FMO janeiro 2020

27/01


2020

Elias se filia ao MDB

O ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes e do Cabo de Santo Agostinho, Elias Gomes, enviou, há pouco, ao blog, uma nota na qual informa a sua filiação ao MDB do senador Jarbas Vasconcelos. Elias, que pretende disputar novamente a prefeitura do Cabo, se desfiliou do PSDB na última semana. Confira o documento na íntegra:

Caro Magno,

Recebi o honroso convite do senador Jarbas Vasconcelos e do deputado federal e presidente estadual do MDB, Raul Henry, para me filiar a legenda. Aceitei o convite e coloco meu nome à disposição do partido e especialmente dos cabenses para disputar um novo mandato de prefeito em minha cidade natal. O Cabo está mergulhado em escândalos de corrupção promovidos pela gestão desastrosa de Lula Cabral. Isso precisa mudar!

Em 44 anos de vida pública tenho ficha limpa comprovada e experiência para promover as mudanças que os cabenses esperam. No próximo dia 6 de fevereiro iremos promover ato de filiação e nossa arrancada para construir uma grande vitória.

Cabo, 27 de janeiro de 2020

Elias Gomes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Redução nos Homicídios

27/01


2020

Fies do PT criou os barões da "educação"

Por Ivan Maurício*

De 2014 até o ano passado, o programa de Financiamento Estudantil do Ministério da Educação vive em queda e não garante acesso dos mais pobres a universidades privadas. Esta é a manchete de hoje do “Jornal do Commercio”. Agora, vamos ao que o “Jornal do Commercio” não conta.

O Fies transformou a vida de cinco proprietários de universidades privadas em cinco novos bilionários brasileiros. O Governo Federal financiava as matrículas nas universidades com risco total. Em caso de inadimplência – falta de pagamento – o Governo Federal arcava com o prejuízo integralmente.

E o que fizeram os donos das universidades privadas? Encheram as universidades de alunos, sem a menor análise de crédito, e ficaram bilionários. E claro, a “viúva” pagava o prejuízo.

Agora, os bilionários da educação terão que pagar 45% da inadimplência, descontado na transferência feita pelo Governo Federal. A mamata acabou.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

27/01


2020

Cruzada a favor das drogas

O secretário de Segurança Pública do Recife, Murilo Cavalcanti, não faz a menor cerimônia em defender a legalização de drogas pesadas. O que o prefeito Geraldo Júlio, que prima pelo conservadorismo, tem a dizer de um auxiliar que faz apologia às drogas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

27/01


2020

Eleição municipal é parada federal

A vida é um fator local e a eleição municipal será uma parada federal, proclama o bicho-grilo Adalbertovsky. “Cada eleição tem sua história e nada se repete. Esta é uma lei imutável, transitada em julgado, nem os aiatolás de Brasília revogam. Olha só quem aflorou no recinto, o cavaleiro andante da Embratur, Gilson Machado Neto! Bolsonariano-raiz, faz parte da legião dos pioneiros da Aliança Pelo Brasil. GMN comanda o cruzeiro da Embratur em mar de almirante e céu de tenente-brigadeiro”.

“Empreendedor, amigo do peito do capitão e a bordo do pavilhão da Aliança Pelo Brasil, GMN é liderança emergente que poderá se converter em fato novo na sucessão municipal de Recife. Convém analisar as CNTP – Condições Naturais de Temperatura e Pressão. O cara é ninja no pentagrama musical e nas plataformas da Embratur. Tá ligado em 220 volts, segundo o capitão”.  

“Experiente e engenhoso, o ex governador Mendonça Filho reúne condições objetivas para encarar e vencer a patota da mundiça vermelha e assemelhados, no primeiro ou segundo turno. Formosa criatura, a delegada Patrícia Domingos apresenta lampejos de fato novo. Mas, é feito meteoro, estrela passageira. O nome dela não ecoa na Cova da Onça, nas esquinas de Água Fria, nas periferias. Ser candidata a vice ou a vereadores já seria de bom tamanho para ela”.

“Governo do Estado e Prefeitura do Recife mobilizam estruturas poderosas para impulsionar a candidatura do garoto que se presume herdeiro da capitania hereditária. Mas, o pirralho na avança nas pesquisas internas. As desavenças familiares poderão inviabiliza-lo. O PSDB é uma barragem com rachaduras e sangramentos. Um afluente tucano fará a transição para novo abrigo em busca do apoio do presidente Bolsonaro”. A crônica do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião. Metam os peitos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade. Joseph Goebbels



27/01


2020

Rumo ao Ceará

Madruguei no aeroporto para pegar o voo da Gol from Fortaleza, onde passo a semana inteira cumprindo a pauta do debate urbano, de mobilidade e infraestrutura das três principais capitais do Nordeste.

Tem tanta coisa que me indicaram que estou em dúvida por onde começar. Espero que seja tão bem sucedido quanto Salvador. Se Fortaleza não tem axé, tem a magia do seu povo encantador.

Estou chegando, Fortaleza!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

27/01


2020

Jones Manoel abre, com inteligência, debate afro no blog

Os leitores deste blog ganham mais um craque para reforçar o quadro de articulistas: Jones Manoel, uma das mais brilhantes expressões das novas lideranças de intelectuais e militantes orgânicos que estão surgindo no Brasil. 

Ele ainda é quase anônimo para o grande público pernambucano e especialmente para o mundo político tradicional do Estado, mas tem recebido destaque no País, inclusive de estrelas como Caetano Veloso, que o entrevistou há duas semanas por mais de 1 hora e 20 minutos pelo Mídia Ninja.

Nascido e criado na Favela da Borborema, na zona norte do Recife, é filho de Dona Elza, mãe-guerreira, que era responsável para cuidar sozinha da família, dando especial dedicação para os ensinamentos de solidariedade, honestidade, perseverança, inconformismo e engajamento prático com a luta pela Justiça Social. 

Ainda adolescente, Jones foi zelador no Colégio Elo, trabalhando para estudar, tendo se graduado como bacharel e licenciado em História pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, para depois ser mestre em Serviço Social pela mesma universidade.

Atua como comunicador e educador popular, mantém um canal no YouTube (Jones Manoel), participa do podcast Revolushow, escreve para a Revista Opera, Blog da Boitempo e Lavrapalavra, além de militar no Partido Comunista Brasileiro (PCB). Fruto do ressurgimento da esquerda marxista, Jones emerge do Brasil profundo, trazendo fortes raízes Afro, com sua voz brotando da maioria do povo cronicamente marginalizado pelas elites e vítima da velha política manipuladora.

Vale celebrar o florescimento de uma liderança popular autêntica e original, com bases teóricas sólidas aliadas a ações transformadoras concretas, que pode ser o novo contraponto à direita ideológica saída do armário sob as sombras do bolsonarismo. Sua estreia será na próxima sexta-feira, dia que passa a escrever periodicamente para este blog. 

Comunista assumido, Jones Manoel trará à luz  do debate não apenas temáticas relacionadas ao comunismo e socialismo no mundo, como também a pauta da negritude brasileira, com ênfase para o bom combate ao preconceito racial, uma página, infelizmente, ainda não virada no Brasil, em pleno século 21.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

27/01


2020

Coluna da segunda-feira

Por quanto tempo serão os Campos da paz?

Várias fontes checadas pelo blog confirmam que foram acesas todas as luzes vermelhas na família Andrade Lima Campos, frente ao conflito crescente com os Arraes Campos.

Depois de avaliarem que saíram vitoriosos com a matéria da revista Época – consideram ter destruído a credibilidade do inimigo declarado, Antônio Campos, o Tonca – buscaram emissários da “paz” em todos os lados, dentro e fora da família, para celebrar um armistício com vistas a conter os danos crescentes à imagem e mesmo o risco judicial da família Andrade Lima Campos junto com seus aliados.

Apelaram à parentela dos Arraes para que a ministra Ana Arraes, do TCU, convencesse o seu filho Tonca a parar o tiroteio que estava em vias de se transformar em lançamentos de mísseis nucleares. Através de ação direta de Renata, também entraram no jogo importantes antigos amigos de Eduardo Campos para "acalmarem" Tonca, através de apelos à sua mãe.

Chegaram a comentar: “O que Tonca está fazendo é provocar a segunda morte de Eduardo”, na linha de que a vitória do jovem deputado João Campos significaria a “ressureição” do pai e sua derrota seria uma nova morte. Também apuramos que Paulo Câmara entrou em total pânico por essa história de que a corrupção no governo dele em Pernambuco é pior do que o de Ricardo Coutinho, na Paraíba, preso recentemente.

O Palácio das Princesas entrou igualmente em campo para acalmar os Campos em guerra. As pressões pesadas funcionaram, com clara vitória até o momento para a família Andrade Lima Campos e para Paulo Câmara, a ponto de Tonca ter soltado uma nota em nome da “paz”, pois, segundo ele afirmou ontem em nota oficial divulgada, inclusive diretamente para esse blog: “A política pernambucana precisa discutir menos questões familiares e discutir os problemas do Estado, dos municípios, da região metropolitana e da capital. Eduardo eliminou a oposição a seu governo e a sua volta, agora, fragmentada, dependerá da capacidade de seus líderes criar uma estratégia mínima de combate com duas candidaturas e de renovação de quadros e de discurso".

E acrescentou: "Discutir os problemas e soluções para as cidades. O povo não quer saber de briga, quer solução para seus problemas”. Na prática, Tonca está fora da briga. Desde que não seja mais atacado, vai ver o que acontece com “duas candidaturas de renovação de quadros”, conforme prega na nota.

Esperemos os próximos capítulos. Muitas e fortes emoções estão por vir nessa novela rocambolesca. Ainda mais porque ninguém pode parar o terceiro ramo da família que é da Marília Arraes, candidata a prefeita do Recife pelo PT, sobre a qual vou escrever um texto à parte ainda hoje.

Mudança de rota – A princípio, conforme este blog antecipou ontem, o presidente Bolsonaro agendou previamente sua presença no Recife, no próximo sábado, para prestigiar o ato de coleta de assinaturas para regularização do partido em criação Aliança pelo Brasil. Como não foi a nenhum outro Estado com esta finalidade, seria abrir um precedente, sendo obrigado a ir outros atos de igual natureza pelo País. Da mesma forma como se deu na Paraíba, há dez dias, ele cumprimentará os aliados por uma live, segundo o presidente da Embratur, Gilson Neto.

São Tomé – Mesmo antecipando a decisão do PT de apoiar Marília Arraes, tem muita gente sem apostar no que Lula antecipou ontem ao UOL. O ex-presidente já farrapou em 2018, quando afirmou que o PT não faltaria a Marília e depois teve que seguir a maioria da executiva nacional, reafirmando a aliança com o PSB. Melhor seguir o conselho da máxima de São Tomé, de ver para crer, até porque o PT se enraizou fortemente nos Governos Paulo Câmara e Geraldo Júlio.

O que Lula diz – A um velho aliado pernambucano com quem esteve recentemente, Lula disse que não pode decepcionar mais Marília Arraes, daí o fato de ter antecipado ao UOL a decisão da executiva nacional sobre Recife. O ex-presidente justificou que em 2018, preso em Curitiba, não teve força suficiente para levar o PT a ter candidato próprio no Recife, mas era seu desejo, contrariando toda executiva que acabou rifando Marília em nome da causa nacional Fernando Haddad, candidato ao Planalto, derrotado por Bolsonaro.

Xeque-mate – Na entrevista que concedeu ao portal do UOL, ontem, o ex-presidente Lula antecipou a decisão que o PT iria anunciar, amanhã, em São Paulo. “Vamos de Marília Arraes”, afirmou, referindo-se à quadro da capital pernambucana. Ele deixa em aberto o apoio ao PSB no segundo turno, caso o partido não chegue lá. Como quem manda no PT é Lula, não vai adiantar nada o discurso do contra que o senador Humberto Costa e sua trupe vão pregar diante da executiva nacional, em São Paulo.

CURTAS

CURTO E DURO – De Lula no UOL: “O PT não pode abrir mão de ter uma candidatura própria no Recife. Quando chegar em 2022, o PSB vai pedir outra vez para o PT não ter candidato a governador depois de quatro mandatos? Será que o PT não pode ter a oportunidade de ter candidatura própria? O PT vai ter candidatura própria, a Marília deve ser candidata pelo PT. Se ela não for para o segundo turno, apoia o João Campos ou outro candidato que fizer aliança com o PT. Isso vale para Fortaleza, João Pessoa, Natal e Salvador”.

NO CEARÁ TEM DISSO, SIM – O cearense é um povo diferenciado: o governador Camilo Santana (PT) é ágil na relação com a Imprensa, mesma postura do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT). O cantor Fagner informa que não estará em Fortaleza para me receber, mas fez questão que visite o centro cultural que mantém e ainda abriu outras portas com artistas renomados de origem cearense. Já as áreas de comunicação, tanto do Estado quanto da Prefeitura, são extremamente prestativas. Na Bahia, também foi assim, mas sem essa abertura e transparência que movem o jeito de ser do cearense.

PORTO INVADIDO – As manchas de óleo que se espalharam sobre o mar de Pernambuco, no apagar das luzes de 2019, foram deletadas com rapidez pelo mundo turístico internacional e nacional. Em Porto de Galinhas, por exemplo, os hotéis estão operando igual a aviões, lotados, com lista de espera, sotaques os mais variados, especialmente gringos. Os serviços, entretanto, desde o check-in até o atendimento nos parques aquáticos nos resorts, hotéis e pousadas deixam a desejar. Os hoteleiros não investem em treinamento, não qualificam a mão de obra.

Perguntar não ofende: Perdeu a graça a reunião da executiva nacional do PT, amanhã, em São Paulo, para decidir o que Lula já antecipou?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Estou aguardando o Bolsonaro falar que as enchentes vieram da Venezuela.

Fernandes

Saudade de quando os crentes queriam fazer a gente aceitar Jesus e não Bolsonaro.

Fernandes

Por medo do comunismo os judeus votaram no Hitler anos mais tarde foram salvos pelo comunismo.

Fernandes

Deixa ver se entendi direito. O único de corrupção do BNDES foi do contrato pra investigar a corrupção?

Fernandes

“Desde que” o bozo assumiu a presidência só tragédia acontece no país ele é o verdadeiro 666



27/01


2020

Um jornal pelo Whatsapp que vai viciar

A bomba que José Nivaldo Júnior e este blogueiro anunciaram, na semana passada, nasce com o poder de vício de uma droga: combativo, crítico e moderno. O canal sem medo de dizer a verdade que faltava aos pernambucanos.

Ainda está em ebulição na usina de ideias de um grupo jovem e arrojado da tecnologia e do mundo digital que arregimentamos. José Nivaldo, com a cabeça criativa funcionando 24 horas por dia. Eu, já catando os primeiros furaços. Dupla, sem papas na língua, que vai dar muito o que falar.

A publicacação terá apenas versão digital, criada, diagramada e distribuída exclusivamente para leitura em Whatsaap e outras mídias sociais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

Secretário nega pânico

À propósito do comentário desta coluna acima, na qual informo que o governador Paulo Câmara (PSB) ficou abalado e chegou a entrar em pânico com a reportagem da Época, na qual Antônio Campos sugere que em Pernambuco a extensão da corrupção é maior que a Paraíba, onde o ex-governador Ricardo Coutinho, também do PSB, foi preso, o secretário de Imprensa do Estado, Eduardo Machado, escreveu abaixo:

Bom dia, caro Magno.

Sobre o texto principal de sua coluna de hoje, não é verdade que qualquer integrante do Governo de Pernambuco tenha "entrado em pânico" com as declarações publicadas nas reportagens do fim de semana".

Atenciosamente,
Eduardo Machado


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2020

Congresso: utopia aprovar prioridades em ano eleitoral

Congresso vê como utopia aprovar prioridades de Bolsonaro em ano eleitoral

Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Do UOL

O governo Jair Bolsonaro (sem partido) pretende aprovar neste ano pelo menos cinco reformas econômicas e outros 14 projetos (veja lista ao final do texto). Na avaliação de líderes do Congresso, sem base articulada e com o calendário eleitoral, o pacotão ambicioso do Planalto não será aprovado integralmente. 

No entendimento dos congressistas, parte dos projetos que tramitam pela Casa muda estruturalmente as bases do sistema público, de distribuição de recursos e interferem em setores sensíveis da economia como indústria, serviços e agronegócios. São propostas polêmicas, como a desestatização da Eletrobras, que exigem habilidade de negociação e garantia de votos.

Ainda em recesso, parte dos parlamentares mantém a desconfiança em relação ao Planalto adquirida no final de 2019. Em novembro e dezembro, o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral) e os articuladores no Congresso patinaram para aprovar até pautas que eram consenso e para cumprir acordos de emendas que viabilizaram a aprovação da reforma da Previdência.

Confira a íntegra aqui: Congresso vê como utopia aprovar prioridades de Bolsonaro ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores