O Jornal do Poder

23/01


2012

A charge do dia

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

23/01


2012

Coluna da segunda-feira

       João Paulo errou

A pesquisa do Instituto Maurício de Nassau sobre a sucessão no Recife serviu para três constatações: 1) João Paulo errou ao ter permanecido no PT. Com o capital político que detém seria eleito em qualquer partido.

No PT, corre o risco de se eternizar na geladeira. 2) João da Costa, embora com percentual de rejeição altíssimo, tem chances, sim, de ser reeleito. Depende da forma como o principal artífice do processo, o governador Eduardo Campos, atuará na montagem do tabuleiro.

3) Entre os candidatos no campo da oposição, o democrata Mendonça Filho é, ainda, o mais competitivo, aparecendo empatado com João da Costa no cenário em que João Paulo não é considerado. Seu grande desafio é agregar, unir forças.

Deveria insistir numa composição com o PMDB. Pré-candidato pela legenda peemedebista, Raul Henry, além de ter metade das intenções de voto do democrata, anda extremamente desanimado. Poderia se transformar no vice de Mendonça, formando uma chapa competentíssima.

Cenário este perseguido também pelo pós-comunista Raul Jungmann, que é o segundo melhor avaliado na pesquisa, bem acima do tucano Daniel Coelho, que, a princípio, levaria a vantagem de ter potencial de crescimento pelo fato de ser, entre os nomes postos, a cara nova.

Dependendo da estratégia de campanha que venha a adotar e de uma repaginada no visual, o que parece urgente, Daniel abre perspectivas de se transformar no chamado fato novo da sucessão no Recife.

O problema é que ele não tem como ampliar, mesmo problema de Mendonça e Jungmann. Aliás, os três pré-candidatos da oposição exercitam o diálogo dos mudos.

PODER PARALELO – Em tese, a defesa de múltiplas candidaturas no Recife seria compreensível face às dificuldades que o prefeito encontra para unir o PT. O que o governador identificou, entretanto, é que por trás disso há um jogo para viabilizar a candidatura de João Paulo. Num cenário com João de volta ao poder municipal, provavelmente com a anuência do PTB, Humberto e Armando Monteiro falariam mais grosso em 2014. Tudo que Eduardo não quer.

Compesa relapsa - Há seis meses, a população do bairro Dom Hélder Câmara, em Chã Grande, paga R$ 80 por carro-pipa para não ficar sem água, simplesmente porque a Compesa não concluiu a tubulação que resolverá definitivamente o drama do racionamento na área. Acredite: faltam apenas dois tubos de ferro na saída do reservatório.

Falta sensibilidade - Não dá para entender a falta de sensibilidade da Prefeitura do Recife com o único banco local, o Gerador, que tem 100 lojas da Rede Banorte. A direção já fez de tudo e não consegue vender o cartão Banorte aos servidores nem receber impostos na rede, o que aumentaria a arrecadação e facilitaria a população de baixa renda pagar IPTU. Enquanto isso, os bancos de fora operam cartão de servidores e recebem IPTU. Bem diferente do tratamento do Governo do Estado dado ao Gerador, consciente da sua importância para economia local.

Receio de divisão - O prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti (PTB), mandou e-mail ao blog negando que já tenha escolhido a sua vice Madalena Brito (PTB) para disputar a sua sucessão. A pressa do trabalhista em negar o óbvio tem como único objetivo evitar divisão na sua base. Isso, no entanto, será impossível. Qualquer que seja o nome não contará com o apoio do vereador Luciano Pacheco (PSD).

Plano B em Caruaru - Corre nos bastidores a versão de que a secretária de Políticas Sociais, Laura Gomes, sairia na reforma do secretariado que o governador promove forçado pelos ajustes eleitorais. O afastamento seria apenas com a intenção de o PSB ter uma alternativa para disputar a Prefeitura de Caruaru, caso o cenário se complicasse para o lado do prefeito José Queiroz.

CURTAS

CALOTE – O prefeito de Cortês, José Genivaldo (PSB), ainda não pagou o 14º salário dos professores, lei municipal, nem tampouco os 50% dos retroativos relativos à diferença salarial gerada pelo atraso na implantação do piso nacional da categoria, no exercício de 2011.

HOMENAGEM – O presidente do PDT estadual, José Queiroz, preside, hoje, às 18 horas, na sede do partido, no Recife, a cerimônia de aposição do quadro com a foto de Leonel Brizola em homenagem ao velho guerreiro, que se estivesse vivo completaria 90 anos.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Quando a TIM vai criar vergonha e restabelecer o sinal em Tabira, Triunfo e outras cidades do Sertão?

''O homem mau, o homem iníquo tem a boca pervertida''. (Provérbios 6:12)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Henrique Gondim Campello

Esse João Paulo é um democrata de fachada. Impôs João da Costa para ser um fantoche e agora quer voltar? Por mim, vai penar para se eleger vereador!

maria jose t.cavalcanti

os companheiro do PT dever reconhecer que JOÃO DO POVO é forte, que ele deve ser o candidato, que o sr.Eduardo deve apoia,ao contrario quem vai leva é a oposição.Joaõ da costa deve se cuida,peder a prefeira do recife é burrice.Espero que JOAO PAULO seja o condidato, porque ele é povo.Vai ser o pref.

maria jose t.cavalcanti

Agradeço pela ajuda na questã do SASSEPE,estivemos com a Secretaria Antonieta, estamos esperando resposta, mais coloque sempre no seu blog que os professores da mata norte estão aguardando o secretário dr.Ricardo Dantas o retorno do nosso oficio.Estamos pedido socorro,não pode deixar morre a minga.

Carlos

Calves,concordo com você,a diferença de João Paulo para João da Costa é que o primeiro era carismático e sabia se comunicar bem com a população,mas em termos de gestão as duas são muito parecidas,além disso JC só foi eleito graças a JP.

CALVES

Apesar de está já a algum tempo longe do Recife, amigos e familiares, afirmam q a gestão de JC muito pouco difere da de JP na parte administrativa e sendo até um pouco melhor, mais o pouco jogo de cintura politico e a ajuda da grande mídia, ajudaram em muito na sua rejeição.


Banco de Alimentos

23/01


2012

Dilma vai botar pressão hoje em cima dos ministros

Os ministros de Dilma Rousseff chegam hoje à tarde ao Palácio do Planalto para a primeira reunião ministerial do ano, com uma dura cobrança já feita pela presidente: por conhecerem há um ano a lógica do governo e da mandatária, os auxiliares precisam apresentar as metas de suas pastas, os prazos para o cumprimento de cada programa e as medidas para contenção de gastos, prestação de contas e acompanhamento dos resultados. Foi esse o recado de Dilma aos ministros que participaram das dez reuniões setoriais realizadas desde quinta-feira — a última delas avançou pela noite de ontem, no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente.

O grande encontro de hoje, às 17h, servirá para Dilma cobrar de seus auxiliares de confiança metas e prazos para o Plano Brasil sem Miséria; para as obras de infraestrutura previstas no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC); e para o Minha Casa, Minha Vida. Outro assunto da primeira reunião ministerial do ano, segundo informação de auxiliares que participaram de alguns dos encontros setoriais, será o corte de R$ 60 bilhões a R$ 70 bilhões no Orçamento da União de 2012.(Informações do Correio Braziliense  (Vinicius Sassine - Júnia Gama)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joauim nabuco ferreira zenta

LUGAR DE LADRÃO É NA CADEIA, BOTE PRA FORA PRESIDENTE, SEJA LÁ QUEM FOR, DE QUALQUER PARTIDO, INCLUSIVE O SEU PT.

EDSON COSTA DE SIQUEIRA

“CONTENÇÃO DE GASTOS”. - Que tal iniciar com a redução dos Ministérios, acabando com a desinstitucionalização da esmola, afastamento todos os envolvidos com escândalos...



23/01


2012

CE: sobrepreço em obra do Dnocs vai a R$ 24 milhões

 As irregularidades que foram averiguadas em obras de irrigação no Ceará e que derrubaram um diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) nos últimos dias já registram um sobrepreço de quase R$ 24 milhões.Inicialmente, uma auditoria da CGU havia identificado um preço maior (sobrepreço) de R$ 5,9 milhões na compra de tubos de ferro para o projeto de irrigação no Tabuleiro de Russas, a 160 quilômetros de Fortaleza, mas a cifra é ainda maior. Segundo o próprio diretor-geral do Dnocs, Elias Fernandes Neto, as irregularidades não ficaram restritas aos tubos.

''''Ao apurar o sobrepreço original, considerando o valor global do contrato, verificou-se que a diferença era muito maior do que o detectado pela CGU, que apenas analisou o item tubo de ferro fundido. O sobrepreço total fica em torno de R$ 23,7 milhões'''', disse Fernandes Neto. Segundo ele,o Dnocs já admite a possibilidade de rescindir o contrato, caso não haja um acordo com a construtora Andrade Gutierrez — responsável pela obra — para a devolução do valor maior já pago pelo governo.(O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joauim nabuco ferreira zenta

É ESSE RAPAZ QUE O PMDB QUER MANTER NO CARGO, ESSE BANDIDO ERA PRA ESTÁ ATRÁS DAS GRADE. POR ISSO, AS OBRAS NO BRASIL NUNCA TERMINA. SÓ TEM DESVIU...

EDSON COSTA DE SIQUEIRA

Tais aberrações, no modelo de democracia à brasileira à muito tempo deixou de ser exceção. Agora e regra.



23/01


2012

Governo Dilma é recorde em cargo de confiança: 22 mil

 Mesmo vitoriosa na elaboração do Orçamento da União de 2012, quando impediu reajustes para o Judiciário e outras categorias de servidores, a presidente Dilma Rousseff vai arcar este ano com uma folha de pessoal e encargos sociais acima de R$ 203 bilhões, além de contar com mais funcionários em cargos de confiança. Antes mesmo de fechar o primeiro ano de seu governo, em outubro, os chamados DAS (cargos de Direção e Assessoramento Superior) já somavam 22 mil, uma barreira que nunca havia sido alcançada. Desde o segundo ano do governo Luiz Inácio Lula da Silva, as funções comissionadas no Executivo federal só crescem.



Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joauim nabuco ferreira zenta

TODA VIDA FOI ASSIM, DESDE DE CABRAL, PORQUE O PSDB NÃO ACABOU QUANDO ESTAVA NO PODER..

EDSON COSTA DE SIQUEIRA

Tal forma de "administrar" (leia-se perpetuar-se no poder) faz parte do modelo de democracia à brasileira.



23/01


2012

Padilha é inocente, o governo é ingênuo

 No fim de 2010, o atual ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi acusado de assinar uma certidão que atestava que uma ONG fantasman funcionava regularmente. Munida desse documento, a tal instituição fajuta arrancou R$ 3 milhões do Ministério do Turismo. Em dezembro, o Ministério Público Federal pediu à Justiça para arquivar o inquérito. Motivo: a assinatura de Padilha foi falsificada de forma tão grosseira – foi simplesmente escaneada – que seria difícil montar uma ação penal. Sobram duas lições do episódio: 1) Padilha é inocente; 2) é mole tapear o governo.(Época - Marcelo Rocha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2012

Gastos: tesoura de Dilma apavora equipe de governo

 Dilma Rousseff cruzou o final de semana em encontros preparatórios para a reunião ministerial desta segunda-feira (23). Na conversa mais espinhosa, discutiram-se a crise internacional e os cortes no recém-sancionado Orçamento da União para 2012. Ficou entendido que Dilma deseja excluir dos cortes os gastos com programas sociais e os investimentos. Entre os programas que classificou de intocáveis estão o PAC e o Minha Casa Minha Vida. Juntos, somam R$ 36,7 bilhões. No mais, tudo está sujeito à faca.(Do blog de Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2012

Dnocs: um açude de intrigas

 Mais um ''''carimbo'''' pouco recomendável em cima do Dnocs, hoje, na coluna de Fábio Zambeli, na Folha de S.Paulo. É mais um indicativo de que o velho e controvertido órgão nordestino é a bola da vez em termos de denúncias de escândalos no governo Dilma. Confira a nota:

''''Palco de novo embate entre PSB e PMDB e mergulhado em denúncias de superfaturamento de obras, o Dnocs (Departamento Nacional de Obras contra as Secas) tem sua gestão colocada à prova por relatório recém-concluído pela CGU. Auditores constataram um rombo estimado em R$ 192 milhões, além de indícios de sobrepreço e direcionamento de licitações.

O texto qualifica a atual direção da autarquia federal como ''deficiente'' e ''com pouca efetividade na adoção de providências''. O Dnocs é presidido por Elias Fernandes Neto, ex-deputado indicado pelo líder peemedebista na Câmara, Henrique Alves (RN).''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2012

Irã ataca política de Dilma e diz que Lula faz falta

 Embora o embaixador do Irã em Brasília, Mohsen Shaterzadeh, tenha dito em recente entrevista que a relação com o Brasil continua tão boa no governo de Dilma Rousseff quanto foi na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, o tom que predomina em Teerã é bem diferente. Autoridades iranianas enxergam claro distanciamento e já há sinais pouco amistosos em direção ao Brasil.  "A presidente brasileira golpeou tudo que Lula havia feito. Ela destruiu anos de bom relacionamento", disse à Folha na quarta-feira, por telefone, Ali Akbar Javanfekr, porta-voz pessoal do presidente Mahmoud Ahmadinejad e chefe da agência de notícias estatal Irna.

"Lula está fazendo muita falta", afirmou, numa referência à opção de Dilma, no cargo desde janeiro de 2011, de dar menos ênfase ao Irã. Javanfekr corre risco de ser preso por supostas ofensas ao líder supremo, Ali Khamenei. Mas o porta-voz ainda é descrito pelo "New York Times" como "uma das mais fortes figuras para divulgar recados [do Irã]."  (Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2012

Revelação de mais escândalos ameaçam ministro

 Integrantes da cúpula do PP discutiram no ano passado com uma empresa de informática sua participação num projeto milionário do Ministério das Cidades antes que fosse aberta licitação pública para sua contratação. O assunto foi tratado em reuniões no apartamento funcional do deputado João Pizzolatti (SC), ex-líder do PP na Câmara e aliado do ministro Mário Negromonte, único representante do partido no primeiro escalão do governo.O próprio ministro participou de um dos encontros.Também estiveram nas reuniões o secretário-executivo do ministério e braço direito de Negromonte, Roberto Muniz, o lobista Mauro César dos Santos e o ex-deputado Pedro Corrêa, cassado por conta de seu envolvimento no escândalo do mensalão.

Eles permitiram que a empresa, a Poliedro Informática, fizesse contato com a equipe de Negromonte e discutisse o assunto com o governo antes de outros interessados. A revelação cria novo embaraço para Negromonte, um dos ministros cotados para ser demitido pela presidente Dilma Rousseff na reforma ministerial atualmente em curso. (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha