Congresso Nordestino de Educação Médica

19/06


2019

Tony Gel solicita construção de escola no Alto do Moura

O deputado estadual Tony Gel (MDB) pediu ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao secretário Estadual de Educação, Fred Amâncio, esforços para que seja construída uma escola de ensino médio no bairro do Alto do Moura, em Caruaru. 

Tony Gel destacou na solicitação que o Alto do Moura, além de sua importância artística e cultural, possui novas residências que compõem núcleos habitacionais, onde existe uma demanda de adolescentes que se deslocam para outros bairros para estudarem. 

O parlamentar também registrou que ao entorno existem diversas comunidades com grande quantidade de estudantes, a exemplo de Taquara de Baixo, Barra de Taquara, Taquara de Cima e Sítio Campos.

"Portanto, faz-se necessário que sejam tomadas as devidas providências para disponibilizar educação de qualidade com efetivas condições de acesso para a maioria dos estudantes" disse Tony Gel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

19/06


2019

“Sou contra provas ilícitas de qualquer forma”, diz Moro

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou ser contra o uso de “provas ilícitas” em processos “de qualquer forma” ao ser questionado pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES) de que o pacote das “10 medidas anticorrupção previa a obtenção de provas de forma ilegal”. “O senhor mantém essa opinião?”, perguntou o parlamentar em sessão na CCJ, no Senado, nesta quarta, 19. Moro respondeu: “O senhor que é da prática jurídica, sabe que são normais essas conversas. Vamos anular a Lava Jato? Parece que é isso que o senhor quer. Um criminoso invadiu terminais de agentes públicos e não há boa fé nisso. Sou contra a introdução de provas ilícitas no processo de qualquer forma”.

Em agosto de 2016, Moro participou de uma audiência na Câmara dos Deputados para tratar do pacote anticorrupção apresentado pelo Ministério Público Federal. Nela, o ex-magistrado sugeriu uma reformulação das propostas para deixar claro que provas adquiridas por agente público de maneira ilícita fossem mantidas, desde que obtidas com “boa-fé”. Para ele, as pessoas que “infringem a lei sem intenção de cometer um crime”, bem como empregados que fizerem uma denúncia, “em situação conflituosa com sua ética”, devem ser preservados e terem suas provas protegidas. Nesse caso, ele citou exemplos recentes como o do banco HSBC, em que um ex-funcionário vazou materiais contra a empresa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Caruaru

19/06


2019

Moro derruba a audiência do Programa do Ratinho

Do Observatório da Televisão

Quem esperava uma audiência bombástica para o Programa do Ratinho, na noite de ontem, em virtude da entrevista exclusiva com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, caiu das nuvens – e do cavalo. A atração comandada por Carlos Massa registrou péssimos índices de sintonia na edição de hoje.

De acordo com dados preliminares do Ibope, o Programa do Ratinho anotou média de 6,6 pontos na Grande São Paulo, com direito a pico de 8,5. Trata-se do pior desempenho da atração em audiência em todo este ano de 2019, segundo levantamento do portal Bastidores da TV.

De quebra, Ratinho amargou uma derrota que há tempos não sofria: a perda da vice-liderança para a Record TV. O canal de Edir Macedo garantiu 6,7 pontos na faixa de confronto direto, com a exibição do reality Power Couple Brasil. Já Globo, que exibia o jogo entre Brasil e Venezuela, liderou comodamente com 33,9.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

São João Petrolina

19/06


2019

No Senado, Moro diz não ter nada a esconder

O ministro da Justiça, Sergio Moro, disse, hoje, em audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que não tem nada a esconder sobre mensagens de conversas atribuídas a ele e procuradores da Operação Lava Jato. O ministro também afirmou que os dados podem ter sido alterados.

"A questão do aplicativo de encaminhar eventualmente uma mensagem é apenas porque ali existia uma dinâmica muito trabalhosa dentro da 13ª vara e eventualmente pode ter havido uma mensagem, mas nada do que não seria normal. Não estou dizendo mais uma vez que eu reconheço a autenticidade. Do texto, eu li e vi muitos que se pronunciaram não viram qualquer espécie de infração", disse o ministro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Gravatá

19/06


2019

Oficina para técnicos lota auditório em Petrolina

Idealizada para atender uma demanda de empresas da região, a oficina ‘Técnicas de Negociação e Cobrança’ lotou, ontem, o auditório da unidade regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco, em Petrolina. A capacitação durou 8 horas e apresentou tipos de abordagens, princípios da cobrança e até formas de negociação por telefone.

A oficina teve como instrutor o administrador de empresas formado pela Fundação Vargas (FGV) Diógenes Monclair, que fez ainda uma análise sobre o cenário da inadimplência no Brasil. Com experiência em ministrar palestras em todo o estado, Monclair explicou para os alunos como devem iniciar uma cobrança ao cliente.

Para o diretor regional da Fiepe, Albânio Nascimento, a oficina se torna necessária porque ajuda a “construir pontes” para o entendimento de um serviço tão complexo, como é cobrança. “Foi extremamente positiva. Todos os participantes estavam interessados no assunto e as práticas bem-sucedidas estão de acordo com o que há de mais atual sobre relacionamento com o consumidor”, finalizou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/06


2019

Juíza de São José do Egito é orgulho para o TJPE

Por Cláudio Soares*

O município de São José do Egito precisa de mais um juiz direcionado, especificamente, a 2ª Vara Cível. A Dra. Tayná Lima Prado é competente, organizada, célere, imparcial, determinada e um exemplo de trabalho. A magistrada é ética e não importa o tema, uma heroína no exercício de sua função. Mas precisa de ajuda.

Nos últimos meses, a juíza acumulou as comarcas de Itapetim e Tuparetama. É possível encontrá-la no fórum trabalhando até tarde, presidindo sessões de júris. Não é fácil exercer a magistratura sozinha numa comarca complexa e abarrotada de processos. Celeridade é o que todos cobram do Judiciário – tanto a sociedade como nós próprios, advogados. 

Convém deixarmos bem claro que a responsabilidade pela morosidade não deve ficar na conta da juíza. O Tribunal de Justiça de Pernambuco, há meses, já deveria designar mais um juiz para a comarca em São José do Egito. 

Ao tomar posse no cargo, Tayná exerce a mais alta missão de sua vida de magistrada, com foco no interesse público e na transparência.

Como advogado, ouço ecoar perante a sociedade que a juíza trabalha feito um trator e que, se existisse mais um juiz feito ela a frente daquele fórum, sem sombra de dúvidas, a coisa ficaria bem melhor. 

Posso afirmar que os interesses da juíza são inteiramente públicos, com o timbre da austeridade e da transparência. O Tribunal Justiça em Pernambuco deve se orgulhar da magistrada que existe atuando na terra da poesia.

*Advogado e jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

19/06


2019

Câmara aprova CPI em Tupanatinga

Por nove votos a dois, a Câmara de Tupanatinga, no Agreste, aprovou, ontem, a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias de desmandos administrativos na gestão do prefeito Silvio Roque, do Partido Progressista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/06


2019

O Plano Maia-Alcolumbre para a economia

A rusga entre Paulo Guedes e Rodrigo Maia pode acelerar a agenda própria da Câmara, agora em conjunto com o Senado, para tentar impulsionar crescimento, o aumento de produtividade e a geração de renda e emprego. A ideia de Maia e Davi Alcolumbre é lançar um pacote de propostas que estão sendo elaboradas pelo economista Marcos Lisboa, em seguida à aprovação da reforma pela Câmara. Falo a respeito do plano na minha coluna desta quarta-feira no Estadão.

Assim, com a reforma tributária derivada do projeto de Bernard Appy e o estudo encomendado a Lisboa, o Congresso teria seu próprio plano econômico. A avaliação dominante é a de que Guedes revelou um pendor “antipolítica” com as críticas que fez ao relatório de Samuel Moreira para a Previdência, daí a necessidade de descolar as ações do Legislativo das do Executivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6