são os governadores: mais atenção de Dilma

 Enquanto o governo enfrenta uma rebelião no Congresso, governadores começam a explicitar insatisfação com a forma como Dilma Rousseff trata as questões federativas, segundo Vera Magalhães, na coluna Painel da Folha de S.Paulo. Conta ela que uma reunião reservada na noite de quinta-feira levou ao Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte (MG), os quatro governantes da região Sudeste. Com uma pauta carregada de pepinos com a União, que vão da mudança nos royalties à nova regra para ICMS de importações, se queixaram que falta coordenação federal e que as discussões se arrastam sem solução. Ficaram de convocar outros Estados para essa agenda, uma nova dor de cabeça para Dilma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha