O Jornal do Poder

23/09


2020

MPE pede condenação de Josué Mendes em Agrestina

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

O Ministério Público Eleitoral fez uma representação contra o pré-candidato do PSB à Prefeitura de Agrestina, Josué Mendes, sob a alegação de que o postulante "de forma dolosa, beneficiou-se de propaganda eleitoral antecipada para as eleições municipais de 2020". Na ação, movida na última segunda-feira (21), o promotor de Justiça Leôncio Tavares Dias pede que Mendes seja multado em R$ 25 mil "em razão da dimensão da ilicitude, que perdurou durante todo o dia 10 de março de 2020".

Tavares também se refere a uma carreata e passeata que teriam ocorrido no último dia 11 de setembro "com a mesma maneira de execução, a saber, automóveis com reboques  de som e com paredões sonoros, veiculando músicas de propaganda com pedidos de votos e apresentação de candidatura, lançamento de  rojões de fogos de artifícios e uma multidão atrás do pretenso futuro candidato nas Eleições municipais de 2020 acima mencionado, percorrendo as vias públicas da cidade de Agrestina". O promotor anexou vídeos e fotos como provas.

Também no dia 11 de setembro, o representado, Josué Mendes da Silva, conseguiu virtual liminar judicial no processo no 0810560-88.2020.4.05.0000, em trâmite no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que suspendeu os efeitos de sua condenação, permitindo a sua candidatura à Prefeitura. Mendes foi prefeito entre 2001 e 2008 e tem o apoio do atual gestor de Agrestina, Thiago Nunes, que está preso desde o último dia 10 em consequência de ilicitudes na administração pública apontadas na terceira fase da operação Pescaria, deflagrada pela Polícia Federal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

23/09


2020

Patrícia denuncia abandono do Centro do Recife

No início da noite de ontem, a delegada Patrícia Domingos (Podemos), candidata a prefeita do Recife, denunciou um problema que se formou na capital pernambucana: o abandono do centro do Recife. Patrícia esteve no bairro de São José e constatou que, assim que começa a escurecer, as ruas no entorno, sem iluminação e cheias de lixo, ficam quase desertas. Grupos de jovens e adultos, em situação de risco social, se reúnem no coração da cidade para usar drogas, principalmente o crack.

Associado a isso, relatos de assaltos e violência também são constantes. Patrícia esteve no local e foi até a Catedral de São Pedro dos Clérigos, igreja colonial com mais de 290 anos, que é um dos principais pontos turísticos e de importância religiosa na capital.

A candidata alertou para o problema de segurança pública. “Uma rua sem iluminação é um convite para o crime. É inadmissível uma via que dá acesso a um dos mais importantes patrimônios históricos da cidade não ter iluminação pública”.

Tomando sua experiência em segurança, a delegada afirmou: “o Recife carece de medidas básicas de segurança, como iluminação pública e câmeras de monitoramento. A população não tem sequer o mínimo de suporte para se sentir segura”. Ela também disse que, em sua gestão, a segurança dos recifenses será prioridade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

23/09


2020

Bate papo da manhã analisa pesquisa no Recife

No “Bate Papo da Manhã”, programa que apresento todos os dias, no meu canal do YouTube, o assunto hoje foi a pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Opinião no Recife e divulgada por este blog hoje. Vale a pena conferir!

Para assistir ao meu programa diariamente, basta se inscrever no meu canal, o https://www.youtube.com/blogdomagno, e ativar as notificações clicando no sininho.

A propósito, minha gente, preciso que meu canal no YouTube cresça e apareça! Vamos ampliar essa corrente. Quem me segue aqui ou é amigo entre os cinco mil amigos e os 17 mil seguidores e ainda não se inscreveu no canal do meu blog vai lá, dá uma forcinha. Imprensa livre e independente se faz com a ajuda e a colaboração de quem gosta e se sente representado pelo nosso trabalho. Inscreva-se no link acima e indique para mais alguém.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Yves Ribeiro reúne aliados e pede união na campanha

O candidato à Prefeitura de Paulista pelo MDB, Yves Ribeiro, se reuniu, na noite da última segunda-feira, no Colégio Santa Joana, no bairro do Janga, com candidatos ao Legislativo municipal e lideranças políticas.

Às vésperas do início da campanha eleitoral – que acontecerá oficialmente no próximo domingo –, Yves fez um apelo pela unidade das forças políticas que dão sustentação à sua candidatura. "Vamos fazer uma corrente de união e esperança, levando nossa mensagem de compromisso com a mudança e moralização da máquina pública", pontuou.

O prefeiturável lamentou, ainda, a situação pela qual atravessa a gestão municipal, onde o prefeito Júnior Matuto (PSB) e colaboradores são alvo de investigações do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Segundo ele, isso se reflete na caótica situação dos serviços prestados pela prefeitura à população. Na ocasião, prometeu que – se eleito –, vai levar Paulista a um lugar bem melhor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Marília critica ausência de debates

A candidata do PT à Prefeitura do Recife, Marília Arraes, comentou, ontem, a decisão da TV Globo em restringir a participação nos debates a quatro candidatos.

Marília defende que o debate sobre o Recife, sobretudo em função de todas as dificuldades pelas quais a cidade vem passando, deve ser sempre o mais amplo e aberto possível, para que todos possam apresentar suas propostas e discutir a cidade. Ela espera que a emissora possa rever a sua posição, dando oportunidade para que todos participem. 

Ainda de acordo com Marília, o importante é que os principais meios de imprensa se coloquem à disposição para realizar seus debates, que possam contribuir com a discussão sobre o futuro da cidade.

Para ela, é importante também o compromisso dos candidatos em participar dos debates e cita como exemplo o primeiro debate que será o da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que já aponta candidatos que não confirmaram participação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Coluna da quarta-feira

Cenário confuso no Recife

A sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB) no Recife está zerada, conforme levantamento do Instituto Opinião abaixo, que voltou a fazer pesquisa para este blog com exclusividade depois de uma paralisação por causa da pandemia do coronavírus. Parceiro do blog já na quinta eleição, Joaquim Braga, dono da Opinião, com sede em Campina Grande, se ausentou porque sua empresa não trabalha com pesquisa por telefone.

Diante desta situação, recorri ao Instituto Potencial, da Bahia, que fez pesquisas por telefone no Recife, Jaboatão e Olinda, em cima deste vácuo deixado pela parceira paraibana. Mas desde que voltou a fazer pesquisas presenciais, o Instituto Opinião, que nos deu uma margem histórica de 99% de acertos ao longo dos últimos 14 anos, renovou nossa aliança e passamos a publicar apenas levantamentos sob a sua responsabilidade.

Neste primeiro cenário traçado, algumas constatações óbvias: os percentuais de intenção de voto são muito baixos entre os candidatos. Marília Arraes (PT), que aparece à frente, não tem 20%, o que, diga-se de passagem, é muito ínfimo. Com as duas máquinas, a do Governo do Estado e a da Prefeitura do Recife, moendo em seu favor, João Campos, por sua vez, não chega a 15%.

Nos cenários de segundo turno, Marília, embora apareça na frente de todos, não tem ainda a segurança de que emplaca a eleição, que vai depender de muitos fatores, entre eles o X da questão PT, partido desgastado pelos escândalos de corrupção na era Lula e Dilma e que, no Recife, não está no palanque dela, mas agarrado aos cargos nos governos Câmara e Geraldo. Uma vergonha, para não dizer um comportamento escandaloso e imoral.

Já João Campos, embora tenha o maior exército de partidos aliados pedindo voto em sua aliança, vai enfrentar o desgaste da gestão PSB no Recife, rejeitada por quase metade da população, segundo a pesquisa. Isso sem falar que passará a campanha inteira se explicando sobre as seis operações da Polícia Federal na Prefeitura gerida pelo se padrinho, o prefeito Geraldo Júlio, que ganhou o troféu de “Hexa” em operações da Federal.

A pesquisa mostra, também, que João tem adversários competitivos na disputa pela segunda vaga no segundo turno, isso levando em consideração que Marília está na frente e, teoricamente, estaria com vaga assegurada na disputa final. São igualmente fortes, pela ordem da pesquisa, Mendonça Filho, do DEM, e a delegada Patrícia Domingos, do Podemos. Aliás, João, Mendonça e Patrícia têm praticamente os mesmos percentuais e fica impossível, a esta altura, ainda sem campanha o start da campanha, que só será dado no próximo domingo, saber quem vai se distanciar de quem nessa competição.

Por fim, é possível concluir, também, que o apoio de Daniel Coelho e do seu partido, o Cidadania, não agregaram em nada à candidatura da delegada, que aparece, numericamente, abaixo de Mendonça. A eleição no Recife promete muitas emoções, mas neste primeiro retrato do Instituto Opinião é inegável de que os quatro principais postulantes– Marília, João, Mendonça e Patrícia – são japoneses, ou seja, iguais em densidade eleitoral.

Apareceu patrimônio – Desde ontem, já é possível vasculhar a vida econômica dos candidatos a prefeito e vereador. Quem cresceu ou decresceu patrimônio. Em Ipojuca, a galinha dos ovos de ouro em arrecadação própria, a oposição já bateu o olho na declaração da prefeita Célia Sales (PTB). Segundo foi constatado, a trabalhista confirmou ter bens avaliados em R$ 1 milhão, tamanho do crescimento de patrimônio em relação a 2016, quando declarou à justiça eleitoral, no ato de registro da sua candidatura, não dispor de nenhum bem que chegasse a esse valor obtido em três anos e meio no poder.

Voto pelo celular – O Tribunal Superior Eleitoral lançou edital a fim de estabelecer parcerias com empresas que desenvolvam um sistema de votação online que possa ser usado pelo celular e sem sair de casa. A tecnologia será testada na eleição deste ano, mas com candidatos fictícios e em 2020 o voto seguirá na urna eletrônica. A ideia do TSE é que alguns colégios eleitorais de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo tenham estandes para testar a nova ferramenta no primeiro turno, em 15 de novembro. O objetivo é buscar formas de reduzir o percentual de abstenção e de diminuir o custo para realização das eleições. As parcerias serão gratuitas. As empresas interessadas deverão manifestar interesse ao tribunal entre 28 de setembro e 1º de outubro.

Inelegível – O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro formou maioria para proibir o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) de se candidatar a cargos públicos até 2026, em julgamento de duas ações em que o prefeito é acusado de abuso de poder e prática de conduta vedada. Dos sete integrantes do Tribunal, seis votaram pela punição. Um integrante pediu vistas e deve emitir seu voto na sessão de amanhã. Crivella já anunciou que vai recorrer da decisão, depois que o julgamento for concluído. Ele pode levar a decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Crivella respondia às ações devido a dois eventos promovidos pela prefeitura às vésperas da eleição de 2018. As ações foram julgadas em conjunto.

Moro que se cuide – Em sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a ministra Maria Thereza de Assis Moura, corregedora-geral do Conselho Nacional de Justiça, mandou um recado para o ex-ministro Sérgio Moro. Afirmou que a quarentena de juízes que queiram disputar cargos públicos precisa ser discutida. “É muito importante que esse tema seja regulamentado”, disse. A magistrada lembrou que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, defendeu um prazo de oito anos para que um juiz esteja apto a disputar cargo público após deixar a toga. “Eu acho que o amadurecimento dessa matéria pelo Poder Legislativo é muito relevante e merece um tratamento”, destacou.

CURTAS

RECUOU – A ministra Ana Arraes, do Tribunal de Contas da União, revogou uma medida cautelar que suspendeu o contrato da PF (Polícia Federal) com a empresa Planet Labs por imagens de satélite. Na última sexta-feira, a própria ministra havia publicado despacho determinando a suspensão do contrato recém-assinado pela Polícia Federal com a empresa. Na decisão de suspensão do contrato, a ministra havia afirmado que análise preliminar de técnicos do TCU teria mostrado que “a aquisição das imagens contratadas, em tese, não agregaria vantagem alguma que já não fosse oferecida pelo monitoramento desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, ou mesmo gratuitamente por outras entidades, podendo, eventualmente, configurar prejuízo ao erário federal”.

BOA NOTÍCIA – Motoristas em todo o País terão mais tempo até precisar renovar suas licenças para dirigir. O projeto que amplia o prazo máximo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco anos para até 10 anos teve sua votação concluída, ontem, pela Câmara dos Deputados. O texto também permite acumular mais pontos antes de o infrator ter o documento suspenso pelas autoridades de trânsito, podendo chegar até a 40, dependendo do tipo de multa que receber - hoje o máximo são 20 pontos. Agora, só falta a sanção do presidente Jair Bolsonaro para se tornar lei.

Perguntar não ofende: Um prefeito com metade da população desaprovando a sua gestão tem condições de eleger o sucessor?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Pobre de direita um verdadeiro animal de duas patas.

Fernandes

ONU convoca o professor Lula para dar uma aula de como um chefe de estado deve discursar !!! Dia 24/09 - Quinta Feira. 10:00 HS

Fernandes

Bolsonaro acerta com centrão a volta da CPMF. Justificativa oficial será de que recursos ajudarão a bancar a desoneração da folha de pagamentos. Em 2015, Bolsonaro fez campanha contra o imposto que agora irá recriar

marcos

Como o advogado de Lula conseguiu R $ 237 milhões?

marcos

Boa era Dilma Jumenta do PT que estocava vento, saudava a mandioca e via em toda criança a imagem de um Cachorro.



23/09


2020

Marília tem frente apertada com 2º lugar indefinido

Na primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife feita pelo Instituto Opinião em parceria com este blog, logo após a realização das convenções, a candidata do PT, Marília Arraes, aparece na frente, numericamente, mas num quadro de quase empate técnico entre os demais candidatos, nesta ordem João Campos (PSB), Mendonça Filho (DEM) e Patrícia Domingos (Podemos). Os demais postulantes aparecem bem distantes, com percentuais abaixo de 3,5%.

Se a eleição hoje, Marília teria 19,1% dos votos, João Campos viria em seguida com 14,3%, um ponto a mais que Mendonça Filho, que aparece colado, com 13,5%. A delegada Patrícia pontuou com 12,5%, Marco Aurélio, do PRTB, 3,3%, Alberto Feitosa, do PSC, 2,3%, Thiago Santos, da Unidade Popular, 0,5%, Carlos Andrade Lima, do PSL, com 0,3%, Cláudia Ribeiro, do PSTU, 0,3%, e, por fim, Charbel Maroun, do Novo, com 0,1%. Brancos e nulos somam 19,6% e indecisos chegam a 14,2%.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é estimulado a lembrar o nome do seu candidato sem a lista disponível, Marília também lidera com 7,1%, João Campos vem em seguida com 5%, Mendonça e Patrícia aparecem empatados, com 3,9%. Marco Aurélio foi lembrado por 0,5%, Feitosa por 0,3%, Carlos Andrade Lima por 0,1%, Cláudia Ribeiro, por 0,1%, e Thiago Santos por 0,1%. Neste cenário, brancos e nulos representam 14% e indecisos sobem para 62%.

No quesito rejeição, o candidato do PSB está na frente. Dos entrevistados, 19,5% disseram que não votariam nele de jeito nenhum, seguido de Mendonça Filho, com 10,9% dos que afirmaram que não votariam nele de jeito nenhum. Depois, aparece Marilia, com um percentual de 5,4%. Em seguida, pela ordem, Alberto Feitosa, com 5,1%, Marco Aurélio, com 2,9%, Patrícia Domingos, com 2,6%, Charbel, com 2%, Carlos Andrade Lima, com 1,5%, Thiago Santos (0,9%) e Cláudia Ribeiro (0,6%). Ainda entre os entrevistados, 14% disseram que rejeitam todos os candidatos e 34,6% disseram que não rejeitam nenhum dos candidatos. 

2º TURNO: MARÍLIA BATE TODOS

O Instituto Opinião testou cenários de segundo turno com os candidatos mais competitivos. Marília Arraes aparece na frente de todos os adversários. No embate com João Campos, venceria com 36,9% dos votos contra 25,6%. Diante de Mendonça, o placar seria de 39,6% contra 28,9%. Já com a delegada Patrícia, Marília teria 39,4% e a delegada 30,1%.

A disputa com outros atores também foi testada. Num enfrentamento Mendonça x João Campos, o democrata venceria com 32,4% ante 30,6% do socialista. Já num cenário em que estivessem num segundo turno a delegada e João, ela venceria. Segundo o levantamento, Patrícia teria 33,1% e João 32,8%. Já numa disputa entre a delegada e Mendonça, a candidata do Podemos também ganharia. Teria 35,4% contra 28,9%.

O Instituto Opinião, que é de Campina Grande (PB), e tem parceria com este blog há 14 anos, com 98% de acertos, aplicou 800 questionários no Recife entre os dias 19 e 20 deste mês. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança estimado em 95%. A pesquisa está registrada na justiça eleitoral com o número de protocolo PE-01565/2020.

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

Estratificando a pesquisa, Marília tem suas maiores taxas de intenção de voto entre os eleitores com grau de instrução superior (26,3%), entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (21,3%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários (18,1%). Por sexo, 19,7% dos seus eleitores que declararam voto são mulheres e 18,4% são homens.

João Campos, por sua vez, tem concentração maior de eleitores entre os com grau de instrução até o 9º ano (20%), entre os eleitores jovens (18%) e entre os eleitores entre dois e cinco salários (16%). Por sexo, 15,8% dos seus eleitores que declararam o voto são mulheres e 12,3% são homens.

Mendonça Filho tem suas melhores indicações de voto entre os eleitores com renda superior a cinco salários (20,3%), entre os eleitores com grau de instrução até o 9º ano (16,1%) e entre os eleitores na faixa etária entre 35 a 44 anos (16,5%). Por sexo, 15,6% dos seus eleitores que declararam o voto são homens e 11,8% são mulheres.

Patrícia Domingos, por fim, tem suas taxas de intenção de voto maiores entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos (20%), entre os eleitores com grau de instrução superior (14,9%) e entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários-mínimos (13,4%). Por sexo, 15,1% dos eleitores que declararam o voto são homens e 10,4% são mulheres.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

O Instituto Opinião também levantou o grau de satisfação da população do Recife com as gestões do município, do Estado e da União. O Governo Geraldo Júlio tem aprovação de 47,4% dos entrevistados, enquanto 45,4% desaprovam.

O Governo Paulo Câmara tem desaprovação maior. Entre os entrevistados, 53,4% disseram que desaprovam e 37,5% afirmaram que aprovam. O Governo Bolsonaro, enfim, tem aprovação de 40,5% e desaprovação de 50,8%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Opinião volta a fazer pesquisa no Recife

Em razão da pandemia, que dificultou a realização de pesquisas presenciais, o Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), que tem uma parceria histórica de 14 anos com este blog, volta, hoje, a fazer levantamentos eleitorais no Recife e nos principais colégios eleitorais do Estado.

A meia noite, postaremos a primeira pesquisa sobre o quadro da sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Traz não apenas o retrato deste momento, uma semana após as convenções partidárias, mas também as projeções de segundo turno e a avaliação das gestões de Geraldo, Paulo Câmara e Bolsonaro.

O Recife tem razão para dormir um pouco mais tarde hoje!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Mendonça: João precisar sair do Recife do conto de fadas

O candidato a prefeito do Recife pelo Democratas (DEM), Mendonça Filho, afirmou, na noite de hoje, que o candidato socialista, João Campos (PSB), precisa sair do Recife do conto de fadas, dos muros do palácio e da propaganda, para andar no Recife real, da capital do desemprego, da corrupção, que tem 57% da população sem acesso a tratamento de esgoto e déficit de 70 mil moradias. “João Campos desconhece a realidade do Recife. Negar isso é colocar na condição de invisível e inexistentes milhões de recifenses que sofrem diariamente com o descaso da gestão socialista”, rebateu.

Mendonça afirmou que o Recife que ele está debatendo é o real, o do desemprego, com índices elevados muito antes da pandemia do coronavírus, da violência, da falta de moradia e das palafitas, dos esqueletos habitacionais abandonados há muitos anos, e não o Recife da ilusão, da falsa propaganda, do conto de fadas de João Campos.

Na avaliação de Mendonça Filho, o candidato socialista precisa explicar à população do Recife todo o cenário que vem se desenhando desde muito antes do isolamento social causado pelo novo coronavírus. “Ainda bem que ele apareceu, pois estava escondido, se valendo dos seus tutores para iludir o eleitor recifense. Ele tem que explicar respiradores testados apenas em porcos sem aval da Anvisa, as denúncias de corrupção na compra de luvas e máscaras, os conjuntos habitacionais abandonados, a educação estagnada com falta de creches para as crianças, cujos recursos estavam garantidos pelo MEC durante minha gestão”, disse Mendonça Filho. 

O democrata lembrou, mais uma vez, resultados desastrosos de uma pesquisa realizada pela FGV, que apontou que a renda do trabalhador caiu 29,5% no Recife e 26,9% em Pernambuco, durante a pandemia do novo coronavírus. Também reforçou que um dia após o PSB realizar a convenção que homologou a chapa de João Campos como candidato a prefeito no Recife, a prefeitura, governada pelo PSB há oito anos, foi alvo de mais uma operação da Polícia Federal sobre denúncias de corrupção durante a pandemia. Já são ao todo seis operações no Recife e, na mais recente, estão sendo investigados desvios da ordem de R$ 60 milhões de recursos federais da pandemia destinados a salvar vidas ameaçadas pela Covid-19.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha