Faculdade de Medicina de Olinda

15/02


2013

Ouça o programa Frente a Frente de ontem

Se você perdeu o Frente a Frente de ontem, programa que apresento em companhia de Adriano Roberto pela Rede Pernambucana de Rádio, formada por 30 emissoras, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no horário das 18 às 19 horas, clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

15/02


2013

Sete anos do blog: mensagem da prefeita de Floresta

Caro Magno,

Que estes sete anos sejam os precursores de uma longa e, já posso afirmar, histórica permanência do Blog do Magno. Sempre engajado às questões de responsabilidade social, ética e desenvolvimento regional, tem possibilitado a nós, pernambucanos, sertanejos, ampliarmos os conhecimentos, o entendimento sobre as mudanças sociais e econômicas do nosso Estado, do nosso País.

Sucesso para você e toda equipe!

Rorró Maniçoba
Prefeita de Floresta


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

15/02


2013

Sete anos do blog: mensagem do presidente do PSB

 "Caro Magno,

Em nome do PSB e em meu nome pessoal, parabenizo você e sua equipe pelos sete anos do Blog.  Sua leitura nos deixa sempre bem informados, tendo a certeza da fidelidade das informações.
Parabéns !

Sileno Guedes
Presidente Estadual do PSB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do cabo

15/02


2013

Coluna da sexta-feira

     O legado de Fernando Lyra

Fernando Lyra, que partiu ontem para a eternidade, disputou a última eleição em 1996, mas nunca se afastou da vida pública e nem dos movimentos políticos. Vivia e respirava política às 24 horas do dia.

Como bem disse o senador Jarbas Vasconcelos, era um animal político. De todos os políticos que convivi – em Brasília e aqui – Lyra talvez tenha sido o que mais me surpreendeu pela sua devoção ao que fazia, pela forma corajosa que encarava os novos desafios.

Da sua luta contra a ditadura, só conheço a sua trajetória pela história. Minhas lembranças que não me fogem da memória vêm do tempo da redemocratização até hoje.

Quando cheguei a Brasília, no ápice das diretas, já, Fernando Lyra já brilhava na cena nacional ao lado de Dante Oliveira, autor da emenda que restabelecia a eleição direta para presidente, de Ulysses Guimarães, Jarbas Vasconcelos, Cristina Tavares, Egídio Ferreira Lima, Maurílio Ferreira Lima, Osvaldo Lima Filho e tantos outros.

Inquieto por natureza, Lyra tinha a enorme capacidade de aliar ternura com rudeza. Era um sedutor, um ladrão de afetos. Mas era também implacável na defesa intransigente dos interesses maiores do povo brasileiro.

Lyra transcendeu Pernambuco pelo seu talento, pela sua enorme capacidade de articulação e, principalmente, por ser um dos melhores oradores da sua geração.

O ápice da carreira do ex-ministro se deu, entretanto, quando Tancredo Neves entregou a ele, com a absoluta certeza de que daria certo, a coordenação da sua campanha para presidente da República no restrito universo do colégio eleitoral, no qual o político mineiro derrotou Paulo Maluf.

Lyra deixa um legado, o legado da coerência, da forma altiva como ocupou cargos públicos e representou Pernambuco na Câmara Federal por sete mandatos consecutivos.

Mais do que isso, seu maior legado para as gerações futuras: a de político ficha limpa, algo, hoje, raríssimo entre as novas gerações da fauna nacional política.

DESCONFIANÇA– O que mais soa estranho no episódio do cancelamento da agenda de Dilma em Pernambuco é que a torção do seu pé se deu na chegada a Salvador, na sexta-feira, véspera do sábado de Zé Pereira. E só ontem, depois de a assessoria do governador confirmar que a programação da visita começaria por Serra Talhada, pela manhã, chegou à notícia de que o pé da presidente seria engessado. Ora, quer dizer que ela passou os quatro dias de Carnaval sem gesso, sentindo dores?

Eleição atrapalhada - A direção da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) marcou para a próxima segunda-feira a eleição do novo presidente. Agora, uma perguntinha: se Dilma não tivesse cancelado a sua presença em Serra Talhada, os prefeitos do Pajeú, incluindo José Patriota (Afogados da Ingazeira), candidato único a presidente, chegariam ao Recife em tempo de votar?

Sistema falido - Quem deixou o carro em casa e apostou no sistema de taxi do Recife para se divertir no Carnaval se deu muito mal. Poucos tiveram a sorte de encontrar um taxi nas imediações dos polos de animação. O drama do folião se estendeu igualmente para Olinda. Quem teve a felicidade de encontrar um taxi saiu também reclamando do mau humor dos motoristas.

A mandona - O que se ouve em Brasília, da boca de assessores e ministros, é que a presidente Dilma controla tanto os atos de governo que até discursos dos ministros passam pelo seu crivo. Na véspera de eventos sociais, os textos são mandados para o Planalto e devolvidos com correções e muitos assuntos excluídos.

O Eco Marina - O partido que Marina Silva está criando, com lançamento previsto para o próximo domingo, em Brasília, deverá se chamar Rede Eco Brasil. Aos que estão indo para o ato apoiadores da ex-ministra oferecem hospedagem. Se quiser ter uma legenda para disputar o Planalto, Marina tem que viabilizá-la até outubro, um ano antes da eleição.

 

 

 

 

CURTAS

FUNERAIS– Caruaru, terra de Fernando Lyra, ficou de fora da programação dos funerais do seu ilustre filho. O corpo do ex-ministro será velado na Assembleia Legislativa e sepultado em Paulista, no cemitério Morada da Paz.

ÚLTIMO ARTIGO– Em novembro, quando este blogueiro fez a série de reportagens sobre a maior seca dos últimos 50 anos, Fernando Lyra disse que havia se inspirado no nosso trabalho para fazer um artigo para a revista Carta Capital. Em homenagem a ele, postei no blog.

Perguntar não ofende: Quando Dilma virá agora a Pernambuco?

''A coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são seus pais''. (Provérbios 17:6)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adalberto ribeiro

Da resistência democrática, do grupo dos Autênticos do PMDB aos tempos atuais, Fernando Lyra manteve uma linha de equilibrio, noves fora os radicalismos. Tem serviços prestados às causas democráticas.

Eduardo Ferreira

Fernando Lyra, um político admirado e um ótimo orador.

milton tenorio

..Parabéns Fernando Lyra!...você foi um bom político..

milton tenorio

...Desta base (a dignidade), partem as finalidades da ação, que podem ser várias: a justiça social, a liberdade, a igualdade de direitos, a democracia, ideais revolucionários, etc. São os altos ideais, as metas, os objetivos, a utopia.( Artur da Távola)

milton tenorio

O bom político (espécie rara mas existente) é sobretudo alguém de força moral. Esta não é ausência de corrupção: força moral não é passiva. Ativa, ela impõe a dignidade da ação política, porém, como base. Não se faz política para ser-se digno. Faz-se política por ser digno.



15/02


2013

Eduardo repete o mantra: ''''2014 só em 2014''''

 O governador Eduardo Campos (PSB-PE) tem recorrido à ironia quando falam de sua candidatura à Presidência em 2014. Ontem, usou o Carnaval para negar essas especulações: "Vi num bloco um grupo de adolescentes vestindo a camiseta dizendo: ''Eu já nem estou atendendo o telefone, imagine ligando''". Aos risos, Campos repetiu à Folha aquilo que ele próprio pronuncia feito mantra desde que entrou no rol de prováveis candidatos ao Planalto:

"O PSB não tem que fazer a discussão sobre 2014 durante 2013. O que precisamos agora é ajudar a presidente Dilma no Congresso e em seu esforço de retomar o crescimento econômico; não ficar se perdendo em conjecturas."

A frase casa com a avaliação de uma ala majoritária do partido, segundo a qual seria um erro colocar o bloco na rua neste momento. "2014 deve ser tratado em 2014", afirmou ontem o líder do PSB no Senado, Rodrigo Rollemberg.

Eis algumas das razões: não interessa transformar Campos em foco prematuro de rivais; não vale a pena romper agora com o Executivo; é preciso medir como evoluem a economia e a popularidade da presidente Dilma.

A entrada do governador na bolsa de apostas transformou-o em uma das principais atrações da sucessão. Foi por isso que Lula resgatou a ideia de ter o aliado como vice de Dilma. É um projeto polêmico, com resistência sobretudo no PMDB, dono da vaga.

"Tenho visto muita notícia na imprensa, mas não me preocupo; amanhã vou saber o que Lula pensa na imprensa", ironizou o governador. (Informações da Folha de S.Paulo - Natuza Nery e Gabriela Guerreiro)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO, POLICIAL E MILITAR.


Prefeitura de Abreu e Lima

15/02


2013

Eduardo joga para ver Dilma fora de 2014, acha equipe

A colunista Mônica Bergamo apimenta também o noticiário político em torno do governador Eduardo Campos e sua candidatura presidencial, com a seguinte nota na sua coluna hoje da Folha de S.Paulo:

''''Parte da equipe da presidente Dilma Rousseff interpreta os movimentos do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB-PE), como uma investida para que ela não concorra à reeleição em 2014.

Ministro paulista do PT disse à coluna que Campos, ao se lançar candidato à Presidência, estica a corda para que Lula se transforme no único político capaz de unir a base aliada. Por ele, e só por ele, o pernambucano retiraria a candidatura. Com uma condição: ser vice, transformando-se no herdeiro ''natural'' do lulismo.

O PMDB, sem a vice, teria candidato ao governo de SP com apoio do PT -- balão de ensaio já lançado por Lula. Nesse contexto, os dilmistas não estranham que Campos faça críticas a Dilma quando se encontra com empresários -- poupando sempre o ex-presidente Lula.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOSE PINTO DA SILVA

e o que querem alguns idiotas mais dilma e econtinuara sendo nossa oresidente da republica nos proximos 6 anos querem chamar e fazer o eleitorado brasileiro de besta mais nao e asim que a banda toca nao aguardem daqui a 2 anos a resposta dppovo brasileiro vira das urnas com dilma na cabeça.

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO, MILITAR E POLICIAL.


Magno coloca pimenta folha

15/02


2013

Dilma quer ''''cortar as asas'''' do PSB e de Eduardo

 Em conversas recentes com ministros, Dilma Rousseff se disse disposta a abafar planos de aliados que ensaiam migrar para outros projetos políticos. Nas palavras de um interlocutor, a presidente quer ''cortar a asa'''' do PSB, que integra a base, mas ameaça lançar Eduardo Campos em 2014. A informação é de Vera Magalhães, na coluna política da Folha desta sexta-feira. O Planalto -- segundo a colunista --  monitora conversas de PDT e PR com Campos e Aécio Neves (PSDB), outro potencial adversário de Dilma. Auxiliares defendem acomodação dessas siglas na reforma ministerial para evitar a debandada.

''''O PMDB vai usar seu programa de TV no horário partidário, dia 28, para exaltar feitos do governo ''Dilma e Temer'' e reafirmar o ''compromisso'' com a presidente. Sob artilharia de Lula e do PSB, o partido quer mostrar força: ressaltará o fato de ter a Vice-Presidência e comandar Câmara e Senado -com direito a falas de Renan Calheiros e Henrique Alves. Por fim, ensaiará discurso social: Temer dirá que Dilma e ele cumprirão promessa de erradicar a miséria nos próximos dois anos.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO, MILITAR E POLICIAL.


Prefeitura de Limoeiro

15/02


2013

Marina desbanca Eduardo e é novo calo para Dilma

 No Palácio do Planalto, a maior preocupação, no momento, não é com Eduardo Campos. É com Marina Silva, que tenta viabilizar seu partido e faz disso uma estratégia de pré-campanha. A presidenciável precisa demonstrar poder de mobilização popular, ou seja, conquistar grande número de filiados, e cooptar parlamentares de outros partidos, o que lhe garantiria tempo de televisão para expor suas propostas.

Marina Silva parte de um patamar elevado: 18% intenções de votos na última pesquisa DataFolha (dezembro-2012), à frente de Aécio Neves (PSDB), com 12%, e Eduardo Campos (PSB), com 4%. Nesse cenário, a presidente Dilma Rousseff ainda venceria no primeiro turno, com 54% dos votos, mas é uma margem estreita e inercial.

Há um potencial de crescimento tanto para Aécio, que ainda não capturou os votos tucanos de São Paulo, quanto para Campos, principalmente no Nordeste.

Isso levaria a eleição ao segundo turno. Marina é a preocupação do momento porque seria mais fácil abatê-la na pista: bastaria o Congresso fechar a janela que viabiliza tempo de televisão  para novo partido, como ocorreu com o PSD de Gilberto Kassab.(Da coluna Brasília DF - Luiz Carlos Azedo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

Eu sou desses!

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO, MILITAR E POLICIAL.

José Cláudio Soares de Oliveira

Eu confesso que o Lula perdeu meu voto - aliás, voto em Lula desde de 1989, e, consequentemente, votei em Dilma por Lula, não pelo PT - mas chegou a hora de mudar - AGORA É MARINA SILVA!




Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so' - /opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so: cannot open shared object file: No such file or directory in Unknown on line 0