FMO

02/07


2008

Deputado paga dívidas com dinheiro da Câmara

 Quase R$ 100 mil pagos para “analisar a constitucionalidade e a viabilidade” de projetos parlamentares nos finais de semana no seu escritório. É esse o valor que o advogado Antônio Carlos Coelho Mendes recebeu nos últimos 16 meses do deputado Barbosa Neto (PDT-PR) a título de consultoria jurídica. O londrinense Luciano Ribeiro Lopes, ex-chefe de gabinete do deputado, conta outra história. Acusa o deputado de ter simulado esse contrato com o advogado apenas como forma de pagar honorários que lhe eram devidos por processos pessoais. “Esse contrato é fictício”, sustenta o ex-assessor.

O dinheiro repassado por Barbosa Neto ao advogado faz parte da verba indenizatória a que cada parlamentar tem direito a receber. São R$ 15 mil mensais para gastos com consultorias, combustível e material de expediente. A despesa é uma caixa-preta sempre sujeita a denúncias, uma vez que na Câmara ocorre apenas uma análise protocolar dos documentos apresentados pelos parlamentar para respaldar o ressarcimento. No caso da Barbosa Neto, Luciano Lopes disse que, no início do mandato, o deputado tinha dívidas para quitar com Antonio Carlos referentes a processos dele e da família. O parlamentar, segundo o ex-chefe de gabinete, sugeriu a simulação do contrato de consultoria.(Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

janio da silva martins

EPRECISO TER CUIDADO COM CERTAS ACUSAÇOES SEM AS PROVAS CABIVEIS


Governo de PE - Redução nos Homicídios

02/07


2008

Cepe dá posse hoje ao seu Conselho Editorial

 A Cepe-Companhia Editora de Pernambuco passa a ter  formalmente, a partir de hoje, seu Conselho Editorial, que toma posse às 10h nas dependências da empresa. Em ato simples, presidido pelo secretário Ricardo Leitão, a diretoria, à frente a presidente da Cepe, Leda Alves dá posse aos conselheiros Mário Hélio(presidente), José Luiz da Mota Menezes, Luzilá Gonçalves, Cristiane Cordeiro e Luiz Augusto da Veiga Pessoa. Um passo no  caminho que a instituição segue de se consolidar como grande editora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

janio da silva martins

LEDA ALVES FOI UMAGRANDE ADMINISTRDORA DO TEATRO SANTA ISABL E COM CERTEZA ESTA FAZENDO UMA TAMBEM GRANDE ADIMINISTRAÇAONA CEPE. PARABENS A TODOS QUE JUNTOS COM ELA AJUDAM NESSA GRANDE OBRA.


acolher

02/07


2008

Ouça Magno Martins na Rádio Olinda

Clicando aqui , você escuta, sempre de segunda-feira a sexta-feira, o
comentário deste blogueiro no programa do radialista Edvaldo Moraes, um dos maiores comunicadores de Pernambuco, na Rádio Olinda. Meu comentário vai ao ar por volta das sete da manhã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

janio da silva martins

ME TORNEI UM VICIADO NESSE HORARIO,MAGNO TEM CURA ESSE VICIO ATE NO SABADO E DOMINGO PENSO QUE VOU LHE OUVIR,EMBORA NAO CONCORDO COM TUDO QUE VOÇE DIZ LHE DOU OS PARABENS SO ACHO QUE AS VEZES EDIVALDO E UM POUCO GROSSO COM VOÇE E COM O ALEXANDRE. UM ABRAÇO


Prefeitura de Serra Talhada

02/07


2008

Lula, o baile perfumado e o luto oficial

Recentemente houve um baile que, apesar dos trajes típicos e talvez dos aromas trescalados, jamais faria jus ao título do filme. Explica-se: no velório de dona Ruth Cardoso, dois dias antes, o compungido abraço do presidente Luiz Inácio da Silva no ex-presidente Fernando Henrique Cardoso veio, em conseqüência da festa, a parecer uma atitude estudada em busca da imagem de um homem pleno de sentimentos, capaz de sobrepujar todas as desavenças para, naquele momento de dor tão intensa, solidarizar-se com o adversário.

A impressão ficou ainda mais robustecida quando após decretar luto oficial de três dias, o presidente da República realizou o Arraiá do Torto baile junino na Granja do Torto, um edifício federal, ainda no período do luto oficial decretado pelo próprio promotor da festa. Esse baile, pela incoerência e pelas circunstâncias, diferentemente d´O baile perfumado, admita-se, cheirou mal.

A crítica acima ao presidente Lula está no artigo de hoje do publicitário Marcelo Alcoforado, postado no blog, no qual ele faz referência à recente festa junina na granja do Torto promovido pelo presidente. A ironia fina vale a pena ser lida na íntegra, valendo pelo bom humor com que o autor estabelece comparações  entre a iniciativa junina e o sentimento de pesar que havia com a morte de Dona Ruth Cardoso. Boa leitura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ivan Câmara de Andrade

Esse jornalismo de esgoto quer canonizar D. Ruth e ela, pelo seu jeito discreto de ser, não gostaria de ser canonizada nem por Roma, quanto mais por essa mídia nojenta, sensacionalista e partidarizada. Magno, por que você entra nesse jogo?

milton tenorio pinto junior

Alcoforado mais uma vez infeliz nas suas leituras. E alguem ia deixar de comemorar uma festa popular só porque morreu uma ex-primeira dama?! Fa