Congresso Nordestino de Educação Médica

25/06


2019

Deputado quer serviço médico especializado para idosos

O deputado federal Ossesio Silva (PRB-PE) registrou o Projeto de Lei 3606/2019, que altera o Estatuto do Idoso para garantir o funcionamento de pelo menos um serviço especializado de atenção à saúde da pessoa idosa em cada estado.

“Vamos cuidar melhor das pessoas da terceira idade e valorizá-las. Precisamos de um serviço médico melhor para atender a esse público”, afirma o parlamentar.

O Estatuto da Pessoa Idosa foi um significativo avanço na proteção dos direitos dos brasileiros que tem 60 anos de idade ou mais. Sendo assim, este projeto pretende determinar que cada estado tenha o serviço especializado para atender a essa faixa etária com promoção, prevenção e assistência à saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

25/06


2019

Hospital estava certo

Ao contrário do que noticiamos, a nota oficial do hospital de Gravatá informou que o paciente João Campos, conselheiro do TCE, vítima de infarto fulminante sábado passado, deu entrada na unidade de saúde às 11h48m e não 23h48. Abaixo a nota.

Nota oficial

O paciente João Henrique Carneiro Campos, 49 anos, deu entrada às 11h48 deste sábado (22), no Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa com quadro de parada cardiorrespiratória.

De acordo com a direção do hospital, o paciente foi  direcionado de imediato para a sala vermelha, sendo atendido pela equipe de médicos plantonistas da unidade e recebendo toda a assistência necessária. O paciente constatou óbito às 12h28.

A Secretaria Municipal de Saúde de Gravata lamenta o ocorrido  e solidariza com a família.

Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Caruaru

25/06


2019

Barroso suspende MP das terras indígenas

O ministro Luís Roberto Barroso acaba de suspender os efeitos da medida provisória 886 naquilo que trata da transferência da responsabilidade sobre a demarcação de terras indígenas para o Ministério da Agricultura. Com isso, a Fundação Nacional do Índio (Funai) volta a decidir sobre demarcações.

A MP 886 foi editada pelo presidente da República na quarta-feira (19). Bolsonaro havia anulado decisão do Congresso, que no final de maio transferiu da pasta da Agricultura para a Funai o poder de decisão sobre terras indígenas durante a votação da MP 870, da reforma administrativa do governo. Clique aqui e confira a matéria do jornalista Tales Faria na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

São João Petrolina

25/06


2019

Gravatá: 60 mil pessoas curtem encerramento do São João

Após dois finais de semana com apresentações em três polos culturais, o São João de Gravatá 2019 encerrou, ontem, com os shows de Forró do Loirão, Banda Pinga Fogo e Leonardo. O sucesso do evento consagra mais uma vez o município como um dos mais procurados destinos no período junino e que se destaca pela organização, segurança e atrações de peso.

Nesta véspera de São João, a Polícia Militar contabilizou uma média de 60 mil pessoas e registrou novamente uma noite de tranquilidade para quem foi curtir a festa no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar.

"A cidade recebeu muito visitante. O reflexo disso está na superlotação da rede hoteleira, no aumento do faturamento da rede gastronômica e em vários outros setores da economia. Foi uma festa preparada com muito carinho, pensada por meses. Discutimos cada detalhe ao lado de uma equipe de profissionais, aos quais eu só tenho o que agradecer pela parceria. Parabenizo a todos os envolvidos pelo trabalho realizado," destacou o Prefeito Joaquim Neto.

O prefeito subiu ainda ao palco no final do evento e agradeceu de forma especial a todos os presentes. Ao lado da primeira-dama, Fátima Felix, o gestor presenteou o cantor Leonardo com uma escultura do Divino Espírito Santo, uma das peças de maior sucesso de vendas do Polo Moveleiro da cidade.

"Fico feliz demais em ter a sorte de ter passado minhas vésperas de São João nesta terra que é abençoada por Deus. O prefeito é meu amigo e eu sei o quanto ele é merecedor do sucesso de mais um grande evento como esse. Se for da vontade de Deus e do público de Gravatá, espero ano que vem estar aqui novamente para fazer mais um showzaço," afirmou Leonardo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/06


2019

Bolsonaro põe reeleição em marcha

Jair Bolsonaro enquadrou os generais e colocou em marcha seu projeto de reeleição, sem Hamilton Mourão a tiracolo e demarcando o território em relação a potenciais adversários, como João Doria Jr. Esta é a conclusão de Eliane Cantanhêde em sua coluna desta quarta-feira no Estadão.

“Câmara e Senado trabalham a pleno vapor, como, justiça seja feita, algumas áreas técnicas do governo. Enquanto isso, o presidente está no palanque, com criancinhas no colo, fazendo flexões, envolto por multidões e metido em camisas do Flamengo. Se a economia se recuperar, pode até dar certo. Se não, parece pouco para garantir a reeleição”, escreve.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/06


2019

Desarmamento deu chabu

O Estatuto do Desarmamento deu chabu e a bandidagem continua cada dia mais armada no Brazil, afirma o bicho-grilo Adalbertovsky.“Sob inspiração da Madre Superiora, em referendo popular em 23 outubro 2005, como parte do Estatuto do Desarmamento de 2003, 59.109.265 pessoas de coração generoso disseram “sim” e uma dizima periódica de 33.333.045 pessoas malvadas foram contra a venda de paus de fogo e munição em todo o País”.

“Os brasileiros bem intencionados devolveram revólveres, metralhadoras, pistolas, espingardas de dois canos, de três canos, tanques de guerra, canhões. Eu mesmo devolvi minha garrucha de estimação do tempo em que lutei nas volantes contra o bando do cangaceiro Lampião. Naqueles idos, cortei muitas cabeças de cangaceiros com meu facão. Também lutei na guerra do Paraguay e ajudei a dizimar o Exército de Solano Lopes. Eu era malvado”.

“Entonces eu pergunto: de 2005 até hoje, pra quer serviu o Estatuto do Desarmamento? Para morrer mais gente de morte matada?! Desde então, na base de 60 mil mortes violentas por ano, mais de 900 mil almas verde-amarelas foram para o Além. Se o freguês quiser comprar metralhadora, revólveres, bombinhas atômicas de São João dos Carneirinhos, remédios para perebas e outros mangaios, basta dar um pulo na Feirinha de Peixinhos do Paraguay, é tiro e queda. A Feirinha de Peixinhos só não vende peixinhos”.

“De minha parte, não tenho armas nem pretendo ter, mas defendo o direito de quem quiser possuir o seu pau de fogo. Eu sou um pacifista-belicista”. “Se vis pacem, para bellum”, se queres a paz, prepara-te para a guerra, diz o provérbio em latim. É o princípio dissuasório. Assim acontece nas sociedades democráticas do mundo. A cantoria do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A VAZA JATO É UM ABALO NA EXTREMA DIREITA: SÓ SE DERROTA O AUTORITARISMO DESNUDANDO SUAS ENTRANHAS. A VAZA JATO TEM TRAZIDO à tona a falta de ética e a parcialidade presentes na mais importante operação anticorrupção da história do Brasil. Não é novidade para ninguém que conchavos e relações corruptas institucionais atravessam o sistema político e legal brasileiro. O que surpreende, contudo, é até onde uma parte da população e da sociedade civil está disposta a compactuar com a imoralidade. Como disse recentemente o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro em seu Twitter, é a tragédia da verdade: “ainda que eles não possam impedir que a verdade seja revelada, eles podem fazer com que ela tenha pouca ou nenhuma consequência”.

Fernandes

Gleen Greenwald: Herói Nacional. O Brasil está do seu lado por revelar a verdade.

Wellington Antunes

Quem escreve sem conhecimento de causa termina se expondo ao ridiculo de escrever asneiras. Dá só uma olhadinha nas estatísticas, não custa nada


ArcoVerde

25/06


2019

Coluna desta terça na Folha

Até defuntos na reforma de Lula

Nos seus dois mandatos, o ex-presidente Lula não deixou apenas os banqueiros cada vez mais ricos. Outros setores adoraram as diversas farras em sua era. Um dos segmentos mais beneficiados foram os que receberam terras ou recursos públicos do programa de reforma agrária.

Auditoria concluída recentemente pelo Tribunal de Contas da União aponta um oceano de irregularidades na reforma agrária que Lula pregava destinada aos trabalhadores do MST. Foram descobertos 61.965 empresários na lista do programa, 144 mil servidores públicos, 1.017 políticos eleitos, 847 vereadores, 96 deputados estaduais, 69 vice-prefeitos, quatro prefeitos e um senador, todos proibidos por lei de receber qualquer benefício.

Outro dado chocante: 38 mil mortos na mesma relação. Lula praticou a máxima de que reforma agrária tem quer ser ampla, geral e irrestrita. Nunca se viu tamanha maracutaia no campo.

Mais cotados – Passado o momento de impacto da morte do conselheiro João Campos, o governador Paulo Câmara (PSB) se debruça agora no nome que remeterá à Assembleia Legislativa para sucedê-lo. Se escolher um nome do seu coração, o mais cotado é o do secretário de Administração, José Neto. Mas o secretário da Casa Civil, Nilton Mota, também está numa boa cotação.

Petrolina – Ao contrário do que noticiamos, não foi apenas Arcoverde que teve destaque nos telejornais nacionais. Petrolina apareceu bem não apenas na Globo News como também em dois programas do Fantástico, valorizando a produção e equipe da TV-Grande Rio, afiliada da Rede Globo no município. Os festejos de Petrolina bombam. Atraem 80 mil pessoas por noite.

Controvérsia – O hospital de Gravatá divulgou nota na qual o conselheiro João Campos deu entrada na emergência às 23h38 do sábado e morreu à 00h28. Um amigo da família, entretanto, informa que ele morreu no sábado pela manhã, depois de tomar café e se recolher ao quarto. Quando foi levado para o hospital, ainda pela manhã, já havia morrido de um infarto fulminante.

Capitalização – São próximas de zero as chances de o sistema de capitalização ser reincorporado ao texto da Previdência. Também são remotas as possibilidades de recuos nas mudanças para amenizar a transição para servidores privados próximos da aposentadoria.

Degola – Foi traumática no Centrão a decisão de Bolsonaro de tirar Onyx Lorenzoni da articulação política. Horas antes da degola, o ministro era descrito por um importante líder como alguém que, depois de tantos erros, estava acertando, inclusive na relação com Rodrigo Maia.

DECEPÇÃO – As últimas demissões de militares no Governo Bolsonaro criaram um terrível mal-estar nas Forças Armadas. Afinal, os generais demitidos, especialmente Santos Cruz, tinham a admiração e o respeito dos seus pares. O sentimento é de decepção e desalento com o presidente.

Perguntar não ofende: a escolha do substituto do conselheiro João Campos será técnica ou meramente política?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Quem mandou matar Celso Daniel?

marcos

Quem mandou matar o marido de Marisa Letícia?

marcos

Quem fez o pacto de sangue com Emílio Odebrecht e levou U$D 300 Milhões moro ou lula?

marcos

Mas afinal quem Saqueou a Petrobras moro ou lula?

Fernandes

Vem mais coisa por aí, a máscara de Moro vai cair, garante Glenn Greenwald. As revelações feitas pelo Intercept mostram que Moro influenciou no andamento da Lava Jato, culminando com a prisão do ex-presidente Lula, e nas eleições de 2018, que colocaram Jair Bolsonaro no poder.



25/06


2019

Indefinição no STF frustra aliados de Lula

Temem demora para julgamento

Supremo desmarcou análise de habeas corpus em meio à incerteza do resultado e do futuro de Sergio Moro

Thais Arbex e Reynaldo Turollo Jr. – Folha de S.Paulo

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal desmarcou o julgamento de um habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em meio à incerteza do resultado e do futuro do ministro Sergio Moro (Justiça) no governo Jair Bolsonaro (PSL).

A decisão do STF de postergar a apreciação do caso frustrou Lula, que está preso em Curitiba desde abril de 2018, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro pelo caso do tríplex de Guarujá (SP). Os advogados do petista pediram ao Supremo prioridade para manter a data do julgamento, mas ainda não conseguiram reverter a situação.

Na avaliação de aliados de Lula, se o julgamento não for agora, mesmo que o resultado não lhe seja favorável, poderá demorar muito a voltar para a pauta. A indefinição, dizem, é o pior cenário possível. O julgamento do habeas corpus estava previsto para esta terça (25), mas a possibilidade de o julgamento acontecer era tratada com descrença por ministros da corte.

A avaliação dessa ala era a de que o Supremo não deveria se antecipar em relação a uma eventual penalidade a Moro após a divulgação de mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil, que indicam troca de colaboração dele com procuradores da Lava Jato.

Para esses ministros, a análise do caso também se tornava delicada num momento em que o ministro da Justiça, que tem alta popularidade, conta com o respaldo do presidente da República. Em meio ao clima de desconfiança, o ministro Gilmar Mendes indicou o adiamento do julgamento do habeas corpus. Não há, porém, uma nova data, e a sessão desta terça é a última deste semestre antes do recesso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

25/06


2019

Doria reage à provocação de Bolsonaro

'Não é hora de tratar de eleição. É hora de fazer gestão'

Lauro Jardim – O Globo

Ontem à tarde, durante a visita do chefão da Fórmula-1, Chase Casey, ao seu gabinete Jair Bolsonaro disse que a prova tem "99% de chances" de se transferir de São Paulo para o Rio de Janeiro em 2021 e provocou João Doria.

Disse Bolsonaro:

— O que a imprensa diz é que ele será candidato a presidente em 2022. Então, ele tem que pensar no Brasil e não no seu estado. Então, com toda a certeza, ele não vai se opor.

Doria em conversa com a coluna, reagiu:

— Fórmula-1 não é uma decisão política. É decisão econômica. Não é hora de tratar de eleição. É hora de fazer gestão.

No entorno de Doria, há a confiança absoluta de que a prova não deixará Interlagos. Por vários motivos. A avaliação é que o grupo que quer construir o autódromo carioca não conseguirá levantar os US$ 200 milhões necessários para a obra e muito menos superar os entraves ambientais que o Ministério Público já colocou na mesa.

Em resumo, a sucessão está na pista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores