FMO janeiro 2020

04/07


2007

NE deve despertar para o biocombustível, diz ministro

 O biocombustível aparece como o futuro da fonte energética do País, mas o Nordeste ainda está despertando para o seu papel como fornecedor de energia, aproveitando-se da capacidade de produção de cana-de-açúcar, mamona e girassol. “O Nordeste tem a grande oportunidade de ampliar a participação de biocombustível. Está na hora de articular o poder público, o empresariado e rever os conceitos e modelos, olhando para o futuro e construindo uma agenda sustentável para o biocombustível”, afirmou o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, ontem, durante a abertura do Fórum Nordeste 2007 - Desafios e Oportunidades nos Setores de Biocombusível e Energias Limpas, no Recife. O evento foi promovido pelo Grupo EQM.

Com o objetivo de incrementar a produção de biodiesel na Região, o ministro Rezende sugeriu expandir o cultivo da cana-de-açúcar nas áreas ainda não ocupadas, revitalizar as utilizadas, otimizar a cadeia produtiva e melhorar a logística. “No passado, a produção era de 100% e representa hoje 10%. Precisamos mudar esse papel”, destacou o ministro. 
Neste ano, o Ministério de Ciência e Tecnologia reservou R$ 55,4 milhões para agronegócios. Em 2006, foram R$ 59,2 milhões. Em 2008 deve ficar em R$ 33 milhões.
(Da Folha de Pernambuco - texto e foto)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Jaboatão

04/07


2007

PE terá R$ 1,3 bi do PAC para saneamento e habitação

 O Governo de Pernambuco vai executar nos próximos três anos, em parceria com o Governo Federal, obras de saneamento, urbanização e habitação que custarão mais de R$ 1,3 bilhão, segundo entendimento firmado nesta terça-feira (03) entre o governador Eduardo Campos e a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef.

Para saneamento, foram aprovados 40 projetos, para os quais serão liberados R$ 723 milhões, sendo R$ 352 milhões a título de financiamento e R$ 245 milhões liberados através do OGU. Para estas obras, o estado arcará com contra partida da ordem de R$ 136 milhões.

Quatro projetos se destacam entre os que serão executados. Para a construção da Adutora de Pirapama, cuja licitação será aberta na semana que vem, serão liberados R$ 400 milhões, enquanto os reforços nos sistemas de distribuição de água e de esgotamento sanitário de Caruaru consumirão R$ 60 milhões.

É prevista, ainda, a liberação de R$ 27 milhões para o abastecimento d’água de Garanhuns e mais R$ 30 milhões para a rede de esgotos de Salgueiro.

Já para as obras gerenciadas pela secretaria das Cidades, serão liberados R$ 544 milhões, sendo a maior parte (R$ 457 milhões) do Orçamento Geral da União e R$ 85 milhões financiados pelo BNDES. A contra-partida do Estado será de R$ 90,7 milhões. Ao todo, 22 projetos foram aprovados.

(Da Folha de Pernambuco).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

04/07


2007

Inocêncio faz mistério sobre apoio de Guerra a Eduardo

 Amigo pessoal do senador Sérgio Guerra (PSB), o deputado federal Inocêncio Oliveira (PR), neoaliado de João Paulo, deu uma declaração, ontem, que pode alimentar a postura dúbia do senador, cujo discurso é incisivo contra o PT, porém maleável com o governo Eduardo Campos (PSB). Depois de evitar confronto com o antigo aliado tucano, em entrevista por telefone, de Brasília, Inocêncio frisou não ter certeza sobre os rumos de Sérgio Guerra na oposição ao socialista. Questionado se o tucano estaria preparando o caminho da transição, como fez entre o fim da gestão Arraes e o início do governo Jarbas Vasconcelos (PMDB), Inocêncio não apresentou vetos: ''não sei, realmente''.

Mesmo sem querer polemizar com Guerra, Inocêncio elogiou a gestão do prefeito João Paulo, em contraponto à declaração do senador tucano, que entende não haver obras da prefeitura na cidade. O deputado explicou ter se aliado ao prefeito, principalmente por conta de conversa entre João Paulo e o presidente Lula. ''Foi um pedido que o presidente Lula fez ao prefeito'', afirmou. ''E se você olhar o Recife, vai ver o projeto do Pina, o parque de Boa Viagem, a retirada das kombis. O governo é tão aprovado que ele foi capaz de se reeleger. Não é fácil'', afirmou. (Informações do Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Carlos-Serra Talhada

quero ver onde ele quer chegar....eu desconfio e vcs?

Serratalhadense

É de se estranhar o comportamento desse rapaz, ele nunca foi tão bonzinho e amigavel como está agora, pode esperar que ai vem traição,desagragação e problemas politicos de toda especie, será o fim de João Paulo e outros politicos que se alinhem com Inocencio, ele é maquiavelico, que diga o prefeito


Prefeitura de Serra Talhada

04/07


2007

Parque de Niemeyer em Natal é gratuito, no Recife R$ 2 mi

 A polêmica em torno do Parque Dona Lindu está longe de acabar. Ontem, os deputados Raul Jungmann (PPS), Pedro Eurico (PSDB) e o vereador Daniel Coelho (PV) ficaram indignados com a notícia de que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PSB), está construindo na cidade um parque elaborado por Oscar Niemeyer, nos mesmos moldes do projeto recifense, mas com os honorários da concepção doados pelo arquiteto. “Por que Natal tem um projeto a custo zero e no Recife custou R$ 2 milhões”, questionou Jungmann.

Para o deputado, o fato “deixa claro o desprestígio” do prefeito João Paulo (PT) com o arquiteto. Segundo o parlamentar, o petista, além de “desrespeitar” a população, não teve “competência” para negociar um preço compatível com o erário da cidade. Outro fator é o custo total da obra. No Rio Grande do Norte, o parque de 64 hectares está orçado em R$ 9 milhões, enquanto o do Recife, com 3,3 hectares, precisará de R$ 18 milhões.
(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

Porque a surpresa? Vocês esqueceram a maneira usual do PT de capitalizar o partido?



04/07


2007

Parque de Niemeyer em Natal é gratuito, no Recife R$ 2 mi

 A polêmica em torno do Parque Dona Lindu está longe de acabar. Ontem, os deputados Raul Jungmann (PPS), Pedro Eurico (PSDB) e o vereador Daniel Coelho (PV) ficaram indignados com a notícia de que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PSB), está construindo na cidade um parque elaborado por Oscar Niemeyer, nos mesmos moldes do projeto recifense, mas com os honorários da concepção doados pelo arquiteto. “Por que Natal tem um projeto a custo zero e no Recife custou R$ 2 milhões”, questionou Jungmann.

Para o deputado, o fato “deixa claro o desprestígio” do prefeito João Paulo (PT) com o arquiteto. Segundo o parlamentar, o petista, além de “desrespeitar” a população, não teve “competência” para negociar um preço compatível com o erário da cidade. Outro fator é o custo total da obra. No Rio Grande do Norte, o parque de 64 hectares está orçado em R$ 9 milhões, enquanto o do Recife, com 3,3 hectares, precisará de R$ 18 milhões.
(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

04/07


2007

Deputada defende Jarbas de ataque de Sílvio Costa

 A deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) tomou as dores do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) e rebateu as críticas feitas pelo deputado federal Silvio Costa (PMN). O parlamentar declarou que a palavra “ética” para o peemedebista não seria “bem colocada”, em referência à matéria veiculada na Revista Veja. Para a tucana, Costa se comporta como um “caranguejo”, em referência ao hábito dos crustáceos de puxar um ao outro para baixo. “Isso é inveja do suplente de deputado. Silvio não sabe nem se vai continuar em Brasília, pois toda hora José Chaves (PTB) - titular da vaga na Câmara - ameaça voltar pra lá. Ele está pendurado no pincel”, ironizou.

O deputado Silvio Costa, que foi escolhido ontem como primeiro vice-líder da bancada da Câmara Federal composta pelo PSB, PDT, PCdoB, PMN, PHS e PRB, preferiu não polemizar com Terezinha Nunes, mas garantiu que levará adiante o discurso contra Jarbas Vasconcelos na tribuna da Casa. “Meu debate é com o senador”, disse.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Janise Carvalho

Ô reverendo, o sobrenome de Sigmund é Freud!!!!!!!!!!!!!!

Ednaldo Ferreira

o deputado sonrisal como é conhecido em Brasília Silvio Costa, tem mais é q apresentar serviços ao chefe Eduardo Campos senão "dudu" manda Chaves de volta e babau para Silvio q até 2010 será suplente.

Ariadne Dias Morais

Se terezinha não defendesse Jarbas, ela seria uma ingrata. Ele a colocou debaixo do "sovaco" por todo o estado pedindo pra ela votos e finalmente a elegeu. Tem mais é que defender. Ela tá na ALEPE só pra isso!

milton tenorio pinto junior

Esse Silvio Costa tem que pagar primeiro os encargos trabalhistas dos seus professores , para depois ter moral para para falar de alguem.

Chico Elizeu

Jarbas é um grande homem...


Banco de Alimentos

04/07


2007

João Paulo rebate críritcas de Guerra a sua administração

 O prefeito João Paulo (PT) rebateu, ontem, as declarações do senador Sérgio Guerra (PSDB) de que a administração do petista não tem obras para mostrar na próxima eleição, diferentemente do pleito de 2004, quando a reeleição de João Paulo se apoiou na reurbanização da orla de Brasília Teimosa. Por meio de sua assessoria, o petista disse que “os próprios frutos comprovam que isso (o que disse Guerra) não é verdade”.

João Paulo apresentou como obras importantes de sua gestão a paralela da Caxangá, a própria urbanização de Brasília Teimosa, o trabalho de prevenção nos morros, o programa guarda-chuva e intervenções que ainda não foram concluídas ou nem começaram, como a Via Mangue e o polêmico Parque Dona Lindu. Para o petista, é “só olhar para a cidade e ver que ela fala por si mesma”.

Com relação ao fato de ter tido sua administração classificada de “incompetente e corrupta” pelo senador tucano, o prefeito tentou minimizar a questão. Segundo a assessoria de João Paulo, o prefeito se sentiu contemplado com a entrevista de Sérgio Guerra a uma rádio local, ontem pela manhã, na qual o tucano afirma não ter atacado João Paulo.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ariadne Dias Morais

A aceitação de João Paulo ficou comprovada nas urnas ( com sua reeleição), agora vem Sérgio Guerra querendo ser o dono da verdade. Cuidado pra não estourar pelas costas!

JANDILSON DE ALBUQUERQUE CORDEIRO

O Senadaor não é flor que se cheire, mas, está correstissimo, puxa saco de lula João Paulo, que é um semi-analfabeto,igual ao Prsesidente,inventou um parque D.Lindu, que é esse Srª, tem que ser feito um parque lá em Capoeiras, onde o pvo conhece ela lá, sem querer magoar ninguem


O Jornal do Poder

03/07


2007

FAB vai punir chefe dos controladores aéreos

 O Comando da Aeronáutica deverá punir o presidente da Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo (ABCTA), sargento Wellington Rodrigues, por ter dado entrevistas criticando o sistema de controle aéreo brasileiro. Segundo advogados dos controladores de vôo, Wellington preencheu hoje um formulário de transgressão disciplinar e deverá ser punido com pena de prisão de 10 dias. Mas antes da punição, a assessoria jurídica da Aeronáutica deverá dar parecer, no prazo de dois dias, sobre o episódio envolvendo o presidente da associação.

Além da punição pelas entrevistas, Wellington Rodrigues corre o risco de vir a ser expulso da Força Aérea Brasileira (FAB) sob a alegação de que teria insuflado motim dos controladores de vôo, no dia 30 de março, quando todo o tráfego aéreo brasileiro foi praticamente paralisado. O Inquérito Policial Militar (IPM) sobre o motim foi enviado ontem para o Ministério Público Militar. A pedido do comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, o IPM foi estendido até o dia 1º de julho, quando foram ouvidas mais 12 pessoas envolvidas no motim. A expectativa é que seis sargentos sejam acusados de crime de motim, o que implica em pena de prisão de oito anos e, conseqüentemente, expulsão da Aeronáutica. A expectativa é que cerca de 20 sargentos deverão ser enquadrados em transgressão disciplinar.

Em depoimento nesta terça à CPI do Apagão Aéreo da Câmara, o comandante do Cindacta-3, coronel José Alves Candez Neto, afirmou que não afastou dois operadores de vôo sob seu comando em Recife por terem participado, na semana passada, do 1º Encontro Sul-Americano de Controladores de Vôo, em Brasília. O comandante disse que o sargento De Castro terá de se explicar porque, apesar de ter viajado para Brasília com uma ordem de serviço para participar de atividade no Cindacta-1, não apareceu para trabalhar no centro de controle e foi para reunião dos operadores de vôo.

“Ele (De Castro) não está punido, mas está com uma ficha para se justificar. Ele usou meios da Aeronáutica, com passagens e diárias, e não cumpriu a sua missão”, observou o coronel. Já o sargento Bessa participou do encontro de controladores mas, segundo o comandante do Cindacta-3, estava de férias e foi a Brasília com os próprios recursos. “Não houve orientação para os controladores não participarem do encontro. Se forem punidos, não é pela participação”, disse Candez.(Informações do Correioweb)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

03/07


2007

Luz diz que comeu o pão que diabo amassou e colhe frutos

Durante cerimônia de anúncio de medidas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Saneamento e Habitação, em Fortaleza (CE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira, 3, que estava "feliz", porque o País vive "um momento significativo muito bom", que "muita gente não acreditava" que isso poderia acontecer. "Mas é possível, porque, no momento em que foi preciso comer o pão que o diabo amassou, nós comemos sem resmungar", disse.

"No momento em que era preciso fazer as coisas que tínhamos de fazer para colocar a economia brasileira nos eixos, nós o fizemos. E sempre dissemos que em economia não há mágica, há seriedade, determinação e objetivo bem definido. Daí, os resultados de hoje", acrescentou o presidente.

Segundo ele, o País está agora "colhendo os frutos" dessa política: "O PAC é o mais planejado programa de investimentos já feito. Este país está preparado para as mudanças e só está preparado porque fizemos bem o nosso dever de casa. Duvido que em 118 anos de República o Brasil tenha vivido um momento tão importante como este. É verdade que (no passado) tivemos crescimento de 14%, mas a inflação era de 20%, e o salário mínimo não subia. Duvido que, nos últimos 40 anos, tenham sido investidos R$ 40 bilhões em saneamento."

Lula lembrou que entrou em vigor, na última segunda-feira, a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que classificou como uma lei que traz "uma pequena reforma trabalhista, mas uma grande reforma tributária, porque os impostos vão cair."

O presidente pediu que governadores e prefeitos ajudem a fiscalizar as obras do PAC "para que o dinheiro renda os objetivos". Segundo Lula, é preciso que os projetos que estão sendo iniciados não parem. "Para construir, tem pouca gente. Mas para não deixar construir, está assim...!"

Lula disse que quer voltar ao Ceará para "beber da água do rio São Francisco" e também para inaugurar a siderúrgica Ceará Steel. "Dinheiro público bom é o que está aplicado em obras, não é o que está parado gerando superávit".

O presidente concluiu o discurso dizendo que o Brasil poderia ter sido uma grande nação no século passado, "não fosse pela mediocridade dos políticos". Elogiou o governador do Ceará, Cid Gomes, seu aliado: "Companheiro não é o que dá tapinha quando você tem 80% nas pesquisas. É aquele que, quando você não tem nem um ponto, fica do seu lado", afirmou. (Do portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/07


2007

Comandante admite que faltam controladores no Recife

 Os comandantes dos Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindactas) 3, em Recife, e 4, em Manaus, José Alves Candez Neto e Eduardo Carcavallo Filho, admitiram hoje que faltam controladores de vôo em seus centros. Em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Apagão Aéreo da Câmara dos Deputados, o coronel-aviador Candez Neto disse que controladores da reserva tiveram de ser chamados para voltar a trabalhar nos centros de controle.

 

“Falta gente - esse é o nosso problema básico. Estamos necessitando de pessoal para que possamos regularizar nossas escalas”, afirmou Candez. Segundo ele, há cinco controladores da reserva trabalhando no Cindacta 3.

 

O Cindacta 4 também precisa de mais controladores: “Essa é a nossa principal deficiência, e não só na área de controladores''.  Em outras áreas, igualmente, falta pessoal, disse o coronel-aviador Carcavallo Filho. “Desde o dia em que assumi, 20 de janeiro de 2006, até hoje, perdi oito engenheiros para o mercado externo. Os controladores só não fazem isso porque não há mercado externo”, destacou.

 

Perguntados pelo relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS), sobre o clima nos centros que comandam, depois da prisão de alguns controladores, ambos afirmaram que não existe tensão.

 

No caso de Recife, o comandante Candez disse que seus subordinados aceitaram o afastamento dos 14 colegas do Cindacta de Brasília envolvidos com a paralisação de março, que causou atrasos em todos os aeroportos do País. No dia 22 de junho, o Comando da Aeronáutica afastou 14 controladores de Brasília, por considerar que o grupo comandava paralisações e operações padrão em outros centros.

 

“Eles (controladores do Cindacta 3) entenderam e receberam bem (o afastamento). Entendem que essas lideranças, de certa forma, estavam contagiando outras e prejudicando mais o nosso trabalho e levando à mídia uma imagem diferente do que nós, militares e controladores do Nordeste, estamos fazendo desde que esse processo começou”, acrescentou. As informações são da Agência Brasil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

falta tudo nesse governo.Até vergonha na cara!