O Jornal do Poder

23/09


2020

Coluna da quarta-feira

Cenário confuso no Recife

A sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB) no Recife está zerada, conforme levantamento do Instituto Opinião abaixo, que voltou a fazer pesquisa para este blog com exclusividade depois de uma paralisação por causa da pandemia do coronavírus. Parceiro do blog já na quinta eleição, Joaquim Braga, dono da Opinião, com sede em Campina Grande, se ausentou porque sua empresa não trabalha com pesquisa por telefone.

Diante desta situação, recorri ao Instituto Potencial, da Bahia, que fez pesquisas por telefone no Recife, Jaboatão e Olinda, em cima deste vácuo deixado pela parceira paraibana. Mas desde que voltou a fazer pesquisas presenciais, o Instituto Opinião, que nos deu uma margem histórica de 99% de acertos ao longo dos últimos 14 anos, renovou nossa aliança e passamos a publicar apenas levantamentos sob a sua responsabilidade.

Neste primeiro cenário traçado, algumas constatações óbvias: os percentuais de intenção de voto são muito baixos entre os candidatos. Marília Arraes (PT), que aparece à frente, não tem 20%, o que, diga-se de passagem, é muito ínfimo. Com as duas máquinas, a do Governo do Estado e a da Prefeitura do Recife, moendo em seu favor, João Campos, por sua vez, não chega a 15%.

Nos cenários de segundo turno, Marília, embora apareça na frente de todos, não tem ainda a segurança de que emplaca a eleição, que vai depender de muitos fatores, entre eles o X da questão PT, partido desgastado pelos escândalos de corrupção na era Lula e Dilma e que, no Recife, não está no palanque dela, mas agarrado aos cargos nos governos Câmara e Geraldo. Uma vergonha, para não dizer um comportamento escandaloso e imoral.

Já João Campos, embora tenha o maior exército de partidos aliados pedindo voto em sua aliança, vai enfrentar o desgaste da gestão PSB no Recife, rejeitada por quase metade da população, segundo a pesquisa. Isso sem falar que passará a campanha inteira se explicando sobre as seis operações da Polícia Federal na Prefeitura gerida pelo se padrinho, o prefeito Geraldo Júlio, que ganhou o troféu de “Hexa” em operações da Federal.

A pesquisa mostra, também, que João tem adversários competitivos na disputa pela segunda vaga no segundo turno, isso levando em consideração que Marília está na frente e, teoricamente, estaria com vaga assegurada na disputa final. São igualmente fortes, pela ordem da pesquisa, Mendonça Filho, do DEM, e a delegada Patrícia Domingos, do Podemos. Aliás, João, Mendonça e Patrícia têm praticamente os mesmos percentuais e fica impossível, a esta altura, ainda sem campanha o start da campanha, que só será dado no próximo domingo, saber quem vai se distanciar de quem nessa competição.

Por fim, é possível concluir, também, que o apoio de Daniel Coelho e do seu partido, o Cidadania, não agregaram em nada à candidatura da delegada, que aparece, numericamente, abaixo de Mendonça. A eleição no Recife promete muitas emoções, mas neste primeiro retrato do Instituto Opinião é inegável de que os quatro principais postulantes– Marília, João, Mendonça e Patrícia – são japoneses, ou seja, iguais em densidade eleitoral.

Apareceu patrimônio – Desde ontem, já é possível vasculhar a vida econômica dos candidatos a prefeito e vereador. Quem cresceu ou decresceu patrimônio. Em Ipojuca, a galinha dos ovos de ouro em arrecadação própria, a oposição já bateu o olho na declaração da prefeita Célia Sales (PTB). Segundo foi constatado, a trabalhista confirmou ter bens avaliados em R$ 1 milhão, tamanho do crescimento de patrimônio em relação a 2016, quando declarou à justiça eleitoral, no ato de registro da sua candidatura, não dispor de nenhum bem que chegasse a esse valor obtido em três anos e meio no poder.

Voto pelo celular – O Tribunal Superior Eleitoral lançou edital a fim de estabelecer parcerias com empresas que desenvolvam um sistema de votação online que possa ser usado pelo celular e sem sair de casa. A tecnologia será testada na eleição deste ano, mas com candidatos fictícios e em 2020 o voto seguirá na urna eletrônica. A ideia do TSE é que alguns colégios eleitorais de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo tenham estandes para testar a nova ferramenta no primeiro turno, em 15 de novembro. O objetivo é buscar formas de reduzir o percentual de abstenção e de diminuir o custo para realização das eleições. As parcerias serão gratuitas. As empresas interessadas deverão manifestar interesse ao tribunal entre 28 de setembro e 1º de outubro.

Inelegível – O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro formou maioria para proibir o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) de se candidatar a cargos públicos até 2026, em julgamento de duas ações em que o prefeito é acusado de abuso de poder e prática de conduta vedada. Dos sete integrantes do Tribunal, seis votaram pela punição. Um integrante pediu vistas e deve emitir seu voto na sessão de amanhã. Crivella já anunciou que vai recorrer da decisão, depois que o julgamento for concluído. Ele pode levar a decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Crivella respondia às ações devido a dois eventos promovidos pela prefeitura às vésperas da eleição de 2018. As ações foram julgadas em conjunto.

Moro que se cuide – Em sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a ministra Maria Thereza de Assis Moura, corregedora-geral do Conselho Nacional de Justiça, mandou um recado para o ex-ministro Sérgio Moro. Afirmou que a quarentena de juízes que queiram disputar cargos públicos precisa ser discutida. “É muito importante que esse tema seja regulamentado”, disse. A magistrada lembrou que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, defendeu um prazo de oito anos para que um juiz esteja apto a disputar cargo público após deixar a toga. “Eu acho que o amadurecimento dessa matéria pelo Poder Legislativo é muito relevante e merece um tratamento”, destacou.

CURTAS

RECUOU – A ministra Ana Arraes, do Tribunal de Contas da União, revogou uma medida cautelar que suspendeu o contrato da PF (Polícia Federal) com a empresa Planet Labs por imagens de satélite. Na última sexta-feira, a própria ministra havia publicado despacho determinando a suspensão do contrato recém-assinado pela Polícia Federal com a empresa. Na decisão de suspensão do contrato, a ministra havia afirmado que análise preliminar de técnicos do TCU teria mostrado que “a aquisição das imagens contratadas, em tese, não agregaria vantagem alguma que já não fosse oferecida pelo monitoramento desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, ou mesmo gratuitamente por outras entidades, podendo, eventualmente, configurar prejuízo ao erário federal”.

BOA NOTÍCIA – Motoristas em todo o País terão mais tempo até precisar renovar suas licenças para dirigir. O projeto que amplia o prazo máximo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco anos para até 10 anos teve sua votação concluída, ontem, pela Câmara dos Deputados. O texto também permite acumular mais pontos antes de o infrator ter o documento suspenso pelas autoridades de trânsito, podendo chegar até a 40, dependendo do tipo de multa que receber - hoje o máximo são 20 pontos. Agora, só falta a sanção do presidente Jair Bolsonaro para se tornar lei.

Perguntar não ofende: Um prefeito com metade da população desaprovando a sua gestão tem condições de eleger o sucessor?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Como o advogado de Lula conseguiu R $ 237 milhões?

marcos

Boa era Dilma Jumenta do PT que estocava vento, saudava a mandioca e via em toda criança a imagem de um Cachorro.

Fernandes

Bolsonaro acerta com centrão a volta da CPMF. Justificativa oficial será de que recursos ajudarão a bancar a desoneração da folha de pagamentos. Em 2015, Bolsonaro fez campanha contra o imposto que agora irá recriar

marcos

Boa dia povo de Deus, só lembrando que Lula o carniça saqusou a Petrobras, quebrou o Brasil. Deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e mandou matar Celso Daniel. Amém

Fernandes

Bolsonaro é Fake ambulante Se vitimizando vergonhosamente, praticando o puxa-saquismo despudorado a Trump; responsabilizando caboclos e indígenas por queimadas, culpabilizou governadores, prefeitos, negou a importância da ciência.


Potencial Pesquisa & Informação

23/09


2020

Marília tem frente apertada com 2º lugar indefinido

Na primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife feita pelo Instituto Opinião em parceria com este blog, logo após a realização das convenções, a candidata do PT, Marília Arraes, aparece na frente, numericamente, mas num quadro de quase empate técnico entre os demais candidatos, nesta ordem João Campos (PSB), Mendonça Filho (DEM) e Patrícia Domingos (Podemos). Os demais postulantes aparecem bem distantes, com percentuais abaixo de 3,5%.

Se a eleição hoje, Marília teria 19,1% dos votos, João Campos viria em seguida com 14,3%, um ponto a mais que Mendonça Filho, que aparece colado, com 13,5%. A delegada Patrícia pontuou com 12,5%, Marco Aurélio, do PRTB, 3,3%, Alberto Feitosa, do PSC, 2,3%, Thiago Santos, da Unidade Popular, 0,5%, Carlos Andrade Lima, do PSL, com 0,3%, Cláudia Ribeiro, do PSTU, 0,3%, e, por fim, Charbel Maroun, do Novo, com 0,1%. Brancos e nulos somam 19,6% e indecisos chegam a 14,2%.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é estimulado a lembrar o nome do seu candidato sem a lista disponível, Marília também lidera com 7,1%, João Campos vem em seguida com 5%, Mendonça e Patrícia aparecem empatados, com 3,9%. Marco Aurélio foi lembrado por 0,5%, Feitosa por 0,3%, Carlos Andrade Lima por 0,1%, Cláudia Ribeiro, por 0,1%, e Thiago Santos por 0,1%. Neste cenário, brancos e nulos representam 14% e indecisos sobem para 62%.

No quesito rejeição, o candidato do PSB está na frente. Dos entrevistados, 19,5% disseram que não votariam nele de jeito nenhum, seguido de Mendonça Filho, com 10,9% dos que afirmaram que não votariam nele de jeito nenhum. Depois, aparece Marilia, com um percentual de 5,4%. Em seguida, pela ordem, Alberto Feitosa, com 5,1%, Marco Aurélio, com 2,9%, Patrícia Domingos, com 2,6%, Charbel, com 2%, Carlos Andrade Lima, com 1,5%, Thiago Santos (0,9%) e Cláudia Ribeiro (0,6%). Ainda entre os entrevistados, 14% disseram que rejeitam todos os candidatos e 34,6% disseram que não rejeitam nenhum dos candidatos. 

2º TURNO: MARÍLIA BATE TODOS

O Instituto Opinião testou cenários de segundo turno com os candidatos mais competitivos. Marília Arraes aparece na frente de todos os adversários. No embate com João Campos, venceria com 36,9% dos votos contra 25,6%. Diante de Mendonça, o placar seria de 39,6% contra 28,9%. Já com a delegada Patrícia, Marília teria 39,4% e a delegada 30,1%.

A disputa com outros atores também foi testada. Num enfrentamento Mendonça x João Campos, o democrata venceria com 32,4% ante 30,6% do socialista. Já num cenário em que estivessem num segundo turno a delegada e João, ela venceria. Segundo o levantamento, Patrícia teria 33,1% e João 32,8%. Já numa disputa entre a delegada e Mendonça, a candidata do Podemos também ganharia. Teria 35,4% contra 28,9%.

O Instituto Opinião, que é de Campina Grande (PB), e tem parceria com este blog há 14 anos, com 98% de acertos, aplicou 800 questionários no Recife entre os dias 19 e 20 deste mês. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança estimado em 95%. A pesquisa está registrada na justiça eleitoral com o número de protocolo PE-01565/2020.

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

Estratificando a pesquisa, Marília tem suas maiores taxas de intenção de voto entre os eleitores com grau de instrução superior (26,3%), entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (21,3%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários (18,1%). Por sexo, 19,7% dos seus eleitores que declararam voto são mulheres e 18,4% são homens.

João Campos, por sua vez, tem concentração maior de eleitores entre os com grau de instrução até o 9º ano (20%), entre os eleitores jovens (18%) e entre os eleitores entre dois e cinco salários (16%). Por sexo, 15,8% dos seus eleitores que declararam o voto são mulheres e 12,3% são homens.

Mendonça Filho tem suas melhores indicações de voto entre os eleitores com renda superior a cinco salários (20,3%), entre os eleitores com grau de instrução até o 9º ano (16,1%) e entre os eleitores na faixa etária entre 35 a 44 anos (16,5%). Por sexo, 15,6% dos seus eleitores que declararam o voto são homens e 11,8% são mulheres.

Patrícia Domingos, por fim, tem suas taxas de intenção de voto maiores entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos (20%), entre os eleitores com grau de instrução superior (14,9%) e entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários-mínimos (13,4%). Por sexo, 15,1% dos eleitores que declararam o voto são homens e 10,4% são mulheres.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

O Instituto Opinião também levantou o grau de satisfação da população do Recife com as gestões do município, do Estado e da União. O Governo Geraldo Júlio tem aprovação de 47,4% dos entrevistados, enquanto 45,4% desaprovam.

O Governo Paulo Câmara tem desaprovação maior. Entre os entrevistados, 53,4% disseram que desaprovam e 37,5% afirmaram que aprovam. O Governo Bolsonaro, enfim, tem aprovação de 40,5% e desaprovação de 50,8%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

22/09


2020

Opinião volta a fazer pesquisa no Recife

Em razão da pandemia, que dificultou a realização de pesquisas presenciais, o Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), que tem uma parceria histórica de 14 anos com este blog, volta, hoje, a fazer levantamentos eleitorais no Recife e nos principais colégios eleitorais do Estado.

A meia noite, postaremos a primeira pesquisa sobre o quadro da sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Traz não apenas o retrato deste momento, uma semana após as convenções partidárias, mas também as projeções de segundo turno e a avaliação das gestões de Geraldo, Paulo Câmara e Bolsonaro.

O Recife tem razão para dormir um pouco mais tarde hoje!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Mendonça: João precisar sair do Recife do conto de fadas

O candidato a prefeito do Recife pelo Democratas (DEM), Mendonça Filho, afirmou, na noite de hoje, que o candidato socialista, João Campos (PSB), precisa sair do Recife do conto de fadas, dos muros do palácio e da propaganda, para andar no Recife real, da capital do desemprego, da corrupção, que tem 57% da população sem acesso a tratamento de esgoto e déficit de 70 mil moradias. “João Campos desconhece a realidade do Recife. Negar isso é colocar na condição de invisível e inexistentes milhões de recifenses que sofrem diariamente com o descaso da gestão socialista”, rebateu.

Mendonça afirmou que o Recife que ele está debatendo é o real, o do desemprego, com índices elevados muito antes da pandemia do coronavírus, da violência, da falta de moradia e das palafitas, dos esqueletos habitacionais abandonados há muitos anos, e não o Recife da ilusão, da falsa propaganda, do conto de fadas de João Campos.

Na avaliação de Mendonça Filho, o candidato socialista precisa explicar à população do Recife todo o cenário que vem se desenhando desde muito antes do isolamento social causado pelo novo coronavírus. “Ainda bem que ele apareceu, pois estava escondido, se valendo dos seus tutores para iludir o eleitor recifense. Ele tem que explicar respiradores testados apenas em porcos sem aval da Anvisa, as denúncias de corrupção na compra de luvas e máscaras, os conjuntos habitacionais abandonados, a educação estagnada com falta de creches para as crianças, cujos recursos estavam garantidos pelo MEC durante minha gestão”, disse Mendonça Filho. 

O democrata lembrou, mais uma vez, resultados desastrosos de uma pesquisa realizada pela FGV, que apontou que a renda do trabalhador caiu 29,5% no Recife e 26,9% em Pernambuco, durante a pandemia do novo coronavírus. Também reforçou que um dia após o PSB realizar a convenção que homologou a chapa de João Campos como candidato a prefeito no Recife, a prefeitura, governada pelo PSB há oito anos, foi alvo de mais uma operação da Polícia Federal sobre denúncias de corrupção durante a pandemia. Já são ao todo seis operações no Recife e, na mais recente, estão sendo investigados desvios da ordem de R$ 60 milhões de recursos federais da pandemia destinados a salvar vidas ameaçadas pela Covid-19.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

João Campos responde alfinetada de Mendonça Filho

Caro Magno,

Tenho debatido a cidade diretamente com a população. Que reconhece os avanços e também, com todo o direito, apresenta suas demandas. O eterno candidato Mendonça parece não compreender bem a realidade do Recife, nem da economia brasileira. Quer insistir no debate vazio dos ataques, das acusações distorcidas, uma política ultrapassada que o povo do Recife rejeitou, inclusive nas frustradas tentativas que ele tem feito, em eleições.

Apesar do tempo que tem na política, inclusive tendo sido ministro de Temer, governo do desemprego e da subtração de direitos dos trabalhadores, passa a sensação de que não amadureceu. Tenho muito orgulho de fazer parte de uma ampla frente, democrática, que sabe debater em outro nível, e buscar convergências. Foi assim que o Recife começou a mudar. Mas temos muito a fazer. Inclusive debates mais oportunos e produtivos.

João Campos – deputado federal e pré-candidato do PSB à Prefeitura do Recife


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Em Caruaru, Raffiê apresentará Plano de Governo em Braille

O pré-candidato a prefeito de Caruaru pelo PSD, Raffiê Dellon, contemplou de modo prioritário a temática da acessibilidade na sua campanha e anunciou que irá protocolar junto à ACACE (Associação Caruaruense de Cegos), o seu Plano de Governo em Braille, sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão. A ACACE foi a primeira entidade de Caruaru que foi procurada pelo pré-candidato para a construção do Plano de Governo, ainda no início do ano.

“O Plano de Governo é algo que é atualizado cotidianamente e foi construído ouvindo muita gente, nos quatro cantos de Caruaru, em sua Zona Urbana e Rural. A temática da acessibilidade será um dos carros chefes. No DETRAN de Caruaru eu criei a Junta Médica Especial para as pessoas com Deficiência, que só existia em Recife, lá também implementamos a prova teórica para Deficiente Auditivo em Caruaru, sem ser necessário vir alguém de Recife para aplicar. Sobre Acessibilidade falo com propriedade de quem já fez por essa Política Pública”, comentou Raffiê.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Elias é condenado a pagar multa por propaganda eleitoral negativa

A 15ª Zona Eleitoral do Cabo de Santo Agostinho emitiu sentença, na tarde de hoje, condenando o candidato a prefeito Elias Gomes (MDB) a pagar multa de R$ 5 mil por falar mal, indevidamente, do candidato à reeleição, Lula Cabral (PSB), durante convenção realizada dia 15 de setembro e ter postado os vídeos nas redes sociais, configurando propaganda eleitoral negativa.

Segundo a decisão, assinada pelo juiz Ivanhoé Holanda, o vídeo representa propaganda antecipada, com grave “potencial lesivo da propaganda negativa antecipada, haja vista à publicação da live da Convenção do Partido, em sua rede social, mesmo após ser finalizado o ato” (SIC), explica. A multa de R$5 mil foi aplicada e reafirmada a retirada do vídeo do ar. “Mantendo a retirada do vídeo postado na inicial, pois ratifico o entendimento de configuração de propaganda negativa antecipada”, diz a sentença.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

“Quero debater o Recife com João”, desafia Mendonça

O candidato a prefeito do Recife pela coligação Recife Acima de Tudo, Mendonça Filho (DEM), renovou, hoje, a cobrança à gestão do PSB pelos resultados desastrosos do Recife e de Pernambuco, em uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), sobre o mercado de trabalho e perda de renda durante a pandemia do novo coronavírus, e afirmou que está disposto a discutir os problemas da cidade com quem pleiteia ser prefeito. “Quero debater o Recife e seus muitos problemas com João Campos, e não com um de seus tutores, que a todo momento tentam blindá-lo dos graves fatos e iludir a população. O eleitor do Recife está cansado dessa conversa fiada”, disse Mendonça Filho.

A afirmação do democrata é uma resposta ao deputado estadual Isaltino Nascimento (PSB), líder dos socialistas na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), que hoje acusou o candidato do DEM de "oportunismo" e "falta de sensibilidade", após as cobranças feitas pelo prefeiturável, ontem, em relação ao estudo da FGV, no qual Recife e Pernambuco tiveram a maior queda registrada na renda do trabalhador em todo o Brasil desde o início do isolamento social causado pela Covid-19, com percentuais de 29,5% e 26,9%, respectivamente. Para Mendonça Filho, os números da pesquisa, coordenada pelo economista Marcelo Neri, e que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), considerando trabalhadores formais, informais e desocupados, mostram o real legado da gestão do PSB.

“O estudo dos impactos da pandemia é sobre a economia dos municípios brasileiros, não se está falando nem comparando com o resto do mundo. Aliás, é um ótimo momento para João Campos vir a público explicar as seis operações da Polícia Federal no Recife, a partir das denúncias de superfaturamento e outros indícios de irregularidade, isto sim. Recife tem o dobro de mortes por Covid-19, em relação a outras cidades, como Salvador. Lá, o índice ficou em cerca de 3%, enquanto aqui atingiu quase 8%”, disse Mendonça Filho.

Em agosto, a capital baiana registrava 65 mortes pela doença por 100 mil habitantes. O Recife, por sua vez, apresentou, no mesmo período, 130,5 óbitos para o mesmo coeficiente. “Ou o líder do PSB na Alepe acha que a população já esqueceu os cerca de 500 respiradores pulmonares artificiais comprados pela gestão de Geraldo Julio, testados apenas em porcos e sem o aval da Anvisa, e as máscaras e luvas compradas de forma superfaturada para combater a pandemia?”, questionou o democrata. 

Mendonça Filho também reforçou que a população do Recife sabe que as dificuldades em todo o Brasil em relação à pandemia são as mesmas, bem como as políticas federais adotadas também são uniformes na concepção, apesar de que o Auxílio Emergencial criado pelo Governo Federal para auxiliar a população mais carente durante o isolamento, por exemplo, foi maior em estados como Pernambuco, que têm um número significativo de pessoas mais necessitadas.

“Ao contrário do que o líder do governo na Alepe diz, o Auxílio Emergencial foi criado, lançado e chegou na ponta, ou seja, na conta dos trabalhadores, em tempo recorde. Esta foi a política social de maior orçamento até hoje executada pelo Governo Federal em sua história e gerou um cadastro importante para ser usado em um próximo programa social a ser lançado. Além disso, quem definiu o valor de R$ 600 não foi o Congresso Nacional, e sim o presidente Jair Bolsonaro. Não adianta iludir a população atribuindo o sucesso da medida emergencial ao Congresso, o povo sabe a verdade”, ressaltou Mendonça Filho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/09


2020

Deputado pede a Bolsonaro prioridade na duplicação da BR 423

O deputado federal Fernando Rodolfo (PL-PE) foi recebido, hoje, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em audiência no Palácio do Planalto. Na pauta, o parlamentar fez um pedido ao presidente: priorizar a obra de duplicação da BR-423, no trecho entre São Caetano e Garanhuns.

O valor total de investimentos será de R$ 600 milhões, no entanto, a obra será dividida em dois lotes. O primeiro, entre São Caetano e Lajedo com valor de aproximadamente R$ 100 milhões e o segundo, de Lajedo a Garanhuns, com orçamento previsto de R$ 500 milhões. O deputado Fernando Rodolfo, já se comprometeu com o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em garantir na Comissão Mista de Orçamento (CMO) o recurso necessário para assegurar o início das obras no primeiro lote.

“Já estive por diversas vezes com o ministro Tarcísio e na última, em uma agenda no Ceará, eu me comprometi em buscar recursos junto à CMO para o início dos trabalhos no primeiro lote. Eu já conversei inclusive com a liderança do meu partido na Câmara e estou muito confiante de que vamos conseguir garantir o recurso. Essa é a diferença de ter um deputado da terra brigando por isso aqui em Brasília. Esta sempre foi uma prioridade do nosso mandato, por isso hoje pedi a sensibilidade do presidente Bolsonaro para que essa obra finalmente saia do papel. Um sonho antigo da população do Agreste”, concluiu Rodolfo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha