FMO janeiro 2020

08/04


2020

Uma leitura imprescindível

Por Diana Câmara*

A leitura diária do Blog do Magno é algo que costumo classificar como imprescindível. Faz parte da rotina de muitos pernambucanos que, assim como eu, não dispensam as atualizações sobre a política pernambucana, local e nacional. Inovador, Magno se tornou referência pelos projetos que assumiu ao longo da sua profissão e com o Blog não foi diferente.

Teve a visão de enxergar a oportunidade no jornalismo digital quando muitos ainda não sabiam como seria e funcionaria a plataforma. O mesmo está fazendo agora ao, pela primeira vez na história do jornalismo brasileiro, criar o jornal digital O Poder.

Sua perspicácia e inteligência dão um toque especial ao Jornalismo feito com tanto amor por Magno, diariamente. Ele não abre mão de nos manter atualizados e, para isso, dedica sua vida.

Tenho o privilégio de ter um espaço semanal no Blog com as colunas sobre o Direito Eleitoral e sou grata pela sua amizade, parceria e profissionalismo.

Que o Blog do Magno e todas as ferramentas de comunicação relacionadas a ele conquistem ainda mais sucesso pela frente.

Parabéns, Magno.

*Advogada e articulista do Blog do Magno


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

08/04


2020

Mendonça pede revisão da portaria que prejudica comércio

O ex-ministro Mendonca Filho defendeu que o governador Paulo Câmara mude a portaria da Secretaria da Fazenda que exclui as atividades de comércio de combustíveis, varejo e lojistas de shoppings dos benefícios concedidos pelo decreto estadual anunciado pelo Governo, prorrogando os prazos relativos ao cumprimento de obrigações tributárias e contestações, suspensão de execuções fiscais e notificações de débitos.

"Logo após o governador assinar um decreto liberando o prazo de envio das obrigações acessórias do ICMS até o fim da pandemia, o Governo voltou atrás por decisão da Secretaria da Fazenda. É uma medida que vai na contramão da preservação da atividade econômica. Precisamos garantir as vidas e os empregos dos pernambucanos", afirmou Mendonça Filho.

Segundo Mendonça, a decisão de suspender essas obrigações para aliviar o sufoco pelo qual estão passando os empreendedores é louvável. Mas, deixar de fora do benefício setores importantes da economia é uma medida equivocada e sem sentido. No Decreto, o Governo prorrogou para 30 de junho os prazos vencidos a partir de 21 de março de 2020, relativos ao cumprimento de obrigações tributárias acessórias previstas na Legislação Estadual e à contestação do débito constante.

Mendonça lembrou que o Governo argumentou ser o decreto foi baseado em estudos para enfrentamento aos efeitos da pandemia na economia. "Não é possível que esses estudos mostrem que setores como comercio de combustíveis, varejo e lojistas de shopping, que geram milhares de empregos, não sejam importantes a ponto de merecer tais benefícios! Sinceramente, gostaria de ter acesso a esses estudos", questionou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bonzinho, mas nem tanto. Cara chato.


Banco de Alimentos

08/04


2020

Magno é destemido, destemperado e desprendido

Por José Nêumanne Pinto*

Uma vez, meu colega de científico no Colégio Estadual da Prata, em Campina Grande, me falou de um tal de Magno Martins e de seu blog em Recife. Desde então, tenho acompanhado o "grande", como o chamo. E, às vezes, ele até me cita, ora vejam só.

O que me impressiona no editor deste blog são duas características que, conjugadas, produzem o que há de mais profícuo e atraente no bom jornalismo de verdade. Ele tem destemor.

Sim, não é meramente corajoso, mas destemido. E a isso adiciona uma certa pitada de destempero. Sim, somente um sujeito destemperado excede numa profissão que exige vocação, talento e desprendimento em graus exagerados.

Jornalista que não é exagerado, não fede nem cheira, deve mudar de ofício. Destemido, destemperado e desprendido, Magno Martins é um jornalista nota dez. E eu sou lá doido de tirar ponto de um sujeito que bate com tanta destreza como ele bate, eu, hein?

*Jornalista, colunista do Estadão, autor de vários livros, entre os quais “Tudo que sei sobre Lula” e dono de um canal no YouTube batendo a casa de 1 milhão de assinantes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

08/04


2020

Magno é um predestinado como previ

Por José Rodrigues*

Conheci Magno Martins quando ainda era estudante de Jornalismo no final da década de 70. Era um foca muito atrevido. Farejava notícias por onde andava.  Notei este fato ao conversar com ele, pois o meu faro jornalístico detectou de imediato a sua perspicácia, a sua sagacidade e, em especial, a sua linguagem escrita, acessível a todos.

Como nasci dentro da redação do Jornal A Voz do Sertão, pertencente ao saudoso Sigismundo Pinto, em Triunfo, cidade encravada nos rincões da Serra da Baixa Verde, notei que Magno tinha escolhido o caminho certo e antevi nele um grande futuro profissional.

Sempre o incentivei nesse caminho enviando-lhe notícias que se traduziram em furos de reportagem. Ao se diplomar, o seu caminhar foi rápido, como era a rapidez do seu raciocínio e o meu vaticínio se confirmou, pois tornou-se um jornalista brilhante, com renome nacional.

Tudo isto pelo fato de ter a política correndo nas suas veias, genética do seu pai Gastão Cerquinha. Apaixonou-se pela política, trilhando esta senda logo cedo, onde se sobressai e é respeitado pelo seu vasto conhecimento nesse campo, um autêntico guru pajeuzeiro, que se antecipa aos acontecimentos com suas previsões políticas.

Magno é um inovador, um verdadeiro Rei Midas da notícia, pois onde chega e toca ali se transforma em notícia. Ao lançar o seu programa radiofônico Frente a Frente, ainda tímido pelos resultados, incentivei-o a tocar o barco, pois seria o dono desse horizonte. Isto se transformou em realidade.

Ao comemorar nesta semana 14 anos do lançamento do seu Blog, parabenizo-o pelo pioneirismo e como precursor dessa modalidade aqui no Nordeste, sendo hoje um dos mídias digitais de notícias políticas mais acessadas e referenciadas do nosso Brasil. Parabéns, meu velho amigo Magno Martins, regozijo-me com o teu sucesso, com a tua tenacidade intransigente e com o teu jornalismo onde a ética se impõe junto com a notícia que divulgas.

10 de abril é a data do teu sucesso.

*Defensor público aposentado, advogado militante e grão-mestre do Grande Oriente Maçônico de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

As artimanhas de Mandetta

Por Cássio Rizzonuto

Os fatos estão se processando de maneira tão rápida que fica difícil acompanhá-los. Mas o pano de fundo geral continua sendo a forçosa tentativa de implantação de pauta comunista (com a vitória dos corruptos de sempre), nele atuando diversos personagens.

Na politização da pandemia do coronavírus, o partido Democratas, monitorado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, tenta emplacar o ministro Henrique Mandetta (Saúde), como candidato presidencial no distante 2022.

As forças de oposição que se unem contra Jair Bolsonaro congregam integrantes de instituições que deveriam ser preservadas e livres de partidarismo. O caldo só não entornou de vez, ainda, porque em tempo de internet e suas redes sociais grande parte da população se informa e observa com interesse o desmembramento das questões.

Já não se fala a respeito do fogo ateado à Amazônia, quando se tentou remover o presidente. Ninguém se recorda, também, do óleo derramado nas praias do Nordeste, que cessou de forma milagrosa. O drama, agora, muito mais sério, expõe vírus chinês no palco, louvando-se ações do mato-grossense do Sul, Luiz Henrique Mandetta.

O mesmo Mandetta que Bolsonaro trouxe para a composição de seu Ministério, resgatando-o de pântano indecoroso onde respondia a processos judiciais, sendo um deles por conta de enorme prejuízo causado aos cofres públicos, à época em que respondia pela Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, Capital do MS.

Mandetta, hoje considerado santo pelos iludidos de sempre, é investigado “por crimes relacionados à aquisição e instalação do Gerenciamento de Informações Integradas de Saúde (Gisa)”. Isso aí custou aos cofres públicos R$ 10 milhões, mas, segundo auditoria da CGU, meteu-se a mão em R$ 6 milhões! Mandetta é cobra criada.

Não se vá propagar ser essa a razão pela qual Rodrigo Maia, que deseja ser candidato a vice-presidente na chapa de qualquer um que possa ganhar, apoia Mandetta. Como Bolsonaro bloqueou a roubalheira e o desperdício do dinheiro público, os corruptos habituais querem removê-lo do cargo a qualquer preço. Desejam tudo como antes.

O que muitos não percebem é o duplo jogo do ministro: ele é contra o emprego da hidroxicloroquina, embora especialistas e cientistas já a defendam abertamente (existem opiniões divergentes, mas o medicamento tem salvado vidas). O ministro, sem dúvida, ocupou espaços importantes em sua atuação e já se sente forte para confrontar Bolsonaro.

No processo de desvio de recursos financeiros públicos de sua gestão em Campo Grande (MS), o Ministério Público Federal -MPF - ajuizou duas ações  de improbidade administrativa na Justiça Federal, denunciando 24 pessoas, mais Henrique Mandetta e o ex-prefeito da Capital, Nelson Trad Filho (MDB), o Nelsinho (hoje senador), seu primo.

O problema é que a tentativa de afastar Bolsonaro é tão explícita que dói na vista. E parte considerável da população está percebendo. Ela envolve integrantes de diversas instituições, figurões contrariados por não disporem atualmente do fácil acesso de sempre aos cofres públicos da União.

A falta do dinheiro público tem causado enorme contrariedade aos afanadores. Quando passar a fase mais aguda da pandemia, veremos pipocar escândalos em muitos estados com a subtração de recursos destinados a medidas de controle sanitário. Nossos homens públicos nunca aprendem. Mandetta, é fato, imagina-se apto a dar o pulo do gato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Quem chama o nosso Mito de bozo Queima a Rosca.

Jovelina Maria de Brito

com um curriculum desses bozo chama pra ministro?


O Jornal do Poder

08/04


2020

O bom exemplo que vem de Salvador


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

08/04


2020

Moacyr Franco parabeniza meu blog

Bastou apenas uma entrevista no Frente a Frente, há três anos, para eu conquistar a amizade do cantor Moacyr Franco, de quem sou fã de carteirinha desde que me entendo de gente. Há um mês, quando fez um belíssimo show no teatro Riomar, no Recife, ele me surpreendeu. Entre uma canção e outra, fez generosas referências a meu respeito e ainda pediu ao público uma salva de palmas para mim. Ontem, ao invés de escrever, o astro nacional do romantismo, da verdadeira música de qualidade, preferiu me enviar um vídeo. Confira!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

08/04


2020

O que me cativa em Magno é sua veia poética

Por Sebastião Dias*

O Blog do Magno faz parte dos segmentos Políticos, Socioeconômico e cultural do Nordeste e do Brasil.

No entanto, faço questão de parabenizar esse bravo guerreiro das trincheiras poéticas do Pajeú, que apesar de residir e desfrutar das belezas litorâneas, jamais recusou-se em adentrar os longínquos sertões nordestinos e sentir de perto os clamores causados pela seca ou as transformações que o inverno nos proporciona quando renova as esperanças e a vida da nossa querida gente!

Que vibra, aplaude e chora emocionado ao som das nossas violas sertanejas e dos improvisos dos seus irmãos cantadores.

Esse homem simples, que como ninguém, sabe compartilhar a perda dos entes queridos transformando-a em notícia, embora triste para dividir com seu público nossas tristezas e as nossas saudades!

Defensor ferrenho dos nossos costumes e da cultura popular, seja por suas obras escritas ou pela dimensão que dá através do seu blog e do seu programa Frente a Frente. E foi com essa sensibilidade poética de sertanejo forte que em 1986 quase lotou uma aeronave com artistas do seu querido Pajeú: repentistas, inclusive eu, sanfoneiros, zabumbeiros, declamadores e tantos outros.

E nos levou para Brasília com a finalidade de mostrar nos palácios e nas mansões do DF a importância dos valores culturais do "país da cantoria", como assim dizia o saudoso poeta, professor e advogado Zé Rabelo.

*Prefeito de Tabira, poeta dos bons e repentista valente do meu Pajeú


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

08/04


2020

Ipojuca desrespeita regras de contenção ao coronavírus

Enquanto governos e autoridades sanitárias de todo o mundo ressaltam a importância do isolamento social para a contenção do novo coronavírus, a Prefeitura do Ipojuca promoveu, hoje, uma aglomeração de pessoas na quadra no município. De acordo com a população, o governo municipal anunciou distribuição de peixes aos ipojucanos.

Com luvas e máscaras, funcionários da prefeitura chegaram a organizar a estrutura para a distribuição dos pescados. No entanto, os servidores precisaram cancelar a entrega dos alimentos, pois a empresa responsável pelo fornecimento não conseguiu entregar os insumos a tempo. O representante da fornecedora, José Carlos, informou que a entrega precisou ser adiada devido a um acidente com o caminhão que transportava o peixe.

Ipojuca é um dos maiores municípios de Pernambuco, situado na Região Metropolitana do Recife, onde os números de casos do coronavírus avança com rapidez.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Intervenção em Goiana pode não prosperar

Em sessão virtual realizada de 20 a 26 de março, o Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, julgou procedente a ADI 2917, proposta pela Procuradoria Geral da República (PGR), para declarar a inconstitucionalidade do art. 91, inciso V, da Constituição do Estado de Pernambuco que prevê a possibilidade do Estado intervir no município quando ‘ocorrer prática de atos de corrupção e improbidade nos Municípios’.

Acolhendo a tese da PGR, os ministros do STF entenderam que o referido dispositivo é incompatível com o artigo 35 da Constituição Federal, pois ali o legislador Constituinte foi claro quanto ao rol taxativo, das hipóteses em que o Estado pode intervir nos municípios. “No nosso entendimento, acertadamente, a Corte entendeu que o Constituinte Estadual inovou ao criar hipótese de intervenção não prevista em nossa Carta Magna”, comenta o advogado eleitoral, Emílio Duarte, acrescentando que o STF acertou na medida em que preserva o Pacto Federativo, princípio fundamental da República Federativa do Brasil, art. 1º da CF.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores