O Jornal do Poder

30/08


2012

Candidato: condenado, petista pode jogar a toalha hoje

 Apesar da insistência de um grupo de amigos para que se mantenha na disputa, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) disse ontem a aliados que sua candidatura à Prefeitura de Osasco fica insustentável com a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal). Sua decisão, no entanto, só será formalizada após uma série de conversas na manhã de hoje, inclusive com o prefeito Emídio de Souza (PT).  Em Osasco, até os mais fervorosos apoiadores de João Paulo se rendiam ontem ao argumento de que, em campanha, ele estaria vulnerável a constrangimento público e deveria ser preservado. Alguns pressionam pela desistência no máximo até sexta para não atrasar ainda mais a construção do plano B. Na cúpula do PT, a avaliação é a de que João Paulo poderá ser responsabilizado por uma derrota para o PSDB caso insista em concorrer.(Folha de S.Paulo). 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Republicano

Copulou-se!!!


Potencial Pesquisa & Informação

30/08


2012

Renan: ele não está morto

 Renan Calheiros é figura marcante no Senado: nunca se conforme em estar fora do poder, e isso a qualquer custo, mesmo que no caminho passe ameaças sérias de cassação de mandato como já ocorreu. Tales Faria, com a nota abaixo, no blog Poder Online, deixa claro que o silêncio significativo dos últimos tempos não quer dizer que o senador peemedebista alagoano está morto:

''''O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, só não se elege para presidir a Casa, em fevereiro, se não quiser, afirmam os seus colegas de partido. Esse “se não quiser” é porque ainda há dúvidas se sua volta ao cargo irá reativar a onda de denúncias que resultou na sua renúncia ao comando do Senado em 2007. Mas aí os senadores dizem que é um problema para o próprio Renan avaliar, pois o risco será dele e somente dele. O fato é que os senadores do partido encamparam ainda mais sua candidatura depois que souberam que a presidenta Dilma Rousseff preferia vê-lo em Alagoas, como candidato a governador. É que eles também não querem um presidente do Senado completamente alinhado com o Palácio do Planalto.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tajmahal Cruz

A inhaca do poder tem em Renan um dos seus maiores representantes. Quanto mais se bate nele, mas encontra uma forma de se safar. Ô hômi difícil de se vencer!


Banco de Alimentos

30/08


2012

Eleição: a urna brasileira e a estabilidade política

 A nota de Ilimar Franco, na sua coluna de ontem, no Globo, reproduzida abaixo, contraria um pouco aqueles que fazem questão de sofrer, pernamentemente, do famigerado ''''complexo de viralata'''', de que tando falava Nelson Rodrigues:

''''Na contramão dos intelectuais que têm por hábito desconstruir o país, o cientista político Jairo Nicolau está publicando o livro “Eleições no Brasil”. Nele, conclui que “a eficiência do processo eleitoral brasileiro não deve ser desprezada”. E, sugere que eleições limpas e competitivas (urna eletrônica) são “fator fundamental para explicar a alta estabilidade política vivida pelo Brasil''''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/08


2012

Tragédia pessoal volta a abalar direção da Embratur

 Uma nova tragédia pessoal abala a Embratur, a estatal do turismo. Paulo Guilherme de Araújo, chefe de gabinete da empresa e seu eventual presidente interino, vive um drama semelhante ao que atingiu seu chefe, o presidente Flávio Dino, em fevereiro. Na ocasião, Marcelo, de 14 anos, morreu em um hospital de Brasília após ter sido internado para tratar de uma crise de asma. Na última segunda-feira, Paulo Guilherme Araújo perdeu a filha de apenas dois meses depois de uma confusão dos hospitais locais. No domingo, a  bebê foi levada para o Hospital Santa Helena com quadro de gripe. Lá, Araújo foi informado de que esse hospital não é conveniado ao seu plano de saúde. A menina foi encaminhada ao Hospital Alvorada, onde foi internada na UTI.

Segundo Araújo, um médico recomendou que ele tentasse a encontrar o remédio em um hospital público. Com ajuda de um colega de governo, Araújo conseguiu o medicamento, mas não a tempo. Quando chegou ao hospital, sua filha já havia falecido.(Leonel Rocha - Época)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/08


2012

STF: Barbosa refuga nomes ''desse mundinho de Brasília''

 O ministro Joaquim Barbosa já definiu uma de suas primeiras ''missões'' na presidência do STF (Supremo Tribunal Federal), que assume em novembro: abrir discussão com a presidente Dilma Rousseff sobre os critérios de nomeação dos próximos ministros da corte. Ele diz que está ''extremamente preocupado'' com as substituições Carlos Ayres Britto, Cezar Peluso e Celso de Mello, que se aposentam em breve. A informação é de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo. Ela acrescenta:

''''Barbosa diz que vai propor a Dilma a indicação de nomes ''de fora desse microcosmo de Brasília, desse mundinho em que ministros vêm sendo escolhidos ultimamente''. Defende que os indicados para o Supremo sejam ''desvinculados dos interesses da máquina estatal e dos interesses privados'' de grandes bancas de advocacia. ''O importante não são os nomes e sim os critérios da escolha, com uma consulta completa, ampla e de alto nível.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Alguns desqualificados conseguiram chegar ao STF pelas regras atuais.O resultado positivo do julgamento do mensalão se deve a ter entre a maioria gente da mais qualificação para o cargo, mais também desafetos de LULA, que votam a favor da punição,ficando os desqualificados em minoria insignificante.

Republicano

O Supremo Tribunal Federal tem uma excepcional oportunidade, nesse caso do "mensalão", de definitivamente implantar os desjados resguardos dos valores moralizantes daqueles que não se portam como bons filhos deste Brasil



30/08


2012

Notícia que parece má, e pode ser boa. Ou vice versa

 Eis aí uma notícia que pode parecer boa ou má, conforme a interpretação que venha a se dar a ela. Segundo Klinger Portella, na revista Época, se confirmadas as expectativas do mercado de corte de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros (Selic) hoje, o Brasil terá, pela primeira vez, juros reais abaixo dos 2%. Isso colocará o Brasil na quinta posição no ranking das maiores taxas de juros do mundo, atrás de China (4,1%), Chile (2,4%), Austrália (2,3%) e Rússia (2,3%). Há um ano, quando o Banco Central iniciou o movimento de corte das taxas, o Brasil liderava a  lista, com juros reais de 6,7%. Afinal, na nossa frente, diferentemente do que muita gente pensa, estão economias gigantes como China e Rússia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/08


2012

DEM a um passo da fusão com o PMDB e apoio a Dilma

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO) continua em tratativas sobre a junção de seu partido com o DEM, o PR e o PP e o PSD. Ele e o vice-presidente da República, Michel Temer, licenciado da presidência do partido, são os únicos com mandato para fazer os acertos. Mas o martelo sobre possíveis anexações, contudo, só será batido mesmo depois de outubro. A informação é de Igor Paulin, no Informe JB de ontem. No que diz respeito ao DEM, a fusão já é admitida por grande parte dos caciques do partido, que, após um esvaziamente sucessivo, agravado com a saída em massa para engrossar o recém-fundado PSD de Kassab, não vêem outro caminho senão a fusão com os peemedebistas. E, curiosamente, se integrar à posição do partido, de apoio à Dilma, fazendo parte da base de apoio da presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/08


2012

Racha: grupo quer detonar Lupi do comando do PDT

 A pela tomada do comando do PDT das mãos do ex-ministro Carlos Lupi e seu grupo está acirrada já cnfigurando um racha sem retorno. Ontem integrantes do partido de  diversos estados se reuniram em Brasília para detonar a direção pedetista. No grupo dissidente estão o ministro do Trabalho, Brizola Neto e demais integrantes da família.O deputado Paulo Ramos (PDT-RJ) diz que, junto dos senadores Cristovam Buarque (PDT-DF) e Pedro Taques (PDT-MT), mostrará a seus colegas de partido algumas ilegalidades praticadas pela direção partido. “O PDT não tem diretório nacional regularizado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O partido está ilegal, não cumpriu as exigências do TSE. No município do Rio, por exemplo, criaram um colégio eleitoral com assinaturas falsificadas. Já entramos com representação criminal em relação a isso no Ministério Público”, disse Ramos.(Con informações de Luciano Pádua - Informe JB)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/08


2012

Lula deveria era ficar orgulhoso de ''''seus'''' ministros

O ex-presidente  Lula deveria estar orgulhoso e não frustrado pelo comportamento imparcial que “seus” ministros vêm desenvolvendo.

CARLOS CHAGAS

 Não dá para aceitar, pelo menos sem estranhar, as informações de que o ex-presidente Lula mostra-se deprimido diante do voto de três ministros do Supremo Tribunal Federal indicados por ele ou pela presidente Dilma. Porque Luís Fux, Carmem Lúcia e Rosa Weber honraram a toga que usam ao concluir pela culpabilidade de João Paulo Cunha em crimes diversos. Apesar da origem de suas indicações, demonstraram ser juízes da mais alta corte nacional de justiça, jamais marionetes ou serviçais de interesses partidários. Ao votar com independência, confirmaram o acerto de suas investiduras.

João Paulo Cunha, logo depois de arcabuzado, recebeu telefonemas de solidariedade do Lula, de ministros do governo Dilma e de dirigentes do PT. Nada a opor ao gesto de apoio a um companheiro posto em desgraça, mas muito a objetar diante da cobrança sentimental feita aos três ministros. Ignora-se se o quarto ministro dessa nova leva, Dias Toffoli, recebeu mensagens de congratulações por haver votado pela absolvição do ex-presidente da Câmara.

O ex-presidente da República deveria estar orgulhoso e não frustrado pelo comportamento imparcial que “seus” ministros vêm desenvolvendo. Ele e Dilma, que por sinal vem mantendo postura de exemplar silêncio diante do julgamento do mensalão, cumpriram seu dever ao indicar os juristas tidos como melhor credenciados para integrar o Supremo.

Em suma, se verdadeira a notícia da depressão do ex-presidente, só haverá que lamentar. Nem o Judiciário, nem o Legislativo, e nem o Executivo, podem ser tidos como linha auxiliar dos que exerceram ou exercem funções de liderança e de poder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/08


2012

Cunha deverá renunciar candidatura a prefeito

 

 

 

 






Perto de ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) disse a amigos que renunciará à candidatura a prefeito de Osasco, segundo noticiou a Agência Estado. Seu vice, o também petista Jorge Lapas, deverá assumir o posto.

Na noite desta quarta-feira, o PT de Osasco tentou montar uma estratégia para que João Paulo anunciasse logo a renúncia. O argumento era que, quanto mais tempo o candidato demorasse para abrir mão do páreo, mais pontos o PT perderia na briga contra o adversário do PSDB. "A troca tem que ser muito rápida", disse um dirigente do partido.

Lapas foi secretário de Governo do atual prefeito, Emídio de Souza, e entrou na chapa justamente como "Plano B" para o caso da condenação do parlamentar. Até o ex-presidente Lula telefonou para João Paulo e pediu que ele desistisse. "Não dá para ficar", afirmou. O deputado disse, em conversas reservadas, ter sido vítima de um "tribunal de exceção", termo usado por vários petistas para se referir ao Supremo Tribunal Federal. O PT está no comando da cidade há quase oito anos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Henrique Maciel

Esse criminoso condenado segue a trilha de cinismo usada pela seita lulo-petista, sobretudo, o patranheiro-mór, Lula, mente e mente, sempre. Agora, chama o STF de tribunal de exceção. Vá ver o sol quadrado, pústula, cínico e mentiroso. A máscara caiu. Vai ter casa, comida e roupa lavada na cadeia.