FMO janeiro 2020

03/04


2020

Vaivém de Bolsonaro mata muita gente

Por José Nêumanne*

Quando foi noticiado o primeiro caso de contágio do novo coronavírus no Brasil, o presidente da República, Jair Bolsonaro, preferiu debochar das fundadas preocupações de seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a respeito da possibilidade de a covid-19 levar o sistema público do País ao colapso. Em consonância com seu ícone em política, Donald Trump, usou até o mesmo diminutivo que o presidente dos Estados Unidos empregou: “resfriadozinho”. Noticiário para ele e seus fiéis devotos nas redes sociais atribuíram os alertas médicos a histeria. Associando-a à disputa eleitoral para Presidência da República em 2022, na qual até agora tem aparecido como favorito, por falta de adversário à altura.

No domingo 22 de março, contudo, Trump deu ouvidos a Antony Faucci, celebrado infectologista norte-americano, que levou à Casa Branca o resultado de uma pesquisa da conceituadíssima instituição de ensino superior do país, a Johns Hopkins University. A previsão era aterradora: se não adotasse imediatamente o isolamento social dos cidadãos, morreria 1 milhão de americanos. Se os isolasse, o total cairia para 200 mil ou até 100 mil. Mesmo sendo enorme o contingente, a diferença levou o chefe do governo a mudar radicalmente de posição e imediatamente aderiu às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), da ONU. Então, começou a apelar para o cidadão ficar em casa, embora tenha encontrado forte reação de um adversário político poderoso, o governador do Estado de Nova York, democrata de esquerda, que o chamou de antiamericano por isso. No entanto, o republicano de direita tem feito o possível para não ser responsabilizado em ano eleitoral pelo milhão de cadáveres.

Não se sabe se pela condição de monoglota, Bolsonaro, que o visitou na Flórida pouco antes dessa mudança de posição, fez-lhe ouvidos de mercador. A descoberta de 18 casos de contágio em sua comitiva e a necessidade de se submeter a dois testes, que, segundo ele, deram negativo, não o demoveram da defesa da versão pessoal das medidas de eugenia de Adolf Hitler, pregando um tal de isolamento vertical, que manteria apenas os vulneráveis em casa, à espera do contágio inexorável por algum jovem assintomático da família. Pode não ser mera coincidência a lorota bolsonarista coincidir com a instalação do chefe do “gabinete do ódio”, o filho Carlos, no Palácio do Planalto, embora não passe de mero vereador no Rio. Certo é que a solução miraculosa nunca foi testada e mesmo os adeptos da teoria da histeria coletiva seguiram Trump no recuo. O esquerdista Manuel López Obrador, do México, adepto do beijo como método de se aproximar dos eleitores, foi o primeiro. Hoje, se nenhum tiver ainda recuado, as duas figuras mais notórias da eugenia de Jair Messias são o bolivariano Nicolás Maduro, da Venezuela, e o guerrilheiro comunista Daniel Ortega, da Nicarágua.

O leitor desavisado poderá perguntar-se por que de repente os bolsonaristas, que sempre acusam quaisquer adversários de “esquerdopatas”, defendam com tanto fanatismo teoria cara a essas figuras e aos maiores responsáveis pela tragédia que enluta a Itália, todos de esquerda. O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, apoiou uma campanha sob o lema “Milano no ferma” (Milão não fecha). O presidente brasileiro tentou imitá-lo com a campanha “O Brasil não pode parar”, mas as mensagens sumiram das redes sociais em que foram postadas. Outro prefeito, o de Florença, Dario Nardella, lançou uma cruzada contra o preconceito, incentivando os toscanos sob o lema “Abrace um chinês”. O governador do Lácio. Nicola Zingaretti, participou com o citado anteriormente da divulgação de fake news segundo os quais o novo coronavírus não seria transmissível entre humanos. Os três são do Partido Democrático, denominação equivocada de um grupo de legendinhas de esquerda.

O primeiro brasileiro a ser associado ao vírus maldito contraiu-o em Milão, cujo prefeito aconselhou por telefone o governador paulista, João Doria, a insistir no isolamento social como forma de evitar que a velocidade do contágio produzisse vítimas suficientes para provocar o colapso do sistema público de saúde do Estado mais rico do Brasil, com a possibilidade de repetir a cena de caminhões do Exército transportando cadáveres em Bergamo, como Milão situada na zona mais crítica, o norte da Itália.

Nada disso convenceu Bolsonaro. Benjamin Netanyahu uniu-se aos adversários em Israel e aos vizinhos palestinos no combate à covid-19 pelo isolamento social. Narendra Modi, visitado pelo presidente brasileiro em viagem de volta do Oriente ao Brasil, isolou 1 bilhão e 300 milhões de indianos. Mas o capitão reformado preferiu envergonhar os brasileiros ao atribuir ao diretor-presidente da OMS, Tedros Adhamou, apoio à sua alucinação. E este o desmentiu. Após anunciar sua disposição de se unir a prefeitos e vereadores, que critica duramente, num hipócrita pronunciamento em rede de televisão, recebido com panelaços, compartilhou em 1.º de abril, dia da mentira, mensagem de um anônimo com cenas do Ceasa de Contagem, na Grande Belo Horizonte (MG). Desmentido pela Secretaria de Agricultura de Minas Gerais e pela própria ministra da Agricultura, Tereza Cristina, Bolsonaro apelou para a histeria do desabastecimento com uma fake news, que antes atribuíra a quem de fato entrou na guerra contra o vírus chinês na hora certa e fazendo a coisa certa. Essa teimosia insana já fez muitas vítimas, mas, infelizmente, a proximidade de Carlos prenuncia uma hecatombe próxima à que evitou que seu ídolo Trump caísse na mesma armadilha.

*Jornalista, poeta e escritor


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Lula Ladrão.

Fernandes

Bozonaro Genocida.


Abreu e Lima

03/04


2020

Geraldo Júlio é incompetente!

Por Marco Aurélio*

Não dá para lidar com uma situação como esta. A Secretaria de Educação da Prefeitura só pode ser incompetente também!

Anunciar cortes aos professores, voltar atrás e depois insinuar que foi erro? Que o prefeito não sabia de nada?

Meu Deus! Incompetência tem limite!

O prefeito parece uma barata tonta e o povo é que sofre com essa atitude confusa e irresponsável.

Bem que o apresentador Siqueira Júnior estava certo quando disse: “Geraldo, faz isso com o Recife não!”.

*Deputado estadual e líder da oposição na Alepe


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

A solução Mourão

Por Ayrton Maciel*

Diante da iminência do caos na saúde pública e no sistema de saúde e de uma catástrofe humanitária sem precedentes no BR, caso o rompimento do isolamento social contra a disseminação do novo coronavírus se concretize, restará ao STF – o Congresso e os governos da União e dos Estados solidários – determinar a interdição do presidente Jair Bolsonaro, por incapacidade para governar e por gestos e atos inconsequentes que põem a saúde da população sob graves riscos. Fatos e circunstâncias estão agravados pela ameaça de decretação da abertura geral do comércio e da indústria, ato que iria de encontro a todas as recomendações científicas e médicas de organizações internacionais e medidas preventivas de governantes de todo o mundo para conter a escalada da pior pandemia em 100 anos.

A interdição de Bolsonaro, com a posse do vice Hamilton Mourão, sob juramento de respeito aos poderes, instituições e ao regime democrático, é um passo fundamental para tranquilizar o país em um momento de gravidade e imprevisíveis consequências econômicas, sociais, de segurança pública e de tempo. Mourão não compartilhou dos gestos e atos de Bolsonaro, até o momento, não havendo respaldo legal para a sua interdição e transferência constitucional do Executivo para o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Este não é um momento político, não está em questão a disputa ideológica entre direita e esquerda, mas de salvaguarda da saúde pública e da estabilidade democrática. Cabe a Mourão o gesto de diálogo e à oposição o bom senso da contribuição para a ultrapassagem, com o menor custo humanitário e os menores impactos negativos na economia, deste momento crítico do país. Um pacto de moderação, onde todos cedam, negociem e compactuem decisões em “um momento de guerra” contra um inimigo comum, até o restabelecimento da normalidade social e da segurança democrática.

É inadmissível tratar o mal do novo coronavírus – ante o risco de catástrofe humanitária – de forma invertida. Gente não significa número. Se quebrado o isolamento social agora, virá a explosão da pandemia no país. Ai, serão pessoas deixando de ir trabalhar, lotando hospitais e enfileirando-se em postos de saúde, morrendo em locais de trabalho e ruas e empresas fechando por não ter gente pra trabalhar, nem gente pra comprar. A posição de Bolsonaro e parte de seus seguidores vai de encontro à OMS, à Opas, aos principais centros científicos do mundo, à mudança de Trump e Boris (inicialmente contra o isolamento social) e ao próprio Ministério da Saúde do governo. Por que Bolsonaro atenta contra a saúde da população? Liberar a população será a pena de morte do sistema de saúde e de milhares de brasileiros.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

03/04


2020

“Detran Itinerante” chega a Limoeiro para vacinação

Com gerador próprio, banheiro e frigobar para conservação das vacinas, o Detran Itinerante, caminhão que circula nas operações de trânsito, chega ao município de Limoeiro, a 77km do Recife, no Agreste pernambucano, na próxima segunda-feira, para dar continuidade ao programa de vacinação de idosos contra a gripe (Influenza/H1N1).

Assim como em outras localidades, a abordagem será no modelo “drive thru”, para reduzir o contato pessoal. A ação acontece numa parceria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE) com a Prefeitura de Limoeiro, por meio da Secretaria da Saúde, e vai ocorrer das 9h às 16, na Praça da Bandeira, centro da cidade.

Durante o período da vacinação, o Detran vai disponibilizar uma equipe de agentes de trânsito, responsável pela ordenação do tráfego no local. Haverá ainda, um PK, veículo que tem um letreiro luminoso acoplado, para divulgar o ponto de vacinação. Já o município oferece, além dos profissionais da saúde, uma equipe de guardas municipais. A atuação do Detran-PE, faz parte da operação Prevenção “Segundos que Salvam vidas”, que, neste caso, coordena a circulação dos veículos para evitar congestionamentos.

Diante da pandemia provocada pelo coronavírus, o uso do “drive thru” contribui para evitar aglomerações e para oferecer mais conforto aos que já passaram dos 60 anos de idade. Em parceria com as prefeituras municipais, o Detran já realizou operações voltadas para a imunização de idosos nas cidades do Recife, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Escada e agora, Limoeiro. A atuação do órgão vem aliada ao que foi adotado pelo Governo de Pernambuco, para tentar impedir a contaminação da população pelo coronavírus, com medidas preventivas como o isolamento social.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

“Vai quebrar tudo”, diz Bolsonaro sobre comércio fechado

Folha de São Paulo

Em mais uma crítica às ações de isolamento social tomadas por governadores, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, hoje, que a sociedade brasileira "não aguenta ficar dois, três meses parada".

"Vai quebrar tudo", declarou o presidente a um grupo de apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília.

"Vocês sabem do meu posicionamento: não pode fechar dessa maneira, e atrás disso vem desemprego em massa, miséria, fome, vem violência", disse Bolsonaro, ao ser interpelado por um simpatizante que se queixou de medidas do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que determinou o fechamento de comércios e a suspensão de aulas.

"Esse vírus é igual a uma chuva. Vai molhar 70% de vocês. Isso ninguém contesta. Toda a nação vai ficar livre da pandemia depois que 70% for infectado e conseguir os anticorpos. Desses 70%, uma pequena parte, os idosos e quem têm problema de saúde, vai ter problema sério e vai passar por isso também”.

"O que estão fazendo [com o isolamento social] é adiar [a transmissão do Covid-19] para ter espaço nos hospitais. Mas tem um detalhe: a sociedade não aguenta ficar dois, três meses parada. Vai quebrar tudo", afirmou Bolsonaro.

Um dia antes, Bolsonaro reconheceu que ainda não tem apoio popular suficiente para determinar uma reabertura da atividade comercial no país.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, ele disse que pode tomar uma decisão por meio de um projeto, mas que precisa estar amparado por um apoio maior da sociedade.

"Eu estou esperando o povo pedir mais, porque o que eu tenho de base de apoio são alguns parlamentares. Tudo bem, não é maioria, mas tenho o povo do nosso lado. Eu só posso tomar certas decisões com o povo estando comigo", afirmou.

“Para abrir comércio, eu posso abrir em uma canetada. Enquanto o Supremo e o Legislativo não suspenderem os efeitos do meu decreto, o comércio vai ser aberto. É assim que funciona, na base da lei."

O presidente defendeu que, a partir da próxima segunda-feira (6), estados e municípios determinem uma reabertura gradual da atividade comercial, evitando um aumento no desemprego.

Ele ressaltou que já tem pronto em sua mesa um modelo de proposta para determinar que os estabelecimentos comerciais sejam considerados uma atividade essencial durante a pandemia do coronavírus.

“Eu tenho um projeto de decreto pronto na minha frente para ser assinado, se preciso for, considerando atividade essencial toda aquela exercida pelo homem e pela mulher através da qual seja indispensável para levar o pão para a casa todo dia”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Presidente fake.


O Jornal do Poder

03/04


2020

Henry, o pato manco do MDB

O presidente estadual do MDB, Raul Henry, virou uma rainha da Inglaterra. Pelo menos no Recife, quem manda no partido é o vereador Samuel Salazar, recentemente filiado, que, temendo não se reeleger, deu como palavra de ordem, cumprida por Henry e até o histórico Jarbas Vasconcelos, de fechar as portas para qualquer político com aparente densidade eleitoral além da dele na capital de se filiar à legenda, cujo prazo está sendo encerrado hoje à meia noite.

Na prática, Samuel está montando a chapa do MDB para garantir apenas a sua reeleição em detrimento de outros candidatos que desejam reforçar o partido na eleição proporcional no Recife. O que ele tem dito, em alto e bom som, é que as portas da legenda estão fechadas para quem ameace à sua reeleição. Quem tentou se filiar ao partido, até por questões ideológicas, quebrou a cara.

Henry virou pato manco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

03/04


2020

Carreta tomba na Serra das Russas

Um acidente foi registrado, na tarde de hoje, na descida das Serras das Russas, entre os municípios de Gravatá e Pombos, no Agreste pernambucano.

Uma carreta carregada de milho apresentou falhas no sistema de freios e embreagem, não suportou a força centrífuga de uma curva e acabou tombando. O veículo tem placa de Caruaru, também no Agreste.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram ao local e registram a fatalidade. O motorista ficou preso às ferragens, mas foi socorrido com vida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

03/04


2020

Paulo determina fechamento de praias e parques

O governador Paulo Câmara assinou, hoje, um decreto que determina o fechamento de praias e parques do estado de amanhã (4/04) até a segunda-feira (6/04). Além disso, o governador manteve o fechamento do comércio, serviços públicos e demais atividades não classificadas como essenciais até o dia 17 de abril. Já as escolas das redes pública e privada devem permanecer fechadas até pelo menos o dia 30 deste mês. Os prazos podem ser prorrogados a depender da disseminação da epidemia do novo coronavírus.

“É extremamente importante que nos próximos 15 dias as pessoas mantenham o isolamento social. Nesta sexta-feira, registramos um aumento significativo do número de contaminações pela Covid-19. A tendência é que esses números continuem crescendo. Só vamos conseguir reduzir essa escalada, com a conscientização de todos de que é preciso ficar em casa”, afirmou o governador.

O número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus em Pernambuco saltou de 106 para 136 casos nesta sexta-feira. “Tudo o que fizermos nesse fim de semana e nos próximos dias vai ser determinante para o momento do pico do número de doentes e de mortos que deve ocorrer na segunda quinzena de abril”, avaliou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O decreto do governador disciplina ainda o atendimento nos bancos. As instituições financeiras precisarão apresentar medidas para preservar a saúde dos clientes que precisarem esperar em filas para acessar as agências.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

03/04


2020

Sindicato dos professores denuncia corte nos salários

O Sindicato dos Professores da Rede Municipal Recife (SIMPERE) está alegando que o prefeito Geraldo Júlio e o secretário de Educação, Bernardo D’Almeida, querem cortar o adicional de acumulação da classe com a justificativa de que, com a suspensão das aulas durante o período da pandemia do Covid-19, os professores não estariam em dupla jornada.

Em ofício encaminhado aos servidores, a Seduc comunica a suspensão temporária do pagamento de horas extras dos servidores administrativos, o carregamento dos vales transportes e o pagamento das passagens intermunicipais. Com esses cortes, o sindicato alega que será suspenso 50% dos salários dos professores. Confira a nota da Seduc abaixo.

ORIENTAÇÃO AOS SERVIDORES DA SEDUC.

Ofício Circular n.º 085/2020 – GESTOREMREDE/SEDUC

Recife, 02 de abril de 2020.

Senhores (as)

GESTORES (AS) E COORDENADORES (AS) PEDAGÓGICOS (AS) DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE

Considerando o atual cenário mundial de ações voltadas ao combate à COVID 19, em nosso Município, empreendidas com base nas resoluções adotadas pelo Comitê Municipal de Resposta Rápida do Recife - COVID 19;

Considerando a incontestável necessidade de investimentos emergenciais nas áreas de saúde e apoio social;

Considerando o Decreto Nº 33.577 de 30 de março de 2020 a ser publicado no Diário Oficial do Município e que será republicado em breve.

Informamos que a Prefeitura do Recife, neste momento, manterá o benefício do vale alimentação de todos os servidores que fazem jus e da concessão do abono especial de aula atividade; bem como garantirá o pagamento das elevações e acréscimos de cargas horárias dos integrantes do Grupo Ocupacional Magistério – GOM.

Contudo, serão, temporariamente, cessadas, a contar de 01/04/2020, as acumulações (substituições temporárias), anteriormente concedidas aos profissionais efetivos do GOM, visto se tratarem de concessões vinculadas às substituições de horas-aula vagas, impossibilitadas de ocorrerem no momento.

Informamos, ainda, que a SEDUC estuda a possibilidade de, a partir do dia 17/04/2020, retornar as substituições de horas-aula vagas, no caso dos professores regentes, que se disponibilizarem a desenvolver suas atividades na modalidade Educação a Distância, sendo, posteriormente, publicado um Gestor em Rede com as orientações necessárias para tal finalidade.

Também serão suspensos, temporariamente, o pagamento de horas extras dos servidores administrativos, o carregamento dos vales transportes e pagamento das passagens intermunicipais em circunstância semelhante de impedimento momentâneo de realização.

Por fim, no que diz respeito aos estagiários da Rede Municipal de Ensino, informamos que, no período de 01 a 30 de abril de 2020, os mesmos permanecerão em recesso antecipado (remunerado), excetuando-se os estagiários ligados ao Projeto Socioemocional que permanecem em atividade, na modalidade trabalho remoto (atividade a distância).

Solicitamos ampla divulgação destas informações e, na oportunidade, apresentamos nossas cordiais saudações.

Esse Gestor em Rede terá validade após republicação do Decreto Nº 33.577 de 30 de março de 2020 no Diário Oficial do Município

Atenciosamente,

BERNARDO JUAREZ D'ALMEIDA

Secretário de Educação


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Grau Técnico contribui com o “Pernambuco Solidário”

Num momento em que a solidariedade é uma das armas para combater o coronavírus, o curso Grau Técnico se une a essa corrente, com a doação de produtos de higiene pessoal e limpeza. A ação integra o Programa Pernambuco Solidário contra o Coronavírus, do Governo do Estado, que conta com a contribuição de empresas para atender as famílias mais vulneráveis no combate à disseminação do coronavírus. Segundo a secretária de Gestão do Governo de Pernambuco, Hélida Campos, em torno de 240 mil famílias em situação de vulnerabilidade social serão beneficiadas através da parceria Grau Técnico e Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude.

“São famílias que não recebem recursos do Programa Bolsa Família, ou seja, estão realmente precisando desta doação, por isso agradecemos o apoio do Grau Técnico”, acrescentou Hélida Campos, ontem, durante a ação de entrega do material.

Na ocasião, o Grupo Grau Técnico foi representado pelo gerente comercial externo, Cleidson Teixeira. “Essa iniciativa, que é uma parceria com a marca Brilux, é uma forma de dar nossa contribuição para quem mais precisa, neste momento difícil”, destacou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Jornal Correio da Paraíba fecha aos 66 anos de história

Portal Mais PB

O Jornal Correio de Paraíba, fundado em 1953 por Teotônio Neto, circula amanhã, em sua última edição. Aos 66 anos de história, desde sua concepção, o periódico conseguiu ser o mais importante da Paraíba, desde a década de 90, quando assumiu a liderança até o anúncio do seu fechamento.

A informação foi confirmada por fontes do próprio Correio. Apesar do avanço da mídia digital, o Jornal ainda resistia. É O último a fechar suas portas, depois de O Norte, com quem rivalizou por décadas, Diário da Borborema e Jornal da Paraíba, este extinto em abril de 2016.

Agora, permanece em circulação apenas o Jornal A União, mantido pelo Governo do Estado, e que há muito perdeu audiência, resumindo-se hoje em dia a um papel simbólico, uma espécie de museu dos seus tempos áureos, praticamente reduzido à fonte oficial, com exceção de colunas e espaços de crônicas.

Ao longo de 67 anos de história, o Correio da Paraíba deu origem a outros braços do que posteriormente se transformou no Sistema Correio de Comunicação, com emissoras de rádio, televisão e portais de notícias.

O veículo cobriu durante essas seis décadas pautas e assuntos de impacto na Paraíba, cobertura eleitoral, entrevistas exclusivas e reportagens investigativas, sendo reconhecido em premiações locais e nacionais.

Um dos fatos mais marcantes da história do Correio foi a morte de Paulo Brandão, então sócio-proprietário do Sistema Correio. Ele foi assassinado em 13 de dezembro de 1984. O homicídio virou um “holocausto” para o grupo, no dizer do seu presidente Roberto Cavalcanti.

O Jornal Correio consolidou a carreira de inúmeros profissionais da mídia paraibana. Rubens Nóbrega, Giovani Meirelles, Lena Guimarães (in memorian) e Walter Galvão estão nessa galeria. Atualmente, o veículo vinha sendo dirigido pela jornalista Sony Lacerda. Na empresa, ela passou por todas as funções: de repórter a editora-geral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Suplente Vera Lopes filia-se ao MDB

Conhecida no Recife pelo trabalho que desempenha na área de saúde, a pediatra Vera Lopes assinou, ontem, sua ficha de filiação ao MDB de Pernambuco. Atualmente, ela é primeira suplente de vereadora do Recife. A mais nova emedebista já foi vereadora da capital por dois mandatos, de 2008 a 2016. Agora, ela irá disputar novamente uma vaga na Câmara Municipal do Recife.

“Escolhi o MDB por ser um partido comandado por homens de bem, como o deputado federal Raul Henry (presidente estadual da legenda) e o senador Jarbas Vasconcelos”, afirmou. A pré-candidata defende a humanização no serviço público de saúde, o fortalecimento do SUS, o planejamento familiar e a criação de políticas públicas para melhorar a qualidade de vida, diminuir as desigualdades sociais e a violência contra as mulheres.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

PE é o Estado mais transparentel no combate à Covid-19

Segundo informações enviadas pelo Governo do Estado, a Open Knowledge Internacional (OKBR) – organização não-governamental presente hoje em 66 países, com atuação nas áreas de transparência das gestões e abertura de dados públicos – analisou os portais oficiais dos Estados brasileiros e do governo federal para estabelecer um ranking de transparência na divulgação das informações à população sobre a pandemia da Covid-19, e Pernambuco foi o único Estado brasileiro a apresentar um resultado considerado “de alto nível de transparência”.

De acordo com o levantamento, 90% dos Estados não publicam dados suficientes para que a população acompanhe com detalhes a disseminação do novo coronavírus. Em primeiro lugar no ranking, Pernambuco recebeu 81, de um total de 100 pontos, adotados como critério de avaliação. Em seguida, a uma distância razoável, aparecem o Ceará na segunda posição, com 69 pontos, e o Rio de Janeiro em terceiro, com 64. Estes, porém, são citados na lista como apresentando “bom nível de transparência”. A partir da quarta colocação, a classificação cai para “médio nível”, depois “baixo” e, entre os últimos, “opaco”.

A avaliação levou em conta três questões essenciais: o conteúdo dos dados repassados – como idade, sexo e hospitalização de pacientes confirmados e informações sobre a infraestrutura de saúde – a granularidade, que leva em conta se os casos confirmados foram divulgados publicamente respeitando a individualidade e o anonimato dos pacientes, e o formato da divulgação, com painéis analíticos, planilhas e séries históricas de casos.

De acordo com Fernanda Campagnucci, diretora-executiva da OKBR, é preciso reconhecer os esforços dos gestores públicos de cada Estado, uma vez que a transparência dos dados informados é fundamental para que pesquisadores e jornalistas possam ajudar os governos a monitorar a crise e mesmo contribuir com soluções.

“Esta avaliação busca apoiar os Estados e o governo federal na melhoria da transparência. Como o Ministério da Saúde publica dados muito agregados, e os Estados não observam os mesmos parâmetros de publicação, há muita variação entre eles, o que pode prejudicar a comparação e dificultar o planejamento da infraestrutura de saúde necessária para lidar com a crise”, afirma Fernanda Campagnucci. A avaliação da OKBR incidiu sobre os dados colhidos na manhã do dia 2 de abril, deverão ser atualizados semanalmente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Vereador oposicionista muda de lado em Triunfo

Edvaldo Lima, mais conhecido como “Nego Rico”, se filiou, hoje, ao PSB de Triunfo. Ele vinha sendo apontado por analistas políticos como o nome mais forte da oposição, no entanto, segundo ele, o grupo oposicionista inviabilizou sua candidatura. “Eles deram a entender que escolheriam um nome com mais condições financeiras, no caso, a suposta candidatura de Genildo da Água. Não guardo mágoas, mas não poderia permanecer em um grupo que me descarta como candidato apenas por falta de condições financeiras”.

Após esse impasse com a oposição, o vereador decidiu se filiar ao PSB, partido do prefeito João Batista e aliado do ex-prefeito Dr. Luciano, que tem como presidente na cidade o comerciante Junior do Bêco. A baixa representa um duro golpe na oposição triunfense.

João Batista comemorou o ingresso de Nego Rico no partido. “É um ótimo quadro da política triunfense, uma pessoa decente que sempre ajudou nas matérias importantes para Triunfo e enriquece muito o nosso partido”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Contas dos pobres: Marília pede exemplo baiano

A deputada federal Marília Arraes (PT) questionou, hoje, em suas redes sociais, se o Governo de Pernambuco irá, assim como o dos estados da Bahia e Ceará, zerar as contas de energia e água dos mais pobres nos próximos três meses.

O Governo do Ceará comunicou, na última terça-feira, que 534 mil famílias que pagam conta social de energia serão beneficiadas com esse abono. Na semana passada, o Estado anunciou a suspensão da conta de água para clientes de baixo consumo. A medida vale por três meses, entre abril e junho.

Já o governador da Bahia fez o comunicado ontem. Segundo Rui Costa, a medida será adotada nos próximos três meses e deve atingir 860 mil pessoas em todo o estado.

“Governos do Ceará e da Bahia vão pagar luz e a água dos mais pobres nos próximos 3 meses. O Governo de Pernambuco fará algo nesse sentido? Até agora não sabemos”, disse Marília em seu questionamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/04


2020

Guilherme Coelho assume presidência da Abrafrutas

Em uma videoconferência na tarde de ontem, membros da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados se reuniram para eleger e dar posse a nova diretoria da entidade. Guilherme Coelho, que já ocupava o cargo de vice-presidente, encabeçou a nova chapa e foi eleito presidente da Abrafrutas, para os próximos três anos. 

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o deputado estadual por São Paulo, Frederico D’Avila, e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, estavam entre as autoridades presentes na reunião virtual – modalidade adotada em virtude da pandemia e consequente limitações de trânsito e contato interpessoal. Para a ministra, a fruticultura tem um papel indispensável para o país, especialmente no momento atual. “A Abrafrutas é o carro chefe desse setor e nós estamos aqui para ajudar, dialogar e cada vez mais avançarmos em nossa caminhada para tornar o Brasil o pomar do mundo”, destacou Cristina.

Em seu discurso de posse, o novo presidente reforçou a necessidade de se construir um replanejamento estratégico da fruticultura no país, especialmente pelo atual cenário socioeconômico. Guilherme Coelho convocou ainda os produtores de frutas para uma força tarefa em não deixarem faltar fruta na mesa do consumidor. “Nós estamos dentro do grupo de serviços essenciais, serviços estes que não podem parar. O agro está dando um recado a população, o Agro está dizendo: Fiquem vocês em casa que nós estamos aqui trabalhando para que não falte alimento”, disse Coelho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha