Faculdade de Medicina de Olinda 2

10/11


2019

Lula planeja sair de São Bernardo

Após mais de 40 anos, Lula planeja sair de São Bernardo. Ex-presidente demonstrou desejo de morar no Nordeste com a namorada Rosângela com quem pretende se casar.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Da Veja - Por Estadão Conteúdo

 

Depois de mais de 40 anos vivendo em São Bernardo do Campo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cogita a possibilidade de deixar a cidade do ABC onde construiu sua carreira política para morar em São Paulo. Lula autorizou auxiliares a procurar um imóvel onde quer viver com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, sua namorada e com quem anunciou que pretende se casar.

O ex-presidente amadureceu a decisão de sair de São Bernardo durante os 19 meses que passou preso. Em entrevista ao jornal Brasil de Fato, em outubro, admitiu publicamente pela primeira vez a possibilidade. “Eu não tenho mais o que fazer em São Bernardo”, disse o petista.

A amigos, ele tem dito que não tem mais vínculos com a cidade do ABC desde que a ex-primeira-dama Marisa Letícia morreu em fevereiro de 2017. Três de seus cinco filhos vivem na capital paulista. Lurian, sua filha mais velha, mora no Rio. O único que continua em São Bernardo é Marcos, filho do primeiro casamento de Marisa.

Lula também já revelou ter o sonho antigo de voltar a morar no Nordeste, região na qual nasceu mas que deixou ainda aos cinco anos de idade junto com a mãe, dona Lindu, e outros sete irmãos para viver em Vicente de Carvalho, distrito de Guarujá, no litoral de São Paulo.

Pessoas próximas têm incentivado Lula a aproveitar o relacionamento com Janja para mudar de hábitos. Amigos dizem que há décadas a vida social do ex-presidente é vinculada à política. Ele costumava sair pouco para atividades de lazer, mesmo em viagens internacionais, e os momentos de diversão quase sempre eram em sua própria casa ou nas de amigos. Estes amigos acham que, em São Paulo, Lula poderia sair mais.

Depois de 19 meses preso e de ter a vida chacoalhada pela Lava Jato, Lula ainda não sabe ao certo como será sua rotina. O Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, onde dava expediente todos os dias depois que deixou a presidência, em 2011, está praticamente parado depois que sofreu uma devassa da Receita Federal e teve as contas bloqueadas. Alguns colaboradores não recebem salários há meses. Muitos deles buscaram outros empregos. Não há verba para a realização de eventos e atividades.

Lula morava em São Bernardo desdo o início dos anos 1970. Segundo o livro O Filho do Brasil, de Denise Paraná, o motivo de o então metalúrgico sair de São Paulo e se mudar para a cidade do ABC também foi a viuvez.

À Denise, o ex-presidente relata que entrou em um período de depressão depois que sua primeira mulher, Maria de Lourdes, morreu em 1971 vítima de complicações do parto.

Em 1973 Lula, que já trabalhava em São Bernardo e frequentava o Sindicato dos Metalúrgicos, decidiu vender a casa que possuía em São Paulo e se mudar para um apartamento alugado no ABC para tentar sair da depressão.

“Aí eu tive que vender minha casa. Eu tinha que sair dali. Eu todo domingo comprava um punhado de flores e ia para o cemitério levar. Aí eu resolvi mudar de vida. Vendi minha casa e fui morar de aluguel em São Bernardo, com minha mãe”, diz Lula, no livro.

Pouco tempo depois, o ex-presidente conheceu Marisa, também viúva, com quem se casou em 1974.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

10/11


2019

Caixa vai baixar juros do cheque especial

Caixa vai baixar drasticamente os juros do cheque especial.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Globo - Por Lauro Jardim

 

A Caixa pretende balançar a concorrência nos próximos dias: vai anunciar uma redução drástica dos juros do cheque especial.

As taxas dos grandes bancos estão entre 13% e 14% ao mês. A Caixa, que reduziu recentemente suas taxas para 8,9%, promoverá um novo corte. Cairá para 4,9% ao mês.

Juros subsidiados? Pelas contas da Caixa, ainda assim, o banco conseguirá um retorno de 100% com essas operações. Antes, a rentabilidade era de 300%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marina

Ops! O texto acima é de Marina Meira Lins Motta.


Prefeitura de Paulista

10/11


2019

Construtora volta a respirar com contratos

A retomada do concreto: Andrade Gutierrez volta a respirar com contratos.
Foto: Hipólito Pereira/Agência O Globo

O Globo - Por Ancelmo Gois

 

A Andrade Gutierrez voltou a respirar. Com novos contratos ganhos (todos com clientes privados), viu seu número de funcionários saltar de oito mil, em fevereiro do ano passado, para 22 mil agora em setembro.

Nos bons tempos já empregou cerca de 60 mil operários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

10/11


2019

Projeto que criminaliza caixa 2 empaca na Câmara

Tramitação do projeto de Sergio Moro que torna crime a prática de caixa 2 empaca na Câmara.
Relator apresentou parecer, mas pediu de volta para tentar separar a tramitação de outros 107 textos. Proposta integra o pacote anticrime entregue em fevereiro ao Legislativo.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Fernanda Calgaro e Luiz Felipe Barbiéri, G1 — Brasília

 

A tramitação do projeto de lei que criminaliza o caixa 2 (não declarar oficialmente dinheiro de campanha eleitoral), enviado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, está empacada na Câmara dos Deputados.

A proposta faz parte do pacote anticrime entregue em fevereiro ao Legislativo. Desde então, pouco avançou: foi enviada à Comissão de Finanças e Tributação (CFT), e o relator, deputado Felipe Rigoni (PSB-ES), chegou a apresentar um parecer pela rejeição, mas depois pediu o relatório de volta, paralisando a tramitação.

Rigoni argumenta haver um impasse regimental que precisa ser resolvido antes de entregar novamente o seu relatório.

Tema polêmico entre os políticos, houve dificuldade já na hora do envio do texto para o Congresso.

Confira a íntegra da reportagem aqui: Tramitação do projeto de Sergio Moro que torna crime a ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


10/11


2019

Concursos: 14 órgãos abrem inscrições nesta segunda

Mais de 2,8 mil vagas são oferecidas. Cargos são para todos os níveis de escolaridade. Na Prefeitura de Palotina (PR), os salários chegam a R$ 13.737,56.

Selo de Concursos — Foto: Editoria de Arte/G1

Do G1

 

Pelo menos 14 concursos públicos abrem inscrições nesta segunda-feira (11) no país para preencher mais de 2,8 mil vagas. Há oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade, com oportunidades em x estados.

Além das vagas abertas para preenchimento imediato, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Somente na Prefeitura de Imperatriz (MA), estão sendo oferecidas 1,7 mil vagas com salários de até R$ 6 mil. Na Prefeitura de Palotina (PR), as remunerações chegam a R$ 13.737,56.

Confira a íntegra da reportagem com as vagas de concursos e oportunidades aquiConcursos: 14 órgãos abrem inscrições nesta segunda para ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

10/11


2019

Bolsonaro consultou lista antes da reportagem do JN

Bolsonaro consultou lista de presença da Câmara antes de reportagem do 'JN' ir ao ar.

Bolsonaro, em live, fala de acusação de porteiro no caso Marielle | AFP

O Globo - Por Lauro Jardim 

 

Antes que o "Jornal Nacional" exibisse na noite do dia 29 as revelações sobre o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra, Jair Bolsonaro fez alguns movimentos defensivos — pois, como ele mesmo admitiu, fora avisado sobre o que disse o porteiro por Wilson Witzel no dia 9 de outubro.

Um exemplo de como ele se preparou: pediu à mesa da Câmara a lista de presença dele como deputado às sessões daquela semana em que ocorreu a ligação descrita pelo porteiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Pega fogo, cabaré! A deputada federal Joice Hasellmann (PSL-SP), ex-líder do governo Bolsonaro no Congresso, promete causar polêmica em seu depoimento na CPMI das Fake News. A fala de Joice está marcada para esta semana. Segundo a coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, a deputada reuniu perfis falsos usados pelos bolsonaristas para espalhar fake news e vai pedir a quebra do sigilo de vários endereços de IP. Para Joice, a ideia é provar que há pessoas dentro do Palácio do Planalto comandando ações fraudulentas. Ainda segundo a coluna, Bolsonaro tem mandado recados a Joice, dizendo que, apesar de tudo, \"gosta muito dela\". Interlocutores do presidente, no entanto, entendem que o \"capitão\" está preocupado com o depoimento.

Fernandes

Lula fará rejeição a Bolsonaro disparar.


Capacitação de Candidatos

10/11


2019

Bolsonaro agora tem oposição de verdade

Com Lula livre, Bolsonaro passa a ter oposição de verdade.

Antonio Cruz/Agência Brasil - Valter Campanato/Agência Brasil
O Globo - Por Bernardo Mello Franco
 

Depois de 580 dias preso, Lula está livre para fazer política. Aos 74 anos, o ex-presidente volta à cena no papel de líder da oposição. Ele deve bater firme no governo, mas quem apostar numa radicalização corre o risco de quebrar a cara.

Na sexta-feira, o petista começou a mostrar as cartas. Ao deixar a sede da Polícia Federal, ele vestiu um figurino moderado e disse que saía da cadeia “sem ódio”. “Aos 74 anos, meu coração só tem espaço para o amor”, gracejou.

Lula desabafou contra a Lava-Jato e provocou Bolsonaro, mas indicou que seu alvo prioritário será outro: a política econômica de Paulo Guedes. “Depois que eu fui preso, o Brasil não melhorou. O Brasil piorou”, disse.

Na semana em que o governo promoveu um megaleilão do pré-sal, o ex-presidente prometeu “lutar para não permitir que esses caras entreguem o país”. Ele ligou o projeto neoliberal ao aperto na vida dos mais pobres. “O povo tá passando mais fome, o povo tá desempregado, o povo não tem mais trabalho com carteira assinada”, discursou.

Na quarta-feira, o IBGE mostrou que a extrema pobreza cresceu pelo quarto ano seguido e atingiu 13,5 milhões de brasileiros em 2018. A crise foi gestada na gestão de Dilma Rousseff, mas seus efeitos se agravaram depois do impeachment. Isso favorece a tática de comparar o Brasil de hoje com o que ele governou.

Dois dias antes de ser solto, o ex-presidente disse que a esquerda precisa “construir uma narrativa” para voltar ao poder. Em entrevista ao Blog da Cidadania, ele pediu que os petistas “acordem” e parem de morder todas as iscas jogadas pelo clã presidencial.

“O grande cancro deste país não é o Bolsonaro”, disse. “Todo dia a gente tá colocando o Bolsonaro nas nossas redes, dizendo que ele falou bobagem aqui, falou bobagem ali. Enquanto isso, o Guedes vai desmontando, vai vendendo”, afirmou.

Depois de tachar o ministro de aliado dos banqueiros, o petista orientou a tropa a estudar seu novo pacote para criticá-lo. “Não discuta do ponto de vista do economês. Discuta do ponto de vista do povo, da mesa do trabalhador”, reforçou.

“Todos os que não gostavam do PT por causa das suas políticas sociais adoram o que está acontecendo no Brasil”, disse o ex-presidente. Ontem, no palanque, ele chamou Guedes de “demolidor de sonhos” e repetiu que suas reformas empobrecem os trabalhadores.

Lula sabe que não tem adversários à esquerda, apesar do esforço de Ciro Gomes para se contrapor ao PT. Seu desafio é reconquistar os eleitores que bandearam para o outro lado em 2018. Gente que se desiludiu com os escândalos de corrupção e o aumento do desemprego, mas não viu a vida melhorar depois da queda de Dilma.

Na volta ao ABC paulista, o ex-presidente subiu o tom contra Bolsonaro e pediu que os brasileiros voltem ás ruas, seguindo o exemplo dos chilenos. Ao mesmo tempo, reconheceu que o rival foi eleito democraticamente e rejeitou articulações para derrubá-lo.

Em dez meses de governo, o capitão brigou com aliados e torrou capital político, mas nunca enfrentou uma oposição organizada. Com Lula livre, o jogo passa a ser outro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Lula fará rejeição a Bolsonaro disparar.


Magno coloca pimenta folha

10/11


2019

Enem: candidatos encaram último dia de prova

Enem: candidatos encaram último dia de provas com Matemática e Ciências da Natureza Estudantes terão cinco horas para fazer as avaliações, consideradas por muitos estudantes como as “vilãs” do exame.
 

Abertura dos portoões da Uninove, em SP, no primeiro dia do Enem Foto: Edilson Dantas/03.11.2019 / Agência O Globo

O Globo - Por Matheus Rocha

 

RIO — Hoje, a partir das 13h30m, estudantes de 1.727 municípios do país enfrentarão o último dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ). Eles terão cinco horas para fazer as avaliações de Matemática e Ciências da Natureza — que reúne as questões de Química, Física e Biologia —, consideradas por muitos estudantes como as “vilãs” do exame.

Embora 5,1 milhões de estudantes tenham se inscrito no exame deste ano, cerca de 1,2 milhão não compareceram no primeiro dia da prova, realizado no último domingo, o que representa uma taxa de 23,1% de abstenção.

De acordo com Virginia Chaves, professora de Biologia da Plataforma de Ensino Eleva, o aluno deve se preparar para responder questões de ecologia, tema recorrente no exame. Além disso, é preciso estar atento a temas de atualidades.

Viu isso? Enem 2019: de divã improvisado em local de prova a jovens que perderam o exame porque o ônibus não parou

— Se o Enem mantiver o padrão dos anos anteriores, acho que podemos esperar questões ligadas aos efeitos da tragédia em Brumadinho, por exemplo, e outros assuntos que foram muito discutidos este ano — explica a professora.

A docente afirma também que as queimadas que castigaram a Floresta Amazônica podem cair na prova. Ela adverte, no entanto, que é pouco provável que as questões deem espaço para um debate sobre a atuação do governo:

— Vai ser algo totalmente ligado à Biologia. Se cair o tema queimadas por um viés político, vou ficar surpresa — diz ela, lembrando que questões ligadas a gênero e sexualidade dificilmente aparecerão no exame.

Estratégia para o exame

Já para Dhiego Alex Moreira, professor de Matemática também da Eleva, os candidatos devem se preparar para responder a questões de porcentagem, análises de gráficos e tabelas. Além disso, é provável que a banca cobre análise combinatória, geometria plana e espacial.

O professor explica que, para ter um bom rendimento nessa avaliação, não basta só focar nos números. É fundamental saber interpretar textos e extrair deles informações:

— A prova cobra também conteúdo, porém, mais do que isso, ela pede raciocínio lógico. É importante ter pensamento crítico para saber se a resposta é viável ou não— explica ele.

Além de ler os enunciados com atenção, o candidato deve organizar bem o tempo. O professor recomenda que os estudantes comecem a responder a prova pelas questões mais fáceis e deixem as mais complexas para um segundo momento. Assim, o candidato não perde tempo e evita responder perguntas de menor dificuldade de forma aleatória.

— Não faz sentido ele errar uma questão de porcentagem simples, mas acertar outra de probabilidade complexa. Não é coerente do ponto de vista pedagógico — diz ele, acrescentando que isso pode até mesmo prejudicar a nota do candidato, por causa do TRI, método de correção do Enem que leva em consideração a complexidade da questão.

O que levar na prova

Os portões dos locais de prova serão abertos ao meio-dia e fechados às 13h, pelo horário de Brasília. Como há quatro diferentes fusos no país, estudantes de estados como Amazonas, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia devem ficar atentos aos horários em suas regiões. Para evitar atrasos, o ideal é que o candidato se programe para chegar ainda antes da abertura dos portões.

Além disso, vale ficar de olho nos relógios. No primeiro dia do exame, muitos dispositivos mudaram automaticamente para o horário de verão, que foi revogado pelo presidente Jair Bolsonaro em abril deste ano. Por isso, algumas chegaram cedo demais.

As provas só podem ser feitas com caneta esferográfica de tinta preta em tubo transparente. Os inscritos não podem esquecer também de levar uma identificação original e com foto. Segundo o Inep, instituto responsável pela aplicação do exame, fotocópias ou documentos em formato digital não serão aceitos. Veja a lista completa do que pode ou não pode ser feito na prova na página especial do Enem no site de O GLOBO (oglobo.com.br/enem).

Gabarito extraoficial

No mesmo endereço, o jornal vai disponibilizar logo após as provas de hoje, em parceria com a Plataforma de Ensino Eleva, um gabarito extraoficial do exame. Cerca de 40 professores corrigirão as questões ao vivo, em uma transmissão on-line.

— Muitas vezes o gabarito comentado pode ajudar o aluno a entender o que ele errou, porque não importa saber só as respostas incorretas, é preciso saber também por que elas estão erradas — afirma Gabriela Ayres, coordenadora pedagógica da plataforma.

A possibilidade de aplacar a ansiedade é outro benefício do gabarito extraoficial de O GLOBO:

— Os alunos saem da prova muito nervosos. É importante que eles saibam como foi seu desempenho para aplacar a ansiedade enquanto o gabarito oficial não é liberado.

autorização.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde