Faculdade de Medicina de Olinda

07/06


2013

Quinta-feira e a festa

 

 
Plenário vazio

Quinta-feira, final de tarde, está dada a largada para a festa. Longe de Brasília, necessariamente.

Às 17 horas e 28 minutos, o painel da Câmara mostrava que 354 deputados haviam registrado presença, e apenas quatro estavam no plenário.

No Senado, mesmo horário, também quatro excelências trabalhavam em plenário, embora 55 tenham marcado presença no painel.(Lauro Jardim - VEJA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

07/06


2013

De janelinha em janelinha, fichas sujas ressuscitam

 O Tribunal Superior Eleitoral abriu precedente para que candidatos que estejam próximos do fim do período de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa possam ser eleitos. Os ministros decidiram, por quatro votos a dois, permitir que o político que cause a anulação de uma eleição participe de nova votação - quando já não estará mais inelegível.

Até então, a justiça eleitoral proibia que o candidato que invalidou a disputa - o que ocorre quando mais de 50% dos votos são anulados por decisão judicial - pudesse participar da renovação da disputa. A mudança ocorreu no julgamento da candidatura do ex-deputado Décio Gomes (PT), eleito prefeito Balneário Rincão (SC).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

07/06


2013

Congresso: interino pede a Barbosa ''mais equilíbrio''

 O presidente em exercício do Congresso, deputado André Vargas (PT-PR), afirmou, após ter promulgado proposta de emenda constitucional (PEC) que cria quatro novos tribunais regionais federais, que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, precisa ter ''mais equilíbrio'' ao dar declarações. Para André Vargas, apesar da oposição de Barbosa, a promulgação da PEC não vai gerar uma “crise” entre Legislativo e Judiciário.

“Eu não acredito em crise, até porque nós não vamos levar em conta só as declarações do presidente do Supremo até o momento. Ele precisa ter um pouco mais de equilíbrio em relação a suas declarações porque ele fala por um poder. Portanto, entendemos que é o pleno do Supremo que nos interessa”, afirmou Vargas. (Do Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

06/06


2013

Governo anuncia R$ 21 bilhões de crédito para agricultura
















Os produtores da agricultura familiar terão R$ 21 bilhões para financiar a próxima safra. O valor, anunciado hoje (6) pelo Governo Federal com o Plano Safra da Agricultura Familiar, é 16,6% maior que o destinado ao setor no ano passado, de R$ 18 bilhões. Segundo o governo, ao todo serão aplicados R$ 39 bilhões no conjunto de medidas para o setor.

O Plano Safra da Agricultura Familiar 2013/2014 foi lançado há pouco, no Palácio do Planalto, em cerimônia com a presidenta Dilma Rousseff (PT) e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. O plano também comemora os dez anos de nascimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que começou com recursos de R$ 5,4 bilhões de financiamento de safra.

Entre as novidades anunciadas para a próxima safra está a ampliação do limite para enquadramento no Pronaf, permitindo que mais agricultores busquem o financiamento. A partir de agora, famílias que tiveram renda até R$ 360 mil no último ano poderão contratar o crédito. Para 2013/2014, o plano aumenta o limite de financiamento de custeio de R$ 80 mil para R$ 100 mil. A taxa de juros paga pelos agricultores, cujo teto era 4%, agora será até 3,5%.

Também está prevista elevação do limite da linha de investimento. A partir de julho deste ano, quando se inicia o preparo da safra 2013/2014, os produtores poderão contratar até R$ 150 mil por operação. Para a suinocultura, a avicultura e a fruticultura, consideradas atividades que necessitam de maior mobilização de recursos, o valor para o investimento será R$ 300 mil, e no caso de investimentos feitos em grupo, o valor será R$ 750 mil.

O plano destina, ainda, R$ 400 milhões ao Seguro da Agricultura Familiar (Seaf), mecanismo de prevenção disponibilizado aos produtores rurais que contratam financiamento de custeio e investimento do Pronaf e permite a cobertura da parcela do financiamento.

Também estão previstas inovações no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com a ampliação do limite de aquisição anual por família, que passou de R$ 4,5 mil para R$ 5,5 mil. No caso das famílias ligadas às cooperativas, o limite subiu de R$ 4,8 mil, na última safra, para 6,5 mil. Quando os projetos de venda forem formados por, pelo menos, 50% dos cooperados com baixa renda e quando os produtos forem exclusivamente orgânicos, agroecológicos ou da sociobiodiversidade, o limite por família passa a ser R$ 8 mil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


06/06


2013

Ouça o Frente a Frente desta quinta 06 de junho



Se você perdeu o Frente a Frente desta quinta 06 de junho de 2013, programa que apresento de segunda-feira a sexta-feira, ao lado do jornalista Adriano Roberto, das 18 às 19 horas, pela Rede Nordestina de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha FM, 96,7 formada por 35 emissoras, Clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

06/06


2013

Receita Federal alerta para golpe contra empresas















Os contribuintes devem ficar atentos para um novo golpe envolvendo o nome da Receita Federal. Empresas têm recebido correspondências falsas que apresentam uma notificação de lançamento de multa referente ao não pagamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Segundo a Receita, a falsa notificação vem acompanhada de um título bancário com o valor da suposta multa a ser paga em qualquer agência bancária.

Além do texto confuso, há vários aspectos que demonstram a falsidade do documento. O ISS, por exemplo, é um tributo de competência municipal, e não federal. Outro problema na correspondência é que a Receita não emite títulos bancários e sim, o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF).

O órgão faz um alerta ainda para o texto normalmente usado na falsa correspondência informando que “o contribuinte deve comparecer à RFB [Receita Federal do Brasil] somente caso identifique que o boleto foi quitado, e somente o representante legal”.

O Fisco lembra que o contribuinte pode comparecer a qualquer momento na Receita Federal, pessoalmente ou por meio de seu representante legal.

Os despachos da Receita, quando enviados por correspondências, seguem sempre por meio de envelope timbrado e com Aviso de Recebimento (AR).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

06/06


2013

Apromixação entre Eduardo e Ciro é vista com ceticismo

mont gde

Socialistas envolvidos na empreitada presidencial de Eduardo Campos (PSB) ainda enxergam com certo ceticismo a aproximação entre o governador pernambucano e o ex-ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes. Embora avaliem que Eduardo acertou ao tentar trazer Ciro para o seu lado, interlocutores do presidenciável afirmam que o ex-ministro é “imprevisível demais” para se falar em acordo.

Eles acreditam que Ciro pode preferir não arriscar a transferência do domicílio, após as experiências que já teve nesse sentido. Mesmo assim, afirmam que o mais importante foi Eduardo ter feito um “gesto” na direção do ex-ministro, até para “amansar a fera”.

Eduardo encontrou-se com Ciro e sugeriu que ele transferisse seu título eleitoral para São Paulo, onde poderia lançar-se candidato a algum cargo em 2014, seja no Executivo ou no Legislativo.

Na conversa que selou uma espécie de trégua no fogo amigo, também ficou acertado que Ciro fará análises do cenário econômico para o partido. Esse trabalho tende a fundamentar o discurso eleitoral de Eduardo, caso sua candidatura ao Palácio do Planalto de fato decole.

Com informações de Clarissa Oliveira (Poder Online).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Cláudio Soares de Oliveira

Ciro quer dá o troco. Eduardo atendendo um pedido de Lula e preteriu a candidatura de Ciro à presidente em 2010. Dudu, tem um olho na missa e outro no padre.

mauro silva

Ciro Gomes é muito mais preparado do que Eduardo Campos e tem dimensão e atuação nacional,o problema é que não é dono e nem herdou nenhum partido como o nosso Coronel Socialista.



06/06


2013

Alckimin evita comentar ataques do vice Afif Domingos
















O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), se a recusou comentar a crítica que seu vice e ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos (PSD), fez sobre o processo do qual é alvo na Comissão Geral de Ética Pública do Estado.

O colegiado, subordinado ao governador, apontou ontem (5) ser "indevido" e "inconveniente" o acúmulo dos cargos de vice-governador e ministro do Governo Federal por Afif. Ele reagiu com uma nota em que sugeria que tal "inconveniência" só existiria para o PSDB, partido de Alckmin, e não para o país.

"Não tenho nenhum comentário em relação a isso”, disse Alckmin em entrevista coletiva nesta quinta-feira (6), após a apresentação de centros de pesquisa no Palácio dos Bandeirantes.

Ao contrário do que fez dois dias atrás, quando sugeriu que poderia deixar de fazer uma viagem a Paris, no domingo (9), para evitar que Afif assumisse interinamente o governo, Alckmin disse "não ver problema" em se ausentar do país e afirmou que quem deve decidir a situação de seu vice é a Assembleia Legislativa.

A Casa analisa um pedido de perda de mandato de Afif por ter assumido um cargo no governo federal, comandado pelo PT. "Isso é uma questão jurídica. Não sou jurista. Isso vai ser analisado pela instituição competente, que é a Assembleia Legislativa", afirmou Alckmin.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

andre regidwitz

Aqui, nessa terra de muro baixo, o caso não é acúmulo de cargos mas sim acúmulo de aposentadorias de um "inválido" que continua trabalhando.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores