Faculdade de Medicina de Olinda 2

12/11


2019

Ambulantes realizam protesto em Caruaru

Na manhã de hoje, ambulantes voltaram a realizar um protesto no Centro de Caruaru. O trânsito no cruzamento das ruas Martins Junior com a 7 de Setembro ficou parado.

Os vendedores reclamam dos pontos do “Comércio na Praça” e da falta de vendas nos novos locais, que foi inaugurado no último dia 1º.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

12/11


2019

PSDB promove encontro com a Juventude amanhã

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) promoverá, amanhã, a partir das 14h, na sede do partido, localizada no bairro do Derby, um momento com a Juventude do PSDB de Pernambuco (JPSDB-PE). O encontro terá como tema "A participação jovem na política" e terá a oportunidade de aproximar os jovens tucanos ao movimento que construirá um novo momento no partido.

Para a presidente do PSDB-PE, deputada Alessandra Vieira, o encontro discutirá sobre as políticas públicas para a juventude e a formação de novos quadros do partido visando às eleições de 2020. “Queremos resgatar nossos jovens para que sejam participativos nesse novo momento do PSDB. Será a partir deles que vamos construir um futuro melhor em Pernambuco”, declarou Vieira. 

"Nas últimas eleições tivemos renovação no Congresso e o que se observa é que os políticos que vieram de uma participação popular de discussões nos seus estados e municípios, hoje conseguem se destacar e ter sua voz ouvida em todo o país, mostrando mais uma vez a necessidade de que pessoas envolvidas com sua comunidade, com as discussões dos locais onde convive, esteja na política", observou o presidente do JPSDB-PE, vereador Klemerson Pipoca.

Além da deputada Alessandra Vieira e do vereador Pipoca, também participará do debate o vereador do Recife, André Régis, membros da JPSDB-PE e lideranças do PSDB estadual.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Paulista

12/11


2019

Bolsonaro ironiza e manda Evo ir para Cuba

O presidente Jair Bolsonaro ironizou o asilo oferecido pelo México a Evo Morales, que renunciou à presidência da Bolívia no último domingo, 3. “Lá (no México) a esquerda tomou conta de novo. Tenho um bom país para ele: Cuba”, afirmou Bolsonaro em frente ao Palácio do Alvorada na noite de ontem.

Evo anunciou hoje que havia uma ordem de “prisão ilegal” contra ele. “Denuncio ao mundo e ao povo boliviano que um oficial da polícia anunciou publicamente que tem a instrução de executar uma ordem de prisão ilegal contra a minha pessoa”, escreveu ele no Twitter, acrescentando que “grupos violentos” atacaram sua casa. O governo mexicano informou que o asilo foi concedido a Evo porque “sua vida e integridade correm riscos”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro é aconselhado a focar na economia e esquecer Lula. Pessoas próximas ao seu Jair presidente (PSL), o aconselharam a esquecer a libertação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que convocou a esquerda para se reorganizar em busca de voltar ao poder, e focar na recuperação econômica do país.


Prefeitura de Serra Talhada

12/11


2019

Partido de Bolsonaro terá alianças pragmáticas

O partido que o presidente Jair Bolsonaro deve anunciar, logo mais, em reunião com parlamentares, terá perfil pragmático. Por mais que suas diretrizes sejam orientadas pela postura que Bolsonaro já adota no governo (liberal na economia e conservador nos costumes), no campo político, a ordem é deixar as portas abertas para alianças partidárias.

A decisão foi tomada tendo como exemplo o Novo. O presidente e seu entorno mais próximo avaliaram que rejeitar coligações partidárias e criar regras estritas demais além da legislação vigente poderiam dificultar adesões à legenda e o crescimento nas eleições municipais. A ideia é não deixar o discurso ideológico ser uma barreira ao avanço da sigla.

Nesse sentido, o próprio presidente já tem feito algumas conversas. Recebeu no Palácio do Planalto o presidente do PSD, Gilberto Kassab. No espectro de possíveis aliados encontram-se Republicanos, DEM e outros partidos de centro direita. Só estão descartadas as legendas tidas como de extrema esquerda, como o PT e o PSOL. As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2019

Mudanças no fazer jornalístico em pauta na Fundaj

A palestra “O Novo Jornalismo Online no País” está marcada para esta quinta-feira (14) e será comandada pelo colunista Magno Martins.

O encontro, voltado para profissionais de comunicação, estudantes de jornalismo, servidores públicos e o público em geral, está programado para começar às 19h, na sala Sala João Cardoso Ayres, na Fundaj campus Derby. O mote do debate será a travessia do jornalismo impresso para o online. “Essa foi uma revolução que mudou o modo de se passar informações. Saímos do fax e do telex para ter a notícia na palma da mão. O jornalista saia, antigamente, com um bloquinho, mas hoje tudo é feito com celulares, sendo imediatamente publicado nas redes sociais. Essas adaptações tiveram seus efeitos”, esclareceu o palestrante.

Alguns outros pontos relativos à chegada das novas tecnologias da informação e comunicação também serão discutidos, como: o fim do jornalismo impresso, a importância das redes sociais, o impacto da internet na sociedade, a inclusão da questão política e a influência da internet como uso por parte dos políticos. “São mais de 1800 jornais impressos mortos no mundo inteiro, alguns sendo adaptados para sites e blogs. Após o nosso encontro, as pessoas que ainda estão longe da notícia em primeira mão vão aprender a como ter acesso a esses canais, despertando o olhar para a revolução online”, continuou Magno.

As inscrições para o evento são gratuitas e estão disponíveis pela plataforma de eventos Sympla. Estão sendo ofertadas 49 vagas, com declaração de presença para estudantes universitários, constando 1h30 complementares.

Magno Martins

O jornalista Magno Martins foi um dos pioneiros nos blogs de notícias em Pernambuco, sendo considerado por muitos “o pai dos blogs no Nordeste”. Bacharel em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), com pós-graduação em Ciência Política pela mesma instituição, Martins iniciou a carreira em 1980, como correspondente do Diário de Pernambuco em Afogados da Ingazeira (PE), sua terra natal.

Ao longo de sua trajetória, trabalhou nos jornais Correio Braziliense, Última Hora, Jornal de Brasília, O Globo, Agência O Globo e Agência Meridional. Fundou a sucursal do Diário de Pernambuco em Brasília e, mais tarde, a da Folha de Pernambuco - jornal que trabalhou desde a sua fundação, assinando uma coluna política diária.

Foi eleito presidente do Comitê de Imprensa da Câmara dos Deputados e o responsável pelo projeto e criação da Agência Nordeste. Criou também a Rede Nordeste de Rádio, com mais de 40 emissoras.

Serviço

Palestra “O Novo Jornalismo Online no País”
Palestrante: Magno Martins
Data: 14 de novembro de 2019, 19h
Local: Fundaj campus Derby (R. Henrique Dias, 609 - Derby, Recife)
Inscrições: 
Sympla.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

lino perrelli

O JORNALISMO \"IMPRESSO\" JAMAIS DEIXARÁ DE EXISTIR.... COMO PROVO: O QUE ESTÁ ESCRITO ACIMA. MUDA A FORMA, O CONTEÚDO SERÁ O MESMO!


Prefeitura de Limoeiro

12/11


2019

Coluna desta terça na Folha

Inaldo amava a notícia e o Sertão

Tem uma máxima de Gabriel Garcia Márquez, autor do best-seller Cem anos de Solidão, que jornalismo é uma paixão insaciável. Inaldo Sampaio, colunista político que Deus abreviou, ontem, sua missão na terra, era como o escritor colombiano, mas com uma diferença: amava também a arte musical.

Quando o conheci, só soube que era saxofonista e pajeuzeiro como eu, informado por amigos. Tinha muitas coisas parecidas comigo, a maior delas o amor pelo Pajeú e sua gente simples. Inaldo deixava de curtir o carnaval com a família para soprar o seu sax numa orquestra de São José do Egito, vizinha de minha Afogados da Ingazeira, nas quatro noites de folia.

Enquanto tocava, colhia notícias, porque jornalismo, para ele, era tirar a venda dos olhos de quem não conhece a verdade. Inaldo deixa uma lacuna enorme na Imprensa nordestina. Para mim, seu ofício de bem informar era um fio, que ligava as pessoas aos fatos da política.

Apego ao torrão – Inaldo Sampaio era tão apegado ao seu torrão natal que, embora tenha feito cursos no Exterior, reclamava quando aparecia viagens, porque não gostava de quebrar a rotina na província. Em Brasília, o encontrei raramente. Mas mesmo assim, tinha faro para a notícia como o pastor Alemão em busca da caça. Deixa o legado da honestidade e da imparcialidade.

Mandachuva – A superintendente do Metrorec, Renata Peti, não é obra da imaginação criadora do deputado Eduardo da Fonte (PP), como desconfia a bancada federal. Servidora do quadro, sua escolha foi do presidente da CBTU, José Marques. O nome de Dudu é Marcela Campos, sua cunhada, que assumiu a diretoria Financeira. E dizem que é a mandachuva do pedaço.

Cintra na Sudene – Dado o start da nomeação do segundo escalão federal em Pernambuco, o ex-suplente de senador Douglas Cintra (PTB), que ocupou a vaga de Armando Monteiro por um curto período, da sua licença para disputar o Governo do Estado, está cotado para assumir o comando da Sudene. Cintra mergulhou em Caruaru e vive, hoje, dedicado à sua fazenda.

Multados – Os prefeitos de Timbaúba e Parnamirim, Ulisses Felinto (PSDB), e Tácio Carvalho (PSB), respectivamente, se ferraram pela contratação ilegal de servidores temporários. Relator da matéria, o conselheiro substituto Luiz Arcoverde Filho aplicou multas de R$ 11,748 mil.

Vingança – O presidente Bolsonaro dará adeus, hoje, ao PSL, partindo para criação de um novo partido. Além de sair atirando no presidente da legenda, Luciano Bivar, como tem feito nos últimos dias, anuncia arrastar em torno de 20 deputados, esvaziando o balão do pernambucano Bivar.

EXPECTATIVA – Com presença confirmada no Recife para o próximo domingo, num ato marcado na Praça do Carmo, o ex-presidente Lula deve se manifestar em relação à pré-candidatura de Marília Arraes à Prefeitura do Recife, mesmo num ambiente cercado por socialistas.

Perguntar não ofende: Será que o líder do Governo na Alepe, Isaltino Nascimento (PSB), vai dançar, novamente, amanhã, no plenário da Casa, na sessão em homenagem ao Bita?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Moro e bolsominions defendem a prisão em 2° instância só por causa do Lula mas não pedem a prisão do Queiroz nem na 1°

Fernandes

Denúncias de Alexandre Frota na CPI das Fake News pode levar a cassação da chapa de Bolsonaro.

Fernandes

Brasil é o país onde ao invés de se criar imposto sobre grandes fortunas, se cria imposto sobre grandes pobrezas...

Fernandes

Parabéns, bancários gado bolsominions! MP aumenta jornada de trabalho de bancários e permite abertura de agências aos sábados!

Fernandes

Paulo Guedes decidiu taxar os cachaceiros! Agora o Bozo cai!


Capacitação de Candidatos

12/11


2019

Da Fonte nega indicação no Metrorec

O deputado Eduardo da Fonte (PP) é leitor voraz da minha coluna e deste blog. Só dorme depois da meia noite quando confere a postagem da coluna. E me acordou, nas primeiras horas de hoje, para negar qualquer apadrinhamento na nomeação da diretora financeira do Metrorec, Marcelo Campos.

Esclareceu que Marcela deixou de ser cunhada há muito tempo e que, apesar da boa relação com a família Campos - ela é filha do ex-governador Carlos Wilson - não patrocinou sua nomeação. "Marcela é servidora do quadro do Metrorec e está ocupando função de direção pela sua competência", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

12/11


2019

Pros abre debate sobre problemas de Olinda

O Pros promoveu, ontem, em Olinda, um ato para cidadãos comuns, lideranças locais e membros do diretório municipal. Representado pelo presidente estadual, João Fernando, o partido abriu uma discussão democrática junto com representantes de vários segmentos sociais para discutir o futuro do município, colocando em pauta os problemas enfrentados e apresentar soluções. 
 
Além de discutir políticas públicas que atendam aos cidadãos, debateu o cenário político local e o fortalecimento do partido em Olinda. Estiveram presentes o presidente municipal do PROS, Marcos Rueda; o vice Fábio, o tesoureiro Manoelzinho; os secretários Albérico e Antônio e ainda mais de 40 pré-candidatos a vereador, entre eles, suplentes, ex-vereadores,  empresários, pastores, professores, presidentes de Associações, ONG's, comerciantes, mulheres e defensores da acessibilidade.
 
Juntou-se também à reunião o ex-vereador, ex-presidente da Câmara de Olinda e pré-candidato à Prefeitura em 2020, Pedro Mendes, que contribuiu de forma efetiva com o debate.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

12/11


2019

Ciro: "O lulismo é uma bola de chumbo"

Ex-ministro diz que discurso de Lula amarra o País ao passado e descarta aliança com PT.

Foto: Alex Silva/editadão

O Estado de S. Paulo - Pedro Venceslau, André Ítalo Rocha /Daniel Weterman
 

Dois dias depois do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursar para a militância em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e reacender a polarização política com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), candidato derrotado à Presidência em 2018, fez duras críticas ao petista, a quem chamou de “sem escrúpulo”. “Lula é um encantador de serpentes. A presunção dele é que as pessoas são ignorantes e que pode, usando fetiches, intrigas e a absoluta falta de escrúpulos que o caracteriza, navegar nisso. O mal que Lula está fazendo ao Brasil é muito grave e extenso”, afirmou.

Ciro falou com jornalistas ontem à tarde, antes de uma palestra na universidade FMU, na capital paulista. O ex-ministro apoiou Lula pela primeira vez na eleição presidencial de 1989, quando era prefeito de Fortaleza, no 2.° turno da eleição de 2002, e também nas eleições de 2006, quando era ministro da Integração Nacional no governo do petista. Em 2018, porém, o pedetista se afastou do ex-presidente durante a campanha.

Ontem, o ex-ministro disse ainda que tanto Lula quanto o presidente Jair Bolsonaro querem a polarização. “São duas faces da mesma moeda”, afirmou. Questionado sobre a possibilidade da formação de uma frente ampla de esquerda para enfrentar o grupo de Bolsonaro em 2020 e 2022, o ex-ministro descartou de forma categórica qualquer possibilidade de estar ao lado do PT. “O lulopetismo virou uma bola de chumbo amarrando o Brasil ao passado. Ele (Lula) está fazendo de conta que é candidato e que foi inocentado”, disse Ciro. Em seguida, afirmou que “nunca mais” vai andar “com a quadrilha que hegemoniza o PT”.

Segunda instância. Sobre a possibilidade do Congresso encampar uma proposta que restitua a possibilidade de prisão em segunda instância, o pedetista disse que a Constituição “não é cueca” para ser trocada pela sujeira do dia a dia. “O artigo 5.° da Constituição Federal repete entre nós um princípio de todo

constitucionalismo mundial: a presunção de inocência até que o trânsito em julgado aconteça. Contra essa cláusula não pode haver emenda”, disse.

Em seu discurso em São Bernardo no sábado, Lula mostrou disposição para viajar pelo Brasil para aglutinar a oposição em torno do seu nome. Em sua fala, disse Bolsonaro foi eleito para governar para o povo brasileiro “e não para os milicianos do Rio”. O ex-presidente também atacou os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, e a Operação Lava Jato

O ex-presidenciável afirmou que tem respeito pelo “petista médio” e lembrou que apoiou os governadores Camilo Santana no Ceará, Rui Costa na Bahia e Wellington Dias no Piauí. “Meu problema é com a cúpula corrompida do lulopetismo. Com essa gente nem para ir para o céu”. Ainda segundo o pedetista, Lula e Bolsonaro são “rigorosamente iguais” do ponto de vista econômico. “Há uma distinção: o Lula paralisou as privatizações e usou as estatais para subornar gente para seu projeto de poder. A polarização é só no fetiche e no adjetivo”.

Bolívia. O ex-ministro comentou ainda a situação da Bolívia e a renúncia de Evo Morales da presidência do país. “Todas as pessoas de bem do mundo devem gritar em alto e bom som que exigem providências da comunidade internacional que protejam a vida do presidente Evo Morales. Ele corre risco de vida”, afirmou.

Ele chamou de “calhorda” a posição dos países vizinhos, inclusive o Brasil, quando negaram ceder espaço aéreo para que Morales tentasse asilo político. “A Bolívia está entrando em ambiente de absoluta anomia”, afirmou. “Há uma evolução para a violência fruto de um golpe de Estado ao modo anos 50 e 60”, completou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha