O Jornal do Poder

24/03


2013

Aécio bate Eduardo em pesquisa no Rio de Janeiro

 O DEM encomendou pesquisa no Rio sobre o conhecimento entre os eleitores dos candidatos ao Planalto Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Aécio levou a melhor. O tucano é conhecido por 51,6% dos ouvidos. O socialista por por 22,6%.

A imagem positiva de Aécio é de 45,4% e a de Eduardo 30,8%. O Instituto GPP fez 2 mil entrevistas residenciais em todo estado dias 16 e 17. Na corrida pelo governo do Rio, o ex-governador Anthony Garotinho (PR), com 17,5%, e o senador Lindbergh Farias (PT), com 17,4%, lideram. O vereador César Maia (DEM) tem 15,3%, o vice Luiz Fernando Pezão (PMDB) 11,6% e o deputado Alfredo Sirkis (Rede) 2,3%.(Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Deomiro Silva dos Santos

Existe um vácuo profundo em relação a oposição aqui no Brasil. É preciso ocupar esse espaço e demandar políticas alternativas para melhorar a vida da população. O atual governo começa a apresentar cansaço, só que a oposição á cansou primeiro. É AÍ QUE ENTRA EDUARDO PRESIDENTE - Discutindo a boa polí

andre regidwitz

De aposentados..... só a mamãe com aposentadoria milionária. Para resto é melhor dar o "vale descanso eterno".

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO,POLICIAL,PROFESSOR E MILITAR. A PALAVRA DE ORDEM É TRAIÇÃO.


Potencial Pesquisa & Informação

24/03


2013

Planalto e PT testam paciência com ações de Eduardo

Governo se esforça para manter aliado com vistas a segundo turno em 2014

 A relação entre o Palácio do Planalto e o PT com o virtual candidato do PSB à Presidência da República, o governador Eduardo Campos (PE), tornou-se um exercício de paciência e de tato político. Ao mesmo tempo em que se esforçam para manter um bom relacionamento com o socialista, na tentativa de preservá-lo na base aliada e contar com seu apoio em eventual segundo turno das eleições presidenciais do ano que vem, pessoas próximas da presidente Dilma Rousseff e petistas não têm escondido a irritação com as recentes estocadas de Campos no governo, e sua aproximação com setores da oposição, PSDB em especial.  (Informações de O GLOBO - Fernanda Krakovics)

Clique aí e leia na íntegra  Planalto e PT testam paciência com articulações do líder do PSB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

mauro silva

Rasgar seu passado e de seu avô e servir de muletas para a combalida direita raivosa,não era o papel que Pernambuco esperava para Eduardo Campos.Estamos vivendo a temporada da mosca azul,que tem picado constantemente nosso governador !

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO,POLICIAL,PROFESSOR E MILITAR.


Banco de Alimentos

24/03


2013

Argentina vence brasileiros: nota máxima em português

 A aluna Martina Mizraje, 17 anos, argentina que estuda em São Paulo no colégio britânico St. Francis College há dois anos, recebeu o prêmio da “Cambridge International Examinations” pela nota máxima em uma prova de proficiência em língua portuguesa, nesta semana. Além de concorrer com estudantes brasileiros, Martina enfrentou outros 400 alunos de sete países como Inglaterra, Portugal e Dubai que também prestaram o exame.

Estes testes de proficiência são preparados pela própria Universidade de Cambridge e permitem que alunos de nacionalidades diversas testem suas habilidades em línguas estrangeiras. Os exames Internacionais de Cambridge são aplicados em alunos, de 5 a 19 anos, de instituições que aplicam a metodologia britânica de ensino no país.

Janet Morris, diretora de comunicações do programa de Cambridge, espera o teste aprimore os estudos dos alunos estrangeiros que se dedicam à língua portuguesa.

— Esse é um reflexo do enorme potencial existente no Brasil, não só dos alunos como dos educadores — afirmou Morris.(Informações de O GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

O foco está em Campos

ELIANE CANTANHÊDE *

 Era mais do que previsível que Dilma disparasse no Datafolha. Além dos méritos pessoais e da aprovação do governo, ela está todo dia no horário nobre, até ao lado do papa ou dizendo que ''Deus é brasileiro''. Não há quem resista.

Também era previsível que Marina Silva, a novidade de 2010, começasse a recuar para um patamar mais compatível com a sua expressão política e partidária. Pode sair menor de 2014 do que saiu de 2010.

O que não era previsto? Que Aécio Neves, do principal partido de oposição, caísse dois pontos, em vez de avançar. E que Eduardo Campos, por enquanto mero personagem de bastidor e de jornais (que não elegem ninguém), chegasse a 6%.

É pouco? A um ano e meio da eleição, é suficiente para mantê-lo em campo (sem trocadilho), gerando curiosidade e expectativa. Em março de 2009, Serra tinha 41% e Dilma, 11%. Estava ''em construção'', como Campos agora -mas sem Lula.

Enquanto começa a aparecer nas pesquisas, Campos arma seu jogo. A aproximação de José Serra é coisa de mestre, pois cria uma ponte para tucanos e para aliados que foram serristas em 2010, mas não atravessaram o Rubicão e viraram aecistas em 2014. (Note-se, aliás, que Serra não irá à pajelança dos tucanos paulistas para Aécio amanhã. Viajou.)

Se abre pontes na oposição, com PPS e dissidentes do PMDB, o movimento de Campos deixa no ar o mergulho de diferentes partidos nas águas de Dilma. A lista cresce: PTB, PDT, PR, PP. Nem ministério garante apoio desde já, só promessa.

Um fator importante de 2014 é o PSD. Há principalmente dilmistas no partido de Kassab, mas aumentam os simpatizantes de Campos. Daí adiarem o casamento de papel passado com o PT e Dilma.

Mas, se Dilma cresce e Marina e Aécio recuam, Campos não está tirando votos da favorita, apenas reposicionando a oposição. Pode alterar um eventual segundo turno, não ainda o resultado da eleição.  (* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julia Beatriz

é tanta mentira sobre essa má administração do ilustre Campos , tem hrs que me envergonho de morar aqui no NE que tanto amo. Esse cretino ruim pra o sertão pior ainda pra classe dos professores - o que PE tem foi td merido de Dilma e Lula , ele agora vem como o bom samaritano - deus nos guarde

Diego da Silva Araújo

Quando o governador mais querido do PT aparece como uma ameaça ao PT, ele se torna o homem mais perverso do mundo. Interessante...

Ramilson Correia de Carvalho

As obras que estão sendo realizadas em Pernambuco são Federais. Qual a obra que esse governador fez? Mais de 6 anos de governo e Pernambuco é o Estado que pior paga aos servidores. E agora que ele se aliou com o chupa servidor ,Jarbas, jamais terá meu voto.

Ramilson Correia de Carvalho

Eduardo tem seis por cento por enquanto, quando noticiarem os desmandos em Pernambuco e todos verem a verdadeira administração que é feita no estado,ele logo cairá. Pernambuco vive em uma farsa divulgada por uma imprensa comprada. Mas isso não vai muito longe; não terá consistência.



24/03


2013

Dilma vence o primeiro tempo

Oposição não tem treinador, reforço, esquema tático, torcida e tem medo de sair do vestiário

VINICIUS TORRES FREIRE *

 Presidente  populares podem perder eleições? Decerto não levam para as urnas todos os seus votos de prestígio, como é fácil perceber pelos recorrentes segundos turnos das disputas presidenciais no Brasil.

Diz-se que o carisma de Lula elege postes. Mas o ex-presidente não teve carisma para vencer as eleições presidenciais de 1989, 1994 e 1998. A beatificação de Lula aconteceu em algum momento de seu primeiro governo.

Dilma Rousseff não tinha o jeitão e menos ainda o jeitinho da liderança carismática, mas é uma governante tão popular quanto Lula. Além de gostar de seu governo, o povo gosta dela também, indicam pesquisas recentes.

Quase carregado pelas ruas e sertões na campanha de 1994 (''meninos, eu vi''), reeleito em 1998 apesar de dois anos de tumulto econômico e agito social de PT e aliados, FHC viu seu prestígio desabar para sempre depois da desvalorização do real, em janeiro de 1999.

Mais ou menos um quinto do eleitorado que aprovou com louvor Lula ou Dilma não votou no ex-presidente ou não pretende votar na presidente. Quantos outros podem mudar de ideia?

A sorte da oposição depende da queda de um meteorito econômico ou escandaloso sobre Dilma? Quão forte é o vínculo da massa mais pobre com Dilma, Lula e/ou o PT?

Note-se de passagem que as políticas petistas populares vão muito além do clichê do Bolsa Família e do salário mínimo melhor; favorecem pessoas de classe muito variada.

Afora a grande expansão dos programas de transferências direta de renda, há o ProUni, as cotas na universidades, o Minha Casa, Minha Vida, os milhões de microcréditos para miniempresários, a formalização dos assalariados e dos autônomos e por aí vai, para programais mais capilarizados.

Isto posto, parte dessas pessoas não vota no candidato petista. Talvez o vínculo seja menos forte ainda devido ao fato de que a incorporação dos pobres se dê de forma em geral passiva, e não por meio de mobilização política forte.

Insatisfeitos de elite é o que não falta e há cada vez mais. Parecem, porém, passivos ou incapazes de oposição eficaz.

O ''fenômeno Marina (Silva)'' mostrou que há gente à procura de ''terceira via'', além de eleitorados fulos com a relativa estagnação de sua renda (no topo da pirâmide).

Empresários têm demonstrado sua insatisfação com o governo ''votando com o bolso'': investem pouco, em parte porque desconfiam do rumo que o governo dá à economia (há, ainda desafetos terminais, ideológicos ou programáticos).

Governadores e prefeitos estão irritados. Perdem receita devido às desonerações de impostos; pagam salário mínimo maior e salários maiores para professores também devido a políticas federais. A maioria dos Estados bateu Dilma no Congresso na votação dos royalties do petróleo.

Por falar nisso, fazia tempo que o governo não levava tantas invertidas no Congresso, que Dilma sempre considerou um problema, tanto que seu governo evita quanto pode o Parlamento.

Esses setores insatisfeitos vão ''ligar os pontos'', organizar uma candidatura e um programa que vá além de gestionices e hipocrisias ''éticas'', quando não de ideias francamente reacionárias?   (* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

Doleiro preso em Brasília é bomba relógio para políticos

 Preso há uma semana em cela cheia no Presídio da Papuda, o conhecido doleiro Fayed Traboulsi virou uma bomba-relógio para políticos de todo o país, informa Leandro Mazzini na sua coluna Esplanada.

Segundo oclunista, ele está revoltado e pode abrir o bico. Na busca e apreensão em sua casa e no escritório, a Polícia Civil encontrou documentos que podem comprometer poderosos clãs políticos do Maranhão, Tocantins, Goiás e de Brasília. Fayed contratou o renomado advogado Eduardo Ferrão, mas não obteve ainda habeas corpus.

Fayed se sente humilhado e sem privilégios na cela comum. Se a Polícia Civil chegou a todos os documentos, até um ‘cacicão’ da base de Dilma fica na mira da Justiça


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

enoque viana de oliveira filho

Fayed, jogue o quando antes toda merda no ventilador.

José Carlos da Silva

Há tem politico envolvido? Logo, logo vão da um jeitinho brasileiro e jogar tudo pra debaixo do tapete.PIZZA!

Jânio Nunes

é isso mesmo alberto, infelismente é sempre assim, se aqui no Brasil a justiça realmente fosse feita tinha muitos BANDIDOS de paletó que estavam na CADEIA. braZil um país de TOLOS.

Alberto de Souza Macedo

Quando esta bomba estourar vai se falar em todos os jornais, televisão e internet, mas como sempre não vai dar em nada.

Paulo Henrique Maciel

Fayede Traboulsi, o doleiro preso em cela comum na Penitenciária da Papuda, precisa de proteção 24 horas. Coloca-lo entre colegas de periculosidade homicida, corresponde à autorização para queima do arquivo. Parece-me muito suspeita a atitude da Polícia Civil do DF.



24/03


2013

Desempenho do PT no governo é bem visto

 Alvo constante de denúncias e, mais recentemente, de alguns atritos com o governo, o PT não é visto pela população brasileira como um estorvo para o desempenho da presidente Dilma Rousseff, filiada ao partido. Para 55% dos entrevistados pelo Datafolha, o Partido dos Trabalhadores está ajudando o governo Dilma. Entre os que dizem que o partido ajuda, 47% afirmam que "ajuda muito". Os demais consideram que a sigla "ajuda um pouco". O total de pessoas que acham o contrário disso, que o PT está atrapalhando a presidente Dilma, soma 22%.

Ainda que positivo por larga margem, esse índice já foi melhor para a legenda. Há dez anos, quando o presidente Lula tinha somente três meses de mandato, o Datafolha fez a mesma pergunta. Naquela ocasião, 69% dos entrevistados responderam que o PT estava ajudando o ex-metalúrgico recém-eleito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

Otimismo com conomia explica sucesso de Dilma

 Para 51% dos brasileiros, a situação econômica do país vai melhorar nos próximos meses. Um contingente ainda maior, 68%, acha que sua própria situação deve evoluir. O medo do desemprego pode ser considerado baixo. Apenas 31% acreditam que esse problema aumentará. E a expectativa sobre a renda também é positiva: 49% acham que o poder de compra dos salários crescerá.

Os números, em contraste com avaliações boa parte dos analistas de mercado, ajudam a explicar o índice recorde de popularidade da presidente Dilma Rousseff.

Após dois anos e três meses de mandato, Dilma faz um governo ótimo ou bom para 65% dos brasileiros. Outros 27% classificam a administração como regular. A avaliação negativa é de 7%.

O único quesito econômico pesquisado pelo Datafolha que hoje não é visto com otimismo pela maior parte da população é a inflação. Para 45%, os preços tendem a subir. Outros 31% acham que a inflação ficará como está. Só 18% confiam na redução dos preços.(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

Lula leva diretor de empresa em viagem oficial à África

 Na única viagem internacional em que o ex-presidente Lula foi designado representante oficial do governo Dilma Rousseff, o petista pôs entre os membros da delegação um diretor da Odebrecht.

Como a Folha revelou anteontem, a relação de Lula com empreiteiras é próxima: elas pagaram quase a metade de suas viagens internacionais como ex-presidente.

O pedido para a inclusão do diretor da construtora na delegação foi feito em 2011, na viagem de Lula para Malabo, capital da Guiné Equatorial, para participar da Assembleia da União Africana.

Ele causou estranhamento no Itamaraty, que cobrou informações da assessoria do ex-presidente -que era chefe da delegação brasileira.

Lula já havia visitado a Guiné Equatorial como presidente em julho de 2010.

No país há quatro empresas brasileiras com grande atuação: ARG, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e OAS.(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

Políticos do descaso

 A classe política e governantes deste País não se dão conta da necessidade urgente de uma rearrumação em praticamente todos os setores da vida da sociedade. É só pensar em si mesmo e de familiares pagos com o dinheiro do contribuinte e ignorar fatos graves nas áreas de saúde, educação, segurança pública, corrupção, pobreza extrema, e por aí vai. Exempo do descaso, este na área de segurança pública está na nota abaixo, da coluna de Ricardo Boechat, na evista ISTOÉ:

''''Dia 24 de janeiro no presídio de Presidente Venceslau II, em São Paulo, agentes carcerários apreenderam, na cela 307/Raio 3, uma banana de dinamite de 60 cm, dividida em três pedaços. O paiol era ocupado pelo detento Eduardo Souza Benevenuto, vulgo Bin Laden, um dos chefões da organização criminosa PCC. O flagrante não resultou em inquérito. A direção da penitenciária nega o fato. Razão pela qual esta nota também será contestada.

Quem banca?

No julgamento de Fernando Beira-Mar, no Rio de Janeiro, chamou a atenção do MP o fato de que o traficante, embora preso há 12 anos, continua exibindo boa saúde financeira. Além da família bem-vestida e motorizada, os promotores se faziam a seguinte pergunta: de onde vem, realmente, o dinheiro que paga os honorários dos advogados do
meliante?''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Elisabete Aprigio de Sá

Nossa polícia não tem tecnologia nem meios de conseguir de onde vem tamanho capital. Parece que o Beira Mar é o homem mais importante do Brasil. Ningué trisca nele e tem todas as mordomias. Eita homem legal!



24/03


2013

O cupido Cachoeira

 O longo processo de investigação das tramoias da turma de Carlinhos Cachoeira não resultou apenas na prisão dos integrantes da quadrilha e numa CPI malfadada, sem indiciados. A procuradora do Ministério Público responsável pelo caso, Léa Batista, (foto) vai se casar com o juiz que mandou o bicheiro e seus amigos para a cadeia, Paulo Augusto Moreira Lima (foto).

Além disso, Pedro Taques será padrinho e Randolfe Rodrigues está na lista de convidados. Fora a relação de Taques com Léa, de quem foi professor, os laços se estreitaram durante a CPI de Cachoeira.
(Lauro Jardim - VEJA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha