Faculdade de Medicina de Olinda

14/09


2019

Mercado financeiro: as apostas nas quedas de juros

O mercado financeiro e as próximas reuniões do Copom.

Miguel Schincariol | AFP

O Globo - Por Lauro Jardim

 

O mercado financeiro aposta numa nova queda da taxa de juros no Copom da semana que vem. Mais uma vez, 0,5%. 

É consenso também que o Copom sinalizará com mais uma queda até o fim do ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

14/09


2019

Sérgio Cabral pede que contratem seu filho

Cabral pede que contratem filho como advogado. Sérgio Cabral tem pedido ajuda para Marco Antonio Cabral.

Sérgio Cabral e Marco Antonio Cabral Foto: Divulgação

Época - Por Guilherme Amado

 

Sérgio Cabral tem pedido a amigos e advogados que o visitam na cadeia ajuda para o filho, Marco Antonio Cabral, ser contratado como advogado.

Após não se reeleger, Marco Antonio começou a advogar, na área trabalhista.

Cabral argumenta que Marco Antonio tem dois filhos pequenos, e que precisa advogar para o sustento da família.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

14/09


2019

Amazônia: multas por queimadas e desmates caem 23%

Neste ano

Autuações por crimes como queimadas e desmate caem 23% neste ano na Amazônia Legal. Fiscais do Ibama aplicaram menos advertências e multas por infração contra flora até o fim de agosto. Eles proibiram o uso de 1.837 terrenos onde ocorreram infrações ambientais, 20 a mais do que no mesmo período do ano passado.

Queimada/Amazônia-Ffumaça em trecho de 2 km de extensão de floresta, a 65 km de Porto Velho, em Ro, em 23/08 2019 /Foto: Carl de Souza/AFP/G1

Do G1 - Por Patrícia Fiqueiredo 

 

Fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aplicaram neste ano 23% menos advertências e multas por crimes contra a flora na Amazônia Legal. Flora é o conjunto de plantas de uma determinada região. Incêndios provocados pela ação humana ou desmate são crimes contra a flora, assim como a venda de madeira ilegal.

A queda foi verificada no período entre janeiro e agosto na comparação com o mesmo período de 2018. Nos primeiros oito meses deste ano, queimadas e alertas de desmatamento tiveram altas expressivas

Os dados são de um levantamento feito pelo G1 com base em informações do portal "Dados Abertos do Ibama". 

Leia a reportagem completa com os principais pontos do levantamento e da crise na Amazônia aqui: Autuações por crimes como queimadas e desmate caem 23 ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do cabo

14/09


2019

Governo: distribuição de cargos por base no Congresso

Nova estratégia
Governo traça nova estratégia de distribuição de cargos para tentar formar base no Congresso.

General Luiz Eduardo Ramos - Secretaria de Governo - (Foto: Reprodução/Youtube) Foto/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

O Planalto montou nova estratégia para tentar formalizar uma base na Câmara e no Senado. O general Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e o líder do governo, Major Vitor Hugo (PSL-GO), organizam planilha para contabilizar deputados e senadores que foram fiéis em votações importantes. Os que deram mais apoio terão prioridade na distribuição de postos da máquina federal. Os critérios estão sendo alinhavados em meio a uma bateria de encontros com as bancadas partidárias.

A dupla que tenta reorganizar a articulação política também está fazendo um levantamento dos cargos já entregues –inclusive em acertos feitos diretamente entre parlamentares e ministros, sem a indicação do Palácio do Planalto.

Com isso, tentam mapear exatamente quem já foi contemplado para comparar a estatura dos cargos com a fidelidade nas votações.

A primeira operação de distribuição de postos, feita quando a articulação política ainda era uma atribuição de Onyx Lorenzoni (Casa Civil), naufragou. Alguns cargos não foram entregues e outros nem sequer eram desejados pelas bancadas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/09


2019

Joice com dois pés na mesma canoa, mas não destruirá pontes

Joice Hasselmann: "Estou com os dois pés na mesma canoa, mas não vou destruir pontes". Presidente já afirmou que a deputada federal "está com um pé em cada canoa", se referindo a proximidade ao PSDB, mas Joice garante que não abandonará o PSL.

A deputada reafirmou que é pré-candidata à Prefeitura de São Paulo Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Época - Por Guilherme Caetano

 

Antecipar a largada na disputa pela Prefeitura de São Paulo tem colocado a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) também na mira da artilharia dos adversários. Desde que se lançou informalmente como pré-candidata , faltando 14 meses para o pleito, ela tem enfrentado oposição dentro do próprio PSL. Semanas atrás, durante evento de filiação em massa do PSL, ela chegou a dizer que estava pronta para "descascar o abacaxi" que era disputar a eleição municipal. 

Depois de Gil Diniz, vice-presidente do diretório paulista do PSL, ter negado que qualquer candidatura esteja definida, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, segundo a Folha de S.Paulo , que "Joice está com um pé em cada canoa", referindo-se à proximidade da deputada com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Colar Joice Hasselmann aos tucanos, aliás, tem sido a tática dos desafetos para enfraquecê-la na disputa. A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) também já afirmou que a colega está mais próxima do PSDB do que do PSL.

Para não se ter sua imagem colada de vez aos tucanos, Hasselmann andou fazendo críticas à legenda. Ricardo Tripoli, que deve coordenar a campanha do prefeito Bruno Covas (PSDB) à reeleição em São Paulo, não gostou do que ouviu. Segundo a coluna de Guilherme Amado em ÉPOCA, ele zombou da deputada ao insinuar que Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro com suspeita de corrupção, seria seu secretário numa eventual gestão à frente da Prefeitura.

O ex-deputado afirma que, ao contrário do que sugerem alguns, não existe a "menor possibilidade" de Joice Hasselmann disputar a Prefeitura pelo PSDB. "O Bruno Covas é o candidato do partido. Isso já está consolidado", disse Tripoli. "Se ele [Bolsonaro] quer se desfazer dela, aí é problema deles".

Em entrevista a ÉPOCA, Hasselmann rebateu o presidente e afirmou estar "com os dois pés na canoa Bolsonaro", afirmou que Tripoli está "desesperado para chamar a atenção para a candidatura do Bruno Covas". Também disse que Carla Zambelli não tem prestígio nem credibilidade para criticá-la.

Leia a entrevista completa aqui: Joice Hasselmann: 'Estou com os dois pés na mesma canoa ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

14/09


2019

Sindicalistas aguardam fim de unicidade sindical

Após reunião com secretário, sindicalistas esperam fim de unicidade sindical. Grupo de estudos do governo elabora proposta de mudança da estrutura das entidades.

(Foto: Rafael Neddermeyer/ Foto/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Painel S.A.
Por Mariana Grazini

 

Bruno Dalcomo, secretário de Previdência e Trabalho, reuniu-se nesta quinta (12) com as centrais sindicais. Para os sindicalistas, ele foi enfático sobre o fim da unicidade sindical, ou seja, o governo quer mesmo liberar a existência de mais de uma entidade por categoria em cada área.

A reunião foi vista pelas centrais como uma abertura ao diálogo. Na semana anterior, os sindicalistas se frustraram por não terem sido chamados para o grupo de estudos que vai elaborar a proposta de mudança da estrutura das entidades, que será enviada ao ministro Paulo Guedes.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

14/09


2019

Nova Coaf estuda limites à indicação de conselheiros

Relator de proposta que muda o Coaf estuda dar limites à indicação de conselheiros.

Plenário da Câmara em sessão de votação/Foto-fonte: site camara legislativa

Da Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima


Indicado para relatar a Medida Provisória que coloca o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sob o guarda-chuva do Banco Central, o deputado Reinhold Stephanes Jr. (PSD-SC) deve limitar a algumas categorias a prerrogativa de ocupar vaga de conselheiro do órgão.

O texto que o governo editou não prevê travas para indicações ao Coaf. O plano inicial era restringir a ocupação do órgão a servidores do BC, mas Stephanes busca caminho intermediário, permitindo que entidades da sociedade civil, como federações de indústrias e associações comerciais, possam apontar nomes.

 O deputado vai se reunir na próxima semana com integrantes do Ministério Público Federal e do Sindicato de Funcionários do Ministério da Economia. Ele vai apresentar na terça-feira (17) um plano de trabalho para a comissão especial e planeja entregar seu relatório até o fim do mês de outubro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

14/09


2019

Empresas de Costa devem R$ 260 mil à União

Secretário de Guedes: empresas que devem R$ 260 mil à união. Registradas no mesmo imóvel, companhias de Costa acumulam dívidas previdenciárias e de tributos.

Carlos da Costa, pivô da crise que levou à demissão do presidente da ABDI - 'Foto: Agência O Globo

Época - Da coluna de Guilherme Amado
Por Eduardo Barreto

Carlos da Costa foi o pivô da crise que levou à demissão do presidente da ABDI, que o acusou de fazer pedidos 'não republicanos' Foto: Agência O Globo

Carlos da Costa, o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, é sócio de duas empresas que devem R$ 260,3 mil à União.

A P&L Educação Continuada deve R$ 189 mil à União: R$ 108 mil de dívida previdenciária, e R$ 81 mil de débitos tributários — não pagou tributos federais. 

A empresa C A J Cursos possui R$ 71,5 mil em débitos tributários.

As duas empresas funcionam no mesmo imóvel, em São Paulo.

No cadastro da Receita Federal, as companhias informaram prestar "atividades de consultoria em gestão empresarial", "treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial", e "preparação de documentos e serviços especializados".

Carlos da Costa foi o pivô da crise que levou à demissão do presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, Luiz Ferreira. Ferreira diz que Costa lhe fez pedidos "não republicanos".

A Dívida Ativa da União é gerenciada pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que também funciona no Ministério da Economia.

Procurado, Carlos da Costa afirmou que seu sócio e administrador das empresas, Marcelo Pires, responderia por ele.

Pires disse que as empresas estão em situação "perfeitamente regular", e que uma refinanciou "alguns tributos no passado" e vem "pagando as parcelas de acordo com as normas legais".

O Ministério da Economia não respondeu.

(Por Eduardo Barretto)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

14/09


2019

Dono da Richuelo quer microinposto nos moldes da CPMF

Flavio Rocha envia links com biblioteca sobre microimposto para conquistar adeptos. Empresário dono da Riachuelo faz peregrinação em Brasília para tratar de imposto sobre movimentação financeira.

(Foto: Divulgação)

Folha de S. Paulo - Painel S. A.

Por Joana Cunha

 

Defensor do imposto sobre movimentação financeira, Flavio Rocha (Riachuelo) tem enviado a empresários e políticos um link que ele chama de “pequena biblioteca”, com conteúdo sobre sua proposta de microimposto, tributo nos moldes da CPMF com alíquota menor.

Nesta sexta (13), Rocha foi a Brasília falar do assunto com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

A primeira manifestação pública de Marcos Cintra após ser demitido da Receita causou estranheza na indústria. Ele disse na quinta (12) que imposto semelhante à CPMF deu “excelentes resultados” na Argentina. Mas o dono de uma grande empresa cujo negócio vai mal no país vizinho acha difícil alguma coisa ter resultado excelente por lá.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/09


2019

Lula usa aliança na mão e já planeja casamento

Lula já usa aliança na mão esaquerda planeja se casar.

Foto/fonte: fmuniversitaria/Brasil247

De O Estado de S. Paulo - Direto da Fonte
Por Sonia Racy

 

Lula está usando aliança na mão esquerda e, segundo amigos que estiveram com ele, empolgado para casar com Janja, a socióloga Rosângela Silva, 52 anos.

Ela mora em Curitiba e há duas semanas foi incluída como "família" na lista de visitantes autorizados do ex-presidente na sede da PF.

Casório

Lula quer festa, mas só quando deixar a prisão. O vice-presidente do PT Alexandre Padilha, porém, é da ala "pessimista com a Justiça". À coluna, ele disse achar "dificílimo" o petista deixar a prisão ainda este mês. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha



Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so' - /opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so: cannot open shared object file: No such file or directory in Unknown on line 0