FMO janeiro 2020

29/09


2013

Canavieiros negociam salário de R$ 800

 A partir desta segunda-feira (30), a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco e os dirigentes sindicais da Zona da Mata sentam com a classe patronal para a primeira rodada de negociação da 34ª Campanha Salarial dos Canavieiros e das Canavieiras 2013/2014.

A pauta de reivindicações deste ano destaca o salário de R$ 800; alimentação digna no local de trabalho; acesso à terra; moradia digna; e transporte seguro para os trabalhadores. A reunião acontecerá no auditório do Sindsep, no Recife, às 9 horas. Essa data foi confirmada para garantir a data-base da categoria, em 1º de outubro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Jaboatão

29/09


2013

Dilema tucano: Serra silencia e o PSDB não tem o que oferecer

 Faltando seis dias para o prazo estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral para que os candidatos a cargos eletivos em 2014 definam seus partidos, o PSDB vive um dilema. As cúpulas nacional e paulista da sigla tentam evitar a saída do ex-governador José Serra, mas não têm o que oferecer para segurá-lo. “O caminho natural seria o Senado, mas quem controla o José Aníbal?”, sintetiza um tucano graduado. Secretário de Energia de São Paulo, Aníbal já avisou que está disposto a enfrentar Serra em uma eventual prévia pela vaga.

Em 2012, o ex-governador venceu as prévias do PSDB e conquistou o direito de disputar a Prefeitura de São Paulo com 52,1% dos votos dos militantes. Seus concorrentes, o próprio Aníbal e o deputado federal Ricardo Tripoli, receberam, respectivamente, 31,2% e 16,7% dos 6.229 votos. Mas, segundo a avaliação de dirigentes do PSDB, Serra não tem mais o mesmo poder de mobilização que tinha naquela época, dentro da máquina partidária. (O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

29/09


2013

Deputados federais e senadores confirmam presença na Amupe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Presidente da Amupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota

Até sexta-feira (26/09) mais de dez deputados federais confirmaram presença para a reunião na Amupe nesta segunda-feira(30/09),além dos senadores. Eles terão uma longa pauta de discussão com os prefeitos pernambucanos. O evento acontece de 9h às 12h na sede da Associação Municipalista de Pernambuco -Amupe- av. Recife,6205.

 

Na pauta: Reajuste do Piso do Magistério e da Área de Saúde, incluindo os Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias; PEC do aumento de 2% do FPM; Desoneração de IPI e Imposto e Renda que impactaram o FPM; Encontro de Contas da Previdência;Alterações do ISS-LC 115/2003; Royalties –Nova Legislação com a vinculação de Educação e Saúde; Aumento do PNAE e Transporte Escolar; PEC dos Procuradores Municipais; Emendas Parlamentares; Restos a Pagar e por fim, tratar da Sub Comissão de Assuntos Municipalistas- Senado/CAE. A reunião conta com a presença de Eduardo Stranz,consultor da Confederação Nacional dos Municípios - CNM.

 

O presidente da Amupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, está confiante de que a reunião será bem positiva e reforça a importância da presença de todos nesse amplo debate, que será uma boa oportunidade para os prefeitos tirar suas dúvidas e exigir dos seus representantes mais comprometimento, lembrando que o povo é sábio quando define o que o poder público deve fazer e tem pressa nos assuntos que afligem os municípios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

gmagalhaes40@gmail.com

no Pajeú são as ideias e não as pessoas que brigam, lá fazemos política com sacerdíco e não como negócio. ela é a arte da individualização sim senhor, mas nós pajeuzeiros tentamos pela arte do diálogo transformar ela em arte da coletividade.

Gilberto Carvalho Moura

NA POLITICA DE PASTORIL QUE DOMINA AQUELA QUERENCIA ONDE DEFUNTO ASSINA ESCRITURA ESTÁ LANÇADO O DESAFIO PELOS AZUIS: - ESTÃO DESAFIADOS OS VERMELHOS PARA QUANDO DESENCARNE O SEU MESTRE FAÇAM UM FORROBODÓ MAIOR OU QUIÇÁ DO MESMO TAMANHO.


Prefeitura de Serra Talhada

29/09


2013

Planalto avalia e festeja que Eduardo só é forte em PE

 A queda do governador Eduardo Campos nas últimas pesquisas e o  crescimento de Dilma é motivo de euforia no governo, tanto da parte do PT quanto da própria presidente. Segundo o colunista Ilimar Franco -- jornal O GLOBO deste domingo -- chegou ao Planalto  uma pesquisa do governador Jaques Wagner, na qual Eduardo Campos tem 0,9% na Bahia.  A expectativa dos governistas é de melhor desempenho ainda quando entrar no radar o discurso de Dilma na ONU. ''''O PT avalia, com base em outra pesquisa do Ceará, que Eduardo só é forte em Pernambuco.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Egnaldo Pereira

Eduardo Campos é maior Coronel conteporâneo brasileira. É a vanguarda do atraso.Com uma caracterítica singular: persegue aliados.Que o diga Armando Monteiro.

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

Nunca detonei Eduardo. Apenas observava seu trabalho. Agora estou convicto que ele é o maior político contemporâneo brasileiro. Temos de aproveitar a oportunidade do aparecimento de um homem do quilate dele que se dispoe a encarar uma candidatura, nesse momento, para presidente.

JOSE PINTO DA SILVA

valerioduto e o mensalao tucano marina coitada mim perdoem a expressao acredito eu que nem os evangelicos vota mais nela o que e uma pena o crente nao devia se envolver com politicas e quando se junta com coruptos nao merecem nem um respeito.

JOSE PINTO DA SILVA

indenticas as de fernando collor o cassador de maracuja promessas vasias o vento leva se e para governar o brasil com toda sinceridade se e para piorar e melhor deixar como esta sera aecio eduaro marina juntado os 4 nao da uma dilma em onestidade pernambuco precatorios sao paulo metro minas o

JOSE PINTO DA SILVA

toda qualidade tem os seus defeitos e dudu tem muitos defeitos e o pior defeito foi a grande trairagem que ele cometeu contra o propio avo na epoca dos precatorios o povo eiro esta de olho sim mais nao e ele como candidato nao e noi que ele vai falar se for candidato se sera as mesma promessas



29/09


2013

Governador não aguenta mais ser xingado

 O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), desabafou com empresários paulistas. “Meu dia-a-dia é um inferno. Para comprar um saco de cimento, aceito fazer licitação. Mas para remédio? Leva um ano. É inaceitável”.

Em seguida, concluiu: “Em dois anos e meio, enfrentei nove greves. Mais da metade dos dias sou vaiado aonde chego... Passo corredor polonês e a minha mãe é homenageada”. Colombo tentará a reeleição. (Época - Marcelo Sperandio)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

enoque viana de oliveira filho

Agüente firme a fúria do povo. Não começou ainda, cuidem-se. ih!ih!ih!

enoque viana de oliveira filho

ih!ih!ih!ih!ih!ih! Imaginem o Sergio Cabral ih!ih!ih!ih!ih! Tá pesado ? Tem que suportar ! Tem mais... ih!ih!ih!ih!


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

29/09


2013

Voa, dinheiro, voa

 Quando ouvir falar que não há dinheiro para melhorar a segurança pública, ou para pagar melhor os policiais, pode acreditar: é verdade. O dinheiro segue outros caminhos.

Em São Paulo, esta coluna comprovou, com documentos, que 19 coronéis da Polícia Militar ganham mais que ministros do Supremo Tribunal Federal - cujo salário de R$ 28.059,29, por lei, é o máximo que pode ser pago a qualquer servidor público. O menor salário da lista é de R$ 30.154,00; o maior, de R$ 52.883,66. E o governador?

Geraldo Alckmin vai bem, obrigado.  (Coluna Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

29/09


2013

Esvaziem as gavetas: reforma ministerial é daqui a 90 dias

Da coluna de Jorge Moreno - O GLOBO

 Duas coisas a Dilma detesta, necessariamente nesta ordem: o “Coisa-ruim” e vazamento de conversas suas com ministros. Ela já dissolveu o conselho político só por isso.

Só que, desta vez, ela não vai ficar com raiva. E, se ficar, não vai poder punir o vazador. Ela não deve ficar com raiva porque a notícia servirá de alerta aos que estão pensando diferentemente do que a sua decisão. E, segundo, a confidência foi feita em, pelo menos, duas conversas distintas com distintos ministros, no sentido de pessoas diferentes, obviamente, e, assim, ela jamais saberá quem cometeu a indiscrição.

O meu excesso de zelo tem explicação: a presidente já decidiu que não vai esperar, como a maioria dos seus auxiliares deseja, o prazo de desincompatibilização para mandar embora os ministros candidatos.

Não; daqui a, no máximo, 90 dias, todos serão obrigados a deixar seus cargos.

Aos de olho nas vagas, saibam que assumirão os secretários-executivos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

29/09


2013

Por que Eduardo pulou fora do governo Dilma com o PSB

 Suposta trama palaciana que teria motivado o desembarque do governador Eduardo Campos e seu PSB do governo Dilma seguiu um  roteiro que é narrado por Felipe Patury, na sua coluna da revista Época. Eis a versão de Patury:

Todas as ações do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nos últimos dias tiveram um objetivo: consolidar sua liderança no PSB. Presidente do partido, Eduardo identificou um movimento do governo para desestabilizar seu controle da agremiação.

Confidenciou a interlocutores que o Planalto passou a atender os governadores socialistas para evitar que apoiassem a candidatura dele, Eduardo, a presidente da República.

Segundo o relato, os pedidos eram encaminhados pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Antes que esse movimento tomasse corpo, Campos convocou a executiva do PSB para deixar o governo, interveio no diretório do Rio de Janeiro e sinalizou que poderia fazer o mesmo no Ceará, onde o governador Cid Gomes e seu irmão Ciro lideravam uma resistência à candidatura de Eduardo Campos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO, POLICIAL, PROFESSOR E MILITAR.

JOSE PINTO DA SILVA

nao esquecer dos gastos absurdos com bifes nao esquecer dos gastos absurdos com as viagens de avioes e elicopteros todos com o nosso dinheiro nao esqucer da inesplicavel compra de computadores segundo sem licitaçao e superfaturados o brasil ficara sabendo e os precatorios e te muito mais.

Nehemias Fernandes Jaques

Não esquecer: Ele votou contra os aposentados brasileiros em 2006. MP 291

Nehemias Fernandes Jaques

Não esquecer: Eduardo Campos foi condenado em julgamento administrativo por uma ‘fraude financeira’ de 97

Nehemias Fernandes Jaques

Não esquecer o apoio do PT tambem!


Potencial Pesquisa & Informação

29/09


2013

Cabos eleitorais de Dilma dizem ter recebido ''por fora''

Prestação de contas de campanha da atual presidente não declarou pagamentos; PT nega caixa dois

Cabos eleitorais da presidente Dilma Rousseff que aparecem como ''voluntários'' na prestação de contas de campanha de 2010 afirmam que receberam dinheiro pelo trabalho realizado no segundo turno da eleição. A Folha de S.Paulo localizou 12 pessoas em Mato Grosso e no Piauí que dizem nunca ter atuado de graça, apesar de serem tratadas como prestadores de serviço sem remuneração nos papéis entregues pela campanha ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

As declarações fazem parte da documentação entregue à Justiça Eleitoral, que considera ''doador'' quem presta serviço ''voluntário''. A Folha identificou ao menos 43 ''trabalhadores voluntários'' na prestação de contas da campanha, totalizando ''doações'' de cerca de R$ 20 mil. No grupo, estão os 12 localizados pela reportagem. Efetuar pagamentos de campanha e não declará-los é crime de caixa dois. O PT nega a prática e diz que suas contas foram aprovadas.

CRIME ELEITORAL 

No total, a campanha da atual presidente registrou arrecadação de R$ 135 milhões e despesas de R$ 153 milhões. ''[O trabalho] não foi de graça. Não sou otário para trabalhar de graça'', disse Mariano Vieira Filho, que atuou como motoboy no PI.

Já Luís Fernando Barbosa Nunes, 25, também motoboy na campanha de Dilma em Teresina, disse que sua assinatura foi falsificada no documento entregue ao TSE. Em Cuiabá, a tecnóloga em segurança do trabalho Cristine Macedo, 48, diz ter ganho cerca de R$ 600 para panfletagem.

Nas contas aprovadas pela Justiça Eleitoral não há registro de pagamento a nenhum deles no segundo turno. A advogada Deborah Guirra diz que caberia uma investigação por crime eleitoral. ''[O registro] tinha que estar na prestação de contas do comitê ou do candidato.''   (Da Folha de S.Paulo - Aguirre Talento, Fabiano Maisonnave e Yala Sena)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

CALVES

Dilma tem de ser presa. É a 1ª candidata ou candidato q paga a cabos eleitorais neste país probo. FHC, Bob Freire, Jarbas e outros desta estirpe nunca cometeram este bárbaro crime antes. Pense num país de hipócritas.

Nehemias Fernandes Jaques

Ninguem trabalha de graça

Adilson

Que grande descoberta. Que besteira. Todo mundo sabe como se faz campanha no Brasil. Isso é hipocrisia!! agora, ver se essa turma quer aprovar a reforma política profunda proposta pelo PT. Quer uma porra, que quer!!

enoque viana de oliveira filho

Ninguém sabe, ninguém viu, isso é bem característico do PT.



29/09


2013

Legenda familiar insiste em Marina e irrita a ex-senadora

Dirigentes da Rede, de Marina Silva, estão irritados com o assédio do presidente do PEN, Adilson Barroso. Dizem que o líder do partido divulgou versões fantasiosas sobre uma suposta aproximação de sua sigla com Marina. A informação está na Folha de S.Paulo deste domingo, coluna de Vera Magalhães. Enquanto isso, segundo ainda o mesmo jornal, quando o presidente do PEN, Adilson Barroso, diz que está disposto a ''tudo'' para fazer com que Marina Silva dispute o Planalto pela sigla, talvez não esteja brincando.

Seu arranjo para atrair a ex-senadora prevê tirar a própria mulher de um cargo-chave na Executiva Nacional para acomodar o grupo de marineiros. Rute não é a única parente de Barroso na Executiva do PEN, o nanico Partido Ecológico Nacional, formado em 2012. O grupo tem ainda dois irmãos e um filho do ex-parlamentar --''Deste eu não abro mão, é meu herdeiro político''. Os cargos vão da tesouraria à vice-presidência. (Com informações da Folha de S.Paulo - Paulo Gama)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha