FMO janeiro 2020

04/07


2012

Humberto perde aliado no seu palanque para Geraldo Júlio

 

 

 

 

 

 

 

 

Rivânia Queiroz

A crise no PT causou estragos irreparáveis. O PT decidiu a chapa puro sangue de cima para baixo, sem prestar atenção no sentimento que aflorava por aqui. Os efeitos do cancelamento das primeiras prévias, da saída de Maurício Rands da primária, da cassação da candidatura do prefeito João da Costa e, por fim, da indicação de Humberto Costa a prefeito do Recife já estão surtindo.

O palanque do petista deverá ficar esvaziado de lideranças, isso porque o prefeito deve fazer corpo mole e não participar dos atos políticos, assim como os seus aliados. Agora, a notícia de que Maurício Rands não estará na campanha do PT pegou o candidato Humberto de surpresa. Será menos um no seu palanque.

O grupo do candidato a prefeito aguardava Maurício retornar dos Estados Unidos para conversar sobre o seu engajamento político, mas, ao contrário, Maurício chegou e a primeira providência foi avisar que estará com Geraldo Júlio, do PSB. Magoado com a falta de diálogo da direção nacional, que o forçou a sair da disputa em nome de uma falsa unidade, Maurício deixou o PT e a vida pública.

Numa carta encaminhada à imprensa Maurício deixou claro todo o seu ressentimento. Disse que esse processo recente no Partido dos Trabalhadores fez com que as divergências ficassem mais claras e insuperáveis. “Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, infelizmente, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária”.

Lamentou também que setores dominantes da direção nacional do PT já tivessem outro roteiro para essas eleições, “que não o debate democrático com a militância do PT no Recife e a sua deliberação. Ou seja, cometeram o grave equívoco de ter a pretensão de impor, a partir de São Paulo, um candidato à Frente Popular e ao povo do Recife”.

O candidato Humberto Costa, o seu vice João Paulo, o presidente estadual do PT, Pedro Eugênio, o coordenador da campanha de Humberto, Dilson Peixoto, e a direção nacional do PT foram procurados, mas ninguém atendeu ou retornou as ligações do blog. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JORGE GUERREIRO

MAURICIO RANDS, assim como: GABEIRA; HELOISA HELENA; LUCIANA GENRO; MARINA SILVA; PAULO RUBEM e outros, não se deixaram DOMINAR por essa CORJA de BANDIDOS PTistas, que acha que a "sigla" (PT) lhes pertencem. Que sirva de EXEMPLO, para o até então Prefeito do Recife JOÃO DA COSTA.

JORGE GUERREIRO

LULA-LARÁPIO, deve estar CANTANDO... se a canoa NÃO VIRAR... Eu CHEGO lááááá...Glub,Glub,Glub... A canoa furou e os PTralhas estão AFUNDANDO...Satisfação...kkkkkkkkkkkkk...

Republicano

Houvesse caráter ser vestimenta, Rands andaria nu!

severino ramos rodrigues

no seu comentario ele diz que eduardo substimou a inteligencia dos outros da minha nao mas da dele sim pois os seus comentarios eram sempre contra jc e a favor de rands e agora baba ovo,comedor da politica e de joao paulo pensa que temos memoria curta.

severino ramos rodrigues

esse carlos neves e mesmo um baba ovo e come de joao paulo quem nao se lembra que nas previas ele estava do lado de rands nao faz muito tempo agora ele escreve que rands era um projeto de eduardo para tomar a prefeitura e esse babaca estava apoiando esse projeto


IPTU Cabo

04/07


2012

Eduardo muda os comandos da Polícia Civil e Militar

O delegado Manoel Carneiro não é mais o chefe da Polícia Civil em Pernambuco. Ele passa a assumir a direção do Instituto de Recursos Humanos - IRH. Será substituido pelo delegado Osvaldo Moraes. Haverá mudanças também no comando da Polícia Militar. Tem tudo a ver com os resultados nada animadores do programa Pacto pela Vida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Republicano

A operacionalidade da Polícia Civil será ativada, a mudança foi benéfica e oportuna.



04/07


2012

Rands deixa PT, renuncia ao mandato e abandona vida pública

Maurício Rands acabou de enviar nota à imprensa revelando sua saída do PT e da política. Rands também entregou o cargo de Secretário de Governo. Segue a íntegra da nota.

Carta ao Povo de Pernambuco

Venho aqui me comunicar diretamente com meus eleitores, companheiros, amigos e com o povo de Pernambuco, em especial com os militantes do Partido dos Trabalhadores – PT, que compartilharam comigo tantas lutas pela democracia e pela construção de uma sociedade melhor.

Nas prévias internas de definição do candidato do PT e da Frente Popular, durante dois meses, participei de intenso debate sobre o Recife e a vida partidária. Interagi com os militantes, na compreensão conjunta de que a melhoria da condição de vida na cidade é um processo de construção coletiva no qual o partido tem grande responsabilidade em servir de exemplo na demonstração de práticas democráticas. Testemunhei todo o engajamento desprendido e consciente de milhares de pessoas nesse nobre debate. Destes militantes, levarei para sempre as melhores memórias e a eles sou profundamente grato.

Depois da decisão da direção nacional do PT, impondo autoritariamente a retirada à minha candidatura e à do atual prefeito, recolhi-me à reflexão. Ponderei sobre o processo das prévias e sobre o momento político mais geral. Concluí que esgotei por inteiro minha motivação e a razão para continuar lutando por uma renovação no PT. Percebi terem sido infrutíferas e sem perspectivas minhas tentativas de afirmar a compreensão de que o ‘como fazer’ é tão importante quanto os resultados.

As diferenças de métodos e práticas, aliás, já vinham sendo por mim amadurecidas e acumuladas há algum tempo. Todavia, este processo recente fez com que as divergências ficassem mais claras e insuperáveis. Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, infelizmente, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária.

No debate das prévias, minha candidatura buscou construir uma legítima renovação por dentro do PT e da Frente Popular. Mas lutamos, também, para renovar os procedimentos com o objetivo de reforçar as práticas democráticas. Porém, setores dominantes da direção nacional do PT já tinham outro roteiro que não o debate democrático com a militância do PT no Recife e a sua deliberação. Ou seja, cometeram o grave equívoco de ter a pretensão de impor, a partir de São Paulo, um candidato à Frente Popular e ao povo do Recife.

Por não terem dialogado com a militância do PT no Recife, muito menos com a Frente Popular, ignoraram que existiam alternativas, procedimentais e de quadros, dentro do partido, que unificariam a frente em torno de uma candidatura do PT. Com a decisão da direção nacional do PT, lamentavelmente, esta unidade resultou rompida. Diante da minha discordância com essa ruptura provocada pela direção nacional do partido, concluí que cheguei ao fim de um ciclo na minha vida de militante partidário.

É nesse quadro que comunico aqui três decisões tomadas por mim. Primeiro, a minha desfiliação do PT. Segundo, a devolução do mandato de Deputado Federal ao partido. E, por último, meu afastamento definitivo do cargo de Secretário do Governo Eduardo Campos.

Existiram diversas razões que me levaram a este caminho. A mais crucial dá-se no nível da minha consciência. Sempre agi, na vida e na política, com o maior rigor entre o que penso e o que faço. Sempre cumpri os deveres da minha consciência.

Defendi nos debates partidários a renovação do modo petista de governar e a implantação de um novo modelo de gestão no Recife. Modelo capaz de aprofundar nossa concepção de democracia participativa e especialmente de trazer para a cidade métodos e ações que o Governo Eduardo Campos vem praticando de maneira exemplar e com reconhecimento inclusive internacional, mas que a administração do Recife não conseguiu implantar.

Minha experiência como Secretário do Governador Eduardo Campos foi fundamental para entender a importância da política do fazer, com formas competentes e inovadoras de gerir os recursos públicos, atrair investimentos privados e promover a inclusão social.

Ainda nos debates das prévias, defendi a renovação das práticas e dos quadros partidários, bem como a melhoria da articulação política do governo municipal com o parlamento, os partidos da base e a sociedade civil organizada. Nesses 32 anos de militância, dediquei grande parte de minha vida a fortalecer o campo democrático-popular, lutando para aumentar a participação e consciência política do nosso povo.

Amadureci as decisões que acabo de tomar com base em fatos altamente relevantes que impactaram minha consciência de cidadão. Entre estes, a opção da quase totalidade da Frente Popular pela indicação de Geraldo Júlio como candidato a Prefeito do Recife. Trabalhei diretamente com Geraldo Júlio e sou testemunha de como ele foi central para o sucesso do Governo Eduardo Campos. Acredito que Geraldo Júlio é o quadro mais preparado para atualizar e aperfeiçoar a gestão municipal do Recife. Implantando na cidade o que o Governador Eduardo Campos está fazendo em Pernambuco, ele vai melhorar concretamente a vida do povo do Recife.

Estou consciente de que o nosso povo vai entender o significado da escolha de um novo quadro para transformar as práticas político-administrativas na cidade. Geraldo Júlio vai representar a renovação dentro de uma frente política que – espero – seja mantida, mesmo com o lançamento de duas candidaturas no seu campo.

Como esta posição tem graves implicações para minha vida partidária, decidi que devo sair do PT e, com dignidade, devolver meu mandato ao partido. E como gesto concreto de que não se trata de um jogo menor, de barganha por espaços de poder, decidi também sair definitivamente do Governo Eduardo Campos. Esse é o custo, sem dúvida elevado, de ser fiel à minha consciência cidadã. Saio da vida pública e da política partidária para exercer ainda mais plenamente a cidadania.

Recife, 03 de julho de 2012

Maurício Rands


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

antonio carlos albuquqerque pinto

so discordo, porque sentral para o sucesso do governo de Eduardo foi O governo LULA e ta sento o Governo DILMA. e tenho um recentimento por ter defendido o Rands a ponto de perder o cargo na PCR (fato nao tao relevante) e em vez de lutar para mudar, abandona os que acreditaram nele.

Marcio Cabral

O Mauricinho que estava a serviço do imperador, pediu para cagar e saiu.! Viva os "maloqueiros" do PT.! Mudando pernambuco, mudando o Brasil!

adilson jose da silva

O Sr. Maurício Randes foi advogado de Sindicatos na luta pelos direitos dos funcionários públicos que,de boa fé, elegeram-no Dep.Fed.Ele,para bajular Lula,foi o relator da reforma da Previdência que obrigou os aposentados a pagarem a previdência.Entra na história com traidor dos funcionários público

Arnaldo Amaral

A renúncia de Rands ao mandato de deputado federal conferido é inaceitável pelo eleitorado dele,- majoritariamente não petista -,ou antipetista, como o escrevinhador aqui. Zé Dirceu e seus quadrilheiros devem estar pulando de alegria...Reconsidera, Maurício ! Pernambuco precisa de você !

ALMIR COSTA

Mais uma posição covarde de Rands.Por que ele não alou tudo isso antes da reunião do Diretório Nacional do PT? Agora, atendendo as ordesnm de Ecuardo Campos ele vem com este discurso.


acolher

04/07


2012

Mesmo investigada, prefeita de Bezerros mantém candidatura

Amparada por uma medida liminar, a prefeita de Bezerros, Elizabete Lima, realizou no último sábado (30) a convenção partidária que homologou sua candidatura à reeleição.

Desde que teve seu nome envolvido num escândalo onde a Polícia Federal flagrou a distribuição de dinheiro na porta da sua casa, a prefeita vem sendo investigada e, por essa razão, o presidente estadual do PR, deputado federal Inocêncio Oliveira, havia declarado a expulsão de Elizabeth do partido e o apoio ao candidato do PSB, Severino Otávio, que também realizou a sua convenção no último sábado, onde já contava com o apoio dos republicanos.

Segundo Inocêncio, a prefeita de Bezerros não deverá seguir adiante com a sua candidatura. “Conversei com membros da nacional do partido e mandei dizer à prefeita que ela deveria fazer coligação com o PSB, tanto na majoritária quanto na proporcional, e ela desobedeceu. Agora, vamos para a nacional pedir a anulação de sua candidatura”, explicou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tajmahal Cruz

De quem ela é cria. De Inocêncio Oliveira. Tal criador, tal criatura. Agora, depois de ser flagrada comprando votos, está sendo jogada às traças. É o que outros receberão se continuarem nessa prática criminosa.



04/07


2012

Prefeito e aliados estarão ausentes no ato de Humberto

Rivânia Queiroz

Não é somente o prefeito João da Costa que não vai ao primeiro ato do candidato do PT a prefeito do Recife, Humberto Costa, nesta sexta-feira. O seu grupo político deverá seguir o mesmo caminho. A deputada Tereza Leitão vai dar prioridade aos candidatos a vereadores de sua base e as campanhas de prefeituras municipais ligadas a sua corrente.

Como desculpa à falta nesse evento tem uma viagem agendada para a Europa. Ela segue na própria sexta-feira para Madri, onde a filha apresentará um trabalho do curso de formação política. A petista ficará no exterior de 6 a 20 de julho.

“Na volta vou participar da campanha porque a gente tem vereadores. Mas vou priorizar os municípios de minha base, que são ligados ao meu eleitorado”, avisou Tereza. Hoje à noite a corrente PT Militante estará reunida justamente para discutir como será a participação na campanha de Humberto.

O sentimento do grupo ligado ao prefeito é de que não há condições como haver um entendimento, uma vez que não teriam sido criadas as condições. Após o bombardeio no prefeito e a cassação de sua candidatura, a cúpula do PT indicou o deputado João Paulo para a vice de Humberto e, como se não bastasse, Dilson Peixoto foi para a coordenação política da campanha. A sucessão de fatos teria irritado ainda mais o prefeito e seus seguidores.

“Até aqui não houve nenhum gesto direcionado ao prefeito. Só se ouve dizer que quer (Humberto) conversar com João da Costa. Qual foi o gesto? Foi indicar João Paulo e Dilson?”, questionou um petista em reserva.

Hoje no almoço do Ágape o prefeito informou que não vai à caminha de Humberto, que acontecerá no centro do Recife, na sexta. “Não vou. Isso é de cada aliado. Não sou dono de ninguém”, declarou, ao explicar que não deu nenhuma orientação aos seus aliados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marcos Antonio da Silva Néri

João da Costa, deveria dar as costas para esse senadorzinho,pilantra, que a todo custo nocauteou os principios da democracia dentro de um partido que outrora defendia os principio democráticos.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Na falta de candidato que preste é melhor eleger o poste !!!!

Carlos Neves

Muito bom! Só assim não perdemos votos por causa desse incompetente. Continue assim João Incompetente, suma da campanha do PT, seu rejeitado pelo povo de Recife. Poste 2, leva o Poste 1 pra tu.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Humberto e João Paulo para suprir as faltas deveriam convocar: LULA abraçado com Paulo Maluf, Rui jumentão Falcão com o futuro preso, aprendiz de política em PERNAMBUCO e ladrão véio, José dançou Dirceu, para caminharem juntos pelo Recife e serem ovacionados (muitos ovos) pelo povo Pernambucano !!

JORGE GUERREIRO

Muito bem JOÃO DA COSTA, manda esses BANDOS de TRAÍRAS para a P...Q...P..., a ''Frente Popular'' acabou para esses BANDIDOS. hehehehehe...


Cúpula Hemisférica

04/07


2012

PSDB abre campanha em São Paulo com reunião interna

O coordenador de mobilização da campanha de José Serra, Walter Feldman, afirmou que o PSDB optou por um evento interno para simbolizar a abertura oficial da campanha municipal deste ano, segundo o Poder Online.

O ato será realizado na sexta-feira, ao meio-dia, no antigo Edifício Joelma, local em que funciona, além do comitê central de Serra, o diretório municipal do PSDB em São Paulo.

Ao contrário de adversários como Fernando Haddad (PT) e Paulinho da Força (PDT) que planejam caminhadas pelas ruas, a coordenação tucana preferiu um evento com os coordenadores regionais e lideranças ligadas à ação de campanha.

Segundo Feldman, pesou na decisão a questão do feriado de 9 de julho, na segunda-feira, que deve esvaziar parte da cidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Oswaldo

Essa cara de Serra... Num dá pra trocar não? hehehehe


Prefeitura de Serra Talhada

04/07


2012

Antônio Campos lança site dedicado à Operação Condor

O advogado e escritor Antônio Campos abre, amanhã, um site hospedado no endereço virtual do Instituto Miguel Arraes, dedicado à Operação Condor. O Observatório Ação Condor será aberto a quem quiser mandar informações sobre a aliança formada entre os regimes da América do Sul, à época das ditaduras militares. Ainda amanhã, Campos se reúne em Brasília, às 11 horas, com o ministro Gilson Dipp, Coordenador Executivo da Comissão Nacional da Verdade, que abriu investigação sobre a operação a pedido do Instituto Miguel Arraes. Dipp atendeu a representação assinada pelo advogado, com relatoria de Rosa Maria Cardoso. Já pela tarde, Campos participa de um seminário internacional sobre o tema, na Câmara dos Deputados. O endereço do site é http://antoniocampos.com.br/observatorio-condor/


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Arnaldo Amaral

Antonio Campos deveria, no ensejo, versar sobre o Foro de São Paulo,-conclave comunista do hemisfério sul integrado, inclusive, pelos narcotraficantes das FARCS -, e sua diabólica submissão aos metacapitalistas de George Soros,e à aliança sino-russa-terroristas islãmicos. Sai dessa, dr. Campos!

Carlos Henrique Gondim Campello

Antônio Campos, grande eminência parda, Rasputin da modernidade! Mais um esquerdista que esconde sua essência com o discurso de democrata. Pergunta para ele o que acha de M. Dias Branco, dono da Vitarela?....


Prefeitura de Limoeiro

04/07


2012

PDT rifa candidatura de Paulo Rubem

O deputado federal Paulo Rubem (PDT) não será candidato à Prefeitura do Recife. Rubem acaba de enviar nota ao blog sobre o assunto. Segue a íntegra.


Nota de Paulo Rubem sobre Decisão da Executiva Nacional do PDT

O Deputado Federal PAULO RUBEM SANTIAGO, Vice-Líder do PDT na Câmara Federal e Pré-Candidato a Prefeito do partido nas eleições municipais de Recife em 2012, vem à público esclarecer o que segue:

Na reunião da Comissão Executiva Nacional do PDT, ocorrida ontem, convocada entre outros assuntos, para debater a questão do Recife, historiamos a construção da candidatura própria e expusemos toda a documentação comprobatória das fraudes ocorridas na convenção, pedindo a anulação da mesma. Na defesa da convenção o Presidente Estadual do PDT tratou essas questões como “questões formais” e sugeriu que o debate fosse conduzido pelo âmbito político.

Em seguida, aberta a palavra, manifestaram-se pela tese da candidatura própria os membros abaixo relacionados:

-Paulo Pereira da Silva – Deputado Federal (PDT-SP), Candidato a Prefeito de SP

-Sebastião Bala Rocha - Deputado Federal PDT-AP, Presidente da Comissão do Trabalho da Câmara Federal

-André Figueiredo- Deputado Federal PDT-CE, 1º.Vice-Presidente da Executiva Nacional, Líder da Bancada Federal e também Presidente do PDT-Ceará

-Ronaldo Lessa - Ex-Governador de Alagoas e Candidato à Prefeitura de Maceió

-Cristovam Buarque - Senador PDT-DF

-Michellina Vecchio - Presidente Nacional da Ação da Mulher Trabalhista do PDT

-Brizola Neto - Ministro do Trabalho e 2º.Vice-Presidente Nacional do PDT

Esses integrantes, acima relacionados, na ocasião, representavam já ampla maioria entre os membros da Executiva Nacional. A partir dessa configuração o Presidente Estadual do PDT-PE, pediu a palavra e afirmou que a decisão pela candidatura própria seria uma desmoralização de sua pessoa pois já teria dado a palavra ao Governador do Estado do apoio do PDT ao candidato do PSB.

Em função desse impasse a reunião foi suspensa para que se retomasse o debate e a configuração final de votos na manhã dessa quarta-feira. Ainda ontem, na reunião da Executiva, o Senador Cristovam Buarque e o Deputado André Figueiredo fizeram apelos ao Presidente Estadual de PE por uma ação unitária, com nomes de consenso na condução do processo, para que o partido se fortalecesse com a candidatura própria, sem vencidos nem vencedores, orientação rejeitada pelo Presidente Estadual. O Senador Cristovam em seguida, insistiu, o convidou pessoalmente para ser o condutor do processo. O Presidente Estadual, mais uma vez, se negou a aceitar a sugestão do Senador.

Para nossa surpresa, fui informado agora cedo pelo Presidente Carlos Lupi que, pelo motivo abaixo indicado, tendo apelado a todos da executiva nacional presentes à reunião de ontem, não aprovará a tese da candidatura própria para não “desmoralizar” o Presidente Estadual José Queiroz, reconhecendo que poderia intervir no Recife, mas que não o faria pelo mesmo motivo, que não haveria coleta de votos por email conforme definido e veiculado ao final da reunião de ontem.

Disse ainda que a nota contra a candidatura própria seria pautada pela negativa ao nosso recurso, pauta que não foi apreciada no mérito em momento algum, prevalecendo o debate político e eleitoral. Afinal contra a fraude não houve e nem há argumentos contrários.

Frente a essa manifestação, expresso minha tranquilidade. Não perco nada nesse processo. Quem perdeu foi o PDT do Recife. Com firmeza e serenidade ofereci ao partido minha disposição de luta. Estou sendo retirado da campanha por uma chantagem e pela preferência do Presidente Lupi por laços de amizade e não por teses a favor do partido. Lupi se rendeu a uma chantagem e não a uma tese política, escolheu o lado do papel subalterno para o PDT, do amordaçamento da voz do partido nessas eleições em Recife. Vivo fosse, Brizola morreria de vergonha. Estou, sempre estive, do outro lado. Sigo na defesa do partido. Considero correta a tese nacional aprovada em Resolução, única possibilidade clara e concreta do PDT sair da condição de, quase eterno, coadjuvante nas disputas,  sem voz e sem voto. 

Apresentamos uma chance verdadeira de sermos alternativa ao fogo cruzado que se anuncia entre PT e PSB, antecipando-se, já, a disputa de 2014. Mostramos um caminho capaz de mobilizar a juventude em cima das bandeiras da educação, a partir de nossa vitória pelos 10% do PIB para seu financiamento, da cultura, na qual fui autor do Plano Nacional de Cultura, Relator do Vale-Cultura e do Sistema Nacional de Cultura, do Desenvolvimento Sustentável, tema no qual sou autor da proposta de Emenda Constitucional para o Plano Nacional de Desenvolvimento Urbano, enfim, da ética na política, fundador que fui da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção, único parlamentar pernambucano signatário do Projeto de Lei da Ficha Limpa e autor de diversos projetos nessa área.

A partir desse episódio passo a defender com mais ênfase ainda a realização de eleições diretas para as direções do PDT e a realização de convenções imediatas para a construção de diretórios em todas as instâncias. Basta de dirigentes eternos e presidentes provisórios.

Agradeço o apoio de todos que se manifestaram pela candidatura própria, que me enviaram mensagens de força, fé, solidariedade e esperança. Não saio da disputa, repito, estou sendo tirado pela prevalência de uma chantagem a favor de quem “empenhou” a palavra, deixando de ser um protagonista por inteiro com aliados para ser 1/16 de uma coligação, independente de qual seja, sabendo que havia instância superior partidária, com amparo regimental, sobre sua decisão pessoal.

Brasília, 4 de julho de 2012

Paulo Rubem Santiago

Dep.Federal PDT-PE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JORGE GUERREIRO

Sem problemas PAULO RUBEM, apoia GERALDO JULIO(PSB), e serás o Secretário do Orçamento Participativo. hehehehe...

Nehemias Fernandes Jaques

Esse cidadão assim como Rands, tambem votou contra os aposentados e, agora...

Oswaldo

Muito ridículo esse Paulo Rubem. Quer se promover às custas do sacrifício de um Partido inteiro. Quer que o PDT vá p/ uma disputa municipal sem a menor chance de ganhar só para promover o seu nome e se fortalecer p/ a campanha de deputado daqui a 2 anos. Pensa que o povo é trouxa.

Vieira

AGORA VENHA APOIAR EM CARUARU MIRIAM!

Diego da Silva Araújo

Isto porque a função de Daniel não será ganhar a eleição, mas falar mal do PT e exaltar o PSDB seguindo o projeto de Sérgio Guerra para 2014. Tudo o que ele ganhará, na verdade, é um passe para a disputa à câmara federal daqui a dois anos.


Banner de Arcoverde

04/07


2012

PV apoia Sérgio Leite em Paulista

O Partido Verde (PV) oficializa, nesta quarta-feira (4),o apoio à candidatura do petista Sérgio Leite na disputa pela Prefeitura do Paulista. O anúncio será feito pelo presidente municipal do PV, Amaury Júnior, ao lado de Souza e Mauro Dantas, durante uma entrevista coletiva na sede estadual do partido, localizada no Empresarial Agamenon Magalhães, no bairro do Derby.

Com a oficialização do apoio do PV, a Frente Paulista para Todos passa a contar com 11 partidos: PT, PV, PTB, PMDB, PHS, PPS, PR, PSOL, PCB, PDT e PSDC. Sérgio Leite conta com o trabalhista Antônio Speck (PTB) ocupando o cargo de vice na chapa liderada por ele.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alexandre de Souza

Que beleza de coligação.



04/07


2012

Petista retira candidatura em BH e critica PSB

O atual vice-prefeito de Belo Horizonte, Roberto Carvalho, irá retirar seu nome do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) para concorrer à prefeitura. Após reunião na manhã desta quarta-feira com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, Carvalho decidiu apoiar Patrus Ananias, ex-ministro de Lula, na capital mineira, segundo o Terra.

Na última terça, a executiva nacional petista aprovou o nome de Patrus à prefeitura, porém, Carvalho já havia registrado seu nome no TRE, mas cedeu a favor da "unidade" de seu partido. "O nome do Patrus é o meu nome", afirmou Carvalho.

O vice-prefeito de Belo Horizonte criticou ainda o rompimento da aliança com o PSB e disse que desde o começo achou que seria uma coligação "suicida". "Foi um ato de traição. No acordo, foi escrito que haveria coligação proporcional e esse acordo foi traído no último instante. Se era para fazer isso, por que não fizeram antes? Não tivemos uma reunião sequer com o PSB para discutir programas de governo. Por isso eu dizia que o PT se rastejava para uma aliança que seria um suicídio", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JORGE GUERREIRO

O povo não é BOBO, principalmente o NORDESTINO, estão todos assimilando que a co-ligação do LULA-LARÁPIO/MALUF, não faz bem ao BRASIL, e assim a MASCARA dos PTralhas estão caindo em todo PAÍS. hehehehe...

ORLANDO FRANCISCO DA SILVA

O GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS JA ESTA INDO LONGE DEMAIS, A MISSAO DO PT É MOSTRAR AO POVO, QUE O GOVERNADOR ESTA SENDO INGRATO COM O EX-PRESIDENTE LULA.



04/07


2012

João da Costa não exonera indicações da Frente Popular

Em almoço mais cedo, no Caxangá Ágape, o prefeito João da Costa (PT) informou que não vai exonerar os nomes indicados pela Frente Popular para o primeiro escalão da Prefeitura. A alegação do prefeito é de que, em 2008, ele conseguiu se eleger com o apoio da Frente. Na PCR, o PSB ocupa as secretarias de Habitação e Direitos Humanos e Segurança Cidadã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Neves

Pereito João da Costa, tu te livras do TCE, casa de dudu, e o PT se livra de sse prefeito incompetente e rejeitado. Melhor que isso vai estragar. Faz como Maurício, tem vergonha na cara e sai do PT, deixa de ser medroso.

o povo da de olho

A QUE PONTO CHEGOU ESSA DITADURA EM PERNAMBUCO, TUDO FOI MAQUIAVELICAMENTE PLANEJADO. O POVO TEM QUE DAR UMA RESPOSTA NAS URNAS E ACABAR COM ESSE DOMINIO. FORA PT , FORA PSB, FORA PSDB, QUE MENDONÇA POSSA FAZER UMA EXCELENTE ADMINISTRAÇÃO. E ACABAR COM ESSES FAZEDORES DE INTRIGAS. ISSO NÃO É POLITIC

Tatiana Maria

Tinha tanta gente sem dormirrrrr...Agora vai melhorar... João da Costa rumo a apoiar Geraldo Júlio para se livrar no TCE. Ele não é burro. Sabe q o Gov manda lá msm.

altamir jose bezerra rodrigues

Parabéns prefeito,mais uma vez mostrou ética,sendo correto com quem o ajudou a ser eleito,ao contrário dos ditos companheiros,que o apunhalaram pelas costas,e agora cinicamente e na maior cara de pau,querem o seu apoio,se fosse comigo,só dizia uma palavra vão tomar no c..........

Volta Já

EITA BAIXINHO TINHOSO......NÃO MATA MAS INTOXICA!KKKKK ACABOU DE DAR A SENHA DE QUEM VAI APOIAR!!! TE CUIDA HUMBERTO.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores