O Jornal do Poder

23/09


2020

Mendonça garante que habitação popular será prioridade

O candidato a prefeito pela coligação Recife Acima de Tudo (DEM, PSDB, PTB e PL), Mendonça Filho (DEM), garantiu, ontem, durante um bate papo na comunidade Alto do Eucalipto, no Vasco da Gama, que a habitação popular para os mais pobres será uma das prioridades na sua gestão. O objetivo é reduzir o alto déficit de moradias na capital. 

“A falta de projetos de moradia popular com esqueletos urbanos espalhados em vários locais da cidade, caso do conjunto Vila Brasil I, no Joana Bezerra, é uma demonstração clara do apagão habitacional no Recife, que hoje tem um déficit de 71 mil moradias, segundo cálculos da própria prefeitura. Nos últimos 20 anos, nas gestões do PSB e do PT, a oferta de moradia popular caiu drasticamente”, afirmou Mendonça Filho. Parado há mais de dez anos, o Vila Brasil 1 poderia estar ajudando cerca de 100 famílias que atualmente vivem em condições degradantes. 

O democrata lembrou que na audiência que teve com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, no início de agosto, debateu sobre o tema. Para Mendonça Filho, as famílias que não têm onde morar e vivem de forma precária, em palafitas e em condições sub-humanas necessitam de um olhar mais cuidadoso da gestão municipal. Ele defende que uma das possibilidades para solucionar o déficit habitacional no Recife é usar áreas pertencentes à União para ampliar a oferta de conjuntos residenciais que atendam a população mais pobre da capital.  

Na Bomba do Hemetério, também na Zona Norte, o democrata ouviu queixas sobre diferentes temas, como atenção básica na saúde, inclusão social de deficientes físicos e visuais, educação, combate às drogas e cultura, entre outros. Ele lembrou que, durante sua gestão no Ministério da Educação (MEC), desenvolveu importantes políticas de inclusão social, como o cinema destinado aos deficientes visuais e auditivos, na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). “Na prefeitura, vamos nos dedicar da mesma forma que nos empenhamos no MEC para cuidar da cidade com muito zelo e solucionar os problemas enfrentados pelo povo do Recife”, finalizou Mendonça Filho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Com aval de Bolsonaro, Guedes lança ofensiva pública por criação de nova CPMF. Articuladores políticos começam agora trabalho para vencer resistências no Congresso


Potencial Pesquisa & Informação

23/09


2020

Pernambuco anuncia os destaques do Prêmio Idepe

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Educação e Esportes, anunciou, hoje, os vencedores do Prêmio Idepe, o mais importante do calendário anual da pasta. A ideia do prêmio é valorizar as escolas, Gerências Regionais de Educação (GREs) e municípios que obtiveram bons desempenhos educacionais no Estado.

Ao todo, foram entregues 42 certificados a quem se destacou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco. Desses, 12 certificados são para os municípios, 06 para as escolas municipais, 06 para as GREs e 18 para as escolas estaduais.

A cerimônia aconteceu no Palácio do Campo das Princesas com a presença do governador Paulo Câmara, do secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, do presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Natanael José da Silva, e de José Patriota, da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A solenidade foi em versão reduzida por conta do novo coronavírus e transmitida online.

“A educação de Pernambuco não vai se desenvolver de uma maneira isolada. É preciso integração e uma visão muito estratégica dentro das peculiaridades de cada região, mas dentro de uma visão de gestão, onde o trabalho integrado dos gestores, professores, alunos e o poder público possam fazer a diferença. Isso já acontece de maneira muito organizada em muitas regiões. O Pajeú é um exemplo disso, que há tantos anos tem resultados excepcionais na área de educação. E isso está acontecendo também em outras regiões. Isso é o que tem feito diferença na educação pública de Pernambuco. Hoje, com a entrega das premiações, não apenas dos melhores resultados, mas também das maiores evoluções, a gente vê que as coisas estão dando certo em outras regiões que ainda precisam melhorar muito, mas que já estão com um nível de avanço positivo, mostrando que mais na frente vão estar no patamar que a gente quer para cada região de Pernambuco. Ainda temos muito o que fazer na educação de Pernambuco, mas o caminho trilhado há pouco mais de dez anos com uma política pública de consistência, com gestão, com foco no ensino integral e com foco no aprendizado e nas condições de trabalho tem surtido os resultados necessários. Nossos alunos estão de parabéns. Eles estão vendo que com educação é possível atingir seus sonhos e conquistar o mundo. Muitos já foram ganhar o mundo e muitos outros vão estar preparados para os desafios do mundo moderno”, disse o governador Paulo Câmara.

Os números do Idepe de 2019 apontam que a média do Ensino Médio em Pernambuco ficou em 4,7, ou seja, um pouco maior que a média do Ideb, divulgada na semana passada pelo Ministério da Educação. “As escolas evoluíram como um todo no Estado. Claro que todos os anos há as escolas que se destacam, mas todos os anos também temos novas escolas chegando ao primeiro lugar, sejam elas estaduais ou municipais. A Mata Sul é um exemplo de uma região onde os municípios, como um todo, apareceram nas categorias de crescimento. Foi a região que mais cresceu”, disse o secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio.

O secretário destacou, ainda, a evolução nas escolas estaduais no Ensino Médio, apontada pelo Idepe. Em 2019, apenas 13 escolas tiveram média menor que 3,0, ou seja, uma redução de 98% em relação a 2008, quando a média era de 575 escolas. O Idepe apontou, ainda, oito escolas estaduais do Ensino Médio com média acima de 7,0.

“Não existe receita pronta para ter um bom desempenho no Idepe, mas uma dica é fazer um trabalho focado, valorizando a equipe e cada passo dado por ela. Liderar de forma positiva, além de focar objetivos possíveis de serem atingidos, dando condições para isso”, disse Danilo dos Santos, da Gerência Regional da Mata Sul, que conquistou o 1º lugar, com crescimento de 5,0%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

23/09


2020

O rei está nu em Arcoverde

Por Marlos Porto*

Em artigo opinativo recente, o jornalista Magno Martins, no seu estilo educado e elegante, porém firme e direto, disse que Arcoverde é “terra sem lei”. Causou certo rebuliço em alguns a assertiva, como se uma heresia tivesse sido cometida pelo ilustre arcoverdense (cuja cidadania lhe foi conferida solenemente pelos edis da Casa James Pacheco em razão dos serviços por ele prestados à nossa cidade).

Pergunto-me o porquê do estranhamento. Acaso alguém acreditaria se lhe dissessem que foi criada a “Comuna de Arcoverde” e que nela não há leis postas pelo Estado, mas sim uma comunidade autogerida, plenamente livre, justa e solidária (como, aliás, revolucionariamente preconiza nossa Constituição Federal, em seu art. 3º, I)?

Tal imagem cairia bem como um sonho a ser perseguido, não como um retrato da realidade, para quem minimamente esteja a par do atual nível de consciência política e social de nossa euclidianamente forte gente sertaneja. Ora, o “terra sem lei” é uma figura de linguagem que pode ser melhor entendida se considerarmos nela elipsada a palavra “cumprimento”; seria, assim, “terra sem cumprimento de lei”. Expresso nesses termos, quem poderá considerar que tal frase destoa de nossa triste realidade?

Afinal, é facilmente constatado o descumprimento das normas sanitárias na cidade por meio de um simples passeio pelas principais ruas e avenidas, com muitas pessoas se abstendo de usar máscaras e se aglomerando nas ruas e bares sem qualquer tipo de fiscalização, contribuindo para a disseminação do coronavírus, que já deixou enlutadas 48 famílias no município.

Também é claramente observado o descumprimento da lei eleitoral, com candidatos e seus apoiadores fazendo, não raro, explícitos pedidos de voto pelas redes sociais. Não é ignorado da população em geral, frise-se, o assistencialismo que muitos políticos praticam, seja por meio de viagens para tratamentos médicos, seja pelo pagamento de água ou luz, o que não passa da velha e famigerada compra de votos.

É inequivocamente escancarado que muitas mulheres na nossa cidade sofrem violência doméstica; políticos clamam há anos, sem serem ouvidos, por uma Delegacia da Mulher ou ao menos por protocolos e instalações adequadas para que as mulheres vítimas de violência possam se sentir minimamente acolhidas pelo Estado e seguras em denunciar seus algozes. É ultrajante constatar que as crianças carentes não são devidamente cuidadas, protegidas e amparadas, sem falar nas que carregam feiras por alguns trocados.

A disciplina legal relativa às vias urbanas e ao trânsito é ficção que não passa despercebida do cidadão que tem que desviar de pilhas de tijolos e de montes de areia ou metralha, seja ao dirigir um veículo, seja ao caminhar pelas calçadas.

Na Praça da Bíblia, à noite, recentemente se viu um bucólico convescote de equinos. O caminhão que sai do Matadouro Público é célebre por trafegar com as portas abertas, sem refrigeração, com os funcionários em uniformes ensanguentados em meio às carnes balouçantes, temperadas pela poeira reluzente das ruas nas horas esmaecidas do cair da tarde.

Decididamente, em Arcoverde, enquanto o candidato situacionista parece regozijar-se em uma dança que a muitos constrange, mas que não incomoda a elite local, causa incômodo aos poderosos e a seu séquito a cristalina frase do jornalista, de que Arcoverde “é terra sem lei”, escrita com simplicidade e naturalidade tais que se assemelham às da criança a proferir “o rei está nu”, em conto de Andersen, diante da corte embasbacada.

Não, não foi um anátema. Foi uma constatação, tal como a de que as folhas caem ao desprender-se do ramo ou de que o sol nasce a leste e se põe a oeste!

*Servidor público e membro do Cidadania em Arcoverde


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Bolsonaro tem razão!

Por Alberto Feitosa*

Bolsonaro tem razão! Parabéns presidente pelo seu discurso na ONU.

Mais uma vez, o senhor mostrou ao mundo que o Brasil sob o comando de um homem cristão e de bem, está no caminho certo.

Vou continuar empunhando as suas bandeiras aqui no Recife, para que possamos varrer de uma vez por todas da nossa cidade a perdição, a prostituição, a promiscuidade, a luxúria, o roubo e a corrupção.

Defendo o Recife de um povo trabalhador, da gente honesta e das pessoas de bem.

A nossa cidade vai sair das trevas e voltar a brilhar, ocupando o espaço que ela e o nosso povo merecem.

*Deputado estadual e pré-candidato a prefeito do Recife pelo PSC


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Com aval de Bolsonaro, Guedes lança ofensiva pública por criação de nova CPMF Articuladores políticos começam agora trabalho para vencer resistências no Congresso



23/09


2020

Roberto Andrade assume secretaria no Governo do DF

O engenheiro pernambucano Roberto Andrade, que já foi secretário de Projetos Especiais de Pernambuco, assumirá, esta semana, como o novo secretário de Projetos Especiais do Distrito Federal.

Ele substitui no cargo outro pernambucano, Everardo Gueiros, que deixa o governo para voltar a se dedicar ao seu escritório de advocacia. Radicado em Brasília há duas décadas, Gueiros vem a ser sobrinho neto do ex-governador de Pernambuco Eraldo Gueiros.

Roberto Andrade, que já foi vereador do Recife em duas legislaturas, é considerado um profissional experiente, premiado com condecorações diversas por bons serviços prestados ao país e muito querido no governo do Distrito Federal.

Andrade iniciou sua vida política sob a orientação do ex-governador Joaquim Francisco. Foi superintendente regional da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que administra o Metrô do Recife e os trens dos estados de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Ceará. Ocupou a presidência da Empresa de Urbanização do Recife (URB Recife) e, posteriormente, da Empresa de Obras Públicas Cidade do Recife.

A nível nacional, ele ocupou cargos estratégicos no antigo ministério do Interior, no governo Sarney, nos ministérios de Ciência e Tecnologia e da Justiça, nos governos Lula e Dilma Rousseff, e do Planejamento – este último no governo Michel Temer. Roberto também foi secretário Nacional de Defesa Civil, nos anos 90.

O engenheiro atua no governo do DF desde o ano passado, como secretário executivo da pasta. Um dos programas que ajudou a executar e agora vai coordenar é o “Adote Uma Praça”, voltado para a integração do setor público com a comunidade e empresários na revitalização de logradouros e praças, entre outros locais.

Outro trabalho está ligado aos preparativos para início da Transbrasília ou Avenida das Cidades, que já é considerada uma das obras viárias mais emblemáticas do DF desde a construção de Brasília. O ato com sua nomeação está previsto para ser publicado no Diário Oficial do DF (DODF) de amanhã e a posse acontecerá ainda esta semana.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Ex-prefeito de Surubim denunciado por improbidade tenta voltar

Prefeito de Surubim entre 2005 e 2012, Flávio Nóbrega (Republicanos) quer voltar a gerir a cidade nestas eleições. Em 2010, no entanto, a Justiça determinou o bloqueio de bens dele por improbidade administrativa, conforme o blog noticiou à época. A possibilidade de Flávio retornar à Prefeitura tem causado apreensão nos surubinenses.

Um morador de Surubim, que optou por preservar sua identidade, entrou em contato com a reportagem do blog para relembrar as investigações feitas pelo Ministério Público, que apontou irregularidades no primeiro mandato de Nóbrega. Segundo os promotores Rinaldo Jorge da Silva e Carla Verônica Fernandes, entre 2005 a 2007 e parte de 2008, foram abertas duas empresas para execução de serviços de engenharia visando a beneficiar correligionários e parentes do prefeito.

Todo o material de construção usado nas obras foi comprado no Armazém Nóbrega, de propriedade da família do petista sem nenhuma nota fiscal. Alvo de investigação, o armazém foi demolido, de acordo com uma fonte, "para cair no esquecimento".

Além disso, em 2004, então candidato pelo PT, Flávio Nóbrega declarou ao Tribunal Superior Eleitoral não possuir bens. Quatro anos depois, seu patrimônio saltou de R$ 0 para R$ 590.121,89, como é possível ver nas imagens.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Lava Jato investiga de compra de navios da Petrobras

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em uma investigação da Operação Lava Jato sobre contratos de US$ 2,7 bilhões da Petrobras a respeito de navios.

A ação faz parte da 75ª fase da Lava Jato, batizada de Boeman. São cumpridos 25 ordens judiciais de busca e apreensão em três estados: Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Não há mandado de prisão.

A Lava Jato investiga crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro durante o processo de contratação bilionária pela Petrobras em licitação por navios lançadores de linha, chamados de PLSVs, responsáveis por lançar e instalar linhas no fundo do mar.

O esquema envolvia a Sapura, empresa que, no Brasil é uma joint venture da Sapura Energy, da Malásia, e o grupo Seadrill, administrado nos Estados Unidos e na Inglaterra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Marcelo apresenta propostas para a Feira de Caruaru

Durante sua primeira participação em sabatina televisionada, ocorrida ontem, em uma emissora local, o pré-candidato à Prefeitura de Caruaru pelo PT, Professor Marcelo Rodrigues, afirmou que a Feira de Caruaru permanecerá onde está: “A Feira de Caruaru é o coração da nossa economia. Nós vamos trabalhar para criar a infraestrutura dessa feira. Não é tirar a feira. A feira fica”, disse.

O Professor Marcelo Rodrigues ainda falou sobre os projetos que tem para o futuro do espaço: “Nós vamos trabalhar para que toda a área do entorno da feira seja aproveitada para que a gente estabeleça, enquanto prefeitura, a questão da mobilidade, da segurança, dos sanitários, para dar dignidade a quem vai comprar e a quem está vendendo. A gente tem que criar condições para que a feira funcione”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Procurador Braga Sá doa cama para Jaques Cerqueira

Amigo Magno,

Pode confirmar com a família de Jaques que a cama já foi dada. Não precisa de campanha. A doação é nossa. Minha e sua. Farei o depósito na conta, na sexta-feira (25), na hora de nosso almoço.

Braga Sá, procurador da Alepe


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2020

Livro traz bastidores de Mandetta na Saúde

Diretor da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Saúde durante a gestão de Luiz Henrique Mandetta, Ugo Braga narra num livro revelando os bastidores das semanas em que o Brasil enfrentou, ao mesmo tempo, o avanço do novo coronavírus e a artilharia pesada do Palácio do Planalto. Relato fiel e preciso de um profissional de comunicação que esteve no epicentro de um dos momentos mais difíceis da nossa história, Guerra à Saúde (Editora LeYa Brasil) faz um verdadeiro check-up de como a saúde é tratada no Brasil e apresenta uma fotografia precisa do atual governo brasileiro.

Ugo define o marco zero da crise: dia 28 de março de 2020. Naquele sábado, quando havia exatamente 571.676 pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo e 3.903 no Brasil, teve início a guerra pública entre o ministro e o presidente Bolsonaro. Daí em diante, o leitor embarca numa vertiginosa montanha russa política de 19 dias que culminou nos quase 140 mil mortos pela Covid-19 que o país registra até o momento.

O livro foi escrito com o apoio de Mandetta que, inicialmente, sugeriu que Ugo Braga providenciasse um cinegrafista para documentar em vídeo o passo a passo da luta brasileira contra o novo vírus. Como isso não seria viável, o chefe de comunicação propôs começar a fazer anotações de tudo o que acontecia à sua volta com riqueza de detalhes.

O resultado é “Guerra à Saúde”, um verdadeiro documentário impresso que, nas palavras do autor, mostra de forma clara “como o Ministério da Saúde brasileiro, coordenador nacional do SUS, o Sistema Único de Saúde, foi atacado por um movimento político novo, populista e de viés conservador durante a maior e mais grave crise de saúde pública do século XXI”. Vale a pena conferir!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha