FMO janeiro 2020

28/01


2020

Mourão disse que Witzel não ligou para pedir desculpas

Episódio da gravação de ligação telefônica

Mourão sobre Witzel: Não ligou (para pedir desculpas), deixa para lá esse caso.

Crédito foto: Sérgio Lima/Poder360

Do Estadão Conteúdo

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, chamou de "página virada" o episódio envolvendo a gravação de ligação telefônica por parte do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC). Questionado hoje por jornalistas , se o governador teria se desculpado pelo episódio, Mourão negou. "Não ligou, não. Deixa para lá esse caso. É página virada", disse.

No domingo, 26, Witzel divulgou em sua conta oficial no Twitter um vídeo no qual telefona ao presidente em exercício, com o viva-voz ligado, e pede apoio do governo federal para conter estragos causados pela chuva. Para Mourão, o ex-juiz federal "esqueceu" da ética e da moral ao gravar a conversa sem o avisar. O episódio não agradou ao presidente Jair Bolsonaro, que conversou com Mourão e concordou sobre a falta de ética da atitude, segundo informou Mourão nesta segunda-feira.

O vice-presidente disse ainda que nesta terça (28) deverá se encontrar com Bolsonaro, que deve chegar em Brasília por volta das 8h.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Redução nos Homicídios

28/01


2020

MEC suspende início das inscrições para o Prouni

Para este semestre, o Prouni dispõe de 251.139 bolsas de estudo (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
(Foto: (Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por Agência Brasil

Inicialmente programadas para terem início nesta terça-feira (28), as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) foram suspensas ontem pelo Ministério da Educação (MEC). O ministério ainda não estipulou nova data.

A decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região suspender a divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Segundo o MEC, o cronograma do do Sisu e o do Prouni, ambos programas de acesso à educação superior, só serão divulgados após uma decisão final da justiça.

O Sisu oferta vagas em instituições públicas de ensino superior. Já o Prouni oferta bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. Mas ambos utilizam notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Como foi comprovada a falha na correção (http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2020-01/inep-encontra-inconsistencia-em-correcao-do-enem) de algumas provas do Enem, a justiça atendeu o pedido da Defensoria Pública da União (DPU) de suspender a divulgação dos resultados do Sisu. A ideia é não comprometer a transparência e a lisura do procedimento que dá acesso às vagas, seja de um programa, seja de outro.

Segundo a DPU, em seu pedido, a revisão das notas pode provocar alteração nos resultados finais de todos os candidatos. E essa alteração, ainda que de décimos, pode ser a diferença entre conseguir ou não a vaga pretendida.

O MEC, no entanto, vai disponibilizar aos estudantes a consulta de bolsas do Prouni, uma vez que se trata apenas de uma informação. Com isso, a consulta das mais de 251 mil bolsas relativas ao processo seletivo 1/2020 já está aberta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

28/01


2020

Universidades suspendem processos seletivos

Medida foi tomada até que dúvidas sejam respondidas com relação as falhas na correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Por Estadão Conteúdo

Pelo menos três universidades federais do País decidiram suspender seus processos seletivos até que o Ministério da Educação (MEC) comprove ter superado todas as falhas na correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As instituições têm modelos próprios de ingresso, mas utilizam a nota do exame para compor a o processo de seleção. São os casos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), de Santa Catarina (UFSC) e do Pará (UFPA).

No domingo, 26, a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Therezinha Cazerta, manteve a decisão que suspendeu a divulgação dos resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para ela, os entendimentos da Justiça Federal de São Paulo “nada mais fizeram do que proteger o direito individual dos candidatos do Enem a obterem, da administração pública, um posicionamento seguro e transparente a respeito da prova que fizeram”.

O Sisu seleciona ingressantes para mais de 235 mil vagas em 128 instituições públicas de ensino do País. Apesar de os alunos terem se inscrito (o prazo terminou neste domingo, 26), a divulgação está suspensa pela Justiça Federal.

A decisão de suspender a seleção pelos outros processos, além do Sisu, parte de uma preocupação das universidades em relação à correção das provas do Enem. O MEC diz ter encontrado erros nos testes de 5.974 candidatos, de um total de 3,9 milhões de participantes. Apesar de garantir que o problema foi superado, o ministério não apresentou ainda nenhum documento ou nota técnica que assegure a correção ou que mais nenhum aluno tenha sido prejudicado.

A Unifesp, por exemplo, previa divulgar nesta segunda-feira, 27, o resultado do vestibular misto (sistema que utiliza a nota do Enem e do vestibular próprio), que seleciona ingressantes para os cursos de Medicina, Engenharia Química e Ciências Biológicas. A divulgação foi suspensa por tempo indeterminado. “Assim que o Inep/MEC responder aos questionamentos que compõem a decisão liminar e a questão for resolvida, a universidade divulgará as listas dos processos seletivos afetados”, diz em nota a instituição.

A UFSC que tem um processo seletivo para vagas suplementares reservadas para cotas raciais também suspendeu o cronograma. “Em razão da indefinição quanto à divulgação das notas do Enem e da classificação pelo Sisu, somente após a informação oficial e definitiva repassada pelo Inep/MEC), serão publicados o cronograma e os procedimentos de matrícula para essas modalidades de ingresso na UFSC”, diz a nota. O mesmo foi decidido pela UFPA, que usa a nota do Enem como um dos critérios de avaliação na seleção de ingressantes.

Prejuízos

A suspensão da divulgação das notas do Sisu pode prejudicar o calendário letivo das universidades federais, que terão o período de matrículas alterado e consequentemente o início das aulas. O Estado apurou que o cronograma atual do Sisu já é considerado apertado pelas instituições de ensino, que há anos pedem ao MEC para que as notas do Enem e o sistema de seleção sejam adiantados para que possam ter mais tempo para matricular os estudantes.

Em nota, a Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino (Andifes) diz que, apesar do prejuízo ao calendário, acredita ser necessário o procedimento para que se tenha garantida de que os resultados estão corretos. “Pautadas na transparência, mérito e pelo dever de justiça com todos os candidatos, as universidades federais terão todo compromisso para efetivar as matrículas dos alunos aprovados a partir da confirmação dos resultados das notas do Enem, que devem ser corretos, em respeito aos padrões mais elevados de justiça.”

O atraso também afeta outros programas, como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Financiamento Estudantil (Fies), que são opções de acesso ao ensino superior privado para os estudantes que não conseguiram uma vaga nas instituições públicas.

Para os técnicos e parte da alta cúpula do ministério, a suspensão do sistema e a exigência de que seja comprovado que as notas dos candidatos estão corretas pode ser a melhor alternativa para o governo federal. Eles temem que a correção e o sistema continue sendo questionado judicialmente, colocando em xeque a credibilidade e segurança da prova.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

28/01


2020

Suspenção dos resultados do Sisu: AGU recorre de decisão

Por Agência Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para a anular a decisão que suspendeu a divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), prevista para esta terça-feira (28).

No domingo (26), a desembargadora Therezinha Cazerta, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), decidiu manter em vigor liminar concedida pela primeira instância da Justiça Federal para suspender a divulgação, sob alegação de que o governo ainda precisa dar um posicionamento “seguro e transparente” sobre a correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, cuja nota é usada pelos estudantes para fazer inscrição no Sisu e concorrer a vagas em universidades públicas em todo o país.

Suspensão

No sexta-feira (25), a Justiça Federal de São Paulo havia determinado a suspensão da divulgação dos resultados do Sisu até que o governo federal demonstre a correção das provas do Enem em que estudantes de todo o país apontaram problemas. O tribunal deu prazo de cinco dias para o cumprimento da decisão, sob pena multa diária de R$ 10 mil. A decisão foi motivada por pedido da Defensoria Pública da União (DPU).

Na semana passada, o Ministério da Educação (MEC) reconheceu que houve erros na atribuição de notas para cerca de 6 mil alunos. Segundo a pasta, a falha teria ocorrido na impressão das provas aplicadas em algumas cidades e seria responsabilidade de uma gráfica. O MEC acrescentou que corrigiu o problema e não houve prejuízos para os estudantes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

O Marco Maciel de Olinda

À frente da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO), referência em ensino de saúde no País em tão pouco tempo de reconhecimento pelo MEC, o empresário Inácio Neto visitou, há pouco, o prefeito em exercício de Olinda, Márcio Botelho (SD), e o convidou para inauguração da 1ª Escola de Educação Infantil do seu novo grupo Ecolar, no bairro Novo, na próxima segunda-feira. Trata-se de um investimento da ordem de R$ 3 milhões, gerando 400 vagas para crianças na faixa etária de um a seis anos de idade.

Ex-vereador do Recife, Inácio Neto se dedica, hoje, como empresário, a investir maciçamente em projetos que possam mudar o perfil de Olinda na área de educação. É, disparado, um dos maiores contribuintes de ISS do município. A primeira escola infantil, em fase final de obras, vai funcionar na Rua Catarina Batista, 790, no Bairro Novo, um dos mais populares da Marim dos Caetés.

Segundo ele, nos próximos anos serão abertas mais quatro escolas no mesmo modelo, com projeto arrojado, para oferecer a melhor educação aos filhos de Olinda, em tempo integral, com uma mensalidade de R$ 1.250. “Inácio é orgulho de Olinda”, diz Márcio Botelho (SD), o vice que todo prefeito gostaria de ter.

Afinal, como diz Inácio, Botelho não conviveu com Marco Maciel, mas pode ser visto e apontado como “o Marco Maciel da atualidade”: não leva problemas ao prefeito, aponta soluções, contribui fortemente na articulação política, tem visão empresarial e conhece a cidade como ninguém.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

27/01


2020

Em Fortaleza, secretários usam o seu carro particular

Na chegada a Fortaleza, logo cedo, fui conhecer um dos programas mais revolucionários em desburocratizar a vida do investidor, desde aquele que se dispõe a abrir um simples negócio, como uma pequena fábrica de pipoca, ao mais elevado em volume de recursos, geração de renda e emprego, como o empresário João Carlos Paes Mendonça, que instalou dois shoppings na cidade: o Fortaleza Online.

No final da edição de hoje, contarei tudo sobre o programa em detalhe. O que me despertou atenção nessa postagem, porém, é que, ao longo de todo o dia, visitando áreas de atração de investimentos e catando os dados necessários para o texto, fui ciceroneado pela secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz, dirigindo o seu próprio carro particular.

Isso mesmo! Aqui, o prefeito Roberto Cláudio (PDT), médico de carreira, mas gestor de mão cheia revelado pela família Gomes, do ex-ministro Ciro Gomes, não permite que carros oficiais sejam usados por secretários, nem tampouco por dirigentes de estatais ou ocupantes de cargos do segundo escalão.

Na capital cearense, quem quiser emprestar seu talento à vida pública como gestor tem que dirigir o seu próprio carro, de casa para o trabalho ou em serviços extras. Há muito, acabou privilégios e abusos, como o de usar veículo da frota pública para passear, levar filhos na escola ou até fazer compras, o que acontece em vários rincões deste País de enormes desigualdades sociais.

Desde que acabou com a mordomia, em 2017, o prefeito estabeleceu uma cota para despesas com combustível mensal, algo em torno de R$ 1,2 mil, mas destinada apenas ao Secretariado, medida que reduziu drasticamente as despesas com a manutenção da frota municipal. “Quem não quiser dirigir, pode usar a cota para pagar motorista”, diz Águeda Muniz, uma das mais eficientes auxiliares de Roberto Cláudio.

Águeda trabalha mais de 14 horas por dia para facilitar a vida do pequeno investidor que queira abrir negócios na cidade. Sob o seu comando, na atual gestão da capital cearense é possível sair dos órgãos públicos competentes com a licença e o alvará de funcionamento em 30 minutos. Mas sempre no volante, enfrentando trânsito com paciência de Jó. O decreto do prefeito, segundo ela, se deu no auge da crise de 2017, para sanar despesas.

Pelo mesmo decreto, o prefeito promoveu um amplo corte em servidores terceirizados, comissionados e até em passagens áreas, além de cortar apoios publicitários para eventos. Na própria pasta de Águeda, os cortes de pessoal chegaram ao patamar de 40%. “Isso, entretanto, não afetou na qualidade dos serviços que a Prefeitura presta à população”, observa a secretária. Mais tarde, conto tudo sobre o trabalho que ela coordena e que levou Fortaleza a ganhar, recentemente, um prêmio nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

27/01


2020

Recife sedia evento voltado para o jovem empreendedor

A organização ACELERE promove, no próximo dia 1º de fevereiro, das 9h às 16h, no Auditório Tabocas, no Centro de Convenções, o Acelere Talks, evento realizado com o objetivo de compartilhar experiências, ideias e histórias inspiradoras que motivem um futuro empreendedor para a juventude.

O evento reunirá personalidades locais e nacionais, para que possam relatar suas trajetórias a uma plateia ávida por novos conhecimentos. Desafios, aprendizados, vitórias conquistadas e caminhos percorridos serão partilhados com o público.

O time de palestrante é formado por:

Anderson Dias – o ser humano que percorreu mais rápido todos os 196 países do mundo e, de quebra, trouxe na bagagem para Pernambuco o Recorde do Guinness Book;

Gildo Lanches – começou vendendo lanches numa bicicleta e com muito trabalho alcançou o reconhecimento de milhares de recifenses;

João Correia – professor que enxerga a educação como grande ferramenta de transformação social;

Gian Cintra – com a sua capacidade empreendedora, criou uma agências de intercâmbio, transformando, a partir de uma metodologia de trabalho própria, a vida de muitos pernambucanos;

Gleide Ângelo – deputada estadual mais votada da história do estado;

Pedro Lins – jornalista e apresentador de um dos telejornais de maior audiência na TV local.

A ACELERE – Fundada em fevereiro de 2019 e liderada por Rhayann Vasconcelos, Acelere é uma organização que tem como objetivo conectar as boas pessoas às boas ideias, transformando a vida dos jovens pernambucanos através da educação.

O preço do ingresso para o evento custa R$ 50,00 e está sendo vendido nos quiosques do Ticket Folia dos shoppings e pelo site www.acelerevc.com.br


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

Bolsonaro presta homenagem a mortos no Holocausto

Após o governo se envolver em uma polêmica relacionada ao nazismo, o presidente Jair Bolsonaro prestou homenagem aos judeus assassinados pela Alemanha Nazista. Esta segunda-feira, 27, marca o 75º aniversário do Dia Internacional de Memória do Holocausto.

Na postagem feita no Twitter, Bolsonaro afirma que o Brasil está construindo uma amizade “sem precedentes” com Israel e com o povo judeu. Ele fala também que o governo brasileiro trabalha para combater o antissemitismo. De acordo com ele, muitas vezes o sentimento contra os judeus está escondido atrás dos que negam o sionismo. “Assim honramos a memória das vítimas do holocausto e contribuímos para a esperança da paz”, escreveu o presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

Bovespa cai mais de 2% com mercados atentos a coronavírus

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em queda acentuada hoje, com os investidores preocupados com os possíveis danos econômicos causados pela rápida disseminação do coronavírus.

Às 14h31, o Ibovespa tinha queda de 2,57%, a 115.338 pontos. Veja mais cotações.

Gerdau liderava as perdas, caindo cerca de 6,3%. CSN e Suzano também caíam mais de 6%.

Na sexta-feira, a bolsa encerrou o dia em baixa de 0,96%, a 118.376 pontos, anulando ganhos na semana. No ano, acumula valorização de 3,4%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

Mourão a Witzel: Esqueceu da ética e da moral

O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, reagiu à divulgação de uma ligação telefônica entre ele e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Mourão afirmou que Witzel “esqueceu” da ética e da moral. Ontem, o governador publicou no Twitter um vídeo no qual telefona para Mourão, para pedir ajuda.

“Em relação ao governador Witzel, ele diz que foi fuzileiro naval. Eu acredito que ele se esqueceu da ética e da moral que caracterizam as Forças Armadas quando saiu do corpo de fuzileiros navais”, disse Mourão.

No vídeo divulgado por Witzel, Mourão afirma que está “ciente” da situação de enchentes no Estado.

Em viagem à Índia, o presidente Jair Bolsonaro também criticou a divulgação do telefonema. “Eu acho que não é usual alguém fazer isso. Eu não gostaria que fizessem comigo, não interessa qual seja o assunto. O que se trata por telefone tem que ser reservado”, disse Bolsonaro nesta manhã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores