FMO

08/12


2019

Doria e FHC discutem novo PSDB

Da IstoÉ - Por Germando Oliveira

 

Neste domingo 8, o governador de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, se reuniram em São Paulo para discutir os rumos do novo PSDB e o futuro da política e da economia brasileira. O encontro aconteceu no apartamento de FHC no Pacaembu.

Doria aclamado 

No sábado, 7, o PSDB realizou seu Congresso Nacional, em Brasília, sob o comando do ex-deputado Bruno Araújo, aliado do governador de Sao Paulo, João Doria, que saiu aclamado como candidato a presidente da República pelo partido. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, apoia o projeto do partido em torno de uma candidatura única, de centro. Hoje, o candidato de consenso é Doria.

Confira o vídeo a seguir do encontro de Doria com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: trim.D6CD9C81-4B71-4688-B46B-15C33B9577B2


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro finge não ver a corrupção do governo Bolsonaro.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

O PT de gravata vai se esvaziar nas próximas eleições.


Governo de PE

08/12


2019

Túlio Gadelha troca as bolas da padroeira

Pré-candidato do PDT a prefeito do Recife, o deputado Túlio Gadelha cometeu um deslize ecumênico ao postar nas redes sociais sua devoção à Nossa Senhora da Conceição, após subir o morro da Conceição. A tratou como padroeira do Recife. Os católicos devotos de Nossa Senhora do Carmo, a verdadeira padroeira do Recife, vão aceitar o perdão pela gafe?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro finge não ver a corrupção do governo Bolsonaro

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Hipócrita. Relator de Projeto de Lei que defende tudo que os Cristãos condenam. Esse Projeto libera casamentos de pai e filha, filho e mãe e por aí vai. O filho da Fátima, desculpe, o namorado da Fátima nunca será Prefeito do Recife. Possivelmente, também não será reeleito deputado.


Prefeitura de Paulista

08/12


2019

Acabou o alívio no governo: Carluxo volta às redes

Carluxo vota às redes

Carlos Bolsonaro | AFP
O Globo - Por Lauro Jardim

Quase quatro semanas depois de apagar todas as suas contas e posts nas redes sociais, Carlos Bolsonaro está de volta.

Postou agora há pouco no Twitter, um vídeo de nove segundos em que um homem de camiseta branca e óculos escuros, aparentemente numa cozinha, espalma as mãos e espirra farinha de trigo pela tela. Tudo em câmera lenta.

Uma postagem, como se nota, misteriosa do muitas vezes hermético Carluxo, que ontem completou 37 anos.

As postagens antigas, quase 14 mil, aparentemente não foram deletadas. Ou, se foram, será difícil saber ao certo.

Quanto aos seguidores, por algum motivo, o número diminuiu bastante. São quase 103 mil. Eram mais de um milhão até o mês passado.

Agora, é aguardar pelas novas emoções. Até por que  o 02 se apresenta assim no Twitter:

— Vereador da cidade do Rio de Janeiro (ainda podendo opinar sobre o que achar pertinente).

(Atualização, às 12h43. Carluxo já curtiu uma postagem crítica a Rodrigo Maia, numa prova de quem não mudou)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro finge não ver a corrupção do governo Bolsonaro

Fernandes

Carluxo bandido.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Lauro, já tua boquinha na Globo acaba. O fim da maior potência da mídia se aproxima.


Prefeitura de Ipojuca

08/12


2019

Concurso: Secretaria de Saúde do Recife oferece 695 vagas

Salários de até R$ 13,5 mil
Inscrições podem ser feitas na internet a partir da segunda-feira (9) até o dia 13 de janeiro. Há vagas para candidatos com ensino médio, técnico e superior.

Vagas são para atuar na rede municipal de saúde, como nas Upinhas Recife — Foto: Andrea Rêgo Barros/PCR

Do G1 - PE

 

Um concurso oferece 695 vagas de emprego com salários que variam entre R$ 833,60 e R$ 13.585,50 para profissionais que querem atuar na rede municipal de saúde do Recife. O edital do concurso foi publicado no Diário Oficial do sábado (7) e as inscrições começam às 9h da segunda-feira (9).

Há vagas para candidatos de nível médio, técnico e superior. As inscrições podem ser feitas na internet, até o dia 13 de janeiro. A taxa para se inscrever varia entre R$ 50 e R$ 100, a depender do nível de escolaridade exigido, e pode ser paga até 14 de janeiro.

É possível pedir isenção do valor da taxa até o dia 16 de dezembro. O edital do concurso está disponível na internet. O salário mais baixo é para técnico em saneamento, com carga de 30 horas semanais, e a remuneração mais alta é para médico, com jornada de 40 horas semanais.

A forma de seleção varia conforme o cargo, mas, na maioria dos casos, é feita por meio de prova objetiva e de títulos. Ao todo, 10% das vagas de cada cargo são destinadas a pessoas com deficiência.

Os candidatos que não forem aprovados no número de vagas abertas ficam no cadastro de reserva e podem ser convocados de acordo com a necessidade da administração municipal, seguindo a ordem de classificação.

Leia mais aqui: Concurso para a Secretaria de Saúde do Recife oferece 695 ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2019

Paulo Guedes anda furioso com muita gente

Foto: Aloisio Mauricio/Fotoarena

Da Veja - Radar
Por Robson Bonin

 

Paulo Guedes anda furioso com Onyx Lorenzoni. É que o ministro da Casa Civil tenta se meter na economia o tempo todo, aconselhando mal Bolsonaro — Dilma também teve seus Onyx.

Enquanto isso, o ministro pediu a cabeça dos servidores do Serpro metidos na trapalhada dos números da balança comercial.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro finge não ver a corrupção do governo Bolsonaro

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

kkkkkkkk. Não tem o que falar mal do Governo, a Veja fica a querer fazer intriga. Ridículo.


Prefeitura de Abreu e lima

08/12


2019

Alívio no governo: o "sabático" de Carlos Bolsonaro

"Sabático" de Carlos Bolsonaro traz alívio ao governo.

Foto: Caio César/CMR

Do Estadão Conteúdo

 

Numa tentativa de se preservar após ter o nome envolvido na CPI Mista das Fake News e ver assessores voltarem a prestar depoimento na investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) sumiu das redes sociais. O “sabático” forçado incomoda o segundo filho do presidente Jair Bolsonaro, que está sem postar nada no Twitter e no Facebook desde 11 de novembro, mas é recebido com alívio por ministros e aliados do presidente.

Na semana passada, em entrevista ao jornao O Estado de São Paulo, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos comemorou o “momento feliz”. Desde janeiro não faltaram críticas abertas às posições de Carlos por parte de autoridades do Planalto, mas quem o recriminou acabou perdendo força no núcleo do governo. Interlocutores do presidente dizem que a decisão foi tomada pelo próprio vereador, sem interferência do pai – Carlos, no entanto, conversa com Bolsonaro por telefone quase todos os dias. Um amigo garante que ele está se “coçando” para voltar a postar.

O vereador não usou a rede nem mesmo para reagir a ataques. Semana passada, foram seus assessores quem negaram que Carlos jogou o computador fora, numa suposta “queima” de arquivo. O vereador, porém, se “segura” pelo pai. Ele quer reverter a pecha de que sua atuação nas redes engessa o Planalto. A aliados próximos, Bolsonaro reclama que os opositores tentam empurrar seu filho para o centro das investigações.

Carlos aproveita o momento para repensar seus movimentos políticos. É uma preparação, dizem aliados, para 2022 e a volta certa, mas sem data, às redes sociais. Prestes a completar 37 anos, o vereador mais votado do Rio em 2016 tem dito que não pretende disputar, no próximo ano, o sexto mandato consecutivo. Fora da Câmara, ele se dedicaria à campanha pela reeleição do pai.

O afastamento foi recomendado pelos advogados por conta dos trabalhos da CPI das Fake News. O “02” de Bolsonaro foi citado em praticamente todos os depoimentos ouvidos pela comissão, acusado de comandar o “gabinete do ódio”, instalado no Palácio do Planalto, de onde partiriam ataques a adversários da família.

Um dos responsáveis por administrar as contas do presidente na internet, Carlos criou problemas políticos para o governo por suas postagens. Em 17 de outubro, por exemplo, a conta oficial de Twitter do presidente publicou uma defesa da prisão após condenação em segunda instância e da Proposta de Emenda à Constituição sobre o tema que tramita na Câmara. No mesmo dia, o post foi apagado e Carlos pediu desculpas pelo gesto, interpretado como tentativa do Executivo de interferir em outros Poderes.

No Planalto, não se discute a importância de Carlos na vitória de Bolsonaro. O vereador convenceu o ainda pré-candidato a criar uma página no Facebook, como forma de deslanchar a candidatura sem dinheiro. A página foi criada em março de 2014 e incrementada a partir de 2017. Hoje, Bolsonaro tem 11,47 milhões de seguidores no Facebook, 5,5 milhões no Twitter e outros 14,5 milhões no Instagram.

Tempo

Carlos tem mais de um milhão de seguidores no Twitter. Pelas normas da empresa, ele tem até o dia 11 deste mês para reativar o perfil, sob risco de perder os dados. Assessores informaram que ele não desativou em definitivo a conta nem apagou o histórico de interações. A conta do Facebook também foi suspensa. Já a do Instagram, assim como seu YouTube, permanecem abertas.

O vereador foi procurado pelo Estado por telefone, em seu gabinete, no Rio. Sua assessoria informou que ele não queria falar e decidiu “dar um tempo”. No sábado, sua mãe, Rogéria Bolsonaro, usou as redes sociais para lhe desejar feliz aniversário. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

08/12


2019

Homem é preso em Moreno com 890 "bananas de dinamite"

Grande Recife

As "bananas de dinambite" estão avaliadas em em R$ 267 mil pela polícia. Material foi achado em Moreno, no Grande Recife, e seria usado para assaltos a instituições financeiras e resgate de presos.

Do G1 - PE

 

Um homem de 43 anos de idade foi preso em flagrante na cidade de Moreno, no Grande Recife, por comercialização de explosivos que seriam usados para roubos a instituições financeiras.

Com ele, segundo a Polícia Civil, foram apreendidas 890 "emulsões", materiais popularmente conhecidos como "bananas" de dinamite.

Cada unidade do material, segundo a polícia, vale R$ 300. Se fossem vendidos a esse valor, os explosivos renderiam R$ 267 mil.

Ainda segundo a Polícia Civil, Everaldo Souto Maior de Lima Júnior, de 43 anos, tem passagem pelo sistema prisional por crimes como roubo e de receptação. Ele é considerado "perigoso" pela corporação.
A prisão foi comandada pelo delegado Cláudio Castro, após denúncias sobre a venda de artefatos explosivos para assaltos a bancos, carros-fortes e para a explosão de muros de unidades prisionais, para o "resgate" de presos.

Everaldo foi encaminhado ao Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), onde foi autuado em flagrante. Ele seguiu para audiência de custódia em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

Por meio de nota, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informou que, em audiência de custódia realizada no Fórum de Jaboatão, Everaldo teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva.

Ele foi autuado por porte de artefato explosivo e encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

08/12


2019

Doria: Lula solto impacta mais ainda eleições

Filipe Araújo - 17.nov.2016| Rovena Rosa/Agência Brasil - 28.dez.2016

Por Estadão Conteúdo

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai impactar ainda mais o cenário eleitoral depois de ser colocado em liberdade, avalia o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Em entrevista ao Estadão/Broadcast, Doria disse que para o petista é uma “questão de honra” lançar uma chapa competitiva para disputar a Prefeitura de São Paulo.
“Se preso já impactava, solto impacta mais ainda. E impacta em São Paulo, para o Lula é uma questão de honra lançar uma chapa competitiva lá. Foi lá em que ele sofreu sua pior derrota em 2016. A derrota acabou reverberando no segundo turno nas outras cidades. Então, vão fazer de tudo, com Lula liderando e o PT corroborando, para que as eleições nas capitais tenham candidatos competitivos e eles possam ter a esperança de vitória”, afirmou Doria neste sábado, em Brasília.

Ainda sem se assumir como pré-candidato ao Palácio do Planalto, o governador de São Paulo defende o foco nas eleições municipais e na gestão eficiente de Estados e cidades como uma antecipação para as eleições gerais. “Foco integral em gestão e eficiência: isso será determinante nas futuras eleições gerais. Porque experiência é importante. Não podemos ter em 2022 testes”, disse Doria. Em 2016, o tucano foi eleito prefeito de São Paulo com discurso de que era um gestor e não um político.

Doria evitou falar sobre uma possível disputa interna com seu colega do Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite, para a corrida à Presidência da República, mas deixou claro que defende as prévias como uma ferramenta democrática.

“Temos de defender o princípio e não os nomes. O PSDB é um partido que lançou as prévias”, disse. Para o ano que vem, na capital paulista, ele vê uma forte atuação do PT, liderada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e afirma que um nome feminino seria “tecnicamente recomendável” para compor a chapa com o atual prefeito Bruno Covas. Ele já defendeu publicamente que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) deveria ser candidato a vice de Covas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

08/12


2019

Óleo: mais de 900 localidades atingidas no litoral brasileiro

Mais de 900 localidades foram atingidas por manchas de óleo no litoral brasileiro, diz Ibama. Balanço divulgado pelo instituto na sexta-feira (6) mostra que 903 praias foram afetadas pelo desastre ambiental que teve início em agosto.

Manchas de óleo atingem mais praias do Delta do Parnaíba em novembro deste ano — Foto: Reprodução/TV Clube/Arquivo

Do G1

 

A pouco mais de quatro meses desde o surgimento das primeiras manchas de óleo no litoral do país, o número de localidades atingidas já soma mais de 900 pontos em todos os nove estados do Nordeste, além do Espírito Santo e Rio de Janeiro. De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), até esta sexta-feira (6) foram computados 903 pontos com registros da poluição.

As manchas estão ficando menores. Até a última atualização dos registros, ao menos 543 localidades tiveram uma contaminação inferior a 10% da área atingida, o que o Ibama considera como vestígios esparsos. Manchas maiores apareceram em 24 localidades, a metade delas concentrada no litoral baiano.
Bahia, Alagoas e Espírito Santo são os estados que tiveram o maior número de registros de contaminação. Foram 342 localidades afetadas na Bahia, 115 em Alagoas e 104 no Espírito Santo, este que foi um dos últimos estados a ser atingido pela contaminação, no início de novembro.

Aumento dos casos em novembro

As primeiras manchas de óleo surgiram no dia 30 de agosto, em praias da Paraíba. Segundo o Ibama, foram feitos quatro registros nas praias Bela, Gramame, Jacumã e Tambaba nesta data.

De lá para cá, os números subiram. Em setembro foram 118 registros e, em outubro, 172. Em novembro, os registros aumentaram quase três vezes em comparação ao mês anterior e somaram 536 pontos.

Mudança de metodologia

Para Pedro Bignelli, coordenador-geral do Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais (Cenima), ligado ao Ibama, o aumento dos casos em novembro se deve à mudança de metodologia do instituto para registrar os pontos com as manchas de óleo nas praias.

Antes, fazia-se o registro conforme apareciam os relatos. Agora, cada localidade registrada é referente a 1 km de praia. Isso significa que, se uma faixa de areia de 10 km tiver registro de óleo em toda a sua extensão, serão registrados 10 localidades com sinal de poluição.

"Tivemos que escalonar o mapeamento para organizar o combate [às manchas]", afirmou. Desta forma, o grupo que atua nas praias poderá saber quantos homens são necessários enviar a cada ponto para limpar a areia.

Leia mais aqui: Mais de 900 localidades foram atingidas por manchas de óleo ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

08/12


2019

Festa do Morro: procissão deverá reunir 250 mil pessoas

Foto: Wikipédia

Por Diario de Pernambuco

 

A procissão de encerramento da Festa do Morro da Conceição terá concentração a partir das 14h, no estacionamento da Prefeitura do Recife, no Cais do Apolo, bairro do Recife. A saída do cortejo acontece às 15h. O percurso seguirá pela Ponte do Limoeiro, Avenida Norte e Estrada do Morro da Conceição (descida dos veículos) até a Praça da Conceição, num percurso de aproximadamente 8 km de caminhada.

A procissão será composta por religiosos arquidiocesanos e missionários redentoristas, junto com arcebispo metropolitano de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido e com o pároco do Santuário Nossa Senhora da Conceição, padre Luis Rodrigues.

O carro andor será levado por força humana dos Guardiões do Andor, o qual irá contar com cerca de 300 representares do Terço dos Homens, além da Guarda de Honra da Marinha do Brasil e dos devotos da Imaculada do Morro. 

O carro andor irá conduzir uma réplica da imagem de Nossa Senhora da Conceição do Morro, ornada com 2,6 mil flores de diversos tipos, entre elas bocas de leão, orquídeas, gipsófilas e rosas com variados tons nas cores brancas e amarelas.  

O arcebispo metropolitano de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido presidirá a Solene Celebração Eucarística de Encerramento da 115ª Festa de Nossa Senhora da Conceição do Morro, com previsão para o início às 18h, logo após a chegada dos romeiros.

Frevioca

A procissão vai contar ainda com uma Frevioca e dois trios elétricos. O primeiro vai ser animado pelo padre Pedro Luiz, missionário redentorista, junto com as bandas Avivar e Boa Viagem. O segundo vai contar com a animação do padre Jadeilson Bezerra, pároco da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro da Madalena, no Recife, junto com as bandas da Comunidade Boa Nova e Servos de Maria. A expectativa dos organizadores é que 250 mil fiéis participem da procissão de encerramento da maior festa religiosa católica de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2019

Reprovação cai no fim do primeiro mandato de Bolsonaro

Pesquisa Datafolha

Reprovação ao governo Bolsonaro cai ao fim do primeiro ano de mandato. Segundo Datafolha, número foi de 38% a 36%, dentro da margem de erro. Presidente só não é mais rejeitado que Michel Temer e Itamar Franco no mesmo período.

O presidente Jair Bolsonaro (José Dias/PR)

Por Redação da Veja

 

A taxa de rejeição do governo do presidente Jair Bolsonaro diminuiu no final do primeiro ano de mandato, mostra uma pesquisa do divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo neste domingo, 8. Segundo números do levantamento, aqueles que classificam a gestão Bolsonaro como ruim ou péssima é de 36%, dois pontos porcentuais a menos que a pesquisa anterior, divulgada em agosto, variação dentro da margem de erro de dois pontos para mais ou para menos. Os números de abril e julho haviam sido de 30% e 33%, respectivamente.

Ao final de seu primeiro ano no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro tem reprovação inferior apenas às de Michel Temer (MDB, 61%) e Itamar Franco (MDB) no mesmo período.

O Datafolha também indica que, depois de recuar três pontos porcentuais nos primeiro oito meses, a aprovação ao governo do presidente oscilou um ponto, de 29% para 30%. Após um ano de mandato, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tinha 41% de aprovação, Lula (PT) tinha 42% e Dilma Rousseff (PT), 59%.

Em uma escala de vai de zero a dez, os entrevistados pelo instituto de pesquisas atribuíram uma nota média de 5,1 ao presidente, a mesma de agosto. A pesquisa mostra ainda que o nível de otimismo com o governo, aqueles que achavam que Bolsonaro faria uma gestão merecedora de aprovação, continua caindo: era de 59% em abril, passou a 51% em julho, 45% em agosto e agora é de 43%.

O comportamento do presidente também foi avaliado. Segundo o levantamento, 28% dos entrevistados consideram que Bolsonaro não se comporta como o cargo de presidente exige na maioria das vezes. O número é igual ao de pessoas que entendem que ele nunca se comporta adequadamente. Aqueles para os quais o capitão não se porta como deveria em algumas situações são 25%.

Economia sobe, combate à corrupção desce

A queda na rejeição ao governo foi estimulada, segundo dados da pesquisa, pela percepção sobre a recuperação da economia, área que teve as duas únicas taxas de melhora significativa, fora da margem de erro: o índice de aprovação ao trabalho da equipe econômica liderada pelo ministro Paulo Guedes aumentou de 20% para 25% (44% o classificam como ruim ou péssimo), enquanto a aprovação sobre o combate ao desemprego variou de 13% para 16% (59% avaliam a área como ruim ou péssima).

O levantamento divulgado neste domingo aponta ainda que aumentou de 40% para 43% em relação a agosto o porcentual da população que tem expectativa de que a economia melhore – 31% acham que a situação econômica ficará como está e 24%, que ela vai piorar. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na semana passada que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 0,6% no terceiro trimestre em 2019, resultado que fez bancos e consultorias preverem avanço de até 1,2% no final deste ano.

Enquanto a economia mostra algum alento ao governo nos números, outra área importante à retórica do presidente, o combate à corrupção, teve a taxa de aprovação reduzida de 34% para 29%, enquanto subiu de 44% para 50% a reprovação no setor.

Cultura e Meio Ambiente, duas áreas em que o governo tem acumulado polêmicas, tiveram variações opostas na pesquisa. A aprovação à condução de políticas culturais caiu de 31% para 28%, enquanto a reprovação variou de 33% para 34%. Em relação ao Meio Ambiente, aqueles que classificam a gestão como ótima ou boa aumentaram de 21% a 23%, ao passo que os que a entendem como ruim ou péssima diminuíram de 49% a 43%.

Ainda de acordo com a pesquisa, Saúde e Educação continuam como os maiores problemas do país, com 19% e 14% das respostas, respectivamente.

O Datafolha entrevistou 2.948 pessoas em 176 municípios do país entre a quinta-feira 5 e a sexta-feira 6. As entrevistas foram feitas pessoalmente, em locais de grande circulação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro finge não ver a corrupção do governo Bolsonaro

Roberto de Lima Barros

A veja e a mídia dos ricos e ou dos que ganham dos ricos não fala que oscilou a pesquisa pois 2% não caiu nada nos governos ondem ela não ganha dinheiro ele tinha feito uma reportagem altamente negativa com essa mesma pesquisa. A imprensa destruído a própria imprensa com um grupo fascista e destruidor de direitos, culturais, sociais e previdenciário, Hitler nasceu assim e depois o mundo sofreu as consequências.



08/12


2019

Embaixador da Argentina é amigão de um famoso morador de Bangu

O novo embaixador da Argentina tem um famoso amigo em Bangu.

MARCOS BRINDICCI | Reuters
Por Lauro Jardim

 

O novo embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, tem um amigão no país, mais precisamente no Rio de Janeiro. Mas terá dificuldade de bater longos papos com ele. Trata-se de Sérgio Cabral.

Em tempos pré-Bangu, Scioli frequentava a casa de Cabral, o Palácio Guanabara e até o camarote do governo do Rio no Sambódromo.

Certa vez, quando era governador de Buenos Aires, levou Cabral à Argentina para inaugurar uma unidade de saúde inspirada nas UPAs fluminenses. Em 2010, quando Cabral foi votar em sua própria reeleição, Scioli o acompanhou até a urna. Passaram o dia da eleição juntos.

A propósito, Scioli é acusado de ter recebido 500 mil pesos da Odebrecht para sua campanha à presidência da Argentina em 2015.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores