O Jornal do Poder

13/03


2011

Desempenho de Bezerra Coelho é a grande surpresa de Dilma

 O ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional) tem se constituído na grande supresa para a presidente Dilma Roussef. Ela tem destacado o desempenho de Fernando, ressaltando a rapidez nas providências do ministro no desastre ambiental da Região Serrana do Rio, e também em outros episódios semelhantes ocorridos nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul.

Dilma considera também que superou todas as expectativas o desempenho do ministro Antonio Palocci. E principalmente a relação direta com ele no Planalto. Na transição, houve uma resistência inicial à presença de Palocci no Planalto, mas, segundo interlocutores, hoje ela avalia que o seu maior acerto foi ter nomeado o ex-ministro da Fazenda para a Casa Civil. Nesse período, ele ganhou ainda mais a confiança de Dilma.

Outras nomeações muito elogiadas são as dos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Alexandre Padilha (Saúde).Outro ministro que reforçou a boa impressão que já causava na presidente é Antonio Patriota (Relações Exteriores). Ele conseguiu dar uma nova personalidade à política externa do governo, de forma suave. (Com informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

FRANCISCO GEORGE ARAUJO SALES

Menos Milton, menos. Qualquer um se orgulha de ter um conterrâneo ocupando papel tão importante. Se fosse você inúmeras pessoas também estariam vibrando. Vamos avaliar em cima de fatos e os fatos por enquanto são de bom desempenho do ministro.

milton tenorio

Cheio de aulico...As babas se escorrem num show de horror!

Deomiro Silva dos Santos

Qualquer oportunidade ao povo do Sertão será sempre motivo para muito trabalho e bom desempenho. Provavelmente estará pavimentando o caminho para sonho de Governar Pernambuco ou se não, permanecer no governo Federal. É muito importante para PERNAMBUCO.

Gesson Cavalcanti

Eu sempre soube que bastava uma oportunidade para Fernando mostrar seu talento. Conheco-o não é de hoje e tenho certeza tratar-se de uma grande liderança, um administrador competente, um político como poucos.

JOSÉ ALBERTO BARBOSA

O Ministro Fernando Bezerra Coelho realmente tem esse diferencial: URGENCIA E COMPETÊNCIA, bem como, não manda recados nem emissários, ele mesmo gosta de ver de perto seja qual for o tamanho do problema. Sua disposição para o trabalho lhe faz merecedor dessa distinção. Daqui torcendo sempre por ele.


Abreu no Zap

13/03


2011

Japão vive pior crise da história desde a Segunda Guerra

Fumaça na usina nuclear de Fukushima (Reuters)

O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, afirmou neste domingo que o país enfrenta a maior crise de sua história desde a Segunda Guerra Mundial, após um terremoto seguido de tsunami ter devastado a costa noroeste do país na sexta-feira.

Em coletiva de imprensa, Kan afirmou que os danos causados ao sistema de energia não devem ser reparados nos próximos dias. Por isso, diferentes regiões serão afetadas por blecautes, o que pode prejudicar serviços médicos.

Kan fez um apelo para que os japoneses economizem energia e permaneçam unidos para criar ''um novo Japão''. Ele também afirmou que 12 mil pessoas foram resgatadas desde sexta-feira.(BBC)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

estou rindo der Adilsonkkkkkkk

uilma

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Adilson

E as usinas nucleares em Belém de São Francisco vão ser construídas quando????


Banco de Alimentos

13/03


2011

Um caso de amor subterrâneo entre DEM e PT

O DEM e o PT entendem-se melhor do que se pensa. Um bom pedaço de cada partido trabalha para prorrogar a festa de compadres que exploram atividades comerciais nos aeroportos. Os dois estão silenciosamente combinados para tentar empurrar o voto de lista numa gambiarra da reforma política. Nesse lance está, há tempo, até um pedaço do PSDB.

LIGAÇÃO PERIGOSA
O flerte do tucanato com a Força Sindical na escaramuça do salário mínimo levou-o a uma inédita aproximação com o deputado Paulo Pereira da Silva. Se metade do que cada um já disse do outro em público for verdade, os dois estão perdidos.(Elio Gaspari)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

tsunami

uilma

Esses partidinhos brasuca juntos, ''e pior que um tsiname.



13/03


2011

Eduardo articula amanhã com secretários a viagem ao interior

 Para discutir os últimos detalhes do Seminário Todos por Pernambuco, o governador Eduardo Campos (PSB) promove nesta segunda-feira, no Palácio do Campo das Princesas, uma reunião com todo o secretariado. A primeira edição do seminário foi realizada em 2007. O objetivo é colher sugestões da população nas 12 microrregiões do estado. A edição deste ano começa no dia 17, em Petrolina. As propostas são colhidas por meio de questionários que já foram distribuídos junto a lideranças políticas, empresariais e entidades sociais. As prioridades serão incluídas no plano de metas do governo para os próximos quatro anos. (Do Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

Altamir, envestir no Recife ''e pt, perca de tempo, Recife ''e abaixo do nivel do mar.

milton tenorio

Eduardo não desce do palanque..É um danado...........

milton tenorio

Deixa de onda Altamir...Meu trabalho é em Jaboatão e tenho familias e muitos amigos no Recife...João da Costa morreu e não sabe....O cara morre aos poucos e não percebe......

altamir jose bezerra rodrigues

Parabens ao recife por seus 474 anos,e pelo presente que ganhou ontem.15 novas academias das cidades,foi uma festa linda que a nossa varzea viveu ontem,parabens ao prefeito joão da costa toda a varzea agradece pela revitalizaçao da praça e pela academia da cidade uma antiga reivindicação da nossa.

altamir jose bezerra rodrigues

milton tú tá bom de sair um pouco do teu cc,e vê de perto o que está acontecendo nas comunidades recifenses,mas tú não vai lá não.pois sei que és elitista e burgues,e não gosta de cheiro do povo,pois tens como o demo e a direita reaça,nojo do povo,mas o povo sabe quem trabalha por ele,pt2012.



13/03


2011

Obama e Dilma

Eliane Cantanhêde *

Barack Obama deixou para vir ao Brasil só no seu terceiro ano de governo e chega no próximo final de semana cercado de expectativas. Mas a impressão que se tem, mesmo sem o Wikileaks espalhar, é que a viagem está minguando. Agora, mais essa: o famoso discurso, para o qual o Consulado no Rio sonhava com a Cinelândia, o Aterro do Flamengo e coisas assim, nem deve ser mais no Brasil; está sendo transferido para o Chile!

O que importa para o Brasil, para Dilma Rousseff e para a vida real, porém, não é salamaleque -simbologia do primeiro presidente negro dos EUA, discurso grandioso, reuniões protocolares com empresários, lenga-lenga sobre ações conjuntas na África e cooperação em biocombustíveis -que, cá pra nós, vêm desde George W. Bush.
O que interessa para a pragmática Dilma e para o emergente Brasil são notícias concretas no principal flanco das relações bilaterais: o saldo da balança.

Se, além de Michele e de seu sorriso encantador, Obama trouxer um suculento pacote na área comercial, pronto, a viagem terá sido um sucesso. Como bem registrou Carlos A. Cavalcanti, da Fiesp, no jornal ''Valor Econômico'', a verdade é que as relações na área política vão bem, obrigada. Uma cutucada daqui, outra dali (só para marcar o viés ideológico), mas as visitas de primeiro escalão e os planos comuns intensificaram-se desde Bush-Lula e nunca mais pararam. O calcanhar-de-Aquiles é outro: o comércio.

''No campo comercial, a qualidade da relação deteriorou-se, sobretudo da perspectiva brasileira'', escreveu Cavalcanti. Eis o porquê: ''O pior deficit do Brasil é com os EUA, embora o quinto melhor superavit dos EUA seja conosco''. É preciso dizer mais? Na relação do emergente com a maior potência, quem perde é o emergente, quem lucra é a potência. É aí que Obama pode mostrar se a visita é só badalação ou não.(* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

Ahmadinejad tenta aproximar Dilma do governo do Irã

 Sem alarde, desembarcou em Brasília um assessor do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad. Chama-se Ali Akbar Javanfekr. Vem a ser o mandahcuva da área de comunicação do governo do Irã. Responde pela assessoria de imprensa de Ahmadinejad e preside a Irna (Agência Nacional de Notícias do Irã).

Veio ao Brasil com o propósito de assegurar que, sob Dilma Rousseff, o governo mantenha a política de aproximação com o Irã inaugurada por Lula.

Depois de sua posse, Dilma pronunciou declarações alvissareiras. Diferenciou-se de Lula e tomou distância de Teerã. Condenou as violações aos direitos humanos. E disse que a tradição e a religião não justificam o tratamento dispensado à iraniana Sakineh Ashtiani. Acusada de adultério e de cúmplice do assassinato do ex-marido, Sakineh foi condenada, primeiro, à morte por apedrejamento. (Do blog de Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

''''e fim dos tempos, as bestas juntas.kkkkkkkkkkk



13/03


2011

Vassourada: alguns ministros já em baixa cotação com Dilma

Com menos de cem dias de governo Dilma Rousseff, a cotação de integrantes do primeiro escalão já chama atenção no meio político em Brasília, com ecos no Palácio do Planalto, e é uma sinalização clara para a primeira reforma ministerial do atual governo. O ajuste no primeiro escalão do governo Dilma pode ocorrer antes mesmo do prazo padrão ''de validade'', que é um ano de gestão. Em apenas dois meses de governo já corre nos bastidores uma avaliação informal da baixa atuação de alguns ministros: ou pela omissão ou por desempenho sofrível em crises pontuais ou mesmo pela ausência completa de desempenho. Mas também há um grupo de ministros que causou impressão acima da esperada na presidente Dilma.

Entre os que estão na coluna palaciana de ''débitos'' aparecem os ministros da Cultura, Ana de Hollanda, da Educação, Fernando Haddad, do Turismo, Pedro Novaes, dos Esportes, Orlando Silva, e até mesmo o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Já entre os que estão com cotação alta se destacam o chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, que está muito afinado com Dilma, e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, que já mereceu elogios da presidente pela atuação ágil diante das tragédias ambientais pelo país. (O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

E o Brasil querendo mais usinas nucleares

 A explosão na usina atômica japonesa decorreu do terremoto e em prédio tido, pelos especialistas em produção de energia nuclear, como insusceptível de danos por abalos sísmicos terrestres ou marinhos (a usina fica à beira do mar). Só mesmo a irracionalidade dos racionais para continuar espalhando usinas nucleares em seus países. O Brasil, claro, vai para Angra 3 e planeja mais.(Jânio de Freitas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

E ainda querem instalar uma usina nuclear na sertaneja cidade de Itacuruba-PE. Pode??? A energia nuclear é uma fonte muito perigosa, instável e poluidora. Durma com uma bronca dessa!!!

uilma

Adilson ''e muita onda.kkkkkkkk

Adilson

E as usinas nucleares em Belém de São Francisco vão ser construídas quando????



13/03


2011

Briga de Dilma e sindicalistas aproxima tucanos das centrais

 Enquanto a presidente Dilma Rousseff mantém uma relação turbulenta com as centrais sindicais no início de seu governo, dois dos principais líderes do PSDB aproveitam o momento para se aproximar do sindicalismo. Com as articulações, Alckmin busca aproximar-se principalmente da Força Sindical e da UGT (União Geral dos Trabalhadores). Na avaliação dele, é preciso reconstruir ligações que foram minadas no governo José Serra.O esforço do governador em demonstrar boa vontade com os trabalhadores é tão visível que já rende piadas entre os sindicalistas: "É só convidar que ele aparece", disse um deles.

O governador Geraldo Alckmin, após colocar um sindicalista à frente da Secretaria do Trabalho de São Paulo (Davi Zaia, do PPS), iniciou conversas com centrais que representam categorias importantes no Estado. Além disso, levou para o governo dois tucanos eleitos deputados estaduais, abrindo caminho para o sindicalista Ramalho da Construção (PSDB), presidente do sindicato da construção civil do Estado, assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa.(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

Japão: fusão nuclear é ''''risco catastrófico'''', diz CNN

O nível de radiação desprendido pela usina nuclear de Fukushima (nordeste do Japão) superou neste domingo o limite legal, segundo anunciou a empresa operadora, Tokyo Electric Power (TEPCO). Uma fusão nuclear poderia ter ocorrido pelo menos em um reator da planta de Fukushima admitiu o chefe de gabinete do ministro Yukio Edano, acrescentando que as autoridades estão preocupadas com a possibilidde de outra fusão nuclear em um segundo reator.  Uma fusão nuclear é um erro catastrófico do reator, com um alto potencial para a liberação de radiação. A informação é da TV americana CNN em espanhol, agora há pouco.

''''Os níveis de radiação haviam diminuído na noite passada, mas voltaram a subir durante a manhã e excederam o limite estabelecido pelo governo'''', disse um porta-voz da empresa. ''''Nós informamos o governo e enviamos um relatório de urgência'''', acrescentou. O ministro porta-voz do Japão, Yukio Edano, admitiu que aparentemente houve uma fuga radioativa no reator da unidade 1 de Fukushima, de cujas imediações foram evacuadas cerca de cem mil pessoas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

Gestora de usinas nucleares tem histórico de falsificações

 (AFP)

A empresa Tokyo Electric Power (Tepco), que está no centro da crise nuclear que ocorre após o terremoto, tem um passado de escândalos e uma trajetória cheia de tropeços. A Tepco é a maior empresa elétrica do país e, em 2002, seu presidente e os quatro principais executivos foram forçados a renunciar após a divulgação de indícios de adulterações nos alvarás de segurança da usina de Fukushima Daiichi. A companhia de eletricidade opera o reator da usina de Fukushima Daiichi, que vazou após a explosão ocorrida durante o terremoto de sexta-feira. O governo japonês admitiu que houve vazamento de radiação no local. A explosão ocorreu quando a Tepco tentava desesperadamente diminuir a pressão e o calor no núcleo do reator, que tem 40 anos de idade e está situado a apenas 240 quilômetros ao norte de Tóquio.

A companhia foi acusada de 29 casos de alterações em procedimentos de fiscalização de segurança e reparos nos reatores nucleares da unidade. Na época, a Tepco teve de interromper as operações em cinco dos seis reatores para inspeções de segurança, incluindo os dois danificados pelo terremoto.

Pouco depois houve novas acusações contra a empresa de falsificação de dados. No final de 2006, o governo japonês ordenou que a Tepco revisasse todas as informações de segurança até então, por dúvidas a respeito de registros das temperaturas dos líquidos de refrigeração dos reatores, com diversas evidências de adulterações nos dados que teriam sido feitas entre 1985 e 1988. Os registros falsificados teriam sido usados nas inspeções rotineiras da usina de Fukushima, que foram realizadas em outubro de 2005. Informações das agências Reuters e Associated Press)



Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha