22/05


2015

Dilma se reúne com Lula antes de anúncio

A poucas horas do anúncio oficial do contingenciamento no Orçamento de 2015, a presidente Dilma Rousseff se reúne, hoje, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Granja do Torto, casa de campo oficial da Presidência da República. Os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Silva (Secretaria de Comunicação Social) também participam da audiência.

Conforme antecipou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, nessa segunda-feira, o corte orçamentário a ser anunciado nesta tarde será da ordem de R$ 70 bilhões e deverá atingir até mesmo vitrines do governo, como o programa Minha Casa Minha Vida. O anúncio será feito pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa.

A agenda com Lula não aparece na agenda oficial divulgada pela Presidência da República, que informa apenas uma audiência com Mercadante no Palácio da Alvorada pela manhã. Até a publicação deste texto, o Broadcast Político não havia obtido retorno da assessoria do ex-presidente.

O governo definirá o corte orçamentário "às cegas", sem conseguir aprovar na Câmara dos Deputados o projeto de lei da desoneração da folha de pagamento nem garantir o aval dos Senado Federal às medidas provisórias que alteram benefícios trabalhistas e previdenciários.

Joaquim Levy está preocupado com as desconfigurações no projeto de lei que revê a política de desoneração da folha. Conforme relatos obtidos pela reportagem, Levy já avisou que "se essa rocha for perfurada", há risco de o País perder o grau de investimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Prefeitura de Petrolina

22/05


2015

MST apoia João Bosco na CODEVASF

O Movimento Sem Terra (MST) enviou, há pouco, ao blog, uma nota em apoio a manutenção de João Bosco como superintendente da CODEVASF em Petrolina. O MST afirma que, pela importância histórica da CODEVASF, o órgão não pode servir de barganha política ou de moeda de troca por políticos ou partidos da base do Governo Federal por apoio ao governo. Confira a nota:

“A direção do Movimento Sem Terra – MST declara publicamente o apoio a manutenção de João Bosco como superintendente da CODEVASF em Petrolina. Sobre a nossa posição já nos reunimos e deixamos claro com a direção do PT de Pernambuco, com o senador Humberto Costa bem como oficializamos para representantes do Governo Federal.

A DIREÇÃO DA CODEVASF, pela sua importância histórica, não pode servir de barganha política ou de moeda de troca por políticos ou partidos da base do Governo Federal por apoio ao governo. A região, em função da longa estiagem e da crise hídrica, precisa que este o órgão, mais do que nunca, funcione de forma que garanta agilidade, celeridade, seriedade e transparência em suas ações, o Nordeste está vivendo o quarto ano de seca e precisa o máximo desempenho de todos os órgãos de governos, para responder as dificuldades, com ações, inovações e eficiência em suas proposições. A estiagem prolongada vem diminuindo a capacidade de fornecimento de água do Rio São Francisco para os grandes projetos de irrigação e se a seca continuar pode beirar o colapso.

Por essas e outras questões que entendemos que João Bosco na Superintendência de Petrolina já demonstrou sua capacidade e competência para condução da CODEVASF em períodos de dificuldades. Por isso pedimos o empenho de todos, principalmente das entidades regionais e partidos aliados do Governo Federal para garantir a continuidade do trabalho realizado pela atual administração sob o comando do atual gestor. Neste sentido, declaramos que todos os esforços possíveis estão e vão ser realizar para convencer as autoridades do governo federal da importância da permanecia de João Bosco na Superintendência da CODEVASF de Petrolina.”

Direção estadual MST

Jaime Amorim


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

Chicão

Bancada de Deputados Federais de Pernambuco que não elegeram ninguém e essa turma que não produzem nada e vivem invadido as terras dos outros. Pensam que são os donos ?



22/05


2015

PF não pediu quebra de sigilos de Renan

O advogado Eugênio Pacelli, que defende o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nas investigações da Lava Jato afirmou que a Polícia Federal (PF) não pediu a quebra dos sigilos fiscal e bancário do senador na operação policial. De acordo com o defensor, foram requisitados somente dados do deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), investigado no mesmo inquérito, e de outras duas pessoas relacionadas pela PF no caso.

No dia 7 de maio, a Polícia Federal enviou ao Supremo Treibunal Federal (STF) pedidos de quebra de sigilos relacionados a vários inquéritos em andamento no tribunal do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Entre os alvos dos pedidos estavam o senador Fernando Collor (PTB-AL) e o ex-deputado João Pizzolatti (PP-SC).

Uma das solicitações de quebra de sigilo foi feita no inquérito que investiga Renan Calheiros e Aníbal Gomes, mas, segundo Pacelli, não atinge o senador do PMDB. Na semana passada, ao tomar conhecimento dos pedidos, o advogado do presidente do Senado apresentou uma petição à Suprema Corte colocando os dados do peemedebista à disposição do tribunal. Na opinião da defesa, a quebra dos sigilos seria “desnecessária”.

“Desde o início, [Renan] se colocou à disposição das autoridades persecutórias e não tem qualquer receio quanto ao aprofundamento das investigações. Na verdade, e mais que isso, ele aguarda com absoluta tranquilidade a conclusão mais célere dos trabalhos”, diz trecho da petição, protocolada no dia 14.

Questionada sobre o teor dos pedidos de quebra de sigilo e o alvo das solicitações, a Polícia Federal disse que não se manifesta sobre investigações em andamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

marcos

Concordo com você Observatorio do Povo, e o pior foi Renan se juntar a Dilma, Lula e ao PT para ser presidente do senado, aí é como juntar merda, bosta e esgoto, o fedor é insuportável.

ObservatorioDoPovo

Tudo que diz respeito a esse indivíduo tem mau odor. Fede a podre. Tem maracutaia nisso aí



22/05


2015

Anulação de sessão da Câmara é indeferida

Do JC Online

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) indeferiu, no fim da tarde de ontem, o mandado de segurança que tinha sido impetrado por oito vereadores contra a Câmara Municipal do Recife, na última segunda-feira. Eles pediam a anulação da sessão plenária do dia 04 de maio, quando foi aprovado o Plano Urbanístico para o Cais José Estelita, que foi sancionado no mesmo dia pelo prefeito Geraldo Júlio (PSB).

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), André Guimarães, indeferiu o mandado e determinou a extinção sumária do processo, sem julgamento do mérito. Ele considerou que o mandado de segurança não seria um instrumento jurídico adequado à ação. “É inviável a utilização de um mandado visando restabelecer um processo legislativo já encerrado. O projeto em questão já havia se tornado formalmente lei antes de se haver ingressado com o mandado de segurança”, explicou ele por meio de sua assessoria. Para o desembargador, a via adequada para se solicitar a retirada de uma lei seria uma ação direta de inconstitucionalidade (ADIN).

O líder da oposição na Câmara, Jurandir Liberal (PT), declarou à reportagem do JC ter acabado de tomar conhecimento da decisão e preferiu não detalhar se haverá novas ações. “Vamos nos reunir com os vereadores que assinaram o pedido, juntamente com nossos advogados, e determinar qual será a estratégia a partir de agora”, afirmou.

AÇÃO CIVIL PÚBLICA - Além do mandado de segurança, a Câmara e a Prefeitura do Recife também estão sendo alvos de uma ação movida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Na última segunda, o juiz da 6a Vara da Fazenda Pública da Capital, Paulo Onofre de Araújo, notificou a Prefeitura e a Câmara para que se manifestem por escrito sobre o assunto, no prazo de quinze dias úteis.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Onodera Estética

22/05


2015

Prévia da inflação recua em maio

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) fechou o mês maio em desaceleração, ficando em 0,6%. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês anterior, o índice atingiu 1,07% e, em abril do ano passado, 0,58%.

O IPCA-15, que constitui uma prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – a inflação oficial do país – tem por objetivo medir a inflação de um conjunto de produtos e serviços comercializados no varejo, referentes ao consumo pessoal das famílias, cujo rendimento varia entre 1 e 40 salários mínimos.

Apesar da queda, com este resultado, o índice acumulado no ano foi 5,23%, acima da taxa de 3,51% registrada em igual período de 2014. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice ficou em 8,24%, próximo ao dos 12 meses imediatamente anteriores (8,22%), sendo, no entanto, o resultado mais elevado desde janeiro de 2004 (8,46%).

Segundo o IBGE, a desaceleração de maio teve como principal influência o peso da energia elétrica. Com peso de 3,88% na despesa das famílias, as contas de energia tiveram alta de apenas 1,41% em maio, contra 13,02% da taxa de abril, uma redução de 9,14 ponto percentual. Com a queda na energia elétrica, o índice do grupo habitação recuou de 3,66% para 0,85%, entre uma prévia e outra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Vila Festa

22/05


2015

Deputado pede revisão dos reajustes da Celpe

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) encaminhou, ontem, ao Tribunal de Contas da União, pedido de auditoria nos reajustes da Celpe, já que, de acordo com o resultado do balanço da própria empresa que apontou um lucro de 237% (R$ 21 milhões só no primeiro trimestre), não haveria necessidade de a ANEEL autorizar os reajustes extraordinários.

O argumento para que houvesse o aumento extraordinário no passado foi de que as tarifas estavam defasadas e o não reajuste iria dar prejuízo às empresas.

Eduardo da Fonte também pediu explicações à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) sobre dados divulgados nesta semana de que a satisfação do consumidor com os serviços da Celpe aumentou em 5%, entre 2013 e 2014.

A agência utilizou dados próprios do Índice ANEEL de Satisfação do Consumidor (IASC), que também revelaram que a confiança do consumidor com a Celpe diminuiu 5,4% e o critério fidelidade também caiu 6,4%. O parlamentar questiona a metodologia do índice e diz que a falta de clareza pode abrir margem para favorecimento da ANEEL à Celpe.

“Como a satisfação melhorou se a confiança caiu e a fidelidade também? A ANEEL precisa explicar essa metodologia enganosa que utiliza. O serviço da Celpe piorou, porque aumentaram as interrupções de energia no Estado e o número de pessoas mortas por choque elétrico nas ruas. Essa agência tem que ficar ao lado do povo e não do lado de uma empresa que lucra à custa do povo pernambucano”, ressaltou Eduardo da Fonte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se


22/05


2015

Tribuna do leitor: FBC e o petrolão

Por Elismar Gonçalves*

O vereador Betão, que saiu em defesa do seu aliado político, Fernando Bezerra Coelho, parece não acompanhar o noticiário envolvendo o senador na operação lava jato.

Além da denúncia do delator do processo, de ter pago 10 milhões de reais de propina, temos ainda o fato concreto do depósito na conta de familiares do senador Fernando Bezerra mais precisamente do ex-deputado Clementino Coelho.

Assim fica clara a associação do grupo político do vereador ao maior escândalo da história da política brasileira o chamado PETROLÃO."

*Vereador de Petrolina


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

ObservatorioDoPovo

Não existe nenhuma novidade nisso. Até as vacas do geraldo, que pastam aqui defronte a minha casa, sabem disso


Naipes Consultoria

22/05


2015

Estado homenageia Paulo Cavalcanti

Caso estivesse vivo, o advogado, promotor, escritor, deputado, vereador pelo Recife, líder comunista e um dos um dos mais respeitados homens públicos de Pernambuco, Paulo Cavalcanti, completaria cem anos de idade na próxima segunda-feira. Para marcar o centenário de nascimento, uma série de homenagens está sendo programada por instituições públicas e privadas e acontecerão ao longo do ano.

A primeira delas será prestada pela Assembleia Legislativa do Estado, na próxima segunda-feira, com uma sessão solene solicitada pelo deputado e líder do Governo, Waldemar Borges. Ela acontecerá às 18h e contará com a presença de familiares, autoridades políticas, amigos e admiradores dos campos político e intelectual que Paulo Cavalcanti cativou ao longo dos seus 80 anos de idade. Em seu requerimento, o deputado Waldemar Borges destacou a necessidade de homenagear o "ilustre homem multifacetário que sofreu as mais duras penas em busca dos interesses e do bem estar do povo".

Na terça-feira, às 20h, a Prefeitura do Recife presta homenagem a Paulo Cavalcanti através de concerto da Orquestra Sinfônica do Recife, sob a regência do maestro Marlos Nobre, com entrada franca. Ainda na programação da PCR, a Biblioteca Pública de Afogados receberá o nome de Paulo Cavalcanti e o prefeito Geraldo Júlio concederá a medalha da Ordem do Mérito Capibaribe (in memoriam) em cerimônia ainda com data a ser fechada.

Na quarta-feira, será a vez da Câmara dos Vereadores do Recife realizar sessão solene marcando o centenário, às 16h. Também estão previstas homenagens pela Academia Pernambucana de Letras, União Brasileira dos Escritores, Partido Comunista Brasileiro, Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, Câmara de Vereadores de Goiana, Ministério Público de Pernambuco, entre outras instituições.

Revista e Livros – O Governo do Estado, através da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), lançará, no evento da Assembleia Legislativa, revista biográfica de Paulo Cavalcanti - que faz a partir de sua trajetória pessoal, um importante resgate da memória política de Pernambuco e do Brasil. No ano do centenário, a Cepe também disponibiliza no formato digital (e-books) títulos referenciais da obra de Paulo Cavalcanti: tetralogia Memórias Políticas - O caso eu conto como o caso foi (um mergulho na história desde a Coluna Prestes até o fim da ditadura militar), além do premiado livro Eça de Queiroz: um agitador no Brasil (versão em português e inglês).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Biologicus

22/05


2015

PSDB promove encontro da juventude no Sertão

Fortalecer a participação do jovem na política e discutir o atual cenário da política nacional. É com esta proposta temática que representantes da juventude do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), do estado de Pernambuco, promoverão um encontro em Petrolina no próximo dia 30, no Hotel Costa do Rio (Orla), às 9h.

O encontro foi marcado a convite do presidente do PSDB em Petrolina, Guilherme Coelho, atual vice-prefeito, e do vereador Ronaldo Silva, do mesmo partido. Estarão presentes o atual presidente da juventude no estado, Rafiê Delon, e o conselheiro político da executiva estadual, Caio Lessa, que disputa este ano a presidência da juventude como sucessor de Rafiê.

Segundo Coelho, na oportunidade serão escolhidos os novos membros da comissão da juventude do PSDB de Petrolina. “A juventude precisa ter representatividade, se dedicar e atuar na política, e em Petrolina não poderia ser diferente. Uma cidade que é universitária, que tem estudantes lutando por seus direitos, que sabem se articular, enfim, não podem estar fora das discussões sobre o novo caminho para o Brasil que queremos”, reforçou.

Quem tiver interesse em participar basta encaminhar nome e telefone para o e-mail psdbpetrolina@hotmail.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Santana e Plácido

22/05


2015

Professores da rede particular se reúnem hoje

Hoje, o Sindicato dos Professores de Pernambuco se reúne em assembleia com os professores das escolas particulares do Estado. O encontro acontece na sede do Sindicato, localizada na Rua Almeida Cunha, nº 65, no bairro de Santo Amaro. Na ocasião serão repassados para categoria os informes gerais da terceira rodada de negociações com o Sindicato Patronal, que aconteceu no dia 13/05.

O Sinpro Pernambuco vem insistindo na defesa da pauta reivindicatória, sobretudo daqueles pontos que implicam em ganhos reais para os trabalhadores. Na última assembleia, os professores rejeitam a contraproposta patronal que impunha a retirada de direitos, já conquistados, da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

O mote dessa campanha salarial é “Eu quero mais direitos”. O Sindicato fez várias reivindicações no sentindo de ampliar os benefícios dos professores. Os principais pontos da pauta passam pela remuneração justa, condições de trabalho, valorização profissional e renovação dos direitos sociais da CCT.

“Não queremos retroceder em nada os direitos já garantidos na nossa CCT. Queremos reajuste de 15% nos salários, queremos hora aula atividade, queremos vale alimentação, queremos um piso de RS 15. Queremos andar para frente”, afirmou o secretário de Assuntos Educacionais do Sinpro Pernambuco, Luciano Paz.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Coluna do Blog
TV do Blog do Magno
Publicidade
Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Programa Frente a Frente
Apoiadores