Congresso Nordestino de Educação Médica

14/06


2019

Jornalista Clóvis Rossi morre aos 76 em São Paulo

O jornalista Clóvis Rossi, decano da redação da Folha, morreu na madrugada de hoje, em São Paulo.

Ele tinha 76 anos e estava em casa, onde se recuperava de infarto tido na semana passada. Deixa esposa, com quem era casado há mais de meio século, três filhos e três netos.

Colunista e membro do Conselho Editorial da Folha, Rossi publicou seu último texto na quarta (12). Intitulado “Boletim Médico”, ele era, segundo o jornalista, “uma satisfação devida ao leitor, se é que há algum”. Seu estilo irônico e descontraído continuava no agradecimento aos colegas do jornal. “Até mentiram dizendo que estavam sentindo a minha falta”, escreveu. (…)

Gostava de enfatizar sua preferência pela reportagem e não pela edição. Tinha especial orgulho da cobertura que fez sobre o fim do regime franquista espanhol. “Raramente gosto do que faço. Sempre acho que a próxima reportagem vai ser melhor. Exceto nessa cobertura”, afirmou na Flip em 2014.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

14/06


2019

Humberto participa de ato da greve geral no Recife

Para barrar a Reforma da Previdência e denunciar as arbitrariedades do governo Jair Bolsonaro, bem como as irregularidades envolvendo os principais agentes da Operação Lava Jato, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), participa, hoje, da greve geral, no Recife.

O senador acompanha o ato que acontece a partir das 14 horas, no cruzamento da rua do Sol com a avenida Guararapes. Eventos semelhantes devem ocorrer em todos os estados e no Distrito Federal. As atividades estão sendo organizadas por centrais sindicais e movimentos sociais.

Segundo o senador, a mobilização é necessária para barrar os retrocessos que vêm sendo promovidos pelo atual governo. "Todos os dias, mais um direito dos trabalhadores é colocado em cheque por esse governo. Não vamos permitir que acabem com tudo o que o povo brasileiro demorou anos para conquistar. Seguiremos resistindo nas ruas, no Congresso, em todos os espaços. Não vamos dar trégua àqueles que querem acabar com o nosso país", afirmou o senador.

Principal objeto de crítica, a Reforma da Previdência segue em debate na Câmara Federal. Mesmo depois das mudanças propostas pelo relator do projeto na Casa, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), o projeto prevê, entre outras coisas, o aumento do tempo mínimo de contribuição, de 15 para 20 anos, a exigência de 40 anos de contribuição para acesso à aposentadoria integral, além da redução do valor da pensão por morte.

Segundo o senador, a proposta segue extremamente nociva para os trabalhadores. "A reforma é cruel com o povo e os grandes problemas seguem sem solução. Cadê que o governo quer cobrar dos grandes devedores da previdência? Não vamos permitir que os mais pobres paguem a conta", afirmou o senador.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Grande senador, defensor dos trabalhadores brasileiros.

marcos

Um trabalhador, que ganha seu dinheiro honestamente, ir participar de uma GREVE,podendo até perder seu emprego, e encontrar um VAMPIRO/ DRÁCULA, um bandido que junto com a QUADRILHA do PT, roubaram uma banda do BRASIL.É muita falta de sorte, o pior era se perdesse o emprego só. Como que nós pernambucanos elegemos uma DESGRAÇA dessa, vamos pagar muito caro por nosso erro.


Prefeitura de Caruaru

14/06


2019

Protestos bloqueiam estradas e paralisam serviços

Do G1/PE

Bloqueios nas estradas do estado, paralisação em linhas de ônibus e suspensão de aulas marcam a mobilização contra os cortes do governo na educação e contra a reforma da Previdência na manhã de hoje no Recife.

Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), as linhas do metrô do Recife funcionam em horários especiais nesta sexta (14). As linhas Centro e Sul operam apenas nos horários de pico do sistema: das 5h às 9h e das 16h às 20h. A Linha Diesel (VLT) não está em operação.

Os passageiros que chegam ao Terminal Integrado (TI) de Xambá, em Olinda, fazem fila nas calçadas e enfrentam dificuldade para conseguir pegar ônibus, pois veículos da empresa Caxangá estão presos na garagem.

Os portões da garagem da Itamaracá Transportes, em Abreu e Lima, foram fechados desde o início da manhã em mobilização organizada pelos motoristas da empresa. Eles bloquearam o portão que dá entrada ao estabelecimento, impedindo a operação regular das linhas.

Imagens do Globocop mostram que a Polícia Militar foi para o local. A Itamaracá Transportes opera com uma frota de 247 veículos e realiza 2,7 mil viagens diariamente.

Bloqueios

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados bloqueios em vários trechos de rodovias, do Grande Recife ao Sertão. O horário de início das interdições nas estradas não foi divulgado.

Em Igarassu, no Grande Recife, as duas faixas da BR-101 foram interditadas no quilômetro 47,5 com terra e entulhos despejados durante a madrugada. Segundo a PRF, quando a equipe chegou ao local, não havia manifestantes, apenas o bloqueio. As vias foram liberadas às 7h09.

Ainda na Região Metropolitana, a BR-232 foi bloqueada no quilômetro 16, em Jaboatão dos Guararapes, sendo liberada às 9h05. Também houve interdição no quilômetro 5 da BR-101, em Goiana, também no Grande Recife, e o bloqueio ocorreu até 9h30.

Um ato em São Caetano, no Agreste de Pernambuco, interditou completamente a passagem de veículos pelo quilômetro 144 da BR-232 até 7h40. O quilômetro 219 da mesma rodovia, em Pesqueira, também ficou bloqueado até 9h.

Em Gravatá, o bloqueio no quilômetro 76 da BR-232 foi liberado às 8h20. Na cidade de Caruaru, a interdição ocorreu no quilômetro 43 da BR-104 até 9h20.

Educação

Nesta sexta (14), os expedientes administrativo e acadêmico estão suspensos para alunos e servidores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire).

A Universidade de Pernambuco (UPE) não informou se vai manter as atividades. Escolas da rede municipal do Recife e as estaduais seguem com cronograma normal de funcionamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Gravatá

14/06


2019

Moro: “Fui vítima de um ataque criminoso”

Na primeira entrevista sobre o caso das mensagens trocadas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol, concedida ao Estadão, o ministro Sérgio Moro afirmou ter sido vítima de “um ataque criminoso de hackers”, afirmou estar “absolutamente tranquilo” quanto ao conteúdo das mensagens divulgadas e justificou que a rotina intensa de trabalho da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, dedicada exclusivamente à Lava Jato, fazia com que houvesse intensa comunicação dele com advogados, procuradores e delegados, em nome de uma “dinâmica”.

“Não tem nada, nunca houve esse tipo de conluio. Tanto assim, que muitas diligências requeridas pelo Ministério Público foram indeferidas, várias prisões preventivas. O pessoal tem aquela impressão de que o juiz Moro era muito rigoroso, mas muitas prisões preventivas foram indeferidas, várias absolvições foram proferidas. Não existe conluio”, afirmou Moro, que também desafiou o site The Intercept Brasil a divulgar a íntegra das comunicações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/06


2019

Coluna desta sexta na Folha

Filhos degolam quem querem

Um Governo no qual os filhos metem a colher e reinam não pode ser levado a sério. A queda do general Santos Cruz, da Secretaria de Governo, ontem, dá sequência ao filme da degola que não tem bandidos, só artistas: os próprios filhos de Bolsonaro. Quem não rezar pela cartilha deles, mancomunados pelo ideólogo neoamericano Olavo de Carvalho, dança feio.

Foi assim primeiro com Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, e em seguida Ricardo Veléz, este indicado pelo próprio Olavo. Nas palavras de um colega de governo, Santos Cruz “sempre falou o que pensava ao presidente Jair Bolsonaro, mas nunca foi desleal”.

Há uma disputa também entre os militares e os evangélicos, até agora vencida pela bancada cristã, embora os que vestem farda sejam considerados os mais preparados do Governo. A escolha do substituto de Santos, general Luiz Eduardo, parece ter sido no sentido de evitar atrito com a ala militar do Governo.

De volta – Derrotado duas vezes na corrida pelo Governo do Estado, o ex-senador Armando Monteiro Neto já começou a fazer articulações com vistas a fortalecer o PTB nas eleições do próximo ano. Sua meta é estimular a candidatura a prefeito de pelo menos 60 trabalhistas nas diversas regiões. O PTB ocupa, hoje, 19 prefeituras, entre as quais a de São Lourenço, no Grande Recife.

Algoz – O deputado Daniel Coelho, líder do Cidadania na Câmara, é o algoz dos governadores na reforma da Previdência. É dele a autoria da emenda na Comissão Especial que exclui Estados e Municípios do parecer lido ontem e que será votado na própria instância e depois remetido ao plenário da Câmara dos Deputados. Com um detalhe: ele comemora como uma vitória.

Nem um pio – Relatora das contas do ex-presidente Temer no Tribunal de Contas da União, a ministra Ana Arraes desembarcou, ontem, no Estado, para passar o fim de semana, mas evitou dar declarações sobre o seu trabalho. Seu relatório apresentou oito ressalvas, 26 recomendações e cinco alertas, além de apontar dez distorções nas contas de 2018.

Longa espera – O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse a deputados do Nordeste, em almoço na casa do líder do SD na Câmara, Augusto Coutinho, que Bolsonaro só vai nomear os dirigentes dos cargos regionais, como Chesf e BN, depois de aprovada a reforma da Previdência.

Rompimento – O vice-presidente da Câmara de Paulista, Fábio Barros, deixou o PSB, rompeu com o Governo do prefeito Júnior Matuto e engordou a bancada de oposição na Câmara. O distanciamento foi motivado pela pífia gestão, segundo ele, que Matuto vem fazendo.

PETROLINA – O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, está numa cruzada de aliciamento de partidos para fortalecer seu projeto de reeleição na soma do tempo de televisão. A nova investida é o PSL, do presidente Bolsonaro, dirigido no Estado pelo deputado Luciano Bivar.

Perguntar não ofende: Recife virou o piscinão de Ramos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro, que apreendeu tablet do neto de Lula, se recusa entregar seu celular para a perícia.

Fernandes

Relaxa senão não encaixa marluxo Taty louca de camaragibe fascista , eleitor do também Ladrão bolsonaro miliciano.

marcos

Lula confessa roubo nos fundos de pensão.

Fernandes

Moro agora diz que crime contra Lula foi descuido.

Fernandes

Blog 247: BRASÍLIA TREME: INTERCEPT ANUNCIA A PRÓXIMA BOMBA. O site The Intercept Brasil anunciou na noite desta sexta-feira, 14, que deverá publicar “em breve” uma nova reportagem sobre o escândalo da Lava Jato, o que pode tornar insustentável a permanência do ministro Sérgio Moro no cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública.


ArcoVerde

14/06


2019

Bolsonaro chama “meu pitbull” novo general do governo

Luiz Eduardo Ramos, chefe do Comando Militar do Sudeste, é crítico de Olavo de Carvalho

O general que vai substituir Santos Cruz no Palácio do Planalto é chamado de “meupitbull ” por Jair Bolsonaro . A expressão remete à amizade e lealdade do militar ao presidente, e não a um comportamento radical por parte do novo ministro. Pelo contrário: o general quatro estrelas Luiz Eduardo Ramos, que chefia o Comando Militar do Sudeste e agora assumirá o cargo de ministro da Secretaria de Governo, tem posições moderadas em relação a assuntos como a ditadura militar e, a exemplo de Santos Cruz, demitido nesta quinta-feira, é crítico de Olavo de Carvalho, o ideólogo de direita.

O novo ministro é um militar que detém grande poder no Exército: é da ativa, chefia o Comando Militar do Sudeste e integra o alto comando da Força. Ramos desfruta de amizade com Bolsonaro, o que sempre fez questão de repetir e demonstrar a seus interlocutores. A relação próxima, inclusive, desperta ciúmes entre colegas, uma vez que ele tem convívio com o presidente, comandante supremo das Forças Armadas.

Ele costuma contar que fez com o presidente o passeio de moto no Guarujá, litoral paulista, durante o feriado de Páscoa, em abril. Um dos vídeos que circularam na época teria sido feito por um major do Exército que estava sentado na parte de trás da moto pilotada pelo general.

Ramos e Bolsonaro se conhecem há 46 anos. Eles foram da mesma turma na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP), a partir de 1973. Sentavam lado a lado. Já na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), Bolsonaro foi da turma de 1977 e Ramos, do grupo de 1979.

O novo ministro da Secretaria de Governo tem opinião semelhante à de Santos Cruz sobre Olavo de Carvalho: enxerga radicalismos e entende que não se deve confrontar um ideólogo que nem mora no Brasil. A visão de Ramos é que a maior ligação com Olavo se dá por parte dos filhos, não do presidente.

Leia reportagem na íntegra clicando ao ladoGeneral escolhido para substituir Santos Cruz é chamado de 'meu ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

14/06


2019

Filho de Bolsonaro: senha para queda de Santos Cruz

A senha de que ela estava próxima foi dada por Carlos Bolsonaro no Twitter

Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo

queda do general Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo já era esperada há mais de um mês pelas principais lideranças do Congresso e por integrantes do governo.

A senha de que ela estava próxima foi dada por Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, em uma mensagem no seu perfil do Twitter.

No último domingo (9) Carlos escreveu: “Aonde (sic) estão os ‘super generais’ para defender o presidente de mais um ataque”, referindo-se à resistência para a aprovação do projeto que abria crédito extra de R$ 248 bilhões para o governo.

Carlos foi além e disse que, para “fazer cartinha atacando quem sempre nos ajudou”, os generais eram “rápidos”.

Em uma das crises envolvendo Santos Cruz, em maio, o general Alberto Villas Boas, ex-comandante do Exército e assessor do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), postou uma carta no Twitter atacando Olavo de Carvalho (guru de Jair e Carlos Bolsonaro), que por sua vez atacava Santos Cruz.

A aposta é de que o próximo a ser demitido é o general Floriano Peixoto, ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Ele é muito ligado a Santos Cruz.

O cargo ocupado por Santos Cruz já era um dos mais esvaziados do governo. Ele cuidava da articulação política. “Como ela não existe, isso e nada é a mesma coisa”, diz uma das principais lideranças do Congresso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/06


2019

Doria quer Alckmin fora do PSDB. Para tucanos, desatino

Membros do PSDB chamaram de desatino a defesa de Doria ao afastamento de Geraldo Alckmin da sigla.

As centrais sindicais avaliam na terça (18) o impacto da greve contra a reforma deflagrada nesta sexta. UGT e Força esperam que a mobilização abra canal de negociação com o governo. A CUT quer derrubar o projeto.  (Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 5
Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores