FMO janeiro 2020

29/02


2020

Coluna do sabadão

O herói da Coruja

O tropeço do Atlético mineiro frente ao Afogados, quarta-feira passada no Vianão, em Afogados da Ingazeira, deu um Upgrade ao futebol pernambucano, que vive um momento em baixa, com apenas um dos três principais times, o Sport, na elite nacional, o Clube dos 13. A boa nova, que sacudiu o País e projetou o Estado no território nacional, tem como símbolo uma Coruja, deusa da sabedoria, ancorada numa região inóspita, flagelada historicamente por ciclos de secas inclementes.

A Coruja, sensação que chacoalha o futebol estadual e enche os nordestinos de orgulho, não é obra apenas dos seus guerreiros e heroicos jogadores. Tem um patrono com roupagem heroistica também, que apostou na ideia, deu régua e compasso à maestria do futebol sertanejo: o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB). É praticamente a Prefeitura que banca as despesas da manutenção do clube ao lado de poucos parceiros da iniciativa privada, que ele também foi buscar com o seu prestígio.

Patriota encontrou a terra arrasada tão logo foi eleito, mas aos poucos modernizou o estádio, hoje com um dos melhores gramados do Estado, investiu em arquibancada e na estrutura geral da sede esportiva e seu próxima passo será a construção do segundo espaço de arquibancada. Outro grande investimento, para atender as exigências da Federação Pernambucana de Futebol, foi a iluminação, elogiada por todos os clubes visitantes e a própria FPF.

O prefeito administra o dia-a-dia das finanças do time, se preocupa até com as refeições dos atletas, além da logística envolvendo as viagens e hospedagens da delegação. A medida que o time, criado há seis anos, foi se projetando, galgando posições de destaque no certame estadual, Patriota passou a cumprir outros papéis de interlocução, a ponto de, pessoalmente, se envolver como torcedor, as vezes na geral, outras na arquibancada, não faltando a nenhum jogo da Coruja fora do município.

Dentro e fora das quatro linhas, termo bem batido utilizado pelos cronistas esportivos, Patriota, faça-se justiça, foi um grande guerreiro do bom combate, lutou até o fim com as armas que estavam à sua disposição. Seu esforço, numa ação silenciosa, longe dos holofotes da mídia, abre um novo paradigma no futebol brasileiro. É digno de elogio.

Compesa às moscas – Com apenas sete meses à frente da Compesa, a presidente Manuela Marinho já está de férias. Emendou o carnaval e só deve aparecer na empresa após a primeira semana de março. Com processo de abertura de capital em andamento, obras importantes paralisadas e modelo de gestão sem nenhum monitoramento, a estatal sofre duros golpes em sua governança e padece sem sua principal executiva, que mesmo sem completar o período aquisitivo de um ano, já usufrui deste benefício. Se não for ilegal é no mínimo imoral. A quem interessa esse desmantelamento de uma das melhores empresas de saneamento do País em ano eleitoral?

Crise cearense – O Ceará enfrenta uma crise na segurança pública sem precedentes, motivada pelo motim de policiais militares do Estado. Desde o início do movimento, o Estado registrou mais de 190 homicídios e 43 policiais militares foram presos por deserção. Conforme decisão judicial expedida na quinta-feira passada, os policiais permanecerão detidos. Eles foram presos no sábado (22) por faltarem a uma convocação de trabalharem na Operação Carnaval. O Governo, apesar dos petardos do ex-ministro Ciro Gomes, ferindo de morte o presidente Bolsonaro, estendeu por mais uma semana a manutenção das tropas federais no Estado.

Denúncia contra PMS – Por falar no Ceará, o Ministério Público Federal deve apresentar denúncia contra os policiais militares que estão amotinados com base na Lei de Segurança Nacional. Dois procedimentos investigatórios criminais já foram abertos neste sentido e tramitam, simultaneamente, em Fortaleza e Sobral. O último apura fatos ligados aos disparos feitos por PMs contra o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE), na semana passada. Os dois procedimentos ainda estão na fase inicial, de instrução. A expectativa do MPF-CE é de que ambos sejam transformados em denúncias em breve.

Que ajuda ele deu? – Embora não tenha movido uma palha em favor da Coruja, nem arranjado sequer um patrocinador para ajudar na manutenção do clube, o deputado João Campos (PSB), majoritário em Afogados da Ingazeira, explorou politicamente o sucesso do time afogadense frente ao Atlético mineiro pelas redes sociais. Aliado do prefeito José Patriota, que encheu o seu balaio de votos no município, ainda está em tempo do parlamentar mostrar que tem prestígio e força para levar a Coruja a voar mais alto, garantindo uma forma de contribuição.

CURTAS

ATO CRIMINOSO – A Polícia Civil está investigando o autor de uma postagem em rede social de uma notícia falsa sobre “casos confirmados” de coronavírus no Recife. A Prefeitura prestou queixa, ontem, contra uma pessoa que divulgou que a cidade “já teria 61 ocorrências” de Covid-19, doença causada pelo novo vírus. Na verdade, no Estado, segundo a Secretaria de Saúde, foram notificados apenas seis possíveis casos suspeitos do vírus. Três deles, reconhecidos pelo Ministério da Saúde, já foram descartados. Outros três seguem sob investigação, como “possíveis suspeitos”.

NO PÉ DA CORUJA – Meu amigo José Carlos, diretor das rádios Grande Serra FM 90,9, em Araripina, e Grande Serra FM 101,3, em Ouricuri, ficou tão entusiasmado com a vitória da Coruja frente ao Atlético mineiro que já está cuidando da logística para transmissão do jogo da terceira etapa do time na Copa Brasil diante da Ponte Preta, mesmo sem saber ainda se o primeiro embate, na próxima quarta-feira, se dará em São Paulo ou em Afogados da Ingazeira. “Vamos levar nossas equipes até Campinas para acompanhar a Coruja, para deixar nossos ouvintes bem informados”, diz ele.

BATENDO DURO – Dos pré-candidatos da oposição a prefeito do Recife, o único que tem batido duro na gestão Geraldo Júlio é Mendonça Filho, do DEM. Para ele, o modelo socialista na capital se esgotou, a ponto de Recife perder até para Teresina na qualidade do ensino. “A população não aguenta mais o PSB dominando a cidade, ditando regras para as próximas eleições, traçando e definindo quem deve disputar o quê. Essa equação que quer eleger João em 2020, Geraldo em 2022 e que eleva o poder até 2038 contraria a tradição democrática de Pernambuco”, afirma.

Perguntar não ofende: Brasília vai pegar fogo na próxima semana com a volta do Congresso e o início do ano legislativo?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

IPTU Cabo

28/02


2020

Contas de luz terão bandeira verde em março, sem taxa extra

Por Estadão Conteúdo

As contas de luz terão bandeira verde no mês de março, anunciou há pouco a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ou seja, sem taxa extra nas tarifas de energia para os consumidores. Em fevereiro, a bandeira também foi verde.

Segundo a Aneel, a previsão para março é de manutenção das condições de chuva de fevereiro, quando os principais reservatórios de hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN) apresentaram recuperação de níveis em razão do volume de chuvas próximo ao padrão histórico do mês.

“A previsão para março é de manutenção dessa condição hidrológica favorável, o que aponta para um cenário com elevada participação das hidrelétricas no atendimento à demanda de energia do SIN, reduzindo a necessidade de acionamento do parque termelétrico”, disse a Aneel em nota.

A agência ainda aponta que essa perspectiva refletiu-se na redução do preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e dos custos relacionados ao risco hidrológico (GSF).

No sistema de bandeiras tarifárias, em vigor desde 2015, a cor verde não tem cobrança de taxa extra, indicando condições favoráveis de geração de energia no País. Na bandeira amarela, a taxa extra é de R$ 1,343 a cada 100 kWh consumidos.

Já a bandeira vermelha pode ser acionada em um dos dois níveis cobrados, dependendo da quantidade de termelétricas acionadas. No primeiro nível, o adicional passa a ser de R$ 4,169 a cada 100 kWh. No segundo nível, a cobrança extra será de R$ 6,243 a cada 100 kWh.

As bandeiras tarifárias indicam o custo da energia gerada e possibilitam o uso consciente por parte dos consumidores. Antes do sistema, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa, com incidência da taxa básica de juros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/02


2020

Número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil vai a 182

Do Terra - Por Reuters

O número de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus no Brasil subiu para 182, um aumento de 50 em relação ao total da véspera, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

Apesar do aumento no número de casos suspeitos, o país segue com apenas uma confirmação.

São Paulo continua sendo o Estado com mais casos suspeitos, 66 agora, em comparação a 55 na quinta-feira. O Rio Grande do Sul também continua como o segundo Estado nessa estatística, com 27 suspeitas, seguido por Minas Gerais, com 17. Outros 13 Estados têm pelo menos um caso suspeito

Ao todo, já foram descartados 71 casos inicialmente suspeitos pelo Ministério da Saúde.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira, a partir da próxima semana o ministério listará também o que será chamado de casos prováveis.

Isso será aplicado a pessoas que apresentem sintomas de doença respiratória e tenham tido contato com casos confirmados de infecção pelo coronavírus.

"Caso este caso apresentar características clínicas, radiológicas compatíveis com a doença respiratória do coronavírus, não será nem necessário realizar o teste laboratorial específico, a gente confirmará por critério clínico e epidemiológico", disse Oliveira.

Nesta sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou o risco de disseminação e impacto global para "muito alto".

Mais de 80 mil pessoas foram infectadas em todo o mundo pelo novo coronavírus, a grande maioria na China, assim como as cerca de 2.800 mortes pela doença.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

28/02


2020

Congresso dialoga com governo para arrefecer ânimos

Por Jornal Nacional

Tanto o presidente da Câmara, quanto o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, estão dialogando com interlocutores do governo sobre a necessidade de, mais uma vez, arrefecer os ânimos e pacificar a relação do Executivo com o Legislativo. Os congressistas também esperam gestos de paz por parte do governo.

Além das críticas, o vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro gerou mal-estar com os parlamentares. Os atos foram convocados para protestar contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal. Mas, agora, um movimento começa a tentar distensionar os ânimos.

O primeiro aceno de boa vontade veio de longe. Em Madri, onde teve encontros com empresários, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, falou numa mensagem publicada em rede social da confiança no Congresso, mesmo no contexto de crise política no ambiente das redes sociais.

“Em conversas com investidores em Madri, falei do quanto temos defendido com muita força a agenda de reformas no Parlamento brasileiro. Estou muito confiante no Parlamento, mesmo com toda a crise política, com o novo momento da política nas redes sociais. Existe compreensão de que o país precisa dessas reformas. Volto a repetir: a gente precisa reformar o estado, garantir melhores serviços, principalmente nas áreas essenciais e com leis mais modernas. O Brasil precisa garantir segurança jurídica para que o setor privado possa investir. Então, o que cabe ao parlamento em apoio ao governo: trabalhar, debater, aprovar as propostas para que a gente possa dar uma sinalização forte de que o Brasil está no rumo correto”.

E esse é um sinal do que já vem sendo construído nos bastidores como antecipou o blog do jornalista Valdo Cruz, do G1. Tanto o presidente da Câmara, quanto o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, estão dialogando com interlocutores do governo sobre a necessidade de, mais uma vez, arrefecer os ânimos e pacificar a relação do Executivo com o Legislativo. Os congressistas também esperam gestos de paz por parte do governo.

Num discurso para empresários, em Santa Catarina, o vice-presidente, Hamilton Mourão, também lembrou vídeos divulgados em redes sociais que acirram o ambiente político e afirmou que ninguém está atentando contra a democracia, mas reconheceu a delicadeza do momento.

“Os mares não estão tranquilos porque vídeos são divulgados, redes sociais se encandeiam, assim, as pessoas, muitas vezes, não raciocinam sobre aquilo que estavam escrevendo, que estão discutindo, emoções são colocadas à flor da pele, e parece que nós vivemos num eterno turbilhão. E esse eterno turbilhão tem que ser superado com a nossa visão de fazer do Brasil a mais vibrante e mais próspera, aí quero deixar muito claro, democracia liberal do hemisfério sul. Aqui, ninguém está atentando contra a democracia. Isso tem que ficar muito claro”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/02


2020

Policiais militares continuam amotinados no Ceará

Por Estadão Conteúdo

Após quatro reuniões na sede do Ministério Público do Ceará, a comissão formada pelos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado, além de representantes dos policiais militares, não entrou em acordo para pôr fim à paralisação de PMs, que seguem amotinados no 18º Batalhão, em Fortaleza, há 11 dias.

Segundo a comissão, para dar continuidade às negociações, os PMs exigiram a presença do ex-deputado federal Cabo Sabino e da líder das mulheres dos policiais, identificada como Nina, que participam do movimento, na roda de negociações. O pedido foi negado por unanimidade. De acordo com o procurador-geral de Justiça cearense, Manuel Pinheiro, a justificativa é de que o ex-deputado tem um mandado de prisão em aberto por ter liderado os motins. “Nós, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, não nos sentimos à vontade de sentar à mesa com uma pessoa nesta condição”, afirmou Pinheiro.

Um dos pontos discutidos na reunião foi a anistia dos policiais militares que participam dos motins. Pinheiro esclareceu que a comissão não tem o poder de decidir por anistia criminal, mas sim pela anistia administrativa, que também foi negada. Cada agente responderá apenas pelo crime que cometeu.

Agora, a Ordem do Advogados do Brasil, seção Ceará, junto com a Defensoria Pública do Estado, vai se reunir com os PMs no 18º BPM para buscar um novo interlocutor. Após escolha, as negociações serão retomadas.

Para garantir a segurança pública do Ceará, 2,8 mil homens do Exército e da Força Nacional circulam pelas ruas de Fortaleza, da região metropolitana e do interior.

Nesta sexta-feira, 28, o presidente Jair Bolsonaro decidiu prorrogar o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará por mais uma semana, até o dia 6 de março.

A paralisação dos PMs fez aumentar a criminalidade em todo o Estado. Os últimos dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública confirmam que 170 pessoas foram assassinadas entre a quarta-feira, 19, e a segunda-feira de carnaval. Os motins dos PMs começaram no último dia 18 de fevereiro. Ao todo, 230 policiais respondem a processos administrativos e não receberão o salário por 120 dias a partir de fevereiro. Os agentes podem ser expulsos da corporação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

28/02


2020

Na inauguração do Empório de Olinda

Vim prestigiar a inauguração da filial do Empório Sertanejo em Olinda, do meu amigo Toninho Neto, também proprietário da banda Forró do Miúdo. Fica na Rua José Augusto da Silva Braga, 816, em Bairro Novo. Aqui, encontrei o próprio Toninho recepcionando seus convidados, como o delegado especial Ariosto Esteves e Geraldinho Cisneiros. Uma casa top que se abre para melhorar a qualidade da vida noturna de Olinda.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

28/02


2020

Penambuco investiga cinco possíveis casos de coronavírus

Por G1 - PE

Pernambuco investiga cinco possíveis casos suspeitos de coronavírus. A informação foi divulgada na tarde de hoje, pela Secretaria Estadual de Saúde, em coletiva na Zona Oeste do Recife. Segundo o governo, houve um aumento de quatro registros em relação ao boletim da quinta-feira (27). Cinco ocorrências foram descartadas, contando com as duas já divulgadas na manhã desta sexta.

Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu para três casos sob investigação no estado. Também nesta sexta, o governo federal divulgou que reconheceu 182 casos suspeitos, sendo cinco em Pernambuco.

Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Dois dos quatro novos casos descartados pela secretaria estadual eram de pessoas que tiveram contato com um homem de 24 anos, que viajou para a Itália e que teve resultado de exame laboratorial positivo para a Influenza-A (H1N1).

De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde, isso serve para afastar a suspeita de coronavírus. O paciente também teve exame negativo para o novo vírus, de acordo com resultado feito pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

"O paciente de 24 anos tinha desencadeado essas outras duas notificações. Como a suspeita sobre ele caiu, automaticamente, não há mais a suspeitasobre quem teve contato com ele", afirmou o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo, durante a coletiva.

Ações

O secretário André Longo afirmou, ainda, que o governador Paulo Câmara (PSB) decidiu enviar ao Poder Legislativo um projeto de lei, em caráter de urgência, que pretende aumentar em 120 o número de vagas para profissionais de infectologia e de enfermagem no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), unidade de referência para onde estão sendo levados os pacientes com suspeita da doença.

"O governador autorizou o projeto de lei para que a gente possa ampliar o quadro de vagas de profissionais da Universidade de Pernambuco (UPE), para ampliar a capacidade de atendimento do hospital, que é a nossa principal referência no tratamento de doenças infecciosa no estado. A ideia é que possamos ampliar, inclusive, o número de leitos à disposição para o setor de doenças infecciosas, ainda no mês de março", declarou André Longo.
Além disso, o secretário informou que foram repassados R$ 120 mil para o Huoc e o mesmo valor para o Hospital Correia Picanço, também na capital, referência para o atendimento do público infantil.

O valor será utilizado para a compra de insumos e equipamentos de proteção individual (EPI). A secretaria informou que está realizando uma compra emergencial de insumos para manter sua rede preparada e abastecida para os possíveis atendimentos à população. Esse processo terá um investimento de cerca de R$ 1 milhão.

Pacientes

De todos os pacientes que estavam internados no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no Centro do Recife, apenas um segue internado. É o caso de um homem de 37 anos, que viajou para a Itália e chegou a Pernambuco no dia 20 de fevereiro.

"Todos os outros pacientes seguiram para isolamento domiciliar, como já vem acontecendo em São Paulo. Não é algo que a secretaria inventou, mas algo que é previsto e que, de acordo com o protocolo, é mais benéfico para o tratamento desses casos e contenção do contágio", disse o responsável pelo setor de infectologia do HUOC, o infectologista Demétrius Montenegro.

Confira a íntegra aqui: Pernambuco tem cinco possíveis casos suspeitos de ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

28/02


2020

Turistas se encantam com a cultura de Arcoverde

Um grupo de turistas paraibanos viveu uma experiência rica em conhecimentos na região de Arcoverde, o Portal do Sertão pernambucano. Organizada pelo Sesc João Pessoa, a comitiva foi recepcionada pela equipe do Sesc Arcoverde para uma programação de quatro dias, durante o período do Carnaval. Os integrantes do grupo puderam conhecer um pouco da história cultural e artística da região.

O sábado, dia 22, primeiro dia da excursão, foi marcado pela chegada a Arcoverde, uma visita à Terra da Misericórdia, lugar religioso mantido pelo do CEDEC – Centro de Educação e Desenvolvimento Comunitário presidido pelo Padre Adilson Simões. À noite, teve muita diversão no cortejo da Troça do Zé Pereira, pelas ladeiras do São Geraldo até o encontro de troças e blocos tradicionais do Carnaval de Arcoverde.

O Parque Nacional do Catimbau, em Buíque, foi o destino da manhã do domingo, dia 23. Lá, o grupo conferiu as riquezas do sítio arqueológico e participou das trilhas do Cânion e da Igrejinha. À tarde, em Arcoverde, os integrantes assistiram ao desfile oficial da Folia dos Bois, no Boiódromo da Praça da Bandeira, que reuniu troças de bois e ursos dos grupos Especial e de Acesso do Carnaval da cidade.

Na segunda-feira, dia 24, houve o Sesc Tour Cultural em Arcoverde. Na programação, os turistas puderam visitar as sedes da Orquestra Sertão, do Samba de Coco das Irmãs Lopes e do Samba de Coco Trupé. Também degustaram pratos típicos da culinária local. À tarde, o destino do grupo foi a cidade de Pesqueira. Lá, os turistas conheceram o famoso Castelo de Edvonaldo Torres e o Santuário de Nossa Senhora das Graças.

Venturosa, cidade que fica a 32 Km de Arcoverde, recebeu o grupo de turistas paraibanos na terça-feira, dia 25. Lá, o ponto turístico visitado foi o Parque da Pedra Furada, onde foi realizada uma trilha ecológica numa das paisagens mais bonitas da região. De volta a Arcoverde, todos prestigiaram o segundo dia do desfile da Folia dos Bois, no Boiódromo da Praça da Bandeira.

O retorno a João Pessoa se deu na quarta-feira de Cinzas, dia 26. “Proporcionamos aos nossos vizinhos paraibanos uma programação marcada pela cultura de nossa região, tão rica em tradições artísticas, arqueológicas e de devoção. Temos a certeza de que esta viagem ficará marcada na vida de cada um dos participantes”, ressalta Pedro Brandão, turismólogo do Sesc Arcoverde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

28/02


2020

Desemprego fica em 11,2% em janeiro

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, hoje, os primeiros números do ano sobre o mercado de trabalho. A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,2% no trimestre encerrado em janeiro, atingindo 11,9 milhões de pessoas, segundo a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua).

Em relação trimestre encerrado em janeiro de 2019, quando a taxa foi de 12%, houve queda de 0,8 ponto percentual. Já em relação ao trimestre encerrado em outubro, o recuo foi de 0,4 ponto percentual.

Na comparação com o trimestre encerrado em dezembro, entretanto, quando a taxa foi de 11%, houve alta de 0,2 ponto percentual – o primeiro avanço desde o trimestre encerrado em março do ano passado. O IBGE, no entanto, só considera comparáveis os resultados de um mesmo trimestre e de 3 meses de intervalo.

O resultado ficou ligeiramente abaixo da mediana das projeções de 32 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data, de alta para 11,3%. As projeções colhidas iam de 10,8% a 11,9% para o período.

Tanto na comparação com o trimestre anterior, terminado em outubro, quanto com o mesmo trimestre do ano passado, houve queda da população desocupada. Eram 12,625 milhões em janeiro e 12,367 milhões em outubro. Agora, o número de desempregados foi estimado em 11,913 milhões. No 4º trimestre de 2019, o número de desempregados, no entanto, foi de 11,6 milhões.

O país tem hoje 2 milhões a menos de desempregados do que tinha em abril de 2017, quando foi registrado o maior nível de desocupação da história (13,6%). Entretanto, ainda são 5,6 milhões de desocupados a mais do que em janeiro de 2014, quando foi registrada a menor taxa de desocupação (6,4%).

De acordo com a gerente da pesquisa, Adriana Beringuy, a queda do desemprego em relação ao trimestre anterior se deu em função do aumento da população fora da força de trabalho, ou seja, pessoas que não estão procurando emprego e nem trabalhando. Na comparação com o trimestre terminado em outubro, houve alta de 1,3%, o que equivale a um contingente de 873 mil pessoas.

O aumento da inatividade é comum em meses de janeiro, em função das férias escolares, mas foi a maior expansão já registrada para trimestres encerrados em janeiro, segundo o IBGE. Com isso, o total de pessoas fora da força de trabalho chegou a 65,733 milhões – patamar recorde desde o início da pesquisa, no primeiro trimestre de 2012. Há 1 ano, eram 65,277 milhões.

Segundo Adriana, as pessoas fora da força de trabalho são aquelas que não procuram trabalho, mas que não se enquadram no desalento. "Ela não desistiu depois de procurar, ela simplesmente não quer tomar uma providência efetiva para se ocupar, seja por motivo de férias ou qualquer outro motivo, não está disponível para trabalhar", observou.

"É muito cedo ainda pra gente afirmar que as pessoas vão se retirar do mercado de trabalho. Temos um efeito sazonal muito forte interferindo nesses dados", ponderou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores