Faculdade de Medicina de Olinda 2

19/10


2019

Festival de música e corrida mudam trânsito no Recife

Festival de música e corrida provocam mudanças no trânsito do Recife neste sábado (19). De acordo com a CTTU, mais de 110 agentes de trânsito acompanham eventos e realizam bloqueios em ruas, avenidas e pontes da Zona Norte e do Centro.

Ponte do Limoeiro é interditada para a sétima edição da corrida Eu Amo o Recife — Foto: Luna Markman/TV Globo

Por G1 PE

 

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) montou esquemas especiais de trânsito para os eventos que acontecem neste sábado (19). Ao todo, mais de 110 agentes de trânsito são destacados para acompanhar as programações, que envolvem atividades culturais e esportivas.

Na Zona Norte, acontece o Festival BB Seguros Blues e Jazz. A operação já está em andamento e segue até meia-noite. Inicialmente, agentes de trânsito fazem a proibição do estacionamento em frente ao Parque Santana, no bairro de Casa Forte, local do evento.

A partir das 13h, a proibição de estacionamento será ampliada na Rua Jorge Gomes de Sá, na imediação da Rua Dona Olegarina até a Rua Nestor Silva. A depender da movimentação do público no local, a Rua Sant'Anna terá o sentido invertido, saindo da Rua Jorge Gomes de Sá em direção à Avenida Dezessete de Agosto.

O condutor que segue na Avenida Dezessete de Agosto e deseja acessar o Parque Santana deve seguir em frente para a Rua Samuel de Farias e a Rua Jorge Gomes de Sá.

A partir das 18h, acontece a 7ª Corrida Eu Amo Recife, com saída no Cais da Alfândega, no Bairro do Recife. Os condutores que querem acessar ou circular pela área Central da cidade devem ficar atentos aos bloqueios e desvios montados pela CTTU para a viabilização da corrida, a partir das 17h30.

A expectativa é de que as ações sejam encerradas às 20h30, horário previsto para a dispersão do público. A corrida terá dois percursos, de 10 km e 5 km, ambos com início no Cais da Alfândega.

O trajeto mais longo segue pelo Cais do Apolo, Avenida Militar, Ponte do Limoeiro, Rua da Aurora, Ponte Princesa Isabel, Praça da República, Avenida Martins de Barros, Cais de Santa Rita, Viaduto das Cinco Pontas, Avenida Engenheiro José Estelita, Avenida Saturnino de Brito, Rua Capitão Temudo, retorno pelo Cais José Estelita, Cais de Santa Rita, Ponte Giratória e encerramento na volta ao Cais da Alfândega.

Há bloqueio no cruzamento do Cais da Alfândega com a Ponte Maurício de Nassau. As demais interdições são feitas no Largo do Cabanga, nas pontes Giratória, Princesa Isabel e do Limoeiro, e nos cruzamentos da Avenida Marquês de Olinda com a Rua Madre de Deus, da Avenida Cais do Apolo com as ruas Álvares Cabral, do Observatório, do Ocidente e Bione.

A Rua Primavera, o trecho final da Avenida Militar e os cruzamentos da Rua Mário Melo com Rua da Aurora e Cais José Estelita com a Rua Bituri também são bloqueados.

Uma vez que o acesso à Avenida Engenheiro José Estelita pelo Largo do Cabanga fica bloqueado, os condutores que vêm da Zona Sul devem seguir pela Avenida Governador Agamenon Magalhães para acessar o Centro.

Quem vem pela Avenida Sul deverá seguir pela Praça Sérgio Loreto. Já quem estiver na área central e desejar seguir para a Zona Sul pode utilizar a Rua Imperial como rota alternativa.

Orientações

A CTTU aconselha o público a chegar cedo aos eventos para evitar retenções e corre-corre. Os condutores devem estar atentos à sinalização que proíbe estacionamento. O veículo flagrado sobre calçadas ou em fila dupla corre o risco de ser rebocado. Já o motorista pode receber multas entre leve, média e grave, no valor de R$ 88,38 (três pontos na CNH), R$ 130,16 (quatro pontos na CNH) ou 195,23 (cinco pontos na CNH).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detran

19/10


2019

Deputado mobiliza fuzileiros navais em limpeza

O deputado Romero Sales Filho (PTB), que chegou ontem de uma de visita às usinas de Angra dos Reis,  articulou, junto ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o envolvimento de 100 fuzileiros navais na limpeza do litoral de Ipojuca atingido por manchas de óleo cru de petróleo. 

“Estou acompanhando ativamente o caso do surgimento de óleo em nossas praias. Por isso, estou integrado ao Comitê de Ações, coordenado pela prefeita de Ipojuca, Célia Sales, que está tratando sobre esse grave caso que está prejudicando as praias do litoral de Pernambuco e do Nordeste”, disse.

O deputado defende que seja posto em prática o decreto federal que garante o Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Águas sob Jurisdição Nacional. O Governo Estadual mobilizou equipe da Secretaria de Meio Ambiente que já está em Ipojuca desde ontem, assim como Suape, que também está dando total apoio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

13° Bolsa Familia

19/10


2019

Feitosa vai para TV defender usina em Itacuruba

Em entrevista no SBT ao programa de Antônio Lavareda, o deputado Alberto Feitosa (SD) assume a dianteira em defesa da usina nuclear em Itacuruba. 

E faz uma advertência: "Pernambuco está com a chance na mão! A instalação de uma Usina Nuclear em Itacuruba, no Sertão, trará oportunidade, geração de empregos e desenvolvimento ao nosso Estado! O programa 20 Minutos com o Sociólogo e Cientista Político Antônio Lavareda vai ao ar às 19:30h na TV Jornal do Comércio e SBT (canal 2).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

19/10


2019

Sarampo: vacinação mira crianças com menos de 5 anos

Dia D contra o sarampo

Dia D contra o sarampo vacina crianças com menos de 5 anos neste sábado. Combate ao sarampo vai mobilizar 41,9 mil unidades de saúde neste sábado (19). Objetivo é vacinar 2,6 milhões de crianças até 25 de outubro.

Foto: Raíza Milhomem/Prefeitura de Palmas

Por G1

 

O Dia D contra o sarampo acontece neste sábado (19) em 41,9 mil unidades de saúde de todo o Brasil. Até o dia 25 de outubro o Ministério da Saúde quer vacinar 2,6 milhões de crianças de 6 meses a 5 anos, grupo que constitui o público-alvo da vacina.

As crianças são mais suscetíveis às complicações da doença: das 13 mortes por sarampo confirmadas no Brasil nos últimos 90 dias, 7 atingiram menores de cinco anos de idade.
O estímulo à imunização ocorre em meio a um surto que, apesar de se concentrar no estado de São Paulo, já circula em 20 dos 27 estados brasileiros. Nos últimos 90 dias foram registrados 6.192 casos confirmados de sarampo, um aumento de 15% em relação ao período de monitoramento anterior, segundo o ministério. Desses casos, 96% estão concentrados no estado de São Paulo.
Reforço financeiro
O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (16) a liberação de R$ 206 milhões para a vacinação contra o sarampo e outras doenças em 3.131 municípios do país. A medida está no contexto da Campanha de Vacinação contra o Sarampo, realizada entre 7 de outubro e 30 de novembro de 2019.
A partir desta sexta-feira (18) estão disponíveis R$ 103 milhões para que estados e municípios possam ampliar a cobertura vacinal. A verba já foi repassada aos Fundos Municipais de Saúde, de acordo com o tamanho da população de cada município.

A outra metade do recurso só será liberada mediante o cumprimento de duas metas pelos estados e municípios: alcançar 95% de cobertura vacinal da primeira dose da tríplice viral em crianças de 12 meses de idade e informar o estoque das vacinas de poliomielite, tríplice e pentavalente às Secretarias de Saúde dos Estados e ao Ministério da Saúde.

A medida vai oferecer "incentivo" financeiro aos municípios que cumprirem os objetivos. O benefício será definido pela população de cada local, a partir do cálculo de R$ 1 por pessoa.

Além disso, R$ 333 milhões serão repassados para reforçar as equipes locais de profissionais de saúde, e outros R$ 19 milhões serão gastos na veiculação, na TV, internet, cinemas e outras mídias, de um comunicado informando sobre a necessidade de vacinar a população, principalmente os bebês.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/10


2019

Waldir: Bolsonaro tentou comprar deputados com cargos

Delegado Waldir PR-GO (Ag/Câmara dos Deputados)

Por Redação da Veja

 

Segundo o líder do PSL na Câmara, a intenção era que os parlamentares assinassem lista favorável a Eduardo Bolsonaro

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), fez novas acusações nesta sexta-feira, 18, contra o presidente Jair Bolsonaro. Ao deixar reunião do partido em Brasília, ele afirmou que o chefe do Planalto tentou comprar deputados para assinarem lista favorável à colocação de seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como novo líder da bancada.

Waldir foi gravado na última quarta-feira em reunião dos deputados da ala ligada ao presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), dizendo que iria implodir Bolsonaro. Na gravação, ele também chama o presidente de "vagabundo".

Na noite desta quinta-feira, após a liberação do áudio, ele chegou a minimizar o episódio. “Isso já passou. Nós somos Bolsonaro. Somos que nem mulher traída, apanha, mas mesmo assim volta ao aconchego”, disse.

Mas nesta sexta, ele afirmou que não retiraria nada do que falou e disse que foi traído, voltando a subir o tom contra Jair Bolsonaro.

“Nada do que eu falei é mentira. Se você for traído, como vai se sentir? Eu fui traído. O presidente pessoalmente está interferindo para me tirar da liderança. Isso não é traição?”, disse ao chegar à reunião da Executiva em Brasília.

Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, Delegado Waldir também disse que o governo está parado porque está focado na crise interna do PSL.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

19/10


2019

Coluna deste sabadão na Folha

Itacuruba tem dois concorrentes

Nos últimos três dias, acompanhei a missão parlamentar, sob a coordenação do deputado Alberto Feitosa (SD), ao complexo de usinas nucleares de Angra dos Reis. Antes de botar os pés na área de produção de energia nuclear confesso que torcia o nariz para a ideia de Itacuruba sediar uma unidade atômica em Pernambuco. Imaginava ser uma aventura arriscada pelo alto risco de contaminação radiológica e pelas dúvidas quanto aos resíduos. Tudo bobagem.

Angra 1 e 2 funcionam há 44 anos, abertas ainda pelo regime militar e nunca vacilaram, dando vazão a erros. Funcionam sob o império da vigilância, praticam políticas de prevenção e adotam periodicamente o controle ambiental no mar e nas ilhas de Angra. Nunca um só peixe ou tartaruga sofreu qualquer tipo de agressão por radiação das turbinas de Angra. Mais do que isso, as usinas alavancaram economia da turística e paradisíaca Angra.

Voz da Igreja – Quando ouvido sobre a usina em Itacuruba, Paulo Câmara disse que a comissão parlamentar da Alepe deveria, primeiro, dobrar a Igreja. Frei Fernando, pároco de Angra, disse aos deputados que convencessem o governador a entrar na briga porque, no caso de Angra, as usinas revolucionaram a economia da região.

Os concorrentes – A usina nuclear é um investimento da ordem de R$ 30 bilhões e não tem como destino apenas Itacuruba. Em Alagoas, a Eletronuclear identificou a cidade de Penedo, por ser foz do São Francisco. Já em Sergipe, a preferência recai por Poço Redondo, às margens também do São Francisco.

Fugiu da raia – Mesmo recebendo diárias da Assembleia para a missão parlamentar nas usinas de Angra, o deputado Wanderson Florêncio (PSC), escolhido por ser presidente da Comissão de Meio Ambiente, queimou a agenda de ontem, com visitas ao hospital e a Igreja. Preferiu fazer escala no Rio. Deveria devolver as diárias.

Reação tardia – Foi preciso que as manchas de óleo cru que contaminam o litoral nordestino chegassem à praia dos Carneiros para o Governo do Estado criar um grupo de trabalho e reforçar equipes para limpeza das praias. Falta o principal: decretar emergência para receber recursos da União.

Unidos? – Diante do resultado adverso da pesquisa do Opinião, com cenário de vitória do prefeito Miguel Coelho, o ex-prefeito Júlio Lóssio e o deputado Lucas Ramos anunciaram, ontem, que estarão unidos para derrotar o herdeiro de FBC.

VOLTA, ZÉ – Em Caruaru, que se vislumbra em 2020 como um clássico eleitoral, deve ganhar às ruas um movimento para aquecer o nome do deputado José Queiroz (PDT) para rivalizar com a prefeita Raquel Lyra. Um dos slogans em avaliação é o "Volta, Zé".

Perguntar não ofende: Por que o silêncio do governador em relação à uma usina em Itacuruba?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Povo brasileiro, vocês são um Bando de Otários Filhos da Puta. Luiz Inácio Lula da Silva.

Fernandes

Exclusivo: Bolsonaro diz que o PSL é uma Quadrilha. O PSL diz que Bolsonaro é um Bandido. E eu concordo com os dois!

Fernandes

Frota: Não vou medir esforços para tirar Lula da cadeia.

Fernandes

Alexandre Frota pede Lula Livre para combater Bolsonaro.

marcos

Magno por que você não publica a delação de Antônio Palocci?


Banner de Arcoverde

19/10


2019

STF envia para tribunal investigação sobre Aécio

Ministro do STF, Ricardo Lewandowski, manda para Tribunal Eleitoral de MG investigação sobre Aécio.

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil e Wilson Dias/Agência Brasil

Da IstoÉ - Por Estadão Conteúdo

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, mandou para o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais um inquérito contra o deputado federal Aécio Neves com base na delação da Odebrecht. A decisão é embasada em julgamento da Corte que decidiu que a Justiça Eleitoral é competente em casos de crimes comuns conexos com eleitorais. O ministro ressalta que caberá à própria Justiça Eleitoral reconhecer a competência para o caso.

Neste inquérito, o tucano é investigado junto do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), do deputado federal Dimas Fabiano (PP-MG) e do ex-ministro Pimenta da Veiga. A investigação apura suposto repasse de R$ 6 milhões em vantagens indevidas da empreiteira, também em 2014.

Segundo Lewandowski, “tendo em conta que a investigação encontra-se em fase embrionária – porquanto existem diversas diligências pendentes e tidas imprescindíveis pela autoridade policial, além da necessidade de análise técnica dos elementos colhidos na medida cautelar em apenso – afigura-se prematura qualquer promoção de arquivamento, seja aquela pleiteada pelas combativas defesas dos investigados Aécio Neves da Cunha e Antonio Augusto Junho Anastasia, seja a indicada pela Procuradoria-Geral da República”.

“Ressalto, outrossim, que o encaminhamento deste inquérito à Justiça Eleitoral, por óbvio, não importa em definição de competência, que poderá ser posteriormente avaliada por aquela justiça especializada, a partir dos demais elementos que surgirem nos autos. Vale dizer, a indicação de declínio se dá nessa fase com base no juízo aparente para o processamento do feito, ao qual cabe o reconhecimento da própria competência no momento oportuno”, escreve.

“Em suma, conforme assentado por esta Suprema Corte nos precedentes acima citados, cabe à Justiça especializada analisar, caso a caso, a estrita subsunção dos fatos ao tipo penal eleitoral, bem como a existência de conexão de delitos comuns ao delito eleitoral e, não havendo, remeter o caso à Justiça competente”, conclui.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/10


2019

Congresso discute impacto dos cortes em Ciência e Tecnologia

Comissão de Orçamento discute impacto dos cortes em Ciência e Tecnologia.

Foto: Carol Garcia/Governo da Bahia

Por Agência Câmara Notícias

 

A Comissão Mista de Orçamento faz audiência pública nesta quarta-feira (23) para debater o impacto da Ciência e da Tecnologia na economia do país. O encontro atende requerimento do senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

Em seu requerimento para realização da audiência, o senador defende "o restabelecimento da prioridade à Ciência e à Tecnologia nos orçamentos públicos". Izalci Lucas acredita que o teto dos gastos (EC 95) irá comprometer as pesquisas em curso e prejudicar a formação da próxima geração de pesquisadores.

Foram convidados para o debate:

- o secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Júlio Semeghini;
- o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Pacheco dos Guaranys;
- o presidente do Conselho de Administração da Klabin S.A, Horácio Lafer Piva;
- o presidente da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich;
- representante do Centro de Pesquisa em Energia e Materiais e chefe do projeto de construção do acelerador Sirius, Antônio José Roque da Silva; e
- representante a Embrapa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha